História Uma estrela radiante. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 2.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, eu não sei bem oque colocar aqui, mas já quero avisar que eu não tenho um dia específico ou qualquer coisa do tipo para postar os capítulos, eu posto quando eu consigo fazer.
Se você gostou desse capítulo, pode acompanhar a história (que pode acontecer de eu ter preguiça de escrever o final ou não conseguir chegar a escrever), e se você quiser saber o desenrolar da história, mas estiver sem capítulos, me adicione por aqui mesmo, e eu posso conversar com você sobre a história e tirar todas as suas dúvidas (já que eu sempre tenho toda a história feita em minha cabeça).
E é apenas isso, desculpe escrever muito, e se a história ficou mau feita ou teve algumas erros de português, por favor, me corrija nos comentários, pois é sempre bom aprender mais. Obrigada e boa leitura ^^

Capítulo 1 - Cap. I



  Gritos de uma multidão. Este é o som de fundo de um dos repórteres do jornal nacional japonês, mau escuto sua voz pois a multidão estava louca.
 -Este é o som dos fãs da Kuri-chan! Já podemos ver que a amam muito! -O Jornalista, já gritando por causa da multidão, da uma olhada para trás em direção ao palco, tudo estava com poucas luzes, só se via os bastões brilhantes nas mãos das pessoas e o próprio jornalista. - Quando será que vai começar? - Então, as luzes do palco se acendem no mesmo momento em que ele termina sua frase, a multidão grita mais ainda. -Ah! Vai começar agora!
  A câmera vai em direção ao palco, e fica focada em um pequeno ponto no meio. Dou um sorriso e penso em como estava incrível naquele show, logo começo a ouvir minha voz vinda do vídeo em que estou vendo em meu celular. Desligo a tela, e levanto do sofá.
 -Eu realmente estava incrível. -Falo comigo mesma, uma forma de me incentivar e ter mais confiança em mim.
  Enquanto vou para a cozinha, ligo de novo a tela do meu celular e abro o Twitter, eu tinha uma conta falsa, para ficar olhando as postagens de umas das páginas sobre mim, aquilo me deixava muito alegre, pois só via comentários dizendo de como eu era bonita, de como me admiravam e de como era boa em minha profissão. A única parte ruim de ver a página, era quando eu via postagens de garotos, geralmente, falando de como queriam transar comigo e ficavam fazendo desenhos Hentai em que eu era a estrela, acho extremamente desconfortável.
  Abro meu freezeer, ainda olhando para meu celular e tateio as coisas nele para achar um pote de sorvete, o meu doce preferido, o acho e coloco na pia, vou pegando algumas colheres do pote e vejo uma postagem interessante na minha FanPage. Meu coração gela quando leio umas das palavras e logo em seguida a ouço porta do meu apartamento sendo praticamente arrombada, fazendo um barulho extremamente alto e assustador, por reflexo, pego uma de minhas facas mais afiadas dentro da gaveta e me escondo.
  -HOSHIKOOOOOOOOO!! -Uma voz feminina familiar para mim foi logo entrando em meus ouvidos. -CADE VOCÊ MEU DEUS!!
  Era Hinata-San, ela era minha superior e mais velha que eu, ela também era minha melhor amiga, me ajudava em tudo, e claro, sempre estava ligada as notícias sobre mim. Hinata é uma bela mulher com cabelos longos e castanhos, mas sempre prendidos por um coque, ela sempre está com uma maquiagem impecável e um batom vermelho sempre presente, ela usa um terno feminino com saltos, e sempre usa uma cor para cada dia, hoje estava com um terno Azul bebê com saltos brancos.
  -Hinata-San por favor, não grite e não entre em meu apartamento desse jeito, você sabia que eu poderia ter ligado para a emergência? -Me levanto de meu esconderijo e fico com cara de desgosto para ela.
 -Ah, sinto muito Hoshiko-Kun, mas é importante. Você viu na sua página?! 
 -Eu ia ler uma postagem estranha, mas espero que não seja nada. -Coloco a faca de volta para a gaveta.
 -Que postagem?
 -Uma que citava meu nome, espero que seja de outra pessoa.
 -ENTÃO VOCÊ NÃO VIU! -Hinata ficou eufórica novamente, eu não sentia um bom pressentimento sobre este assunto. -LEIA AGORA!!
-Nossa, calma, eu vou ler.
  Peguei novamente meu celular e comecei a ler a postagem.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 FÃ NÚMERO 1 DA KURI-CHAN <3
    TODOS OS FÃS DA KURI-CHAN!!!! LEIAM ISSO:
     Hoje eu estava trabalhando (trabalho com documentos como RG e CPF) e recebi este CPF: XXX.XXX.XXX-XX E VOCÊS NÃO VÃO ACREDITAR!! Eu descobri (por meios que não vou falar rs) que era o CPF da nossa amada KURI-CHAN!!!! Eu ainda estou surtando, mas, descobri que na verdade, ela se chama Hoshiko Tengoku. INCRÍVEL NÉ? Eu consegui muito mais informações que essas!!!! Mas vou guardar para mim mesmo <3


 Comentários:


Kuri-chan Is Love
O que? Que absurdo, isso é invadir a privacidade dela, você tem noção que isso é um crime??? Doente do caralho!


