1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Criança na Frente do Amor >
  3. Burttefly

História Uma Criança na Frente do Amor - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá
Essa é minha primeira fic que tratarei de trazer uma história interessante.
Não sei se vai ser uma história longa.

Espero agradar você que está lendo.
Se seu coração estiver vazio, lembre-se você é muito importante.


Espero que eu possa encantar vocês
..

Capítulo 1 - Burttefly


Fanfic / Fanfiction Uma Criança na Frente do Amor - Capítulo 1 - Burttefly

Olá meu nome é Jeon Junkook, eu estou com meu coração partido, e incrivelmente me perguntando como essa história se acabou assim, e ainda sem acreditar que me apaixonei por um lobo que estava vestido de cordeiro, estou aceitando , mas estou em processo de seguir em frente, me sobe uma raiva por amar alguém que não me quer.
Bem não havia muito tempo que eu havia conseguido um estágio, eu estava tão feliz e grato por ter conseguido ainda mais sabendo que a advocacia seja uma carreira disputada aqui, pelo menos em todo o país mas em busan sempre foi muito concorrido.
Era em torno ddas 9:30, então sentir meu celular vibrar, era uma notificação no instagram, alguém tinha acabado de me seguir, eu ansioso verifiquei quem era.
Assim como quem não quer nada, sentado na minha mesa, observando para não ser pego pela Doutora, verifiquei meu celular e  percebi que tinha sido um garoto muito lindo,e eu achei surpreendente porque era Kim Taehyung a pessoa que eu mais admirava, desde que  eu havia o visto meses atrás, mas não sabia como encontra-lo
Acho que as coisas foram muito rápidas ou eu fui muito rápido, mas fiquei tão agitado que curtir uma foto antiga para tentar, logo tive interação e estava em extase
então pensei '' bom não tem nada a perder'' então fui no privado e:
- Bom dia, tudo bem?
então rapidamente recebi :
- Bom dia, tudo sim e com você?
Fiquei impressionado que ele respondeu rápido
- Tudo sim 
- Observei  que você curtiu minha última foto do feed kkkk- ele disse 

- kkkk foi sem querer - droga eu tinha sido pego
- aham sei, mas achei você uma gracinha.

- Aigoo!!Oh moço nao diga isso, eu sou igual aqueles comerciais de hamburguers de comercial, que dizem vender uma coisa bonita mas presencialmente vem tudo bagunçado, você que me parece ser muito lindo.
 

Ahhhh Meu Deus como eu me atrevi a dar em cima dele, omo parecia desesperado?? fiquei tão envergonhado porque aconteceu tudo muito rápido e eu estava hiper empolgado, na sala estava corado, mas se me pegassem ali, eu na hora seria mandado embora, minhas bochechas estavam coradas, mas tentava me conter na sala, enquanto esperava a impresssão do processo para entregar para doutora.
Fiquei pensando que merda eu tinha feito, entao apaguei o chat e respirei um pouco, estava afobado por ter sido a primeira vez que flertei.
Foi então que recebi :
- aiish, você não me engana, obvio que sei que você é uma gracinha.
- kkkk ok ok - respondi no chat.
- então o que você faz de bom ??
- estou no estágio sou estudante de direito.
                                                                            - // -

Então a conversa rolou e assim foi por dias, era super educado, eu via os posts deles, parecia ser muito fofo e atencioso.
Uma semana se passou, então recebi:
- oi, onde você mora??
- por que?
- Estou na casa da minha avó, minha familía está reunida, quero te ver hoje.

