História Uma Chance para Recomeçar - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Visualizações 7
Palavras 2.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo >< tudo bom? Dessa vez eu não tenho muito o que falar sobre o início desse capítulo até porque ainda estou abalada demais pra conseguir pensar em algo, então vamos as recomendações:

BTS - Let Go (todo o capítulo, principalmente a última parte do Hyungwon)
Vixx - Love Me Do (a partir do "o tempo passou e com ele...")
Jay Park - Mommae (a partir do "juro que se eu gostasse...")

Boa leitura :*

Capítulo 19 - Capítulo Dezenove


--- Hyungwon ---

Wonho e eu estávamos terminando de arrumar nossas coisas no guarda roupa, já que ficaríamos no Japão por três semanas, até que sinto uma leve tontura, mas graças a Deus que ele é desligado e não reparou.

- Amor tem alguém na porta. – o ouço dizer enquanto ainda ajeitava as roupas nos cabides. – Pode ver quem é pra mim?

- Tudo bem, vou aproveitar e sair rapidinho, está bem? – aviso e vejo-o concordar.

Pego a carteira e o celular em cima da mesinha da sala e abro a porta dando de cara com o Minhyuk, e ele parecia meio chocado? Não faço a menor ideia. Apenas digo para entrar e saio fechando a porta.

Eu já sabia que estava esperando um bebê também desde o dia em que eu conversei com o Wonho sobre isso. Só que eu não tive coragem de contar ainda, precisava ter certeza de que não estava enganado.

Provavelmente eu vou contar antes do nosso show de amanhã à noite ou até mesmo depois. Sim, é melhor contar depois, já que ele seria capaz de não se concentrar no show e tudo o mais. Isso, eu já decidi, vou contar depois.

Eu disse a ele que sairia, mas na verdade estou sentado em uma lanchonete em frente ao hotel. Pedi um chá enquanto ficava pensando na reação dele. Ele vai ficar totalmente elétrico. Dou risada com o pensamento.

Enquanto me deliciava com o chá, sinto o celular vibrar no bolso do casaco e ao pegá-lo vejo que é da omma.

“Hyungwon, onde você está?”

Reviro os olhos e suspiro enquanto digitava uma resposta simples.

“Lanchonete em frente ao hotel, precisava pensar sobre algumas coisas. Aconteceu alguma coisa?”

Deixo o celular sobre a mesa e bebo mais um gole do chá, fechando alguns botões do casaco. Outra mensagem.

“Ótimo, pode trazer algo para a s/n? E ver como ela está? É só isso mesmo, obrigado.”

Ok. O idiota do Minhyuk deve ter feito alguma merda como sempre. Termino meu chá e vou até o balcão, peço alguns bolinhos, dois copos de chocolate quente e um bolo de chocolate pequeno. Agradeço e volto ao hotel.

Ainda no meio do caminho, recebo outra mensagem dizendo que ela havia trocado de quarto e que estava ao lado do deles. Então assim que chego ao andar, continuo reto até bater no quarto dela.

Uns segundos depois a porta é aberta e eu percebo que o estrago foi grande.

--- s/n ---

Não sei por quanto tempo eu dormi, mas devo ter acordado com o rosto totalmente vermelho e inchado. Ouço leves batidas na porta e antes de pensar em ignorar, escuto a voz suave do Hyungwon. Levanto com cuidado para não tropeçar no edredom e caminho até a porta.

- Jesus, s/n! Você está péssima! – disse tirando os sapatos ao entrar.

Olho-me no espelho perto do sofá e percebo o quão horrível eu estou. Dou de ombros e volto para a cama, sendo seguida por ele.

- O que houve? – perguntou sentando ao meu lado na cama.

- Minhyuk. – digo cruzando as pernas.

- Isso é meio óbvio, mas o que ele fez? – insistiu.

- Para resumir, Won: o manager me mandou uma mensagem no aeroporto, mas eu não posso dizer o que era, precisei fazer uma coisa quando chegamos ao hotel e quando voltei ao quarto, precisei omitir o que eu estava fazendo e o Minhyuk ficou estranho, quando fui procurar por ele, ele estava beijando outra mulher no bar do hotel. – pronto, já estava fungando de novo. Droga.

Ele me olha completamente chocado e então me abraça. Ficamos em silêncio por alguns minutos até que ele vai até a sala e volta com algumas sacolas, colocando-as em cima da cama.

- Aqui, um momento nosso, vamos comer besteiras e esquecer um pouco dos problemas. – ele é um anjo.

Enquanto comíamos, não pude deixar de ficar admirando a aliança em seu dedo. Era tão linda, ele tinha sorte por ter Wonho como namorado.

