1. Spirit Fanfics >
  2. Uma história de amor e ódio-HANSY >
  3. Conhecendo os Weasleys

História Uma história de amor e ódio-HANSY - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem desse novo capítulo. Ficou meio grande, mas vale a pena.
Não esqueçam de comentar o que acharam!
Boa leitura!

Capítulo 26 - Conhecendo os Weasleys


Fanfic / Fanfiction Uma história de amor e ódio-HANSY - Capítulo 26 - Conhecendo os Weasleys

Depois do pedido e dos parabéns, Andrômeda e Teddy foram embora, mas Harry passou a noite lá. E antes de irem para cama ele contou sobre o convite de Molly para as duas, que surpreendentemente aceitaram de bom grado. Depois todos foram para seus respectivos quartos, e ficaram lá por um tempo.

 Até Pansy ter certeza que a mãe tinha ido dormir, então ela saiu de seu quarto e foi até a suíte de visitas aonde seu lindo noivo estava. E eles passaram a noite fazendo um pouco mais do que dormir.


(No Domingo)

Harry passou o final de semana na mansão Parkinson, o que foi bem divertido. Mas hoje é o dia do almoço n’ A Toca, ele não sabia como Molly iria reagir e muito menos o que ela falaria. Harry passara tempo o suficiente com a sra Weasley para saber que aquela mulher não tem papas na língua.

Já Katrina e Pansy não estavam nervosas, pelo contrário, estavam bem confiantes. Katrina era do mesmo ano de Molly em Hogwarts, e apesar de não serem amigas, nunca brigaram nem eram inimigas. E Pansy tinha recentemente feito amizade com Rony e Hermione, então sabia que teria pelo menos o apoio deles.


Quando deu 12h Harry, Pansy e Katrina aparataram do jardim da mansão, desaparataram em frente A Toca e foram recebidos por Molly na porta da casa.

-Harry! Quanta saudade meu querido, você fez falta no Natal! (Disse Molly enquanto abraçava Harry na entrada)

Em seguida ela se virou para Pansy e disse:

-E você deve ser a Pansy, estou certa?

-Sim é um prazer conhecer-lhe, Harry falou muito bem da senhora. (Disse Pansy estendendo a mão para cumprimentar Molly)

-Que bom! Eu não ouvi muito de você mas tenho certeza que deve ser muito especial para ter roubado o coração do meu Harryzinho. (Disse a matriarca Weasley puxando Pansy para um abraço, o que chocou à todos)

E depois de liberar Pansy de seu abraço, tornou sua atenção para Katrina.

-Katrina, quanto tempo. 

-É mesmo Molly. Quem diria que nós nos reencontraríamos depois de todos esses anos.

Elas não se encostaram, se limitaram à olhares com um certo nível de tenção. Em seguida os 4 entraram na casa e foram até a mesa de jantar, aonde estavam reunidos Gui, Fleur, George, Angelina, Gina, Dino, Rony, Hermione e Arthur. Todos se cumprimentaram adequadamente e se sentaram à mesa. Katrina entre Pansy e Arthur, o que irritou Molly.


Na verdade o que ninguém sabia era que antes de começar à namorar Molly, Arthur era completamente apaixonado por Katrina. Mas ela nunca deu bola pra ele, enquanto Molly era caidinha por Arthur e ele nem sabia de sua existência. Então quando Katrina se casou com Dimitri Parkinson, Arthur conheceu Molly e eles começaram a namorar. Mas pelo visto o ciúme não foi embora, mesmo depois de todos esses anos.


