História Uma chance para o amor (uma história sasusaku, itaka etc...) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shisui Uchiha, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Sasusaku
Visualizações 269
Palavras 2.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiie

Desculpe o meu desaparecimento, é que infelizmente eu apaguei o capítulo 17 e 18. Depois disso eu tive um bloqueio. Mas hoje estou aqui com mais um capítulo espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 18 - Finalmente lá?


Fanfic / Fanfiction Uma chance para o amor (uma história sasusaku, itaka etc...) - Capítulo 18 - Finalmente lá?

*** Sasuke*** 

Já faz semanas que eu estou tentando ter um momento romântico com a Sakura, mas alguma coisa sempre atrapalha. Teve um dia que quase, que o Daisuke nos pega na piscina. Agente estava nadando pelados, e ele acordou e foi para a área da piscina, já que agente não estava no nosso quarto(Que agora nós dividimos). E sem falar no outro dia em que agente descobriu que a Izumi estava grávida. Nesse dia eu tinha deixado o Daí na casa dos meus pais, arrumado o nosso quarto, com pétalas de rosas e velas aromáticas, tinha comprado o champanhe Rose que ela ama. E para que? Para ela chegar quase as 02:00 a.m em casa e falar que estava cansada, tomar um banho e ir dormir. Nem reparar no que eu fiz ela reparo. Vai se fuder viu nunca mais eu faço algo assim para ela.

Enfim minha adorada namorada? É acho que podemos nos rótula assim. Ela teve a idéia da gente viajar, então como não podíamos ir muito longe ( já que seria somente um final de semana, e o Daisuke vai ter que ficar com os pais da Sakura) decidimos ir a praia.  

Depois de ter deixado o Daisuke na casa dos pais da Sakura, fomos para o litoral. Iríamos ficar em uma casa da minha família que tem uma praia particular. Chegamos a casa e eu estaciono o carro na garagem da propriedade. Retiro nossas malas e vou em direção a casa, com Sakura logo atrás de mim. Ela não para de sorrir e dar beijos no meu pescoço, sempre que tem uma brecha. 

Já dentro da casa eu deixo as nossas coisas no quarto principal, e Sakura entra comigo no quarto.

-- Onde é o banheiro?-- ela me pergunta e eu aponto para a porta onde fica o banheiro.

Ela entra no cômodo e eu descido descer e ir para a cozinha afim de fazer alguma coisa para comer. A cozinha estava abastecida, já que eu pedi para a minha mãe mandar o caseiro limpar a casa e abastecer a cozinha para mim. Estava sentado na bancada, comendo o meu sanduíche de tomate com queijo e tomando um suco de morango. Quando Sakura entra na cozinha só de roupão. 

-- O que você está comendo?-- ela me pergunta.

-- Um sanduíche de tomate com queijo...quer um? -- pergunto.

-- Não obrigado... Eu vou dar uma nadada. 

-- Tem certeza já são quase 18:00 p.m, a água deve estar fria... Deixa para amanhã.-- falo

-- Não.... É bom assim... Me ajuda a renovar as minhas energias e afastar as más vibrações.

Ela fala saindo da cozinha e indo para fora da casa. Eu descido seguir a louca, só para ver o que ela vai fazer. Esta anoitecendo e o por do sol é lindo. 

Mas o que Sakura faz a seguir estraga tudo. Não por ela. Mas sim por quem acaba vendo a situação. 

Ela já de frente para o mar, retira o roupão e o joga na areia da praia, ficando completamente nua. Ela faz menção de entrar na água mas trava quando começa a escutar os gritos eufóricos dos pescadores que estão passando enfrente a casa.

-- Uuuuuiii gostosa.

--Isso aí delicia.

-- Vem pra cá, vem.

Eu saio correndo como um louco, pego o roupão na areia e cubro a minha namorada nua. Pego ela no colo e a levo para dentro da casa. Vou com ela até a sala e a deixo no sofa.

-- O que deu na sua cabeça para ir nadar pelada?

-- E-eu achei que a praia é particular, e que não teria neguem.

-- E é... Mas nesse horário sempre tem uns pescadores passando para voltar pra vila deles. Como esse é o caminho mais rápido nós permitimos que eles passem.

-- Eu não sabia.

-- Como você está?

-- Envergonhada..... Eu não acredito que aqueles homens me viram pelada.

"É eu também não acredito, mas quem mandou inventar de nadar pelada as 18:00 da noite."  Penso comigo mesmo.

-- Tenta esquecer isso tá bom... Vai tomar um banho, que eu vou preparar algo para você comer.

-- Não precisa deixa que eu mesma faço... Vai lá tomar um banho, você deve estar cansado da viagem... Depois eu tomo o meu.

-- Ou você poderia ir tomar um banho comigo.-- falo com um sorriso malicioso. Não custa nada tentar.

-- Quem sabe. 

