História Uma Garota Nada Popular - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Alice Cooper, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Chuck Clayton, Elizabeth "Betty" Cooper, Ethel Muggs, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Frederick "Fred" Andrews, Hal Cooper, Hermione Lodge, Hiram Lodge, Josephine "Josie" McCoy, Kevin Keller, Personagens Originais, Polly Cooper, Pop Tate, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Archie Andrews, Betty Cooper, Bughead, Cheryl Blossom, Choni, Drama, Jughaed Jones, Kevin Keller, Riverdale, Toni Topaz, Varchie, Veronica Lodge
Visualizações 165
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello povo
Voltei com Capítulo tenso pra vocês!
Se preparem...

Boa leitura <3

Capítulo 9 - Ele é Serpente.



[Narração Betty Cooper]




Um novo dia, acordei cedo hoje, pois irei me encontrar com Cheryl no pop's antes da escola, ela queria conversar sobre algo, não sabia muito bem o que era. Fui ao banheiro tomar um belo banho, não demorei muito, não estava querendo um banho demorado, era exatamente 5:20 quando acabei meu banho.


Fui ao meu closet, venti um vestido branco de renda, com um casaco rosa grande que ia até o final do vestido, calcei um tênis branco e fui a minha penteadeira, sequei meus cabelos molhados e resolvi fazer uma chapinha, hoje decidir ir de cabelos soltos, não me pergunte o por que.


Acabando de arrumar meu cabelo que estava liso pela chapinha e partido ao meio solto, fiz uma maquiagem simples e passei um gloss. Desci as escadas indo a cozinha, onde estava meu irmão.

- Bom dia Bebe. - Ele diz alegre com um lindo sorriso. - Dormiu bem? Polly e mamãe viajaram, de novo... Bom, eu estarei no comando, e antes que pergunte, elas voltam daqui a uma semana, problemas com a vovó...

- Uau, energético? - Ele ri e me dá um leve tapa no ombro. - Bom dia pra você também maninho, bom, já entendi tudo. - Dou um abraço nele e deposito um beijo em sua bochecha. - Tchau maninho, vou me encontrar com a Cheryl no Pop's, irei tomar café lá. Até mais tarde!

- Ok, cuidado! Até mais tarde. Te amo! - Ele grita para mim e eu faço uma cara fofa para o mesmo que me lança um sorriso.


[...]



Chegando quase no Pop's ajeito meus óculos, entro no local e procuro por Cheryl, que está sentada na última mesa, seu olhar se encontra ao meu, ela lança um sorriso fraco e seu olhar está triste... Vou em direção a mesa.

- Ola Cher, bom dia! - Falo dando um pulo e beijando sua bochecha. - Que cara é essa?

- Preciso desabafar com alguém, não sei com quem, eu... Eu preciso de uma amiga...

- Mas e suas amigas líderes de torcida? E você não podia andar com a gente, lembra? Você pode estragar sua reputaç... - Ela me interrompe batendo suas mãos na mesa com uma certa força.

- Foda-se minha reputação de merda! E a quelas meninas não vão me entender, eu não confio nelas... Eu não consigo ver elas como amigas! Por favor, me ajude. - Sua voz sai fria e falha, ela está desesperada, lanço um olhar com compaixão e pena.

- Calma, é claro que irei te ajudar, fico feliz por você ter pedido minha ajuda, o que foi?

- Betty, eu irei falar... Mas do fundo do meu coração, eu te pesso para não se assustar! Por favor! - Olho confusa para a mesma e apenas acento esperando ela dar continuidade a sua fala. - Eu... Eu gosto de uma garota! Pronto, falei. - Ela fala super rápido.

- Cher, e o que que tem isso? Você é livre amiga, você pode gostar de quem quiser! - Ela dá um sorriso irônico e triste.

- É, porém tem muitos problemas nisso! Primeiro: Ela é uma serpente. Segundo: Ela gosta de um cara. Terceiro: Eu não sei se ela pode se interessar...

- Cheryl, calme-se! O que é serpente? - O que diabos é isso? Eu realmente não entendo, eu não faço ideia do que ela falou.

- Serpentes são uma gangue do lado sul. - Faço uma cara assustada. - Não se preocupe, eles não são "maus". - Faz aspas com as mãos.

- Há, olha, vamos lá... Primeiro, fale para ela o que você sente, talvez ela... Sei lá, apenas se abra para ela. Segundo, o fato dela ser uma serpente não pode te atrapalhar, essa gangue ou sei lá o que seja, não pode ser uma barreira para esse amor. Terceiro, quem é o garoto? Você sabe? - Pergunto.

- Não, apenas sei que ele estuda lá na escola... E, bom, os alunos da escola do sul irão estudar na nossa escola agora, e no caso ela irá estudar lá também, estou nervosa...

- Ham? Como assim? Eles irão estudar lá? Como você sabe?

- Bom, eu faço parte do comitê estudantil, o diretor vai fazer uma surpresa e contou apenas para mim, ninguém sabe da escola ainda... Estou nervosa, tomara que dei tudo certo.

- Pensamento positivo amiga! - Falo segurando suas mãos e sorrindo. - Bom, vamos indo, se não vamos chegar atrasadas... - Ela acente deixando dinheiro em cima da mesa, e nós nos retiramos do local indo a escola.


[...]


Já estávamos na frente da escola, Cheryl se despediu e foi até umas pessoas do comitê estudantil, eu liguei para Chic para saber mais sobre esses serpentes, ele falou que ele tem alguns amigos que são e ele falou que é para ter cuidado, a mamãe pode não gostar. Confesso que estou nervosa, e com medo de entrar, afinal, depois de tudo aquilo com Jughead, como eu não estaria nervosa?