User15380
NÃO ACREDITOOOO!! MINHA AMADA KURI-CHAN!! Ops, quero dizer...HOSHIKO-CHAAN!!<3<3<3 POR FAVOR COMPARTILHE MAIS DADOS DELA COMIGO!!!


- Haru Akedo -
Isso passou dos limites.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
   Eu estava sem palavras, depois de ler tudo aquilo, meus ouvidos tamparam, minha mente ficou confusa e comecei a me sentir enjoada. Como aquilo poderia ter acontecido? Eu tinha excluído tudo do meu passado, minha família, a maioria de meus documentos são secretos, como isso?? Eu odeio esses fãs de merda! Eu quero que todos sofram na puta que pariu!
 -Hoshiko-Kun, você está bem? -Hinata-San colocou a mão em meu ombro.
  Eu estava borbulhando de raiva e estava ficando fora de mim pela ansiedade misturada com ela, minhas mãos ficaram fracas, e meu celular acabou caindo da minha mão e quebrando.
  -Eu odeio esses virgens filhos da puta! -Acabei deixando escapar, isso era uma coisa que eu só falava para mim em algumas situações de estresse extremo, então Hinata-San nunca teria me visto falar desse jeito.
  -Hoshiko...? -Ela se afastou um pouco de mim, assustada talvez? Não sabia ao certo, pois deve ter sido um grande susto para ela, pois está acostumada com uma imagem minha totalmente fofa.
 -O-oi, desculpe, não sei oque aconteceu comigo, só fiquei muito chocada com a notícia. -Fui andando bamba até meu sofá, e logo me joguei nele. -Não sei oque fazer agora Hinata-San, por favor me ajude.
  Hinata-San parecia estar no mesmo estado que eu, não sabendo lidar com a situação, ela sentou do meu lado e me abraçou.
 -Calma, vamos resolver tudo isso e vai ficar tudo bem, e daí se seus fãs sabem seu nome verdadeiro? Eles vão se sentir mais próximos de você e logo vão consumir mais dos seus produtos, e e daí se só um fã sabe muito sobre você? Nós vamos contatar a polícia, e ele vai ser preso por muito tempo, isso eu garanto. 
  Minha ansiedade estava abaixando, e minha raiva também, só conseguia pensar no cara que fez isso comigo, ele deveria ser um merda na vida, e aquela história de emprego deve ser uma grande mentira. Pensar que o cara é um fracassado na vida, me fazia sorrir, pessoas assim tinham que sofrer muito.
 -Obrigada Hinata-San, não saberia oque fazer sem você do meu lado me ajudando, aprecio muito sua ajuda. -Olhei para ela e retribuí o abraço que ela ainda me envolvia.
 -Não precisa me agradecer Hoshiko-Kun, afinal, somos amigas, e meu dever é te proteger.
  Nós desfazemos nosso abraço e ela me mandou trocar de roupa para irmos direto para a delegacia, e logo em seguida, a empresa que me apoiava. Eu coloquei uma roupa larga da cor cinza com detalhes pretos, para justamente não ser notada, e fomos para lá.
                                                                                                             ***
  -Nós vamos fazer o possível para identificar o sujeito e fazer a justiça para você Senhora Tengoku. -O detetive da polícia olhou para mim e se curvou, logo em seguida, ele saiu da sala com alguns documentos.
  Eu fiquei imaginando o quando a polícia iria demorar para pegar o maldito, esperava que não demorasse para isso, saber que uma pessoa podia estar com todos os meus dados pessoais, me deixava com calafrios e um medo absurdo.
 -Pronto Hoshiko-kun, agora tudo vai ser resolvido, só precisamos ter calma. -Hinata-San levantou da cadeira que estava e me olhou com calma. -Não precisa se preocupar com nada, a única coisa que você precisará fazer neste período de tempo, é falar na mídia que isso é uma grande surpresa e se esconder por um tempo para a fofoca abafar, depois disso, sua carreira vai poder voltar ao que era. Perfeito né? -Hinata-San falava com tranquilidade e superioridade, como esperado de uma pessoa como ela.
 -Sim, entendo. Agora eu só quero ir para meu apartamento, e descansar. -Levanto da cadeira e saio da sala do detetive.
