História Uma Fraternidade - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 15
Palavras 1.770
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpa a demora pra postar.
Esse Cap é meio parado então.
Leiam as notas finais.

Capítulo 9 - O Acordo


Pov Dan

Eu estava preste a conhecer o maior traficante da região, se eu estava nervoso, só um pouco muito bastante. E pra fazer oq nada menos do que fazer metafetamina, não era algo muito difícil, mas eu precisava de muitas coisas,e esse traficante não era um traficante qualquer ele sabia o fazia. Não me pergunte pq eu sei fazer droga, eu acho que é um hobby.

- Dan não fique nervoso, ele só é o meu pai - ah é mesmo, esse traficante não era nada mais nada menos do que o pai da Eva, ela dizia que ele era super gente boa, ai eu me pergunto como é um traficante gente boa.

- Isso que eu tô com medo - disse, Eva riu, mas era sério isso me preocupava - Ele não é àqueles pai super protetor né ? - ela riu denovo.

- Não Dan - ela balançou a cabeça - e se fosse ... Bem vc é vc então, acho que tá de boa - sério que ela falou isso, eu sabia que não era um Mike da vida, mas né. Acho que ela viu a minha expressão e disse - Dan eu não quis dizer ... eu... Dan, foi mal.

- De boa - disse, acho que um pouco ríspido - já estamos chegando.

A gente estava entrando na periferia da cidade. A gente tinha saído do campus umas 6h agora devia ser umas 6:30 am. Hoje era sábado então já o tinha aula então tínhamos até às 19h pra fazer toda a droga. E enquanto isso Mike e Mia estão fazendo a parte deles.

- Pronto chegamos - Eva disse a gente estava na frente de um lavanderia, ela já estava saindo do carro.

- Eva oq estamos fazendo aqui? - a gente tinha que lavar roupa antes de fazer droga. Eu estava segurando o braço dela, ela me olhou de um jeito serio, mas depois começou a rir.

- Bem que meu pai falou, ninguem desconfia das lavadeiras - ela disse, meio que falando sozinha - Dan é aqui que vc vai fazer a sua mágica.

Agora eu entendi, era ali que ficava o laboratório do pai dela, como ficava ali eu não sei, saimos do carro. Agora ele estava brando, mas ainda com as manchas de outras cores, Eva tinha tirado sábado passado pra fazer isso.

A lavanderia não era nada fora do comum, tinha uma poeta de vidro com fitas azuis no meio e duas grandes janelas na lateral, que também continham fitas azuis, e no letreiro estava escrito "Lavanderia Semaj".

Entramos, estava vazio, tinha apenas um recepcionista. Eu adivinha quem era, isso mesmo, o cara que parecia ser o recepcionista preferido do Sr. James. Era o mesmo cara do bar. Ele nem parecia ter se dado o trabalho de trocar de roupa. Eva foi direto na direção dele, ele está lendo um livro, nossa ele sabia ler, ele foi de um jeito tão intimidado, ele estava usando a sua costumeira jaqueta, mas hoje ela estava com um shortinho que deixava aparecer as suas pernas brancas e definidas, ele usava uma camisa branca quase transparente, deixando aparecer o sutiã vermelho. Pqp ela era muito gostosa.

Acabo de levar um susto, pois Eva tinha dado um tapa na mesa, o livro do cara tinha escapado da sua mão.

- Cadê o Rony? - Eva falou indignada, com certeza ela não estava de brincadeira.

- Eu ... Eu não sei, só estou aqui pra um bico - ele ti se muito desesperado.

- Que seja - Eva disse balançando a mão - só abre, que eu quero falar com o meu pai.

- A senha antes - nessa hora ele ficou sério, mas Eva estava preste a matar alguém.

- Vc não tem medo não - Eva disse, muito pura.

- Eu tenho, mas não de vc é sim do seu pai, e ele não gosta que a gente quebre regras - ele estava muito sério agora - Agora a senha.

Eva fez uma careta, ela não gostava de ser submetida a fazê algo, mas ela cedeu.

- Lavagem violenta - ela disse, o atendente deu um leve risinho - Agora abre essa Porã, senão vou te quebrar na porada - eu não dúvidas dela, Eva ja brigou por muito menos.

Ela abaixou, e um segundo depois uma máquina de lavar roupa começou a se mover, e não demorou muito pra onde a máquina estava agora tinha um escada que levava pro subsolo. Me aproximei, Eva vinha a atrás, olhei a escada, não tinha nada de mais.

- Primeiro às damas - ela riu e foi na frente. Eu a segi, demorou uns 2min pra gente chegar no lugar destinado.

PUTA MERDA AQUELE LUGAR ERA FODA.

Mn aquele lugar era o meu sonho de químico, mn tinha tudo.

- Dan não começa a babar - Eva disse, mas eu já estava babando.

- Eva seu pai está contratando - ela riu.

Ela começou a andar passamos, por diversos aparelhos, que custavam 100k, era o meu sonho, tínhamos passado por um corredor e estávamos indo em uma sala, tinha várias portas, mas era evidente que a porta da sala dono ao dela era, pois tinha dois segurança e a porta era vermelha.

- Meu pai ele estranho as vezes - ela disse balançando a cabeça.

- Então ele é seu pai - tínhamos parado na frente dos segurança.

Eles eram parecidos com o atendente, mas eles eram mais musculosos, e usavam ternos.

