História Uma história não contada por Lennon - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Barbara Palvin, Paul McCartney, Ringo Starr, The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Personagens Originais, Ringo Starr
Visualizações 15
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Lembrança assustadora


Fanfic / Fanfiction Uma história não contada por Lennon - Capítulo 7 - Lembrança assustadora

John sabia beijar,e como sabia.Já é a segunda vez que nos beijamos no dia em menos de meia hora,Jesus amado,que fogo.Lennon explorava cada canto de minha boca com sua língua,seus lábios tem sabor de cigarros e misturado com café talvez?Café é bom,agora eu quero tomar um.Qual o meu problema?Eu estou beijando um cara e estou penasando em café?Quer saber,ninguém mandou ele tomar café e agora estou na vontade.Voltando ao beijo,o estilo dele é francês,sabe aqueles filmes românticos?Pois é,se parece muito e também por que eu já fiquei com um francês,mas isso é historia para outro dia.

Break time...

Já está quase na hora do show começar,e as meninas estão super nervosas,talvez mais nervosas que os próprios cantores.O studio está lotado de garotinhas estericas,o grito delas é ensurdecedor,por que estou aqui mesmo?As três mulheres que considero como melhores amigas literalmente me arrastaram para cá.

 Eu mereço isso,grudei chiclete na cruz de Cristo,só pode.É  a única resposta lógica de meter em confusão e sinceramente,tenho que começar a ciar responsabilidade,já tenho 24 anos de idade e fico aproveitando a vida como uma louca,não estou dizendo que isso é ruim,alias é muito bom,porém,se aproxima o dia em que terei que começar a tomar de conta da estação.Outro ponto,nem sei se é isso que quero,apesar da minha mãe,Mak-Sheilla,ter criado esse lugar todinho,tijolo por tijolo,talvez eu não queira isso.

Voltando a apresentação dos meninos,eles já estavam no palco tocando,qual o nome da musica mesmo?

-LINDA,QUAL É O NOME DA MÚSICA?-Pergunto a ela.

-PARA QUE VOCÊ QUER SABER?

-ESTOU APENAS CURIOSA.

-SHE LOVES YOU.

-OBRIGADA.

-She loves you, yeah yeah yeah She loves you, yeah yeah yeah With a love like that You know you should be glad.-Apenas observava aquilo,admito que eles são bons,mas ainda continuo a não gostar das letras.São comerciais demais,repetitivas e parece só fazem aquilo pela grana,não se tem amor aí no meio ou não,não posso julgar em relação a isso.É a primeira apresentação deles onde assisto de verdade,mas continuo a dizer,eles são bons no que fazem.

Break time(outra vez)...

Depois de 1 hora e meia de tortura leve,o show dos Beatles acaba,Linda,Maureen simplesmente estão eufóricas,emocionadas,coisas de fã.Já Patty está observando John,Pai amado,será que ela gosta dele?

-Patty?Está tudo bem?

-Não.-Que fria.

-Quer sair para respirar melhor?

-Não.

-O que houve?Pode me contar,se quiser.

-John Lennon.-Lá vem bomba.

-Pode falar.-Eu precisava ser delicada com Patricia Del Dores,ela minha fadinha.

-Lennon e você se beijaram,eu vi,não se preocupe em relação a isso.Mas o problema foi antes,quando estávamos vindo para cá,ele meio que...-Engulo a seco.-Que deu a entender que queria ´´conversar`` comigo.-Patty friza a palavra conversar.

-E você quer falar com ele?

-Sim.

-Tudo bem.Eu chamo ele.Vá aos bastidores,por favor.-Ela balança a cabeça timidamente.Tudo bem,essa atitude de Lennon foi um pouco babaca(eufemismo),eles vão se resolver,até por que Patricia esta quase namorando Axel,então é isso.

Chego perto do microfone de chamada do lugar e digo:

-John Lennon,por favor,compareça ao bastidores.

-Aconteceu algum problema,Sophia?

-Axel,que susto.Por favor,não me mate do coração.

-Desculpe,patroa.A senhorita sabe onde está a Patty?-E agora mentia ou não?

-Não,não a vi,Axel.Acho que está com as meninas.-Uma sensação ruim toma de conta do meu estomago.