- E como está indo o namoro entre você e o Wonho? – pergunto vendo-o ficar um pouco tenso?

- Bem... – começou, respirando fundo. – Promete guardar segredo? – fala sério, é lógico.

- Eu prometo! – digo entrelaçando meu mindinho ao dele.

- Eu e Wonho vamos ter um bebê também, mas eu ainda não contei para ele. Na verdade você é a única que sabe até agora. – só percebi que estava de boca aberta quando ele gentilmente tocou meu queixo e a fechou, rindo fraco.

- Quanto tempo? – pergunto comendo outro bolinho.

- Eu descobri no mesmo dia em que o Kihyun confirmou a dele também... – uau.

- Quando você pretende contar pra ele?

- Amanhã depois do show... – disse ao fechar os olhos suspirando.

Conversamos mais um pouco e ele logo foi para o quarto dele. Na porta, nos despedindo, vimos Minhyuk abrir a porta na mesma hora, seu rosto estava inchado e os olhos extremamente vermelhos. Aquilo me partiu o coração, mas ao me lembrar do que vi, fecho a porta rapidamente e volto para o quarto.

Limpo a pequena bagunça que fiz com Hyungwon e pego meu celular ao deitar novamente na cama.

--- Hyungwon ---

Quando estava me despedindo da s/n, vimos Minhyuk aparecer na porta do quarto que era deles, e só de olhar para ele, percebi que ele estava tão pior quanto ela. Ah esses dois merecem uns cascudos.

- Voltei amor... – digo ao entrar no quarto e deitar ao lado do Wonho que estava lendo um livro qualquer que estava no criado mudo ao lado dele na cama.

- Senti saudade amor... O que foi fazer? – perguntou ao deixar o livro de lado e me puxar para seus braços.

- Fui até aquela lanchonete em frente ao hotel e depois recebi uma mensagem do Kihyun pedindo para dar uma olhada na s/n. Ela estava horrível, amor. – respondo sentindo seu cheiro e suspirando.

- O Minhyuk também estava assim, ele percebeu a burrada que fez e saiu logo depois de você. Espero que eles se acertem logo. – disse ao apagar o abajur e se ajeitar na cama me abraçando pela cintura.

- Eu também.

Ficamos conversando baixinho sobre o que esperar do show, sobre nós dois, e até mesmo sobre a situação da s/n com o Minhyuk até pegarmos no sono.

--- s/n ---

Fico ouvindo músicas durante boa parte da madrugada, até notar que o sono tinha fugido de mim. Para matar o tempo, resolvo separar as roupas que eu irei usar no show, e arrisco passar a coreografia mais uma vez, no quarto mesmo.

Quando olho para o relógio mais uma vez, vejo que fiquei dançando por quase duas horas. Apesar de já estar amanhecendo, o tempo estava muito nublado e parecia que iria chover durante todo o show. Uma preocupação me atingiu com tudo ao pensar na situação do Hyungwon e do Kihyun, nada pode acontecer com eles.

Ao contrário da maioria dos shows dos meninos que sempre aconteciam durante a noite, esse seria durante o dia, e estava previsto para começar umas 17h.

Cansada de ficar dentro desse quarto, tomo um banho e desço indo até a lanchonete em frente ao hotel. Ainda bem que eles abriam cedo, assim não estava tão cheio.

Apesar de estar magoada com o Minhyuk, eu não deixo de comprar o café e o bolo preferido dele ao mesmo tempo em que compro para os outros também. Volto para o hotel e de porta em porta, vou batendo até cada um deles atender. Na porta dele, eu tento manter a indiferença quando ele aparece com carinha de sono, coçando os olhos.

- Aqui, seu café. – digo estendendo-lhe a sacola com o bolo e o café.

- Obrigado anjo... – seu desgraçado que eu amo tanto, não chama assim que eu ainda estou magoada com você, traste.

Eu estava me virando para voltar ao meu quarto quando sou puxada para o quarto dele, sendo abraçada por um Minhyuk escandaloso e chorão.

- Me desculpe, por favor, amor! Eu não beijei aquela mulher! Eu a afastei na mesma hora e voltei para o quarto mais não encontrei você aqui. Por favor, me perdoa, eu não aguento mais ficar sem você aqui comigo. – a dó era tanta, que eu me sentia um instrumento musical.

- Tudo bem, oppa... Já passou. Eu só fiquei magoada. – digo mexendo no cabelo dele. Que saudade eu estava de fazer isso.

- Me disseram que você vai ter que ir antes de nós para o local do show, é verdade? – perguntou ainda agarrado na minha cintura.

- Sim, mas eu realmente não posso dizer o motivo, o manager que pediu. – dou de ombros.