Eu então dou um selinho rápido nela e vou para o banheiro do quarto. Tomo o meu banho. E não, a Sakura não apareceu para tomar banho comigo. Descido ficar só de cueca boxer preta e me jogo na cama. Estou muito cansado por causa da viagem de carro. Vejo Sakura passar ainda de roupão e ir para o banheiro. Alguns minutos depois ela sai com uma toalha na cabeça secando os seus curtos fios de cabelo róseos, e com um Baby Doll azul royal quase transparente. Ela então vai até a mala dela e retira um pote do que parace ser um creme corporal. E então começa a passar no corpo, começando pelas coxas. Ela só pode está querendo me provocar, por que isso está muito sexy. Eu não consigo tirar os meus olhos dela nem por um minuto. E o cheiro de cerejeiras que o creme emana, está me embriagando.

Ela para de passar o creme no corpo e guarda o pote, indo se deitar do meu lado logo em seguida. Nós damos uns amassos, mas acabamos indo dormir por conta do cansaço. 

Acordo no dia seguinte, sentido falta de alguém na cama. Então me levanto e vou fazer a minha higiene matinal, tomo um banho rápido e vou para o primeiro andar da casa. Logo avisto a rosada na cozinha, cozinhando. Vou até lá.

-- Bom dia.-- falo a abraçando por trás e depositando um beijo em seu pescoço. Dando um susto nela. 

-- Sasuke!!! Você quer me matar? Não me assuste desse jeito.... Eu quase infartei.

-- Me Desculpe....-- falo rindo do seu exagero.--.... Mas o que você está fazendo? 

-- O seu café... Eu ia te levar na cama, mas você se levantou antes. -- ela fala decepcionada.

-- Hm... Obrigado.... Porque você não o toma comigo.-- falo indicando a mesa.

Eu a ajudo por a mesa e nos sentamos para comer. Sakura me parecia meio estranha. Um pouco distante. O resto do dia e da tarde foi a mesma coisa, ela parecia estar em outro lugar. 

Tínhamos acabado de voltar da praia quando ela fala.

-- Amor eu preciso que você faça um favor para mim. 

-- Claro o que é?

-- Você poderia ir até aquela vila para mim e trazer morangos e chocolate.

-- Mas tem morangos e chocolate na cozinha.-- falo com uma sombrancelha arqueada.

-- Não tem não. -- ela faz um bico fofo.

-- Sakura são duas horas daqui até lá.-- falo sem nenhuma vontade de ir. 

-- Por favor.... É que eu estou com muita vontade de comer morango com chocolate.

-- Tá eu vou.... Só vou tomar um banho antes. -- falo por fim vencido.

Depois de quase quatro horas, eu finalmente estou de volta a casa. Estranho está tudo escuro. Se a Sakura dormiu eu juro que vou matar ela, por me fazer ir até aquela porcaria para nada.  Entro na casa e vejo uma trilha feita com velas e pétalas de rosas. Vou até a cozinha e deixo as sacolas la, para então seguir a trilha. Chego até o pé da escada e vejo que a trilha continua até o andar de cima, subo as escadas e vou até o quarto. 

No quarto encontro Sakura apenas com uma lingerie preta e meias 7/8 com um salto alto. Ela segurava duas taças de champanhe Rose nas mãos, e vem em minha direção estendendo uma taça para mim.

-- Você demorou.-- ela fala quando eu pego a taça.

-- Duas horas de viagem lembra.-- falo bebendo um pouco do champanhe.

-- Vou te compensar por isso.-- e ela tira a taça da minha mão e começa a me beijar. Não demora muito para que eu aprofunde o beijo, o tornando voraz, cheio de desejo e luxúria.

Sakura começa a desabotoar a camisa que eu estava usando, e eu vou a guiando até a cama sem parar o beijo. Até que caímos sobre a cama, comigo por cima dela, nos rimos e continuamos o beijo. Eu levo a minha mão até o seio dela e começo a massagear por cima do sutiã, arrancando suspiros da rosada. Logo eu  me livro daquela peça e vou até o pescoço dela e começo a beijar e mordiscar o local, e a me embriagar com o seu doce perfume. Vendo ela se arrepiar. Tinha me esquecido de como era as reações da Sakura sobre os meus toque. Senti falta disso.

Com uma vontade enorme de sentir mais o gosto de sua pele, eu abandono o seu pescoço e vou até o seu seio, e começo a sugar-lo. Vendo Sakura se arquea sobre a cama. Ela então leva uma mão até o meu membro que já está rígido, e o aperta por cima da calça. Me fazendo arfar sobre o seu seio. 

Sakura então me empurra para o lado e fica encima de mim. Ela dá uma rebolada sobre o meu membro, me fazendo grunhir. Ela então se aproxima do meu ouvido e sussurra com uma voz incrivelmente sexy.

-- Hoje eu estou no comando amor.... E eu quero sentir o seu gosto.