  Eu e Hinata-San tínhamos ido para a delegacia mais próxima para relatar o boletim de ocorrência, como eu era considerada uma "nobre" e uma cantora global, Hinata-San me falou que a polícia ia colocar meu caso na frente de todos e que se resolveria rápido, ela também já tinha ligado para meu empresário e para o chefe de minha empresa, que colocaria mais pressão na mídia para descobrir o cara que tinha feito isso. Nós estramos em um carro da empresa, que era uma limousine preta, Hinata-San tinha chamado ela quando ligou para o chefe, eu estava cansada mentalmente e deitei a cabeça no banco, mas ainda estava pensando se esse evento iria estragar de vez a minha carreira.
 -Hoshiko-kun? Você está muito quieta. -Hinata-San me chamou, fazendo com que meus pensamentos parassem de fluir.
 -Eu só estava pensando.
 -No que?
 -Ah, você sabe, na pessoa que fez isso, não consigo achar lógica para a pessoa chegar a esse ponto. -Olhava para o teto, tentando clarear e filtrar oque dizia, pois poderia sair algo muito rude.
 -Eu também não consigo, mas temos que ter em mente que uma pessoa que faz isso não consegue raciocinar direito, ela provavelmente deve ter algum problema mental, nós não sabemos. -Ouvi Hinata-San dando um longo suspiro. -Pelo menos, sabemos que isso vai acabar, e ele vai sofrer oque merece.
-Sim.
  Depois de nossa conversa, Hinata continuou quieta e eu também, então não tivemos mais diálogos.
  Quando nós chegamos em frente ao meu condomínio, Hinata abriu a porta para mim e falou que eu poderia descansar até amanhã, e ela ia marcar algumas entrevistas para eu poder explicar o ocorrido, e com isso, tentar atrair mais fãs, que ficariam com dó de mim.
 -Até amanhã Hoshiko-Kun, descanse bastante. -Hinata-San deu um sorriso para mim, entrou no carro e foi embora. 
 -Até. -Dei um acena para o carro, claro que ela nem veria, ou escutasse minha despedida, mas me sentia melhor ao fazer isso.
  As vezes me sentia solitária, pois morava sozinha e não tinha nenhum relacionamento romântico a muito tempo. Sacudi a cabeça e decidi não pensar nisso, pois poderia ficar depressiva. 
 -Ho-Hoshiko-Cha-Chan...Fi-finalmente. -Uma voz rouca e masculina me chamou.
  Eu tomei um grande e susto e automaticamente olhei  para o lado em direção a voz, e vi um garoto de cabelos pretos que tampavam seu rosto, ele vestia roupas de um colegial e parecia extremamente tímido.
 -Si-Sim...? -Eu estava assustada, soando frio e com um nó na barriga e na garganta. 
 -Eu...Eu te amo muito. Por favor, seja minha esposa. 
 -Oque? -Meus olhos se arregalaram e me controlei para não fazer uma cara de nojo.
 -Você vai né? Afinal, eu sei tudo sobre você e...e eu sou seu fã número 1.
  Espere, fã número 1? Eu já tinha visto isso em algum lugar...Então eu me toquei, aquele garoto de aparentemente 19 ou talvez 18 anos, foi a pessoa que descobriu meu nome verdadeiro. Era ele a pessoa que eu atualmente tinha um ódio tremendo. 
 -Então é você. -Minha voz mais dura e fria, e meu nervosismo tinha acabado, agora o ódio me dominava. -Eu nunca me casaria com um fracassado como você, você para mim é como lixo. -Estava sentindo tanto nojo naquele momento, que acabei cuspindo em seu sapato.
  Ele começou a tremer e eu vi que ele estava segurando algo branco em sua mão direita.
 -Eu não acredito Hoshiko-Chan, eu sei que você me ama...afinal, eu te amo também, você...você tem que me amar, VOCÊ ESTÁ MENTINDO PARA MIM! -Ele gritou, e isso me surpreendeu.
  Ele também tinha levantado a sua cabeça e seus cabelos tinham saído da frente de seu rosto, eu pude ver, seu rosto era pálido e ele estava chorando e parecia com muita raiva também, seu nariz era um pouco grande, mas amassado, seus olhos eram pretos e brilhavam muito por causa das lágrimas. Rapidamente ele levantou a mão em que estava segurando o objeto branco misterioso e colocou em meu rosto, eu não tive uma reação rápida o bastante, o máximo que consegui fazer foi apertar seu pulso, que parecia puro osso. Tudo começou a ficar preto e eu sentia um cheiro estranho, um cheiro doce bem delicado.
 -Desculpe, mas foi você que pediu por isso. -Eu ainda ouvia sua voz, mas ela estava ficando fraca a casa segundo que se passava, ele falou mais coisas, mas não consegui compreender.
  Eu fui sentindo meu corpo rapidamente dormente, e parecia estar caindo.
  Depois, tudo ficou preto, e era como se eu estivesse dormindo.


Notas Finais


Por enquanto apenas isso, espero que tenha gostado do conteúdo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...