1. Spirit Fanfics >
  2. Uma História Diferente (Naruto) >
  3. Capítulo 3- Onde Estamos?

História Uma História Diferente (Naruto) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa qualquer erro T-T.
Espero que gostem <3

Capítulo 4 - Capítulo 3- Onde Estamos?


Fanfic / Fanfiction Uma História Diferente (Naruto) - Capítulo 4 - Capítulo 3- Onde Estamos?

Estava sentada na grama enquanto fazia um arco de flores, estava em frente a um lago, ele era cristalino, havia vários cristais pequenos dentro do mesmo, pássaros voando por toda parte encantando aquele lugar com seus lindos sons, podia dizer tranquilamente que aquele era meu lugar preferido.

 

- Finalmente te encontrei - disse ele atrás de mim, aquela voz, a voz daquele que mesmo sendo o mais temido por todos naquela vila, eu não conseguia me afastar.

 

Pode parecer estranho, mas eu não sabia o motivo de me sentir assim, e eu sentia que ele não queria me afastar, aqueles olhos negro pareciam que conseguiam ver através de minha alma. Talvez, somente talvez eu tenha me apaixonado por ele, mesmo que possa ser um erro, minhas irmãs sempre me avisam, e nesse exato momento eu conseguia ouvir as vozes das mesmas.

 

"Ele é o mais temido por todas as nações, sabe que nunca vai estar segura com ele, você tem que se afastar dele antes que se machuque''.

 

Sim, elas estavam certa, mas sempre que eu tento me afastar, parece que eu sou atraída pra perto dele novamente, como se houvesse um imã.

Não podia mais negar, estava loucamente apaixonada por ele, mesmo que eu me machuque, mesmo que ele me machuque, eu não me importava, queria amar ele, amar ele hoje, amanhã e por longos anos.

Solto um sorriso para ele, me levanto e limpo meu vestido, pego o arco de flores e vou em sua direção.

 

- Por que estava me procurando?- disse olhando para ele, que desvia o olhar de mim para um canto aleatório enquanto cruza seus braços.

 

- Eu só estava ... preocupado. - a última parte saiu como um sussurro, mas mesmo assim consegui ouvir, logo sorri.

"Ele se preocupa comigo", pensei enquanto sorria como boba.

 

Pode não parecer absolutamente nada para muitos, mas para mim era tudo, isso me dava mais chances de acreditar que aquele sentimento era recíproco, e que era possível ele me amar.

 

- Eu só estava fazendo um arco de flores. - disse amostrando o arco para ele - Não precisa se preocupar, eu nunca vou te abandonar, mesmo que aja um jeito de voltar pro meu lar, eu ainda vou escolher ficar com você. - disse sorrindo para ele, e pela primeira vez durante todos esses meses, vi ele corar.

 

Ele chegou mais perto de mim, eu não me afastei, todos podem ter medo dele, podem querer ter ele longe, mas eu não tenho medo dele, sempre e para sempre vou querer ele perto de mim.

Ele coloca sua mão em minha nuca e me dá um beijo cheio de carinho e amor. Amor, era isso que ele sentia por mim? Será que ele me ama como eu me amo.

Em um momento o ar nos faltou e nos separamos do beijo. Ele colou nossas testas e me olhou nos olhos com um lindo sorriso.

 

- Eu te amo muito Akemi - disse me dando um selinho demorado.

 

- Eu também te amo muito Ma...........

 

 

 

 

 

 

 

 

Sonho OFF

 

 

POV Patricia

 

Abro meus olhos e uma luz forte bate nos mesmos, me levanto da cama e começo a focar meus olhos para onde eu estou. Era um quarto aparentemente de um hospital, minha cama estava do lado da janela, a mesma estava aberta e eu conseguia vê o que tinha do lado de fora, seria um lugar bem normal até, pessoas andando, crianças correndo enquanto iam pra sua casa ou até mesmo suas escolas, pessoas com suas barracas de comidas, casais andando na rua, os mercados, as lojas e as casa tinham um estila japonês, tudo normal, se não fosse PELO FUCKING MORRO COM VÁRIOS ROSTOS. MANO ONDE É QUE EU TÔ?

Olho pros lados e vejo meus amigos deitados em outras camas.

 

- OOOOOOOOOOOOUUU CAMBADA ACORDA PELO AMOR DE DEUS. - grito fazendo com que eles pulem das camas.

 

- TÁ MALUCA GAROTA? - pergunta Diana

 

- QUER MATAR A GENTE DO CORAÇÃO? - pergunta Kin.

 

- DÁ PRA VOCÊS PARAREM DE GRITAR?- gritam Karina e Percy olhando pra gente com muita raiva.

 

- Okay, agora que tá todo mundo calmo, nós precisamos primeiro descobrir onde a gente tá. - disse Percy enquanto olhava o quarto onde estávamos.

 

Olho pela janela da porta do quarto que dava para um corredor, não havia ninguém, beleza, até que tudo estava dando certo.

