História Uma Garota Nada Popular - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Alice Cooper, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Chuck Clayton, Elizabeth "Betty" Cooper, Ethel Muggs, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Frederick "Fred" Andrews, Hal Cooper, Hermione Lodge, Hiram Lodge, Josephine "Josie" McCoy, Kevin Keller, Personagens Originais, Polly Cooper, Pop Tate, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Archie Andrews, Betty Cooper, Bughead, Cheryl Blossom, Choni, Drama, Jughaed Jones, Kevin Keller, Riverdale, Toni Topaz, Varchie, Veronica Lodge
Visualizações 168
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello povo
Voltei seus lindos, quem tava com saudade?
Capítulo na mesa de vocês ai.
Perdão pela demora, tá muito difícil de escrever Capítulo, eu durmo cedo agora, e minha vida anda uma correria com as coisas da escola.

Porém estou aquiiii
Boa leitura <3

(Perdão pelo Capítulo curto, queria postar logo para vocês...!)

Capítulo 8 - Eu sei, vou me magoar.


[Narração Betty Cooper]


Após nosso beijo, eu e Jughaed descemos do palco de mãos dadas, eu apenas queria sair dali com o Jughaed para algum lugar qualquer, não quero ouvir o que a Veronica e Cheryl irão falar, Kevin então? Ai.

- Ai gente, respeitem os limites do meu coração! - Diz Veronica limpando suas lágrimas.

- Meu Deus, o que foi isso? Eu não consigo digerir tudo isso. - Diz Cheryl.

- Há... - Eu realmente não sei o que dizer, socorro. - E-eu...

- Ela está com dor de cabeça, certo Betty? - Jughaed fala colocando sua mão em meu ombro e me olhando, obrigada Jughaed!

- É! Sim, estou com dor de cabeça, preciso ir para casa. - Falo pegando minha bolsa e indo em direção a porta.

- Eu vou com você. - Jughaed diz pegando seu casaco de cima da cadeira e indo em minha direção. Todos nos olhavam confusos.

- Mas, gente, eu ainda não falei nad... - Kevin fala, porém eu o interrompo.

- Não precisa, minha dor de cabeça está muito forte pra continuarem falando. - Dou um sorriso irônico.

- Se casem! - Kevin grita para eu poder ouvir. Olho para ele com meus olhos arregalados e uma cara assustada. Jughaed ri da fala do Kevin e da minha reação.



Jughaed queria que fossemos ao pop's, pois ele não comeu muita coisa no karaokê, eu também não. Chegando lá, fomos a mesa mais afastada, eu não sabia o que fazer, estava entrando em pânico. Deve ser trauma misturado com a minha ansiedade.


Droga!


Eu não sei o que fazer, o que falar, como agir. Preciono minhas unhas nas palmas de minhas mãos, assim eu posso aliviar minha raiva pela minha ansiedade.

- Betty? Você está bem? - Jughaed diz me encarando.

- Sim, estou, vamos sentar. - Falo me dirigindo a mesa do nosso lado.


Estava um completo silêncio. Pop chega perguntando o que queriamos comer.

- Eu vou querer um Milk-Shake de baunilha, e uma porção de batatas fritas. - Digo olhando para ele.

- Eu vou querer um Milk-Shake de morango e um hambúrguer.

Pop apenas acente e sai. Jughaed e eu nos olhamos por um tempo, até que ele disse;

- Ok, já chega desse silêncio pertubador, Betty, e-eu...

- Eu sei, Jughaed. Só... Nos beijamos... - Digo e ele pega em minhas mãos que estão em cima da mesa delicadamente.

- Não foi um beijo qualquer, Betty, tinha... Algo a mais entendi? Tinha, conexão, amor! É uma coisa que eu não sinto com alguém a muito tempo. - Ele diz acariciando minhas mãos.

- Se você não diz isso para todo mundo... - falo em um sussurro com a intenção de ele não ouvir. Porém ele ouviu.