-Tudo bem,obrigado.-Solta um sorrisinho tímido,ele e Patty fazem o casal perfeito,já imagino os filhos loiros,sorriso tímido e olhos mel.

-Sophia,Sophia,Terra chmando Sophia Linderbruck.-Saio de transe e lá está John,com um terno cinza de linha,o rosto brilhando de suor,a franja caída na testa e um sorrisinho de canto debochado.Idiota.

-Vem comigo?É urgente.

-Claro.-Puxo ele e saímos da loucura,atravesso um corredor e abro uma porta.Bastidores.O corredor estava vazio,maior parte da equipe estava escalada no show do Beatles.Todas as portas do camarins estavam fechadas,exceto uma.Patty.

-O que houve,Sophia?Por que está tão tensa?-Lennon estava realmente preocupado comigo,e eu com Patrícia.Não posso deixa-lá na mão.-Calma,respira fundo.Me leva até a essa emergência.Calma.-Vamos até a porta aberta e vejo uma cena que nunca pensei que veria.Estou chocada.Em extâse.Uma cena traumatizante como essa nunca se apagaria da minha memória.

Patty está sendo estuprada.Por Axel.

Enquanto olho aquilo,lembro-me de David.Eu e ele estávamos bêbados,porém,mais sóbria que ele.Meu primo me forçou a fazer sexo com ele no Columbine,por isso evitava esse bar e não importava quanto tempo tivesse passado,eu me sentia suja e gosmenta,eu sei como está no lugar dela,mas estou simplesmente estática.Por isso falei a Linda que não dava para ir ao lugar hoje a noite.Agora Lennon partia para cima de Axel e o batia tanto,mais tanto que o garoto estava a ponto de desmaiar quando Patty separou eles os dois e disse:

-Deixa comigo.-Minha amiga começo a chuta-lo fortemente,nunca havia visto Patrícia naquele estado.Saio do transe e ajudo minha amiga a bate-lo,começo a chuta-lo também.E foi bem no saco,se precisar o deixo estéril,eu o deixo,Axel irá pagar caro pelo que fez,foi isso que deveria ter feito com David.Então,eu não iria deixar passar essa vez.

Axel está desmaiado e sou acuada por John e Ringo enquanto Paul,Linda e Maurren retiram o corpo do idiota no sofá de couro,George abraça Linda e afaga o cabelo dela.Me sento no chão e começo a chorar lembrando daquela fatídica noite.

Flashback on*

 Estou tão bêbada que nem sei qual música toca agora no palco,não lembro o nome da banda e só sei meu nome e onde moro,Graças à Deus,e que estou com meu primo favorito e único do meu coração,David.Não que eu não goste dos meus outros primos,mas David e Sophia são como imã e geladeira,unha e dedo como todos falam.E admito que somos mesmo,somos irmãos de não-sangue.

Viro o décimo gole de vodka russa garganta abaixo e sinto ela queima,que boa sensação,não?David conversa com os amigos e vejo ele me chamando,o porque?Não sei,estamos bêbados em pleno sábado de madrugada,as 3 da manhã.

-Sophia...-David começa a beijar meu pescoço.-Que por...ra é essa,Da...vid?Não te...dei essa liber...tinagem ...toda.-Digo alcoolizada.Não me sinto bem agora.

-Sabe So...phia,você é be...m gos...tosa.-Termina a frase com muita dificuldade enquanto passa a mão levantando minha saia colada.

-David...,me larga.-Choramingo.

-Sin...to muito,ma...s nin...guém mandou ser... tão gost...osa assim.-A sua fala embolada me deixa estupefata,nunca imaginei em toda minha vida que David,a pessoa,meu irmão,fosse fazer isso comigo.Lágrimas preenchem meus olhos verdes e Dav segura meu pulso fortemente para eu não fugir,com destreza,sua outra mão levanta minha saia,colocou rapidamente seu membro em minha intimidade e sem mais nem menos,fez o ato ali.

Sem ligar para como estou me sentindo,sem ligar se estou ou não sentindo prazer,não.Sou apenas um objeto sexual que mais tarde será jogado fora.

Me sinto usada,suja,invadida,traída e muita outras coisas,e tudo foi feito pela última pessoa do mundo que nunca pensei que na vida faria isso comigo.

Mas o que eu podia fazer?

Nada.

Por que?

Estava bêbada e violada.

 

Flashback off*



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...