História Uma história não contada por Lennon - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, Paul McCartney, Ringo Starr, The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Personagens Originais, Ringo Starr
Visualizações 30
Palavras 1.633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi,genten,turo bom?Eu vou tentar colocar um horario especifico dia de quinta e sabado,alternando e sendo assim,hoje irei postar,mas daqui a 15 dias irei postar quinta e quinza dias,posto no sabado.Ok?Pode parecer muito,porém,eu tenho uma vida fora do Social e as vezes terei bloqueio mental.Tudo bem,para vocês?Essa é a parte um e veremos a mente perversa ou não de Lennon.Good reading.

Capítulo 3 - Costume


Fanfic / Fanfiction Uma história não contada por Lennon - Capítulo 3 - Costume

Cap.2-Costume

 Já estava costumado com tudo aquilo.Fama,dinheiro,pessoas interesseiras,bebidas e claro,mulheres.Eu,Paul,Ringo e George tínhamos que partir para estação de trem,Brian e Shake já nos esperavam,quando estestávamosrto vi uma multidão,meninos e maninas,porém,muitas garotas.

 

-Merda,como vamos conseguir entrar?-George pergunta.

-Entrando,seu idiota.-Respondi.

-Hahaha,suas piadas são de fazer xixi na calça.-Responde sarcástico.

-Obrigado,obrigado.-Respondo com deboche.

-Bom,teremos que correr para entrar e rápido.-Responde Ringo,sabichão e inteligente em algumas coisas e outras não,ele até que deu uma ideia boa.Ponto para Starr.

-Não temos tempo a perder.-Diz Harrison

-Prontos?-Afirmaram com a cabeça para mim,eu havia perguntado.Abri a porta e saímos correndo,fechei a porta o mais rápido possível,continuamos a corrida,precisávamos chegar logo,estávamos atrasados e Brian odeia atrasos.

Fizemos uma espécie de corrida,tivemos que enfrentar vários obstáculos,como os fãs,nós adoramos os eles,entretanto tínhamos que ir rápido,encontramos Paul no caminho,um disfarce,digamos,péssimo,não,horrível.Quando chegamos perto do trem,nos juntamos a com ele,levava com um senhor de idade,mas ele chegou primeiro no vagão.

Entramos na cabine combinada por Brian e James já estava lá,com um senhor,mas não dei importância para aquilo.Logo depois,George e Ringo percebem e Starr me cutucuta com o cotovelo,observamos aquela situação pensativos,então,decido perguntar:

-Quem é esse senhor,Paul?-Interrogo meu colega.

-Oh,ele é meu avô.-Diz.

-Seu avô?Ele não é seu avô,eu já vi o seu avô em sua casa.-Fala Harrison.Realmete,ele sabe ser irritante,às vezes.

-Esse é meu outro avô.Eu tenho dois avôs.-Rebate MCcarteney.

-O que ele faz aqui?-Pergunto à Paul.

-Minha mãe disse para trazer ele,viajar faz bem,segundo ela,e está com o coração partido.-James fala.

-Oh que pena,como foi isso?-Elogio o senhor na minha frente,cara de 60 anos,está com um terninho cinza listrado,e uma boina combinando com o traje,um óculos redondo e um expressão seria no seu rosto,tinha postura ereta e é calado.Espero ele me responder e nada foi dito.

Me aproximo do meu bro e pergunto:

-Ele fala?Como ele é?-Curioso de natureza.

-Digamos que ele é muito limpo.-Me responde receoso.-E tenho que ficar de olho nele.-Fala

-O que ele irá aprontrar?-Pergunto a ele.-O que um senhor inofensivo e com o coração partido iria fazer?Jogar bingo sem a permissão do nentinho?Era só o que me faltava.-Retruco o garoto

-Digamos que ele é muito encrenqueiro,promete as coisa e não cumpre e muito mais.-Pronuncia com toda confiança do mundo.Me levanto e me sento ao seu lado.

-Olá,vovô.-Comento com um de sarcasmo.

-Oi-Responde seco e assustado.

-Ele fala.-Tentando ser engraçado.

-Logico,ele é humano.-Responde afiadamente.

-Vindo da sua família,pode ser um qualquer.-Implica Ringo.Rio da piada enquanto Paul faz uma cara constrangida.A porta da cabine é aberta com uma certa força,revelando Shake cheio de bebidas e salgadinhos na mão.

-Hey,garotos.-Nos cumprimenta com um grande sorriso no rosto.

-Olá,Shake.-Respondemos em coro.

-Estão comfortaveis?Embarcaram bem?-Nos pergunta.