- Há... É isso que você acha? Sério? Betty!

- Jughaed, perdão, eu só...

- Não Betty, eu já entendi. Olha, eu não sou assim com "todo mundo" como você pensa. Pelo contrário, eu posso até sair com algumas garotas da escola, mas não senti a mesma coisa que sinto por você! Por você, Betty! - Ele aumentou o tom de sua voz.

- Desculpa. - Falo baixo, ele ouve e sua expressão de séria foi para tristeza, ele analisava meu rosto tentando entender. - Eu... Eu só...

- Betty, o que foi? - Ele diz preocupado, ele realmente já sabe que não tem haver com ele.

- Eu sou insegura, Jughaed! E... Eu tenho medo, medo de me apaixonar de novo, e você acabar me trocando, ou... Sei lá! Eu... Eu só, não quero me magoar... - Falo e ele me interrompeu selando nossos lábios delicadamente. Um gesto calmo.

- Betty, olhe para mim. - Ele pega meu queixo direcionando meus olhos ao encontro dos seus. - Você é única para mim, não irá ser trocada, por favor, não se sinta insegura comigo, eu realmente estou sentindo algo, e eu sei disso. Você é boa para mim, Betty.


Eu não sei o que dizer, como reagir, minha ansiedade está subindo cada vez mais e mais, minha respiração está pesada, precisono mais fundo minhas unhas em minhas mãos. Jughaed percebe que a algo de errado, ele olha para minha mãos e as pega.

- O que é isto? - Ele diz abrindo as palmas das minhas mãos. -Betty... Há, merda! Por que você faz isso?

- Desculpa Jughaed! - Sinto uma lágrima escorrer pelo meu rosto. - Eu não controlo, é automático! Não é culpa minha, ansiedade, estou com medo, eu sinto muito! - Falo saindo da mesa e indo em direção a saída.


Me sento na calçada, envolvendo meus joelhos com meus braços e controlando o máximo o choro, respiro e inspiro, fecho os olhos buscando calma.

- Betty, por favor, me escute. - Jughaed fala delicadamente se sentando ao meu lado. - Olha para mim, por favor...


Viro para olhar para ele quando escorre uma lágrima pelo meus rosto, ele limpa a lágrima com o polegar.

- Vamos devagar, ok? Eu sei que você realmente não está confortável com a situação toda, me desculpe se estou indo rápido de mais, ou falando as coisas rápido de mais, eu só não conseguia mais guarda isso pra mim. - Ele da uma pausa em sua fala. - Vamos devagar até você se sentir mais tranquila, mas eu não irei desistir de você, Betty, você me faz sentir coisas que nunca pensei que ia sentir novamente.

- Você também Jughaed, você também...


Nos abraçamos fortemente, fico mais calma, minha respiração fica mais controlada, as lágrimas se secam, e minhas mãos não sentem mais dor. Nos separando do abraço, ele me olha no fundo dos meus olhos, depois a minha boca, posso sentir que ele quer me beijar, mas não pode, ele realmente quer respeitar meu tempo.


Feliz com o que ele está fazendo, eu o beijo, como uma recompensa pelo seu esforço, nosso beijo está com mais intensidade. Separando nosso beijo com as respirações pesadas e ofegantes, ele morde meu lábio inferior, dou um sorrisinho com seu ato em meio ao beijo.

- Vamos Betty, pedi pro Pop deixar nosso pedido para levar, vamos pegá-lo e eu te deixo em casa.  -Ele diz se levantando e dando a mão para poder me levantar também. Eu acho que, eu realmente gosto dele, mas tenho medo de me magoar...


















Notas Finais


Ai gente...

Spoiler ai pra vocês... Essa ansiedade e insegurança da Betty vai ser um grande problema da relação deles dois...

Não a culpem, eu sei o que ela está sentindo...

*Desculpem os erros*


É isso povo, bj amo vcs, até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...