História Uma história provavelmente boa - Capítulo 237


Escrita por:

Postado
Categorias Os Barbixas
Personagens Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento, Elidio Sanna, Personagens Originais
Tags Barbixas, Fanficbarbixas
Visualizações 10
Palavras 302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 237 - Não posso internalo a força


No Hospital

Lipe- como esta meu pai

Lico- ele não é seu pai lembra você berrou isso varias vezes

guguinha- Lico

Lico- é verdade se acontece alguma coisa com ele a culpa vai ser sua

Creusa – para com isso vocês dois

Samara chega no hospital ela tinha deixado o André com a duduka e o Cadu - e ai como ele esta que aconteceu

Lico- pergunta pro Felipe

dani e Andy também aparecem no hospital

o medico chega da a noticia que leandro já estava fora de perigo mas que ele precisava ficar em observação porque ele tinha tido um infarto

Samara- ele pode receber visitas

Medico- só família hoje e tem que ser um de cada vez ele não pode se agitar

Creusa- só eu vou entrar doutor

Lico- eu quero ver o meu pai

lipe- eu também

Lico- ele não é o seu pai

Creusa- não vocês não vão entrar vocês dois estão de cabeça quente

Samara- vamos para casa amor

tres dias depois leandro vai até o ap do lico e da samara

Lico- oi pai que você esta fazendo aqui

Leandro- vim conversar com você sobre o Felipe

Lico – o que

Leandro- O Felipe passou pro muita coisa ele viveu uma mentira por causa das Maldades da Carmem ele esta doente você sabe disso você chamou o seu irmão de drogado de merda se você sabe que ele precisa do nosso apoio você estava a ponto de bater nele justo você que é contra a violência

Lico- eu perdi a cabeça ele estava agressivo me culpando pelas maldades daquela mulher ele foi pra cima da minha mãe eu não ia esperar ele agredi-la e você sabe muito bem que aquilo é por causa da droga ele devia ser internado

Leandro- Lico você sabe que eu não posso interná-lo


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...