- Leo e Ruy, queria falar com o meu pai - Eva disse, mas com um tom de amizade. Eles sorrio.

- Eae Eva, seu pai está lá dentro - Roy disse, logo depois abriu a porta, e gritou lá dentro - Chefe a Eva está aqui.

- Pede pra ela entrar - o pai da Eva tinha gritando.

A gente entrou, Eva foi primeiro, assim que entrei o pai dela me olhou de cima até em baixo. Hoje estava usando uma calça jeans e uma camisa social preta, e um tênis.

A sala dele era composta por dois sofás vermelhos com detalhes dourado no meio da sala, nos dois cantos tinha estantes com diversos livros e objetos de ouro, e no fundo tinha uma mesa de uns 2m, e atrás dela tinha um cara. Ele estava com uma camisa social vermelha e uma calça branca. Ele tinha o cabelo liso e decorrido, tinha um nariz fino olhos azuis.

- Eva, quem é esse? Oq ele faz aqui? E oq vc faz aqui ? E um bom dia - nossa ele era um pouco bipolar.

- Bom dia pai, então esse é o Dan - ele olhou pra mim e eu balacei a cabeça. Dava pra ver que a Eva estava nervosa - pai vc sabe do nosso acordo...

- Não esqueci, vc tem apenas até segunda - pera oq a Eva não tinha falado em tempo de entrega.

- Eu sei pai, e por isso estou aqui, o Dan ele sabe do acordo e vai ajudar, mas no meio do processo a gente vai fazer uma fraternidade ser expulsa - o pai dela a analisava.

- Esse fraternidade ela tem que ser expulsa? - ele perguntou, Eva estava na frente da mesa e eu do seu lado, ele saiu de trás da mesa e foi pro lado da Eva - Ela tem?

A Kappa Nu não tinha estava interferindo no nosso plano, era mais uma questão pessoal.

- Sim ela te que ser eliminada - Eva estava mentindo, o pai dela a analisou por um tempo, e enfim disse.

- Tudo bem,mas depois vou querer algo em troca - a gente acenou, nao sabia se era uma boa ideia, mas era a unica - oq precisão? - consegui perceber a respiração da Eva ficar menos tensa.

- Dan - Ela disse estendendo o braço na direção do pai dela.

- Ah sim - eu estava muito nervoso - Sr.James no caminho vi que no senhor tinha um laboratório muito bem equipado, eu ia precisar dele pra fazer metafetamina.

- Pera... Vc sabe fazer metafetamina, muito bom saber disso - o cérebro dele parecia esta pensando em um monte ideias - Vc tem futuro - eu não sabia se ficava feliz ou preocupado.

- Obrigado - disse - Então, o senhor libera o laboratório?

- Lógico - se isso me surpreendeu, HAHAHA só um pouco HAHAHA - Mas... - esse MAS.

- Oq pai ? - Eva disse.

- Como vcs devem ter ficado sabendo ultimamente a minha gang tem brigando muito com outras gangs - isso era verdade passou no jornal, que estavam acontecendo muitas disputadas por território - E a algum tempo atrás, um a gang jogou sujo e acabou matando o meu químico, então...

- NÃO - Eva tinha gritando, eu estava tão surpreso quanto o pai dela, ela agarrou a minha mão - Vamos sair daqui, ele não vai levar vc também - eu me soltei.

- Eva oq está acontecendo? - perguntei.

- Ele quer que vc trabalhe pra ele - ela apontou pro pai dela - eu não vou deixar - o senhor James tinha uma cara de tranquilidade.

A gente peecisava daquele metafetamina era uma parte fundamental do plano, não era só os outro que tinham que fazer sacrifícios.

- Por quanto tempo? - Eva me olhou em choque, e o cara estava sorrindo - confia em mim - eu disse.

- Até vc fazer 100kg de metafetamina - puta merda isso era muita coisa, ele via a minha cara de pensamento - pegar ou larga.

-Dan a gente da outro jeito - Eva sussurrou pra mim.

Isso ia demora uns 10 dias se eu fizer das oh da noite até umas 6h dá manhã - Dan pfv não.

- Fechado - escutei o suspiro de frustação da Eva, e agora o sorriso do pai dela estava aumentando - Mas...

- Mas? - o sorriso dele tinha sido preenchido por uma expressão de pura condução.

- Sim, vc ficará me devendo um favor.

Ele parecia preste a recusar, daí eu fiz uma jogada que aprendi em "O SOCIO", peguei na mão da Eva e fiz menção de sair, ela me olhou pensando que eu estava louco.

- Espere eu aceito - MN EU SOU FODA, virei e andei na sua direção, ainda com a mão da Eva junto a minha.

- Foi bom fazer negócios com vc - disse estendendo a mão, ele a apertou.

- Foi bom mesmo - ele soltou a minha mão.

- Ah é mesmo a gente vai usar hoje - disse.

- Sem problema.

Estávamos saindo, quando.

- Filha eu tenho orgulho de vc - com essa até eu fiquei surpreso - Vc sabe que negócio é negócio, né?

Eva portava a minha mão com mais força, ela me olhou.

- Ai que tá o problema pai - Ela disse - Mas eu te amo.

Dito isso ela me puxou pra fora da sala.

- Vamos temos que fazer droga.


Notas Finais


Já tenho um Cap pronto, então mês convenção de postar ele hoje HAHAHAHA
Tchau ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...