-Não-Respondo serio.Shake desfaz o sorriso.Nessa hora,Brian chega e retira o chapéu da sua cabeça.

-Como estão?-Nos pergunta,sem mais nem menos.Nos olhamos e confirmamos com a cabeça.

-Bom,garotos é o seguinte...-Só escutei até essa parte,porque peguei uma garrafa de refrigerante da mão de Shake e fiquei cheirando a tampa como se fosse cocaína,brincando até que sou imterrompido pelo senhor Esptein.

-John,está prestando atenção em mim?-Me pergunta com uma expressão seria.O olho como se ele já soubesse minha resposta.

-Bom,deixa para lá,vou ao restaurante alguém quer ir?-Pergunta a nós e negamos com a cabeça,porém,o avô de MCcarteney diz sim e acompanhou o Brian até lá.Esptein promete que cuidará de Senhor Nancy,ou Sr.MCcartaney e nos deixa na cabine.

Quebra tempo...

Resumindo o que aconteceu,depois dos dois papetas e o avô de Paul saírem,um senhor apareceu e ficou cheio de frescuras,reclamando dizendo´´Eu pego esse trem duas vezes na semana`` e nós falando a ele que estávamos lá primeiro e que fosse a outro vagão e teimava que não iria sair,então saímos para não perder nosso tempo,zoamos um pouco com a cara dele,nada demais.Decidimos ir a cafeteria,que também é o restaurante onde estavam os patetas e Nancy sentados em uma mesa do lado direito,os três tomavam café puro,chegamos perto e falei:

-Vinhmos tomar um ar fresco.-Respondendo logo Brian,eu já sabia da pergunta dele.Ringo se senta na atrás na mesa dos senhores e acompanhamos o mesmo,porém no mesmo segundo aparecem duas garotas lindas e eu,George e James levantamos para saber quem iria lá e quem iria falar com elas,e quem sabe tentar algo.Tinha um morena alta,os cabelos lisos e longos,e os olhos pelo que posso ver é azul,sorrindente e extrovertida,já a outra era loira,baixinha,com um rosto angelical,um jeitinho tímido,olhos mel,parecida como uma flor,introvertida e gostei dela,e ambas usavam um uniforme de alguma escola de elite feminina,uma saia acima do joelho,um blusa de manga branca com botões,um blaze cinza,da mesma cor que a saia e um chapéu coco.Tiramos jóqueipô e Paul James foi escolhido pra ir lá.

Ele foi chegando perto,e com um chape que lhe demos,Starr se aproximou de nós para ver a situação.Ele começou bem:

-Senhoritas,será que poderiam me dar um pouco de atenção?Meus dois amigos querem conversar com a senhoritase pediram para avisa-lás,infelizmente não falarei pois sou tímido.-Jogando charme,ele consegue as duas e elas nos olham com um sorriso no rosto,a morena mostrando os dentes e a flor,ao contrário,sem mostrar os dentes.Mas como dizem,felicidade de pobre dura pouco.

-Hey,moçinhas,melhor não andarem com ex-prisioneiros.-Sr.MCcarteney fala,naquele momento gostaria de lhe dar um belo de soco,mas ele é o avô de Paul e ele é um velho estraga-prazeires,as duas se entroenlharam e correram para fora do vagão.O velho se senta e continua apreciando seu café,como se nada estivesse acontecido. 

Me sento na mesa e eu e os garotos,ficamos falando sobre coisas aleatórias,até que Brian fala que o Nancy fugiu e não sabe está,é,Esptein cuidou muito bem do Sr.MCcarteney,perceberam a ironia?

Tivemos que ir atrás dele,Ringo e George,eu e Paul,nos dividimos e fomos rápido,tínhamos que ir atrás daquele velho,Paul não parece ser neto de Nancy,parece que eu sou,por causa do comportamento de santo do pau oco,porém,eu sou descarado mesmo,bem suspeito.Mas o MCcarteney tem os traços parecidos,então concluímos que os dois são parentes.

Enquanto eu pensava nessas loucuras,chegamos em uma cabine que estava cheia de garotas e lá estava a flor,por enquanto eu a chamarei assim,ela olhava distraída,mas concentrada na janela.Que garota,não?

Quando ficamos frente a frente,com a meninas,todas vestidas igualmente,com o uniforme.Paul começou a falar:

-Senhoritas,desculpe o incomodo,mas...-O interrompo e começo meu teatro,preciso da atenção dela.