Eram 22:00 e haviam duas semanaas que nos conheciamos, mas mesmo assim eu fiquei nervoso, e estava muito empolgado, passei meu endereço.
- assim que sair daqui eu vou te ver, conseguir o carro do meu pai, vai ser breve.
- como assim?
- você gosta de Kimbap ??
- que pergunta descabida pensei, estava ficando confuso com tudo aquilo.
- Gosto sim.
Duas horas se passsaram, e eu estava com medo porque ainda morava com meus pais e era estranho alguém vim na porta da minha casa meia noite, e ele não me respondia.
- ei você ainda vem??
 e assim não recebi nenhuma resposta, coloquei meu pijama era uma blusa preta e um short preto, como a noite parecia um pouco quente eu gostava de me sentir fresco em quanto dormia. A raiva me subia, então deitei na minha cama, peguei meu edredom e estava me acostando devaga em meu travisseiro, finalmente eu ia descansar depois de um dia puxado, es que então meu celular toca.
Era ele meu coração batia forte, minha barriga gelava, o que eu iria fazer ja era tarde, então atendi.
- Yoboseo, Jungkook?
Sua voz rouca nunca havia escutado.
- Sim sim sou eu
- estou na sua rua, mas não sei onde é sua casa, você pode aparecer aqui na frente??
Meu coração desparou, se meus pais me pegassem iam ficar com uma raiva, mas mesmo assim respondi:
- posso sim, me espera.
Levantei da cama, e fui abrindo a porta lentamente, nossa como aquilo fazia uma barulheira, andei como se fosse um gato lentamente pela casa destranquei porta, e por um fio quase fui pego, por incrivel que pareça consegui chegar na rua em incriveis 2 min.
Chegando avistei o carro, e fiz sinal ele vinha devagar, parecia um anjo, sorrindo para mim, era incrível como alguém podia ser tão fofo.
assim que ele parou o carro disse:
- Boa noite Jeon Jungkook - sorrindo para mim com o canto da boca, dentro do carro, ele usava uma blusa branca e short azul,e uma pulseira prateada bem delicada, aquela era uma imagem da perfeiçãoç.
- Bo  Bo Boa nooite- gaguejei muito, ele sorriu, e então olhou para o banco do passageiro, devagar ele pegou um pote meio transparente, parecia ser comida, e colocou para fora da janela do banco do passsageiro.
- É Kimbap, minha avó que fez, eu estava curioso para te ver nem que fosse por 1 minuto, disse para o meu pai que ia levar a uma amiga, mas eu lembrei de você.
Aquilo fez com que as borboletas na minha barriga começassem a voar, a gelar, paralisei, estremeci, ele estava sorrindo para mim, e eu não conseguia nem pegar aquele pote.
- Toma eu trouxe para você, você não quer? - acordei do transe, gelado e tremendo peguei o pote,  e ele sorria para mim descaradamente, a minha mente estava entrando em pane, mas ao mesmo tempo com muito medo, covenhamos ele era um desconhecido apesar de ser lindo esse momento, poderia ter acontecido algo ali, e eu não estaria vivo agora.
- obrigado, preciso ir esta tarde - virei de costas, e fui em direção ao portão de casa.
Aconteceu algo incrivel em fração de segundo, escutei a porta do carro se abri, e passos chegarem enquanto abria o portão, pensei que eu ia morrer.
- EI- escutei sua voz me chamar - olha para mim.
Então me virei, seu braços entralaçaram meu corpo, seu corpo era quente e calmo, e ele estava me abraçando, fiquei sem reação, mas as suas maõs subiram e seguraram minha cabeça, e aoutra segurava minha cintura e por um uma fração de segundos ele me apertou levemente, seu cheiro era como se me acalmasse. Foi quando ele me largou e eu escutei.
 - Não fuja de mim, é a primeira vez que te vejo, quero poder te ver de novo.
Eu estava nervoso então o vi voltar para o carro.
Voltei para dentro de casa, muito maravilhado, apesar de ter sido pouco tempo queria sabe o que tinha acontecido, não queria nem comer aquele kimbap, coloquei na geladeira, me acalmei e me direcionei a cama.
Assim que me aconcheguei recebi:
- linda coxas hehe, boa noite.
Meu Deus o que eu tinha feito ...
 


Notas Finais


Nota Final - me empolguei acelerei muito
Continuem acompanhado.
Qual será o próximo passo desses dois??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...