Ah essas palavras me deixou ainda mais duro. Eu não gosto muito de ser "dominado", mas ver Sakura desse jeito me excita ainda mais. 

Ela então vai até o meu pescoço e começa a intercalar beijos e mordidas, fazendo uma trilha pelo o meu corpo, e parando próximo ao cós da minha calça, ela então da um sorriso sacana e tira a peça junto da minha cueca. Deixando o meu membro exposto. Eu olho para ela com expectativa e ansiedade, sabendo o que ela vai fazer logo em seguida.

Vou a loucura quando Sakura começa a me chupar. Ah sim ela tem uma boca dos deuses, que me leva ao céu com facilidade.   Ela me arranca gemidos e grunhidos, com  a mágica  que a sua boca faz no meu pau. Coloco a minha mão sobre  a cabeça dela, intensificando a velocidade que eu queria. Logo eu chego ao meu clímax, me explodindo em sua boca. Sakura engole cada gota do meu gozo, o que acaba me excitando. Ela volta a ficar encima de mim e me beijar com voracidade. Me fazendo sentir o meu gosto em sua boca. Começo a apalpar o seu corpo com as minhas mãos, apertando cada parte dele. 

Sinto uma enorme necessidade de sentir mais da Sakura. Então inverti nossa posição, ficando por cima dela. Voltando a beija-la, contínuo a apalpar o seu corpo, apertando cada parte dele, arrancando suspiros da Sakura. Paro de a apertar e vou até  a sua calcinha que já está encharcada. Ah isso me deixa ainda mais louco. Afasto a calcinha para o lado e começo a estocar Sakura com dois dedos. Vendo ela arfar. Mas isso ainda não é o suficiente, então eu abandono os seus lábios e começo a trilhar beijos por seu corpo. Vendo ela arquea a cada contato dos meus lábios gélidos com a sua pele. Retiro a sua calcinha e me posiciono entre as suas pernas, vendo o seu clitóris inchado. Sem nenhuma cerimônia eu começo na sugar-lo, fazendo Sakura gemer alto e se agarrar aos lençóis da cama. Volto a estocar-la com dois dedos sem parar de chupar o seu clitóris.

-- Ahhh kami........Aaaahhhhhh. -- Sakura geme.

Sinto os meus dedos ser pressionados, e percebo que Sakura está chegando em seu clímax. Começo a sugar-la com mais rapidez sentindo o seu doce gosto. Ela goza em minha boca, e eu tomo cada gota de seu maravilhoso gozo. Indo beija-la logo em seguida. Eu não aguento mais, sinto uma necessidade enorme de estar dentro da Sakura. E ela parece querer o mesmo.

-- Sasuke por favor... Não me torture.-- ela sussurra no meu ouvido.

Eu então dou um sorriso malicioso, e me posiciono melhor entre as suas pernas. Escorregando a cabeça do meu pau sobre a sua fenda.

- Urghhh apertada.-- grunhir entrando dentro dela.

Sakura logo começa a arranhar as minhas costas. O que me faz grunhir. Começo a estocar-la devagar, mas não consigo ficar muito tempo nesse ritmo, indo mais forte e fundo logo após . Ah eu quero me afundar nessa mulher. 

-- Aahhh.... Sa-su-ke... Ahhhh.

-- Tão gostosa. 

Trocamos de posição, com Sakura ficando de quatro para mim. Eu volto a estocar-la forte e fundo. O que faz ela gritar o meu nome.

--- Sasukeee.... Ahhhh.-- ela grita em um gemido.

-- Porra Sakura... Tão apertada.

  Sinto o meu membro ser pressionado.

-- Aaaaah... Sasuke eu vou.

-- Eu sei, mas ainda não amor.-- falo saindo dela e trocando de posição. Me deito na cama e faço Sakura se sentar encima de mim. 

-- Nós vamos juntos.-- falo com um sorriso malicioso. E ela começa a me montar.

Começo a sugar o seio dela, fazendo ela gemer mais alto. A ajudo nas estocadas levando as minhas mãos até a sua cintura a fazendo ir mais rápido. Logo chegamos ao clímax juntos. Eu me explodo por completo dentro dela. 

Ela cai ao meu lado, e eu a aproximo mais de mim fazendo ela deitar a cabeça no meu peito. Sorrimos um para o outro sabendo que isso ainda não é nem o começo, e que a noite será longa. 

##########################




Notas Finais


Genteeeeeeee

Eai o que acharam do meu hentai?
Eu estou tentando melhorar.(juro)

Eu estou começando uma nova fic, ela também é sasusaku.
É uma comédia romântica onde o Sasuke é transformado em mulher. E leva o Naruto junto. Eles vão precisar da ajuda de uma rosada, para se virar com o novo estado deles.
O link está aqui em baixo caso vocês queiram conferir.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/de-ele-a-ela-13933540

Até o próximo capítulo 😘❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...