1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Garota Drogada - Jeon Jungkook >
  3. Você é tão Louca.

História Uma Garota Drogada - Jeon Jungkook - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Você é tão Louca.


Fanfic / Fanfiction Uma Garota Drogada - Jeon Jungkook - Capítulo 22 - Você é tão Louca.

 

 

Dia Seguinte.

 

Kaio: S/N? - Sinto ele me balançar.

 

S/N: Hm? - Resmungo de olhos fechados. 

 

Kaio: Você precisa acordar. 

 

S/N: Por quê? - Abro um olho e olho pra ele.

 

Kaio: Você tem que me ajudar,esqueceu? - Cruzou os braço sorrindo de lado.

 

Me sento e esfrego os olhos.

 

S/N: Que horas são? 

 

Kaio:11:45. Vou te esperar lá em baixo. - Ele sai do quarto.

 

Achei que ontem ele havia se empolgado e que depois iria desistir,até porque fazer isso é algo arriscado,mas ele não desistiu e o que me resta é ajudá-lo.

 

Me levantei,fui em direção a minha mochila,peguei um short de licra preto e uma blusa comprida branca,sai do quarto e fui até o banheiro.

 

 

Vou pra sala vendo o Kaio com um copo de suco em uma mão e seu celular na outra.

 

S/N: Você já tem algo em mente? - Falo me sentando ao lado dele.

 

Kaio: Eu estou procurando algumas ideias na internet. - Me mostrou o celular.

 

S/N: Já pensou em algo na praia? 

 

Kaio: Praia? Mas é muito movimentada. 

 

S/N: No pôr do sol! Além de ser bonito,as pessoas começam a ir embora porque começa a escurecer. 

 

Kaio: No escuro? 

 

S/N: Velas. Velas não são românticas? Sei lá. - Começo a entrar em um mini desespero porque não sabia de nada sobre o assunto.

 

Kaio: Já sei. - Ele toma o suco rapidamente e se levanta.

 

S/N: O que? - Fico o olhando todo empolgado.

 

Kaio: Vou pegar minhas coisas lá em cima e no caminho te falo. - Começa a subir as escadas.

 

Dei de ombros e comecei a comer as torradas que ele deixou largadas no prato.

 

 

Rodamos a cidade toda atrás das coisas que a gente precisava para fazer o que ele queria. Já se trata quase das 17:40 e nós estamos na praia esperando ela esvaziar um pouco para começarmos a arrumar as coisas. 

 

Quando uma boa quantidade de pessoas saíram da praia,começamos a arrumar as coisas. Kaio esticou uma toalha grande no chão e eu comecei a espalhar as velas de modo aleatório. Ele colocou as alianças em cima da toalha junto da frase que ele mais tinha medo da resposta e ficou encarando.

 

S/N: Você gastou tanto dinheiro nisso. 

 

Kaio: Sim. Se der errado eu já aproveito que o mar tá ali e me mato. 

 

Soltei um riso começando a acender todas as velas.

 

S/N: Relaxa.

 

Terminamos de arrumar. 

 

O celular dele vibra e ele desbloqueia o mesmo.

 

Kaio: Ele está no lugar que nós combinamos,vou lá buscar ele. - Disse sorrindo e saiu.

 

S/N: Esse é o dia mais aleatório da minha vida! - Falo pausadamente. - Ajudando uma  pessoa que não vejo a muitos anos a arrumar um pedido de namoro no meio na praia. - Falo baixo comigo mesma e solto um riso.

 

Uns minutos se passaram e Kaio logo apareceu de mãos dadas com o tal do Taeyang.

 

Taeyang: O que é tudo isso? - Perguntou meio confuso ao ver as velas. 

 

Kaio: Vem cá. - Puxou o garoto pra mais perto.

 

Taeyang: É sério? - O mesmo sorriu e Kaio acentiu. - Você é muito doido. - Solto um riso meio sem reação.

 

Kaio: Qual sua resposta? - Sorriu meio sem jeito. 

 

Taeyang: Eu aceito. - Abraçou o Kaio.

 

Kaio olhou pra mim sorrindo e pisquei pra ele. 

 

Peguei as comidas que estavam dentro da bolsa e levei até a toalha.

 

Kaio: Essa é minha prima.

 

Taeyang: Oi. - Sorriu.

 

S/N: Eai. - Sorri fechado. - Vou deixar vocês sozinhos. - Deixo a bolsa ali,pego uma das velas e começo andar em direção a algumas rochas.