- Tudo bem, me desculpe mesmo, ok? Pode ficar aqui comigo até você ter que sair? – fazendo biquinho não tem cidadão que consiga negar alguma coisa pra ele.

Apenas afirmo e fico ali com ele, mexendo em seu cabelo enquanto o via comer.

--- x ---

O tempo passou e com ele a chuva veio e se foi fazendo todos vocês ficarem preocupados. Faltava menos de duas horas e você já estava no local do show. Os fãs já começavam a aparecer e pouco depois os garotos também chegaram.

- Caramba s/n! – disseram ao lhe encontrar no camarim se alongando.

- O que foi gente? – você ri ao passar a mão pelos cabelos, encarando Minhyuk que engoliu em seco. Ele sabia bem o que significava esses seu olhar.

Por algum milagre, a chuva havia parado definitivamente e então você foi anunciada no palco. A primeira música era envolvente deixando os fãs loucos, principalmente os homens, mas você não estava nem ai para eles.

Sempre que tinha a oportunidade, você olhava na direção de Minhyuk que lhe encarava de boca aberta, fazendo os outros garotos darem boas risadas.

Ao final da primeira apresentação, você agradece e sai do palco extasiada pela sensação de ter milhares de pessoas curtindo sua dança.

--- Kihyun ---

Ao vê-la tão confiante no palco e tão sexy, pude apenas sentir orgulho de todo o esforço que ela teve para chegar até aqui. Com certeza ela merece tudo que está conquistando.

Minhyuk por outro lado, só faltava literalmente babar por ela, já que esqueceu totalmente de fechar a boca.

- Mano, fecha a boca ou vai molhar o chão... – ouvimos Chang falar dando risada. Alias todos nós rimos.

Quando a música acabou, ela agradeceu e correu até nós, até suada essa menina é linda, Senhor. Ao que parece, ela e Minhyuk se acertaram, já que depois de me abraçar com cuidado, ela pulou nos braços dele.

- Você estava maravilhosa, s/n! – Hyungwon a abraçou também, antes de nos chamarem para o palco.

- Toma cuidado ok, Won? – ele assente enquanto ela se vira para mim. – E você também omma!

Aceno com a cabeça concordando e nos despedimos indo para o palco.

--- Hyungwon ---

- Toma cuidado ok, Won? – afirmo enquanto ela se vira para Kihyun. – E você também omma!

O show estava tranquilo e tudo ocorria como o planejado. Cantamos todas as músicas da lista que tínhamos feito e até brincamos com as fãs. Tudo estava perfeito, até que nós saímos e a s/n voltou ao palco para encerrar o show de hoje.

Juro que se eu gostasse de mulheres, eu estaria louco por ela. Olha o jeito que essa menina move os quadris, a cintura, não é atoa que o Minhyuk parece estar quase morrendo ao meu lado.

- Vocês se acertaram, então? – pergunto o olhando.

- Sim, eu fui muito idiota por ter pensado besteira. – sussurrou me olhando de volta.

- Espero que isso não aconteça de novo. – digo e me viro caminhando em direção à outra escada na lateral do palco.

Como sou meio desastrado, não percebi algumas cordas jogadas próximo a onde eu estava andando e tropecei. E... Não foi um simples tombo. Eu praticamente caí do palco, deixando todos, principalmente a s/n e o Wonho preocupados.

Ela já havia acabado de se apresentar quando viu o que aconteceu e correu até mim desesperada. Eu estava com muito medo e com muita dor no quadril e na barriga.

Meu desespero era grande por pensar no meu bebê, que antes de cair no choro, sussurrei uma única coisa no ouvido dela.

- S/n, eu não quero perder meu bebê!


Notas Finais


Então amores? O que acharam do capítulo? Eu to chorando só de relembrar aqui... Obrigada quem leu até aqui e por continuar acompanhando a fic... Prometo que virão tempos e notícias melhores pra todos os casais ok??? ;-;

Roupa Love Me Do: https://cdn.shopify.com/s/files/1/0797/1877/products/spreepicky_Cheaper_version_Punk_Tiger_Garter_Black_High_Waist_Shorts_SP179820_2_1024x1024.jpg?v=1496827872
Roupa Mommae: http://g03.a.alicdn.com/kf/HTB1jUBZOVXXXXb_aXXXq6xXFXXXm/Women-clothing-set-hip-hop-Street-dance-sexy-costumes-wear-Long-Sleeve-Short-T-shirt-Shorts.jpg_220x220.jpg (imagina que é todo preto)
Maquiagem: https://abrilvejasp.files.wordpress.com/2016/12/abre01338.jpg?quality=70&strip=all&strip=info

Até o próximo capítulo :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...