História Uma dose de amor próprio; - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 57
Palavras 376
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me senti na obrigação de postar essa one-shot como forma de desabafo, talvez em uma maneira boba de expressar minha visão sobre este caso usando um personagem, quando me falta coragem para gritar isso ao mundo
Posto aqui meu desabafo, na esperança de incentivar às pessoas que irão ler a ter amor, não apenas pelas pessoas a sua volta, mas principalmente por si mesmo

#LoveYouself

Capítulo 1 - O que vier depois será lucro;;


Fanfic / Fanfiction Uma dose de amor próprio; - Capítulo 1 - O que vier depois será lucro;;


   Não era uma questão de não me amar, não era uma questão de baixa autoestima ou de falta de amor próprio, não era nada disso. Não era como se eu não amasse meu bronzeado, que não gostava do meu rosto mais redondinho de bochechas fartas, ou até mesmo dos meus olhos pequenos. Não era nada disso, eu me amava; amava me olhar no espelho e ver aquilo que via, eu amava poder sorrir e fazer aqueles que precisavam de felicidade no coração sorri também, amava poder ser tão bom quanto sabia que era, mesmo que com os meus defeitos. Eu me amava, mesmo que com todos os defeitos que qualquer ser humano tem, amor era uma das coisas que eu mais tinha em minha vida, e ainda tenho.

 

A sociedade pode não aceitar, pode não gostar da forma como sou corajoso e mostro meu bronzeado por aí, a sociedade pode não gostar de como me visto, de como falo, de como ando, de como me comporto, das minhas letras; do que eu sou. Mas eu me amo, e sei que há pessoas que me amam, exatamente pelo o que sou. A sociedade nunca irá me dizer o que fazer, não irá me tornar um robô, afinal eu tenho amor no coração e bondade na alma.

 

Acordem, por favor, não liguem para aquela sua vizinha que fala do seu vestido curto que mostra esse corpo lindo que você tem, aquele colega que ri das suas gordurinhas à mais ou que ri por você ser magro de mais, nem mesmo para os seus familiares que querem cuidar da sua alimentação, não ligue para quem não gosta do seu corte de cabelo, da sua cor, de você. Não segure sua risada frouxa, não tire seu batom vermelho por lhe chamarem de puta ou seja lá o que for, não tire esse sorriso lindo que tem por não ter dentes afilados e retos, não deixe de usar roupas curtas por não ter o corpo que a sociedade quer que tenha, beije a boca que quiser, foda com quem você quiser, e ame quem quiser, não deixe de ser você porque querem que você seja um outro alguém.
 

Peça uma dose de amor próprio e o que vier depois será lucro.
 


Notas Finais


eeeeeeeeeeee

espero que gostem szszsz
até uma próxima, talvez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...