 

Momento exato do pôr do sol. O céu realmente tava maravilhoso. 

 

Me sentei em uma das rochas colocando a vela do lado e fiquei olhando a vista e pensando em várias coisas.

 

A…


 

Caralho,tô com saudades daquele filho da puta do Jungkook. 

 

 

2 Dias depois

 

13:00

 

Esses dias que fiquei aqui foram ótimos,consegui relaxar e colocar tudo no lugar,foi muito bom ficar longe de toda aquela euforia. Decidi que irei dar uma chance ao Jungkook,mas antes irei falar com o Kwan sobre a gravidez. 

 

Terminei de arrumar minha mochila e desci.

 

Avó: Nós vamos te acompanhar até a rodoviária. 

 

S/N: Sério?

 

Kaio: Sim,o carro já chegou.

 

Saímos da casa e entramos no táxi que estava nos esperando do lado de fora.

 

 

Chegamos na rodoviária,saímos do carro e minha avó veio me abraçar. 

 

Avó: Se cuida,tá bem? Qualquer coisa você me liga que eu vou correndo pra lá. E quando você chegar lá me avisa, senão vou morrer de preocupação.

 

S/N: Pode deixar,vó. - Sorri fechado e ela separou o abraço.

 

Kaio: Foi bom te reencontrar. - Ele e me abraça. - Vou sentir saudades de você. 

 

S/N: Também vou. - Separei e olhei pros dois. - Tchau. - Dei passos lentos para trás e finalmente me virei para ir embora. 

 

 

Depois de horas de viagem,finalmente cheguei em Seul. Depois de sair da rodoviária,decidi que voltarei pra casa a  pé,talvez meio arriscado passar novamente pela praça que o Kwan quase levou um tiro e que fomos ameaçou,mas se eu não dirigir a palavra a eles,eles nem vão perceber minha presença.

 

 

Eu já havia andado bastante,já me encontro perto da tal praça. Estava andando lentamente.até ver de longe Ralf entregando um pacote branco pro Jungkook.

 

S/N: QUE??? - Minha cabeça bugou,mas não pensei duas vezes em correr até eles. - Que merda é essa? - Pego o pacote branco e jogo no chão fazendo tudo se esfarelar.

 

Jungkook arregalou os olhos ao me ver.

 

Ralf: Que porra. Você de novo? - Falou super irritado.

 

Jungkook: Calma,S/N… - Ele claramente está bêbado.

 

S/N: O que você tá fazendo aqui,caralho? - Pergunto gritando. Fora de mim.

 

Ralf: Você já tô começando a ficar irritado com você S/N.

 

S/N: Não tô falando com você, desgraçado. 

 

Ralf: Oi?? Tá ficando maluca?? Não tem medo de morrer? - Entra na minha frente

 

S/N: Louca eu já sou e medo de ser morta por você, não tenho mesmo. - Estava tão brava que era mais fácil eu matar ele do que ele me dar um tiro.

 

Ralf: Tá se achando demais,garota. Você não é tudo isso,sabe muito bem que não pode comigo. - Fala com sua arma apontada na minha cabeça.

 

Ri auto.

 

S/N: Eu que pergunto! Quem é você?? Só é homem com uma arma na mão, dúvido muito você cair na porrada com alguém e não sair todo arrebentado. 

 

Ralf: Eu tenho tanta dó de você. Só não encho esse seu rostinho lindo de bala porque você só é uma criança patética. - Abaixou a arma.

 

S/N: Se quisesse mesmo já tinha feito! Não é uma criança, é uma pessoa falando as verdades que ninguém nunca teve coragem de falar pra você.  

 

Jungkook: Chega,vamos embora…

 

Ralf: Olha só,é a última chance que eu dou pra você,some e não aparece mais na minha frente,ou eu juro que arregaço você toda. E você playboy,tem sorte que já me pagou essa porra,se não eu ia ficar com raiva de você também e ia ser a mesma ameaça pra você também. Imagina que lindo,o casalzinho na mesma cova. - Riu e deu as costas.

 

Bufei super irritada,olhei para o Jungkook que estava de boca aberta e comecei a  puxa-lo pela mão.

 

S/N: Que vontade de te bater! Por que você foi comprar aquela merda? 

 

Jungkook: Você é tão louca. 
































 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Esse eu fiz correndo. Me perdoem se não ficou tão bom assim,queria ter colocado mais detalhes. Quero avisar também que se eu ficar um bom tempo sem postar, é porque fiquei sem internet. É isso,não desista de mim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...