História Uma história escrita por uma lésbica autêntica - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Hentai, Lesbicas, Pornográfico, Romance, Shoujo-ai, Yuri
Visualizações 48
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sei q sumi, perdão :v muita merda aconteceu na minha life lixo kkkkk

Capítulo 8 - Cap 8


Alice e eu chegamos em meu apartamento, ela olhou em volta bem atentamente, como se estivesse mapeando cada detalhe do ap. eu abracei ela por traz, e comecei a beijar o seu pescoço, então ela começou a falar:

 _Eu ja imaginava q vc era rica devido ao fato de fazer faculdade de astronomia, mas nunca imaginei que era tanto assim

_Rica? Eu? Não kkkkkkkk, meus pais é que são, isso aqui é tudo deles

_o dinheiro deles também é seu, logo tu é rica

-mané kkkkk não sou, inclusive repuguino a vida luxuosa q eles levam... 

_teu apartamento não diz isso, nem suas roupas kkkkkkkk

_ok, eu tenho meus luxos, mas não são nada de mais comparado a eles q comem caviar no café da manhã enquanto tem uma frota de empregados para servi-Los

_é verdade, você realmente é muito humilde... ninguém pode contrariar isso, mas me diga, por que optou fazer astronomia ao invés de direito ou algum tipo de administração? Aposto q isso seria bem mais útil, assim poderia cuidar e expandir o património da sua família, pois eles com certeza tem alguma coisa pra bancar esse teu ap.

_minha família vem de uma antiga e  nobre linhagem, e ao longo dos tempos eles diversificadas muito seus bens, desde bancos  internacionais a fazendas, temos petrolíferas e spas em Miami... muitas coisas mesmo.

Nisso Alice se virou pra mim com os olhos arregalados e esclamou

_wou, então quer dizer q eu estou namorando uma bilionária?!!!

_não, tu ta namorando uma Universitária que é bancada pelos pais, q vive uma vida normal e que pretende continuar assim, capithe?

_capito 

Depois disso ela me beijou com um selinho e começou a explorar meu apartamento, ela ficava adimirada com as mobílias e decorações e eu percebi como q meus luxos parecem tão comuns para mim mas tão exuberantes para os outros, eu ficava rindo dela pagando de loka kkkkkk

Nos sentamos no sofá e ficamos conversando por horas sobre nós, ela perguntava sobre minha família e nossos bens, e várias outras coisas, eu respondia pacientemente, por mais que detestasse falar sobre. Então quando ela finalmente percebeu que eu não estava gostando nem um pouco de falar sobre aquilo ela mudou de assunto e me perguntou:

_mas vc ainda não me respondeu, pq fez astronomia ao invés de algo para ajudar a cuidar e expandir os patrimônios da família?

_Eu faço astronomia pois é minha paixão, desde pequena, eu sempre me adimirei com as estrelas e conforme fui crescendo minha curiosidade foi crescendo juntamente comigo, eu queria desvendar de onde veio tudo isso, sobre a matéria negra, nebulosas, poeira cosmeca, buracos negros, estrelas... saber de tudo sabe? E descobrir mais ainda, para ajudar o ser humano a compreender sua pequenez e perceber que nós não somos nada em escala cóstudo, e consequentemente melhorar a vida de nós, seres humanos.

Alice ficou adimirada comigo, e logo bombardeou-me com perguntas do gênero astronômico, e já eu, diferentemente das outras perguntas q ela fazia, respondia toda empolgada e induzida ela a perguntar-me mais sobre o assunto.

Quando fui ver ja havia escurecido la fora, nos passamos literalmente o dia enteiro conversando kkkkk e eu nem amei né? SZ 

Levantei-me e acendi a lareira a gás, Alice ficou sentada me observando mecher nas toras de madeira para o fogo se espalhar melhor, em seguida me levantei, fui até a cozinha (ela era conjugada com a sala, separada apenas por um balcão onde haviam cadeiras) peguei uma garrafa de vinho tinto suave na prateleira, depois peguei um foundi coloquei queijo bolonhesa dentro, e cortei em cubos um  pão que havia feito pela manhã. Peguei também uvas e morangos e com a ajuda de Alice levei-os até a sala. Nos ficamos sentadas comendo e bebendo e conversando ainda mais sobre nós, conforme íamos conversando eu ia percebendo que nos tínhamos realmente muito em comum, a diferença é que ela sempre sonhou em ter a vida cheia de facilidade e luxo q eu tinha e eu a vida simples mas cheia de emoção em conquistar as coisas  que ela tinha kkkkkk

Levantei-me depois de uma hora mais ou menos, fui atiçar  novamente o fogo, mas nisso ela me surpreendeu, e me tacou no tapete ao lado da lareira, desabotoou minha camiseta e pôs uma almofada em baixo de minha cabeça, começou a me beijar e eu tirei a camisa dela, depois desabotoei seu sutian, a joguei no chão e fiquei em cima dela, tirei minha camiseta, não usava sutian, então tive um maldito devaneio, me vi na mesma posição, porém era luize q estava abaixo de mim, então eu voltei a realidade quando Alice me puxou para si, tentei me concentrar mas falhei, de repente era luize q eu estava a beijar, ela mordia meus lábios e puchava-os e eu ficava embriagada com seus doces suspiros quando também os fazia, a pele branca como leite de Alice então se tornou a pele negra e luize, seus seios pequenos tornaram-se exuberantes, suas coxas finas toenaram-se grossas e a bunda então, estava bem maior, seus lábios finos tornaram-se extremamente carnudos e seus cabelos loiros e compridos tornaram-se curtos e negros como a noite, era luize que estava a baixo de mim, era o álcool do vinho q estava a me fazer ter alucinações juntamente com o gatilho de estar repetindo a cena q eu já tinha feito tantas vezes com Luiz no mesmo local? Sacudi minha cabeça tentando desembaraçar minha mente, Luize, não... Alice supostamente impaciente com o fota de eu ter ficado parada trocou de posição comigo, então eu via hora luize, outrora Alice me beijando, ou sugando-me os seios, ou lambendo-me a barriga... quando ela estava quase chegando la tornou-se Luize novamente, e então me veio lembranças do dia em que ela me traiu com o varinha, nesse momento gritei mandando ela parar, e a empurrei, nesse momento vi luize se desfigurado e voltando a ser Alice novamente... me olhando com aqueles olhos de quem não entende oq havia acontecido.


Notas Finais


Tá aí o cap8, perdão novamente pelo sumisso, tentarei ser mais regular


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...