História Marcelo, o Pastel e o Suco de Caju - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 19
Palavras 460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é o primeiro texto que escrevo do gênero, então não esperem muito dele, aliás eu escrevo apenas por hobbie.

Capítulo 1 - Uma Cilada


Fanfic / Fanfiction Marcelo, o Pastel e o Suco de Caju - Capítulo 1 - Uma Cilada

No tempo que eu ainda estava no ensino médio, eu tive uma ideia de dar aula de office grátis na lan house do meu tio. Os computadores eram meio velhos, mas cheios de história pra contar. Bom, quando eu iniciei veio bastante gente, mas a maioria pensava que era algo simples como clicar botões e lá aparecia um currículo vitorioso. E alguns desistiram. Dentre eles fiz um grande amigo, que com minha orientação já fazia melhor do que eu no meu tempo. Modéstia a parte, eu explicava muito bem. Além desse cara, tinha outros e duas meninas. Uma delas era muito tímida e ao dirigir a palavra a ela, quase chorava. Mas a outra, era o contrário, muito participativa, embora não pegasse de primeira,sempre conseguia no final. Logo me apaixonei por ela, compartilháva-mos muitos interesses em comum. A gente foi avançando e avançando até que um dia, ela me chamou pra fazer o que todo homem e mulher apaixonados fazem, amor. A gente se combinou no colégio mesmo, não tinha outro lugar. Eu não tinha levado nada, além do preservartivo. Já ela tinha vindo com uma sacolinha. Para ninguém desconfiar, ela entrou na frente e eu depois. A gente acabou se desencontrando. E não vi mais ela. Alguém chegou por trás e falou:

    -Marcelo? O que tu tá fazendo aqui? Vai se trocar pra educação física?

Era semana de educação física,talvez você esteja estrannhado. Mas no ensino médio não têm educação física, então no ano temos duas semanas só disso. Enfim, quando achei ela, estava chorando no chão. Contudo, já tinha falado com meu melhor amigo sobre o caso e que ele me ajudasse a procura-lá, achamos ela ao mesmo tempo. Eu perguntei:

   -Fernanda? Você está bem? - Disse me agachando pra perto dela.

   -Eu perdi meus óculos... - Falou sem levantar a cabeça.

   Um silêncio.

   -A culpa não é sua...

   Foi aí que meu amigo disse que tinha achado eles no chão, perto da parede. Eu peguei e dei a ela. Ela se levantou e agradeceu ao meu amigo:

   -Obrigada! Muito obrigada! - Disse enquanto dava pulinhos.

   -Que nada, eu só achei por ali... -Respondeu envergonhado.

   -Eu dou pra você quando você quiser.

   -O óculos? Eu não preciso, enxergo...

   -Não seu bobo, meu corpo... -Disse o interrompendo.

   Meu coração parou, o que foi aquilo? E a gente. Eu não era nada para ela? Eu simplesmente fiquei imóvel. Não sabia o que dizer. Ela disse:

   -Eu faço programa. Entendeu?

    -Que ótimo! Que tal agora?

   -Claro. -Deu um sorriso safado.

   Ali mesmo ela começou a fazer um boquete nele. Eu fui embora. A única notícia que eu sei é que até hoje ela transa com meu amigo e de graça. E mais do que antes eu tenho certeza, eu sou um fudido.


Notas Finais


Se vocês não tiverem pulado alguma parte, por ter sido muito chato hahaah, eu espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...