1. Spirit Fanfics >
  2. Uma chamada diferente - Imagine Taehyung >
  3. Único

História Uma chamada diferente - Imagine Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, trouxe aqui esse hot do Taehyung para animar a nossa tarde/noite/madrugada.

Estava louca para postar, então se tiver erros, me perdoem e relevem.

Esse é o primeiro hot hétero que escrevo, então espero que gostem!

Beijos e boa leitura😘❤!

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction Uma chamada diferente - Imagine Taehyung - Capítulo 1 - Único

Suspiro ansiosa terminando de pôr o roupão. Dentro de alguns minutos Taehyung me ligaria e meu coração saltava de saudade. Fazia uma semana que não nos víamos, já que devido ao seu trabalho ele teve que viajar. Desde então, nos falamos apenas por chamada de vídeo e ligações. 

O toque da chamada ecoa pelo quarto, me tirando dos pensamentos. Não penso duas vezes antes de atender a ligação. 

Oi, meu amor. — seu rosto aparece na tela e seu sorriso quadrado me aquece

— Oi, amor. — sorrio ficando em uma posição confortável — Estou morrendo de saudades… 

Eu também estou louco para te ver, bae. —  ele se afasta da tela e me mostra o que está vestindo, o moletom cinza que lhe dei no seu aniversário. — Estou com tantas saudades que vesti minha peça favorita. O que está vestindo? Não consigo ver direito.

Afasto o notebook e me sento, dando a visão do roupão branco que estava vestindo. Seus lábios se abrem em um sorriso malicioso. 

Acabou de sair do banho, bae? — balanço a cabeça, negando — Então por que está de roupão? — dou um sorriso, mas não o respondo

Levanto-me da cama ficando em frente à porta e viro o notebook, para que a câmera foque em mim. Desamarro o laço do robe, sem desgrudar os olhos da face de Taehyung que observa atentamente meus movimentos. Seu sorriso se alarga quando começo a deslizar a vestimenta sobre meus ombros, fazendo estes ficarem expostos. 

Amor, isso é tortura… — sorrio e então retiro o roupão deixando à mostra minha lingerie vermelha — Não vejo a hora de te foder todinha.

Suas palavras me arrepiam e logo sinto minhas bochechas esquentarem. Dois anos haviam passado, mas eu nunca me acostumava com Taehyung falando coisas sujas. 

— Quando você volta? — deito-me com o notebook sobre a barriga

Ainda não sei, amor, mas acho que domingo estou chegando aí. — suspira cansado

Era notável o quão cansado ele estava. Apesar de amar o que faz, às vezes parece que ele é o único funcionário daquela bendita empresa. 

— Não acredito que ainda vou esperar mais três dias… — resmungo

Percebo que de repente Taehyung fica mudo e sem piscar. 

— Tae? O que foi? — ele pigarreia parecendo voltar ao mundo real

Desculpa amor, seus peitos estão me desconcentrando. — ele ri quando arregalo os olhos e me cubro com lençol — Sabe, esses dias eu vi um artigo sobre sexo por telefone. O que acha? — seu lindo sorriso estava ali de volta

A ideia de aceitar "fazer" sexo por videochamada parecia interessante, mas não era a mesma coisa. Enquanto usar os dedos era agradável, o pau de Taehyung era extremamente prazeroso. 

— Como funciona isso, exatamente? — pergunto sentindo um frio na barriga

Coloco o notebook sobre a cama, mais afastado do meu corpo para que ele conseguisse me ver direito. 

Eu vou dizer o que você tem que fazer. — sua voz soa mais grossa, denunciando que eu não era a única nervosa ali — Primeiro, eu quero que você me imagine tocando os seus peitos, da forma que você gosta. — fecho os olhos para aproveitar mais

Faço conforme ele diz. Por cima do sutiã, passo as mãos sobre meus seios, massageando-os como Taehyung sempre faz. Imagino sua boca no meu pescoço enquanto uma de suas mãos acaricia meu peito e a outra desliza pelo meu corpo, parando em minha buceta. 

Agora quero que você desça uma de suas mãos, lentamente, até sua buceta.

Obedeço deslizando a mão pelo corpo já ficando excitada. Coloco uma mão sobre minha vagina e fricciono dois dedos girando-os em círculo, ainda por cima da calcinha. Abro os olhos e o observo agora sem camisa, olhando para baixo. 

Porra… — ele resmunga e volta olhar a tela — Você ainda tem aquele vibrador, certo? — confirmo parando a estimulação — Ótimo, vá buscar.

Levanto-me da cama e vou até o guarda-roupas pegando o vibrador. Ele estava guardado há um tempinho, já que eu tinha outra coisa bem mais satisfatória. Volto para a cama com ele em mãos e sento com as pernas abertas, deixando à mostra minha calcinha já encharcada. 

Tira essa merda de lingerie e me mostra essa delícia que você tem no meio das pernas. — me arrepia com suas palavras e logo trato de fazer o que fora me dito

Posiciono o vibrador, já ligado, em meu clitóris e fecho os olhos aproveitando. Meus gemidos saíam descontrolados, junto com os murmúrios de Taehyung. Levo a mão livre para meus seios, os tirando do aperto do sutiã e iniciando massagens. 

Escuto os sons pornográficos da masturbação de Taehyung. Minha garganta seca e minha mente trava, não ia demorar muito para que chegasse ao meu limite. 

Isso, amor… — abro os olhos mais uma vez no exato momento em que Taehyung os fecha; agora ele estava com a cabeça jogada para trás, me dando visão de seu pescoço perfeito

Um grito escapa da minha garganta quando, sem perceber, aumento a velocidade da vibração. Volto à apertar os seios, sentindo o orgasmo chegar e assim, meus gemidos se tornam gritos. 

Isso amor, goza para mim, vai…— seus olhos se abrem e nos encaramos — Vamos gozar juntos?

Balanço a cabeça confirmando e fecho novamente os olhos, me concentrando apenas em chegar ao meu limite. Os gemidos de Taehyung começam a aumentar e sei que ele já está perto de gozar. 

Porra, que visão dos infernos. — dou um sorriso e grito, faltava tão pouco — Goza amor, goza.

Elevo a vibração para o máximo e grito, enfim gozando. Alguns segundos depois, escuto os arfares pesados de Taehyung, ele também havia gozado. 

Porra, isso é muito bom. — confirmo o olhando

— Mas é melhor com você aqui. — suspiro

Coloco o aparelho ao lado do corpo e me cubro com o lençol. Escuto alguns barulhos que vinham do quarto de Taehyung e ele me encara. 

Droga! — desvia o olhar para a porta e depois me encara de novo — Amor, tenho que desligar. — suspira e se aproxima da tela para sussurrar — Quando eu voltar, vou fazer você chorar de tesão.


Notas Finais


E é isso!

Espero do fundo do meu coração que tenham gostado 💕

Beijos e até o próximo (?)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...