 

- Não podemos sair pelo corredor, logicamente vão nos ver e não sabemos o que podem fazer com a gente. - disse Íris.

 

- Podemos sair por aqui. - disse Diana apontando para a janela com a cabeça enquanto estava apoiada na mesma.

 

Vimos que logo abaixo da nossa janela havia um telhado, e não era muito alto, podíamos sair dali tranquilamente, não íamos nos machucar.

 

- Okay, um por um, não vamos nos animar muito, temos que descer devagar. - disse Percy, como sempre preocupado com suas irmãzinhas.

 

- Tá bom papai. - disse Hana enquanto pulava a janela.

 

Cada um foi indo, mas quando só ficou eu, Thayla, Diana e Íris começamos a ouvir vozes no corredor.

 

- Precisamos vê-los, temos que fazer alguns testes neles. - disse o que provavelmente era um homem.

 

- Claro, eles estão naquele quarto ali. - disse uma mulher.

 

Eu e Íris corremos e colocamos um armário que estava do lado da porta na frente da mesma para que ninguém conseguisse entrar.

 

- Espera, está trancada? - disse agora a voz de uma garota.

 

- Como assim? Nunca trancamos os quartos dos pacientes, deve ter só emperrado. - disse a voz da suposta médica.

 

Começaram a empurrar a porta, mas não conseguiram abrí-la.

 

- Tem algo aqui atrás. Espera, será que eles estão tentando fugir? - disse a médica com um tom desesperado.

 

- Merda, descobriram, PULEM LOGO NESSA MERDA. - gritei para o restante das meninas.

 

- ELES ESTÃO TENTANDO FUGIR. - gritou a médica.

 

- Não vamos sem você. - disse Diana determinada a me tirar dali.

 

- Então vamos pular juntas, vai ser mais rápido. - disse.

 

Não, eu não iria, elas precisam ser salvas, mesmo que eu precise ficar aqui.

 

Elas pularam primeiro.

 

- MENINAS MINHA CALÇA FICOU PRESA. - menti enquanto fingia um olhar de desespero. - VÃO SEM MIM, EU ALCANÇO VOCÊS.

 

Thayla ficou com lágrimas nos olhos, Diana abaixou a cabeça e puxou elas duas correndo em encontro aos outros.

Eu olhava aquela cena e me sentia triste. Estava presa em meus pensamentos que nem percebi quando o armário foi quebrado. Alguns segundo depois eu sinto alguém segurar meus braços.

 

- Onde pensa que vai? - ouço a voz de um garoto.

 

Me viro para ele, seus cabelos eram loiros, usava um casaco preto e laranja e calça preta também, mas o que me intrigava era aqueles riscos em seu rosto e aquela bandana da vila da folha.

O olho abismada, não poderia ser, poderia?

 

- NARUTOOOOO.- ouvimos uma garota gritar.

 

Nos viramos para porta e vimos uma garota de cabelos rosas vindo pra cima dele com um olhar de raiva. Ele pula a janela na intenção de fugir dela, mas pela nossa infelicidade, ele ainda estava me segurando e eu acabei indo junto. Pela minha falta de equilíbrio eu acabo caindo em cima dele.

 

- Me desculpa. - digo saindo de cima dele.

 

- Tudo bem, e desculpa não me apresentar e sair puxando seu braço.- diz com um sorriso enorme no rosto e uma mão na nuca. - Meu nome é Naruto Uzumaki. - diz ele com uma mão na cintura e apontando para si mesmo com o dedão.

 

- Meu nome é Patricia, mas pode me chamar de Paty, muito prazer em conhecer você Naruto. - disse devolvendo o sorriso para ele.

 

Por um momento acabei esquecendo que meu amigos haviam fugido. Saio de meus pensamento quando um home de cabelos brancos e mascarado vem chamar o Naruto.

 

- Naruto, precisamos levar ela até a sala da Hokage. - disse ele enquanto olhava pro Naruto.

 

- Claro Kakashi-sensei. - disse Naruto com um sorriso enorme no rosto enquanto fazia um sinal de positivo com a mão.

 

- Pera, Kakashi? - pergunto ainda sem acreditar.

 

Pera, um garoto de cabelos loiros com marcas que mais parecem bigodes de gato e muito bonito, um cara alto, cabelos brancos, mascarado e a bandana escondendo seu rosto, uma garota com uma testa de marquise de cabelos rosas correndo atrás do loiro, e um morro com rosto de várias pessoas. OH MEU DEUS.

- EU TÔ EM KONOHA??????- grito com a mão na cabeça e os olhos arregalados.

 

- Paty, você tá bem? - Naruto me pergunta.

 

- Tô, tô óóóóóó.................- foi a última coisa que eu me lembro antes de desmair.


Notas Finais


Desculpa de novo por qualquer erro, mas é isso.
Espero que tenho gostado, até o próximo capítulo ;3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...