História Uma criminosa a solta - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Luka Couffaine, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino
Visualizações 29
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiie

Capítulo 8 - Capítulo 6



Paris, 22:34 



Marinette estava andando de um lado para o outro de seu quarto pensando na merda que tinha acabado de fazer. Pegou seu celular e começou a digitar.



Mensagem on



Mari- Adrien desculpa mas hoje eu não vou poder sair com você 



Adrien- o que aconteceu?




Ela ignorou. " Foi rápido de responder" pensou ela... Se jogou na cama e começou a pensar... Claro que ela não ia ficar ali o resto da noite sem fazer nada. Saiu andando pela sede a procura de um dirface. " Quem achou que eu ia ficar sem fazer nada se enganou" falou olhando para a roupa preta que tinha acabado de roubar de alguém que também trabalhava ali... Voltou para seu quarto com a roupa escondida. Trancou a porta e foi se trocar. Soltou seus cabelos e botou q roupa preta e colada junto com uma máscara preta. Todos ali iam para a cama cedo já que no dia seguinte teriam que começar a trabalhar às 4:30. Ela foi direto para a garagem e pegou emprestada uma moto. " Ainda espero a minha moto voltar daquele concerto" subiu e saiu. Não sabia para onde ia só começou a andar para qualquer lugar aleatório. Passou pela Torre Effiel e viu o loiro sentado perto dela segurando o celular na mão. " Me poupe Agreste" . E continuou...




Adrien tinha mandado uma mensagem falando que ia terminar com ela. Entrou em seu carro e foi para uma direção oposta de Marinette. Seus olhos estavam cheios de lágrimas. Não conseguia ver nada por conta disso mas mesmo assim continuou seguindo caminho. Passou pelo sinal verde, porém alguém via pelo sinal vermelho e acabaram de batendo. A pessoa estava em uma moto e conseguiu pular. Assim que o carro bateu o loiro saiu de dentro dele. "Que rua é essa que só tem duas pessoas nela?" Pensou o loiro. Olhou para o lado e viu a pessoa tentar tirar a moto. Adrien foi ajudar.




- você é louca? Não viu que o sinal estava fechado?!




- Ah é e quando foi que o sinal virou uma loja para você falar que ele está fechado?




- piadista você né?!




- claro que não babaca




Ele revira os olhos. Pega a moto dela e depois se vira para a garota.




- por que estava andando sozinha a essa hora?




- por que eu quis- fala empurrando ele e indo para a moto. Ela sai




- eu já vi essa garota em algum lugar...- fala sozinho e entra no carro. Vai na direção que ela foi mas ela percebeu ele atrás dela e foi mais rápida. Ela entrou dentro de um parque saindo pelo outro lado fazendo o agente a perde de vista. " Merda" fala ele batendo no volante que fazer um barulho com a buzina, logo acelerando o carro e indo embora fazendo Marinette agradecer mentalmente por ele ter indo. " Esse cara parece até chiclete. Posso nem mais sair por ali que ele está em qualquer lugar que eu estou!" Ela desce da moto e sai em direção ao seu quarto. Alguém segura seu braço.




- onde você estava?- vira a garota para se encararem 




Marinette estava desesperada. O que iria acontecer com ela agora? Estava morrendo de medo que alguém descobrisse que ela bateu a moto no carro do agente que mais persegue eles... Porém mau sabia a garota que ainda iria vir algo bem pior do que uma bronca do Hawk Moth ou até mesmo uma invasão na sede pelos agentes... Ela estava com medo naquele momento então apenas tirou a mão da pessoa de seu braço e olhou para ela




- só estava andando de moto por aí Hawk Moth




- Ladybug você é a minha melhor agente e se você fosse pega? Poderíamos não ter ganhado de novo da polícia! Já pensou sobre isso?! Ainda temos uma plano para resolver e você quer ficar dando ao que bem entender! 





- afinal desde que eu, Alya e Chloé éramos crianças você nunca falou nada do que tínhamos que fazer. Por acaso aquelas jóias que eu roubava para você tem haver com esse seu plano?





- você não tem direito pra tal informação!




- tenho sim! Você mesmo disse que eu sou a sua melhor agente! Por que eu não posso saber essa " tal informação"?





- por que não iria entender! Essa conversa acabou! Você deveria estar agora no seu quarto! 




- prefiro...- a garota sai e se taca na cama. Suas colegas/ parceiras ainda estavam acordadas só esperando ela para saber o que havia acontecido enquanto elas treinavam.- amanhã eu comento para vocês 




- se você prefere- fala Alya e apaga o seu abajur 




- só não enrrola- Chloé faz o mesmo



Já Marinette tentava pensar em um plano de como saber qual era o plano de Hawk Moth e se fosse uma " besteira" concerteza a garota iria trocar de lado... Assim se fez a noite dela cheia de perguntas sem respostas e pensamentos sem fim...

 


Notas Finais


Desculpem qualquer coisa e a demora
Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...