História Uma Chance Apenas - Delvo (AlvoDelfi) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Alvo Potter, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Dama Cinzenta, Dino Thomas, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Godric Gryffindor, Gui Weasley, Harry Potter, Helena Ravenclaw, Helga Hufflepuff, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Katie Bell, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Merope Gaunt, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Mundungo Fletcher, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nick Quase Sem-Cabeça, Nymphadora Tonks, Padma Patil, Parvati Patil, Personagens Originais, Pirraça, Quirinus Quirrell, Remo Lupin, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rowena Ravenclaw, Salazar Slytherin, Scorpius Malfoy, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Ted Lupin, Tiago Potter, Tiago S. Potter, Tom Riddle Jr., Tom Riddle Sr., Victoire Weasley, Zacharias Smith
Tags Alvo, Alvo Severo Potter, Alvo X Delphi, Amor De Delphi Riddle, Criança Amaldiçoada, Cursed Child, Delfi, Delfi Lestrange, Delfim, Delphi, Delvo, Escórpio Malfoy, Harry Potter, Hogwarts, Magia, Romance, Romance De Alvo, Romance De Harry Potter, Romance Delfi, Rosa Wesley, Scorpius Malfoy, Uma Chance Apenas, Uma Única Chance, Voldemort
Visualizações 7
Palavras 1.326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura a todos, e eu diria que é um novo começo.

Capítulo 20 - O Sequestro


Fanfic / Fanfiction Uma Chance Apenas - Delvo (AlvoDelfi) - Capítulo 20 - O Sequestro