-Senhoritas,nós perdemos de vista nosso pobre avozinho,as senhoritas o viram?-Ela vira a cabeça e e me da um sorriso tímido e singelo,eu estava ajoelhado com as minhas mãos entrelaçadas uma na outra enquanto as outras garotas bagunçavam o cabelos escovados e curtos,ela estava normal,sem reagi e sem ficar histérica.Parece que acabar os momentos bons é de família.

-Minhas sinceras desculpas garotas,muito mesmo.-Disse me puxando para fora da cabine lotada de garotas que estavam em momento histérico.Para deixar minha marca,fiz isso.

-Sim,garotas sou eu mesmo,hahaha.-Soltou uma risada psicopata.Realmente sou louco.

-Ficou maluco?-James me pergunta com raiva,irei receber uns sermões daquele e não prestarei atenção.As vezes,ele é bem pior que o Brian.

-Vamos atrás do meu avô logo.-Disse irritado.Consultamos mais algumas cabines e o encontramos,decidimos deixar ele no final do vagão,numa espécie de gaiola,não era bem uma gaiola,mas parecia.

Eu e o meninos não tínhamos nada para fazer,e sempre ando com meu baralho,sim,eu sempre ando com ele,no caso para tirar o tedio.

Começamos e fomos jogando,Paul ganhava,mas sempre tenho uma carta na manga,serio,realmente tenho uma carta na manga.O tempo foi passando e já estávamos na terceira rodada,eu havia perdido as duas.Estava tudo tranquilo até que as garotas da cabine haviam chegado e decidiram nos acompanhar.A garota morena pergunta:

-Posso jogar?-Todos a olhamos e nos entreolhamos,uma garota querer jogar baralho,por mim tudo bem,mas talvez seja melhor ela ficar conversando.

-Ta bem.-Paul fala.

-Pegem leve com ela,rapazes.-Ringo diz em um tom brincalhão,tem horas que me pergunto de onde Starr tirou tanta burrice,serio?Claro que hoje em dia isso é comum,mas eu sou contra,me lembra barbaridades do passado,que quero me livar.Ela apenas lança um olhar normal,como se não tivesse incomodado.Talvez esteja acostumada.

Tudo bem,descobri que a morena e a loirinha linda estão indo para a cidade também,será o destino?O jogo rolava e a menina de pele negra avançava,então sobrou ela e Ringo.A garota de olhos azuis era simplesmente incrível,sua estratégia e sua mente rápida são algo bem impossíveis,e olha que é um jogo considerado de meninos.Imagina ela nos cassinos,o quanto ela ganharia.Ou será que a moreninha joga jogos de azar.O movimento do trem ia diminuindo cada vez mais,a fachada da estação ia se aproximando,Brian chega com Shake do lado e diz:

-Garotos,hora de descer e rápido.-Diz o nosso empresário.

-O senhor também,Nancy.-Prossegue Shake.Levantamos e começamos a arrumar o cabelo e os ternos que estavam um pouco amassados,todas nos observavam e olhavam curiosas,a princesa tímida me olhava com um olhar de deixar qualquer um bobo,ela cora violentamente e dou um sorriso de canto.Ela me deixa bobo.Caminho até a porta e me preparo pra correr,mas antes encosto na garota e digo:

-Foi um prazer ve-lá,flor.-Dou uma ultima olhada nela,ela me assustada pela atitude,um tanto inusitada até mesmo para mim,agora estou correndo em direção ao carro que nos levará a estação de TV,iremos nos apresentar hoje mesmo no final da tarde.

Quebra de tempo...

Estou na sala de espera do escritório do chefe de lá,Brian e Shake aguardam ansiosamente pela reunião que acontecerá em poucos segundo,a porta abre e saindo dela,tem uma ruiva magra,não é feia e e nem bonita,meio termo,os olhos azuis e gélidos, ruiva e muita magra,a pele pálida.

-Podem entrar,ele está a espera.-Eles entram e nós esperamos por um tempo,mas estávamos curiosos demais para esperar.

Uma garota muito bela,seu corpo era como a minha guitarra,tudo muito volumoso,olhas verdes e sedutores,lábios carnudos e aparentemente macios.O cabelão fazia a diferença,liso na raiz até o meio e ondulado nas pontas,pele branca,mas não tanto e um sorriso encantador.Isso faz matar qualquer um,os meninos estão simplesmente babando nela.Realmente,ela parece uma deusa grega.

Tomei a iniciativa e disse:

-Olá,sabíamos que estavam aqui.-Percebo seu olhar de desprezo e viro,minha fadinha está aqui também.

 

 


Notas Finais


Esse é o capitulo de hoje,espero que estejam gostado e desculpa qualquer erro de português.

Favoritem e comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...