-Vamos comer? (Perguntou Ron)

-É claro querido! Já vou servir. (Respondeu Molly)

-Então Harry, namorando uma soncerina, não foi mordido por nenhuma cobra quando entrou no ninho? (Disse George fazendo piadinha como sempre, mas essa em questão não foi muito bem aceita pelos membros da Soncerina na mesa, que odiavam ser chamadas de cobra)

-Na verdade, ele não tá namorando uma soncerina. (Disse Pansy com um pouco de raiva nos olhos) 

-Ele está noivo! (Acrescentou a morena depois de uma pequena pausa que deixou todos confusos, e levantando a mão para mostrar sua aliança)

-O quê?! (Exclamou Molly, deixando a travessa de torta de frango, que estava segurando, cair no chão)

-Parabéns! (Disse Dino MUITO feliz)

-Eu proponho um brinde ao mais novo casal de noivos! (Disse Hermione tentando amenizar a situação)

-Ao Harry e a Pansy! (Disse Hermione levantando seu copo de suco de abóbora)

-Ao Harry e a Pansy! (Disseram todos da mesa em conjunto)

-Eu estou muito feliz por vocês! (Falou Molly, forçando um sorriso bem falso)

-Só me deem uns minutos que eu limpo tudo e faço outro torta. (Acrescentou a sra Weasley)

-Não se preocupe em fazer outra torta Molly. Eu pedi para que meus elfos preparassem um almoço reserva só pra garantir, me lembro como você era distraída nos tempos de Hogwarts. (Disse Katrina com um tom de superioridade e uma leve risada ao fim da frase, irritando Molly ainda mais)

-Dynx! (Disse Katrina estalando os dedos)

Der repente a elfa doméstica aparece ao seu lado.

-O que eu posso fazer pela minha senhora? (Diz Dynx)

-Por favor traga a comida que pedi que preparasse para hoje.

-Sim senhora. (Disse Dynx sumindo)

Em menos de um minuto a elfa voltou e arrumou na mesa uma deliciosa refeição italiana. Com direito à lasanha, macarronada, pizza branca e pão de alho. Depois de servir à todos a elfa voltou para casa num piscar de olhos.

-Comam! (Incitou Katrina)

Pansy, Harry, Hermione, Fleur e Dino rapidamente começaram a comer, já os outros estavam um pouco sem saber o que fazer. E o olhar fulminante de Molly não ajudava. Mas depois da própria matriarca pegar um pãozinho de alho, todos começaram a comer.

Depois de comerem e jogarem conversa fora, Molly começou a fazer seu interrogatório com Pansy. (O que ela fazia com todas as suas noras)

-Então como começaram a namorar?

-O Harry me fez sentir melhor depois de eu ter tido um ataque de pânico, e aí ele me chamou pra sair e eu aceitei. Depois ele convidou pra um 2º encontro e foi quando ele me pediu em namoro.

-Hum, interessante. Foram meio precipitados, não? Começar à namorar já no segundo encontro. A não ser que tenham mais detalhes nessa história que vocês não tão falando. (Disse George, fazendo Harry e Pansy corarem e deixando todos na mesa desconfortáveis)

-E quando ficaram noivos? (Perguntou Molly quebrando o silêncio desconfortável)

-No Natal. (Respondeu Harry)

-Há quanto tempo estão juntos?

-3 meses. (Respondeu Pansy)

-Quando a gente acha a pessoa certa, por que esperar? (Acrescentou Harry)

-Quer fofu! (Disse Fleur com seu sutache francês)

-Fofo mesmo. (Disse Molly com um sorriso forçado)

-Eu fico muito feliz da minha filha estar noiva de um bruxo que seja tão apaixonado por ela. (Adicionou Katrina docemente fazendo todos menos Molly sorrirem)

-Tenho certeza que o dinheiro e fama dele não influenciaram em nada esse julgamento. (Disse Molly deixando Katrina com muita raiva)

-O que é que você disse? 

-Você me ouviu muito bem Katrina.

-Sério Molly, qual é o seu problema? Eu nunca fiz mal à você ou a ninguém da sua família, e tudo que você fez desde que eu cheguei foi mandar indiretas e tentar me minimizar.

-Ah não se faça de inocente Katrina. Você tentou roubar o Arthur de mim quando estávamos em Hogwarts e agora a sua filha roubou o Harry da minha filha. (Disse Molly se levantando e fazendo Katrina se levantar também e apontar a varinha em sua direção)

-Ah me poupe desse seu ciúme infundado Molly. Eu nunca tentei roubar o Arthur de você, não é minha culpa que ele não tinha olhos pra você quando eu estava por perto. E minha filha não roubou o Harry de ninguém, ELE pediu ela em namoro, ELE pediu ela em casamento. E outra, por que ele ter dinheiro ou não mudaria o meu julgamento à respeito dele? Diferentemente de você eu moro numa mansão que leva o meu sobrenome. Eu não precisa que minha filha se case para que eu melhore de vida.