  O dia amanheceu, Alvo acordava cheio de beijos, mas tinha certeza de algo, Delfi não a deixava ir a lugar algum - Eu tenho que ir Delfi - Delfi o abraçava - Não vai não, fica mais um pouquinho - Alvo passava dias tentando ir, mas Delfi a convencia dele não ir - Porque me impede tanto de ir a procura do último fragmento - Delfi ficou quieta por uns instantes - Porque ele está seguro, os únicos que conseguiriam é àqueles que sabem a língua de cobra - Alvo se surpreende, não esperava por essa - como sabe de tudo isso? - Delfi bufou por um breve momento erguendo as mãos dela, rapidamente vinha um livro parando em suas mãos, e ela se sentou começando a procurar uma certa página - Aqui! - entregou Delfi a Alvo, que por um instante por encontrar um livro tão antigo - Salazar! - disse Alvo um tanto surpreso - Sim, Salazar Sonserina sabia falar com as cobras! - Alvo lia atenciosamente, parecia que Salazar estava ambicioso com alguma coisa e estava a procura dos objetos - Mas Delfi, aqui só conta que ele tinha apenas um fragmento! - Delfi sorri erguendo os olhos de Alvo para ela - E que lugar melhor, se não for a Camara Secreta? - Alvo já havia visitado, e sábia que algo assim estava tão perto de um dos objetos no passado e não encontrou - Tá mas se eu não for, eles vão dar um jeito de entrar primeiro! - Delfi suspirou e transmitia sua tristeza, que Alvo não compreendia o que seria. Alvo se levantou e começou a se arrumar, não podia perder mais tempo com tudo aquilo, tinha que destruir aquilo o mais rápido possível. Alvo ao terminar, desceu as escadas e pegou as coisas logo em seguida e entrou na lareira, entrando na rede de Flu. Delfi via ele sumindo e começou a chorar - Porque você não me ouve Potter! - Delfi chorava de raiva e só tinha algo que poderia fazer, e se arrependia amargamente, Delfi se arrumou rapidamente e saiu de casa as pressas, saindo da Barreira de proteção e aparatou para Londres. O movimento estava um pouco agitado, pois era o horário comum para trabalhar, e Delfi se apressou indo em direção à uma escadaria no subterrâneo, era um banheiro feminino e apressouse pisando dentro do vaso e deu descarga, foi completamente sugada para dentro e quando Menos esperava, estava no ministério - Como eu odeio esse lugar, um pior do que o outro - disse ela olhando para a segurança e percebia que um olhava de um jeito estranho e continuou a andar até os elevadores - Departamentos de Mistérios! - Delfi percebia que o homem ruivo a olhava de um jeito estranho - Já ouviu falar na palavra por favor, sabe isso é muito comum já que vai para o departamento - Ela retribuiu com um olhar assasino que o espantou - Só não estou tentando te ajudar a não chamar muita atenção - disse ele apertando o botão - segure firme - ela não deu ouvidos e quase caiu para trás se sua agilidade não fosse rápida. O elevador invés de descer, estava subindo para um andar a cima - Espera porque estamos subindo? - disse ela preocupada - Relaxa Mulher, é assim mesmo - O elevador parou no terceiro piso e Delfi se surpreendeu, acabará de encontrar Harry bem na sua frente - Ah Harry, eu vim falar com você - Harry quase não conseguia pensar direito, ele não esperava encontrar Delfi no ministério - Fred, aqui toma, eu já vou... me encontra no meu escritório às 2 horas! - Harry entrou no elevador e fechou, Fred não havia entendido nada perfeitamente. Com elevador descendo - O que houve? - Perguntou Harry - Alvo foi sequestrado! - Harry tinha certeza que sua barreira não tinha como falhar - Harry, eu prometo que tentei o proteger, e fiz isso durante todos esses dias desde Azkaban! - Harry tinha certeza disso, mas ao mesmo tempo estava ao lado da filha de seu inimigo, pensou inúmeras vezes se seria alguma armação, mas seria contra seu próprio filho novamente. Ambos chegaram no departamento que estava completamente vazio - Hermione disse que tinha uma audiência essa hora, sorte a sua - Harry apressou os passos ao lado de Delfi chegando até a audiência, mas algo estranho estava acontecendo - Cadê todo mundo! - disse Harry preocupado - Potter, pega a sua varinha! - Harry olhou para a direção dela, e parecia focada em um só lugar e olhando um pouco mais a fundo - Nada mal mesmo, pensei que isso servia para alguma coisa! - disse uma mulher jogando a capa de envisibilidade no chão - Olá Rivian! - disse Delfi um jeito sarcástica e pegou o frasco que guardava de suas lembranças e as absorveu novamente, não foi um encantamento fácil - Agora entendi.... isso serve para você suportar esses traidores! - Delfi sorria, mas de desgosto como sua imagem havia caído tanto, pensava ela - Onde estão todos Rivian? - perguntou Harry com a varinha em mãos - Vamos me ataque Potter, e veja o que acontece! - Delfi ergue seu braço - Não Potter, se fizer algo, Alvo será prejudicado! - diz ela irritada - Olha, 20 pontos para senhorita! - Harry se lembrará das últimas palavras da fulga que eles fizeram, não seria nada fácil enfrentar ela - Vou falar apenas uma vez, me deem os dois últimos objetos! - Delfi se contorcia toda por dentro - olha só, apagar as lembranças de suas ambições fez amar ele não foi.... é tão frágil agora se contorcendo por dentro! - Rivian parece ter a enfurecida, dava para ver apenas no olhar de Delfi, seu olhar insano de desejo de matar e seu sorriso para se conter - Eu sei Delfi, mas ele não te pediu em namoro e muito menos em casamento.... e mesmo assim você o rejeitou pela primeira vez e desejou que ele pedisse mais uma vez! - Rivian dava várias gargalhadas - isso tudo para dizer a ele um sim, para que não tivesse que se casar com o Lorran - Delfi não tinha muitas opções - Você não presta Rivian! - disse Harry indo em sua direção bem de vagar - O que adianta ser má, se não se diverte Potter! - Delfi ataca Harry o prendendo na parede com sua escuridão - Não me atrapalhe Potter! - dizia ela deixando cair uma lágrima - Eu me caso com o Lorran, enquanto ao jovem Potter.... fica a vontade para matar ele! - Rivian bufou de tédio - Você a ouviu Rivian! - disse Lorran entrando entre eles - Não me culpe depois! - Rivian desfez seu feitiço, deixando a mostra o Alvo centado em uma cadeira desmaiado - Uma pena que um garoto tão bonito tenha um sofrimento nas suas mãos! - Delfi por alguns instantes queria destroçar aquela mulher - Vamos! - Lorran puxou Delfi pelo braço e Rivian desfaz o feitiço em Alvo e saí correndo de Harry.

passava dias e Alvo estando consciente, não comia e não saía do quarto, era uma tortura pois tudo lembrava ela, até mesmo o cheiro que tentava mudar, mas voltava a estaca zero. Gina e Harry tentava levar ele para casa, mas ele se escondia de baixo da coberta e não fala mais nada, quando falava de sair da casa. Harry já não aguentava mais, vinha toda vez que podia, mas ele não fazia nada além que mandasse ele fazer. ano novo chegou e Alvo não conseguia sorrir, nem mesmo Escorpio que estava indo visitar o amigo, conseguia fazer ele sorrir por mais de 3 segundos. 1 de Janeiro chegou e tinha que voltar para Hogwarts. Alvo não tinha muitas escolhas, ele foi com a cabeça erguida. porém ele afastou-se de todos, não queria envolver ninguém com a situação dele.


Notas Finais


Será que eles vão mesmo ficar juntos? Até parece que tudo está contra eles.
Uma boa notícia até, de noite vai sair o próximo capítulo intitulado "Uma visita inesperada" como um especial de 20 capítulos postados até agora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...