Entrei na escola já me deparando com Kevin e Veronica, eles me comprimentaram e eu me retirei procurando por Archie, não sei por que mas... Queria falar com ele, ele não mandava notícias a um bom tempo.


Finalmente achei ele parado em seu armário.

- Hello amiguinho, tudo bem? - Falo parando em sua frente sorrindo.

- Betty! Meu Deus, que bom te ver, estás linda, e sim, estou bem, aliás, bom dia!

- Bom dia, você sumiu, por que? - Falo olhando para meus pés.

- Problemas com meu pai... É... Complicado... Bom, viu o Jughead por ai? - Muda de assunto.

- Não, também queria saber onde ele está...

- Vocês conversaram ou...?

- Sim! Conversamos, nos conhecemos melhor e etc... Combinamos de ir aos poucos.

- Há sim... Por falar nele... - Ele diz olhando para cima do meu ombro quando sinto mãos em minha cintura me abraçando por trás, olho para o lado e a cabeça de Jughead está encostada em meus ombros.

- Ola Betty, ola insignificante... - Sorrio para o moreno que me abraça por trás. - Uau Betty, você está linda, como sempre. - Deposita um beijo em meu rosto.

- Vela não é comigo, licença... - Archie diz saindo de lá e indo em direção a Veronica, o mesmo empurra ela na parede e a beija.

- Bom, é isto que é começar devagar senhorito Jughead? - Falo me virando em frente a ele o encarando, o mesmo continua com as mãos e minha cintura e me olhando com um olhar encantador.

- Digamos que eu estou querendo me aproximar mais... - Ele diz sorrindo maliciosamente.

- Epa epa, devagar mocinho... Devagar... E bom, ainda estamos nos conhecendo melhor, não seja apressado! - Falo sorrindo e tocando em seus ombros.

- Ok, você tem razão... Porém um beijo não seria má idéia né? Ninguém iria morrer aqui...

- Hum... Será? Ok vai, você merece. - Falo e ele sela nossos lábios com uma certa pressa, juntamos nossas línguas e eu sorrio em meio ao beijo.

- Alunos e Alunas da Escola Riverdale. Todos se dirigiam ao ginásio, suas primeiras aulas serão recompensadas depois. Repito, todos compareçam ao ginásio! - O Diretor fala nos alto-falantes.

- Nossa, o que será? - Jughead faz um bico confuso.

- Não sei... - Minto em um tom irônico, ele me olha.

- Vamos? - Estende a mão para irmos.


[...]


Já sentados nos bancos em um beijo quente e tranquilo. Jughead queria esse momento pois saberia que depois eu iria proibir.

- Alunos e Alunas, hoje teremos uma surpresa, novas pessoas na escola, novos alunos! Os alunos da escola do sul! - Ele diz quando a porta do ginásio se abre e alguns alunos entram, uns tinham jaquetas dos serpentes e outros não. - Agora irei passar a palavra para a Cheryl Blossom, a dona do comitê estudantil! - Todos aplaudem.

- Muito obrigada, bom, sintam-se bem vindos, todos aqui irão tratar vocês da melhor forma possível, certo pessoal? Peço para vocês se sentirem à vontade. A escola é de vocês também! Bom, na porta terá Veronica Lodge entregando o horário de aulas e tudo para vocês. Todos indo as aulas!


Olho para Jughead e ele está tremendamente assustado, branco como uma folha de papel! 


- Você está bem Jughead? - Pergunto.

- É... Estou! Vamos logo ir para as aulas, vamos vamos! - Ele diz apressado.

- Betty Betty! Venha cá, só um minuto! - Cheryl me chama e peço para Jughaed esperar, ele ancente e vou em direção a Cheryl.

- O que foi?

- Sabe aquela menina de cabelos rosa? Poisé, é ela a menina! A Toni Topaz! E eu descobri de quem ela gosta... - Cheryl diz quando Jughead vem em nossa direção.

- Vamos logo Betty! - Aguns serpentes e a menina de cabelos rosa se aproxima.

- Olha olha... Veja se não é nosso novo serpente! - Um homem alto e moreno diz para Jughead, pera, o que?

- Não enche Sweet Pea, agora não é o momento. - Ele diz olhando para baixo nervoso. Cheryl apenas observa confusa igual eu.

- Cade sua jaqueta gatinho? - A menina de cabelos rosa fala se aproximando do mesmo.

- Opa! O que ta acontecendo? Serpente? Jughead?! E baixa sua bola ai! - Falo me metendo na frente dela impedindo que se aproxime mais.

- Betty, eu... - Jughead tenta se explicar.

- Quem é você para falar assim comigo? - A mesma fala cruzando seus braços e chegando próximo de mim.

- Não é da sua conta quem eu sou ou deixo de ser! Jughead, está me traindo? - Falo virando para encarar o mesmo que está assustado, não estamos em nada sério, porém ele se comprometeu a ir devagar e a sermos fies a isso!

- O que? Não! Claro que não!

- Então o que você está escondendo? Por que está tão nervoso?! - Falo já impaciente.

- Você não sabe gatinha? Seu amigo ai, sei lá, ele é um serpente agora! - Um outro Serpente diz.

- Jugheed? Porra! Você é um... Serpente?! - As lágrimas se formam em meus olhos.



O Jughead é serpente!!!










Notas Finais


Fogo no parquinho!!!

Eita, o Jughead é Serpente? Por que ele escondeu? E o que a Toni tem com ele? O que será que a Betty acha sobre ele ser Serpente? Veremos nos próximos episódios...

Gostaram?

*Desculpem os erros, fiz agora morrendo de sono! Nomes, letras, ou palavras trocadas é culpa do corretor!*

Comentem e favoritem se vocês curtiram!

Um beijo grande, amo vcs <3

Bye...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...