História Uma flor na escuridão - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Autoestima, Escuridão, Esperança, Flor, Pensamentos, Solidão
Visualizações 17
Palavras 436
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabs
Avisos: Mutilação
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sempre crio textos nas minhas notas, no celular mesmo, porém nunca postei em algum lugar. Espero que apreciem minha escrita.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Em suas flores ainda há luz


Há vezes que divago em pensamentos tentando encontrar o motivo de minha existência. 

Concluo todas as vezes que penso no quão sem noção minha presença é no mundo, um sentimento que vem do meu interior e quer fazer-se concreto em palavras.

Na maior parte do tempo quero me comparar a um botão de flor, não aparenta ter beleza, é pequeno, frágil e um dia vem a desabrochar, mas minha autoestima não me permite. Como posso comparar-me a algo tão delicado e belo como uma flor?

A vida é triste para aqueles que só enxergam a escuridão, mas acho que me acostumei com a amargura que me permite extravasar meus problemas.

Creio que um dia já fui absurdamente feliz, talvez em minha infância, mas é como se toda felicidade que um dia tive se esgotou e não pertence-me mais, esvaísse de meu corpo e apenas a amargura e solidão me restassem.

Sou uma pessoa totalmente solitária, sofri com perdas de amizades, as quais me deixaram pouco a pouco e apenas lembranças restaram.

Talvez a passagem por tantas escolas me deram receio de criar mais vínculos de amizade... Talvez sou apenas um alguém com problemas sociais e de adaptação.

Já ouvi muito que o tempo cura feridas, mas minha real indagação é quanto tempo é preciso.

Chorar faz bem e é confortante, mas quando se chora o tempo inteiro torna-se algo solitário e depressivo.

Ser diferente na maioria das histórias te torna uma pessoa especial, quando na verdade é visto como algo esquisito e que as pessoas têm medo de conviver e confiar.

Costumava me machucar em pontos estratégicos, mas o que são pequenos cortes para quem já está tão acostumada com a dor?

Palavras podem doer mais que xingamentos e agressões, e quando se vem de alguém que você gosta ou admira é quase insuportável aguenta-lá.

É necessário esperar nove meses para nascermos, mas em poucos minutos tira-se facilmente a vida de qualquer um.

A "flor-cadáver" floresce três ou quatro vezes ao longo de seus 40 anos, e questiono-me se ao longo da minha vida poderia ter mais que picos momentâneos de alegria, o quais seriam chamados de meus florescimentos.

Pode ser que eu esteja passando por uma fase estendida, e assim como a "flor do natal" eu precise de momentos de "escuridão" para conseguir uma coloração intensa e bela. E assim eu finalmente poderia me comparar com uma flor...

E como uma canção do Livre arbítrio,

"Não escureça a sua vida

Em suas flores ainda há luz."

Uma das tantas maneiras de dizer que a felicidade pode estar no aguardo e a esperança ainda não morreu.

 


Notas Finais


De certa forma esse texto passa uma mensagem, não gostaria de deixa-lo cair em esquecimento nas minhas notas (rs). Obrigada a quem leu, estava indecisa sobre realmente postar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...