-Se acalmem senhoras antes que alguém acabe azarado. (Disse Arthur se levantando e entrando no meio das duas)

-Cala a boca Arthur! (Disseram as duas ao mesmo tempo)

Mas antes que uma chuva de azarações começasse, Pansy pegou a mãe pela mão a puxou para fora da casa.

-Vamos embora agora! (Exclamou Pansy)

Quando Pansy e Katrina atravessaram a porta Harry foi pegar os casacos que elas tinham deixado e foi atrás delas. No fim os três aparataram de volta para a mansão Parkinson, com Katrina irritada, Pansy se sentindo insultada e Harry sem palavras. 

Ao chegarem na casa, Katrina foi direto para seu quarto sem falar com ninguém. Já Harry e Pansy foram conversar na sala de estar.

-Me desculpa meu amor. De verdade, eu não tinha a mínima ideia que a Molly faria isso. Se eu soubesse eu nunca teria levado vocês nesse almoço. 

-Você não tem culpa de nada meu amor, não tinha como nenhum de nós saber que ela faria isso.

-De fato. Só espero que ela não arrume um escândalo quando convidarmos os filhos dela mas não convidarmos ela pra nosso casamento.

-Você tem certeza que não vai convida-la? Ache que vocês tivessem um bom relacionamento.

-E temos, pelo menos tínhamos. Eu realmente queria ela no nossa casamento, mas ela tem ciúme de uma coisa nada haver de mais de duas décadas atrás, e acha que eu tenho que ficar com a Gina.

-É, assim fica complicado. Rs.

-Rs. Vamos ver o desenrolar da história, afinal a gente nem escolheu a data do casamento ainda. Sempre dá pra ajustar a lista de convidados na véspera.

-Ahh, eu tenho o noivo mais inteligente e criativo do mundo! (Disse Pansy, em seguida beijando seu querido noivo)


Enquanto isso n’ A Toca

-Eu não acredito que ele escolheu ir com elas ao invés de ficar aqui com a gente! (Disse Molly estressada andando de um lado pro outro, enlouquecendo todos na casa)

-O que a sra queria que ele fizesse? Ficasse do lado da mulher que insultou a sogra e a noiva dele ou ir pra casa com a noiva alta, bonita e rica dele? O que faz mais sentido? (Disse George que não aguentava mais a maluquice da mãe)

-Cala a boca George! (Gritou a mãe)

-Mãe, eu te amo. Mas a sra tem que parar com isso de uma vez por todas! A Pansy não roubou o Harry de mim, eu não quis voltar com ele! Eu to feliz com o Dino! Deixa ele ser feliz com a Pansy. (Disse a caçula Weasley)

-Moliuóli, me desculpa se eu não prestava atenção em você quando estávamos na escola. Mas saiba que eu e a Katrina nunca tivemos nada. E mesmo se tivéssemos tido alguma coisa, não ia fazer diferença. Porque foi por você que eu me apaixonei, foi com você que eu me casei e é com você que eu vou dormir todas as noites, você é a mãe dos meus filhos e um dos meus 8 motivos por ser feliz. (Declamou Arthur abraçando a esposa por trás e dando um beijo em seu ombro)

-Okay, eu desculpo você,... e talvez eu possa desculpar a Katrina também.

-Mãe! (Exclamou Rony)

-Okay Okay. Eu vou me desculpar com ela. Mas não agora!

-Mas tem que ser breve. A não ser que a sra queira ficar fora do casamento do Harry. (Acrescentou George)

-Jamais! Eu não perderia o casamento do Harry por nada nesse mundo!

-Só se ele não te pusesse na lista. (Disse Gui)

-E por que ele não me convidaria?

-Porrquê você insultar o noiva e a sogra. (Respondeu Fleur)

Tá bom! Eu vou me desculpar.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Eu amo ver o circo pegar fogo! Kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...