História Uma Jornada Qualquer - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Blue, Leaf (Green), Riley
Tags Aventura, Mistério, Pokémon
Visualizações 0
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Ginásio de Vermilion


Leaf, com uma forte tristeza no olhar, entra no quarto onde Riley está.


  — R-Riley, você está bem? — disse Leaf, com lágrimas saindo pelos seus olhos.


  — O que você acha?! Acabo de perder um de meus amigos! Você estaria bem se isso acontecesse com você?! — exclamou Riley, com raiva.


  — A-Acalme-se, Riley. Você vai conseguir pegá-la de volta. — disse Leaf, na tentativa de consolá-lo. Após, isso resolve sair do dormitório. — Espero que fique bem. — após sair, ela dá um leve sorriso, mas encontra Blue sentado em um canto do corredor, e resolve sentar ao seu lado.


  — Ele já está bem? — sussurrou Blue, com um tom de voz sombrio.


  — Ainda está muito mal. Por que eles fizeram isso justamente com ele? Riley já não estava em um estado psicológico muito bom, pois ele ainda está levemente traumatizado por estar nesse mundo que ele nunca ouviu falar. — comentou Leaf, com um choro falso.


  — Espero que ele melhore. — disse Blue, com uma lágrima caindo de seus olhos. Após isso, ele limpa suas lágrimas e levanta do chão. — Leaf, que tal nós irmos até o andar de trocas pra ver como é?


  — Hm, acho uma boa ideia. — comentou Leaf, colocando sua mão esquerda no chão para se levantar. — Vamos. — após isso, os dois subiram as escadas.


  Quando os dois chegaram no segundo andar, eles notaram que nas paredes haviam muitas máquinas de trocas. Elas tinham dois lugares, um de cada lado para pôr as pokébolas, e logo acima haviam dois canos ligados ao centro da máquina para trocar os Pokémon. Enquanto Leaf e Blue observavam a sala, a garota percebeu que uma Chansey estava em um canto chorando, provavelmente perdida. Leaf se dirigiu até ela.


  — O-Olá, o que aconteceu? Se perdeu de seu dono? — perguntou Leaf, com uma voz fofa. A Chansey fez que sim com a cabeça. — Bem... Quer ser meu Pokémon por enquanto? — ela novamente fez que sim com a cabeça, e Leaf a abraçou.


6 dias se passaram...


  Leaf se dirigia a seu dormitório para arrumar as malas, pois era o último dia do cruzeiro.


  — Riley, ainda está deitado? Já está no último dia e você nem saiu desse quarto direito... Estou ficando preocupada. — disse Leaf enquanto guardava as coisas na mala.


  — Não se preocupe, um dia conseguirei pegá-lo de volta. — comentou Riley, após isso se levantou da cama, e também começou a arrumar as suas coisas e as de Blue. Quando eles terminaram de arrumar as malas e saíram do quarto, Riley notou uma Chansey parada no canto. Quando o Pokémon percebeu que Leaf havia saído do dormitório, ela foi correndo para abraçá-la. — ... Leaf, esse Pokémon é seu? — e Leaf, ainda com a Chansey a abraçando, contou a história para Riley. Quando foram para o Hall de Entrada do cruzeiro, Blue estava esperando por eles. 


  — Bom dia gente. Ah Riley, obrigado por arrumar minhas coisas. — disse Blue, com um sorriso falso estampado na cara. Riley o ignorou.


  As portas do cruzeiro já haviam se aberto. Eles voltaram para Vermilion. Eles resolveram entrar na fila da saída, Leaf olhou para Chansey.


  — Hoje você vai participar de uma batalha de Ginásio. — sussurrou Leaf para o Pokémon. Ela parecia animada.


  Após muito tempo de espera, os três finalmente saíram do cruzeiro, e foram direto para o Ginásio. Uma pequena árvore estava bloqueando a passagem e Riley resolveu chamar o Charmeleon para cortar a árvore, o motivo deles simplesmente não pularem a árvore? Desconhecido.


  — Charmeleon, eu escolho você! — e um flash de luz branca sai da pokébola, e de lá sai um Pokémon lagarto com uma grande chama em sua cauda. — Use Flamethrower! — mas ele o ignorou e cortou a árvore com suas garras. — Mas, que ataque é esse?


  — Riley, parece que ele aprendeu Cut. — disse Blue, animado.


  — Sério? Que legal! — disse Riley, já entrando no Ginásio. O lugar era igual aos outros Ginásios, mas com um piso metálico. No fundo estava o líder, mas o que chamou a atenção deles foi que Rachel, a garota misteriosa estava sentada na arquibancada, com o Slowbro e um Pokémon que Riley nunca viu. — Gente, eu vou me sentar, podem batalhar primeiro.


  — Tudo bem, eu irei batalhar. — disse Blue, entusiasmado. — Eu te desafio para uma batalha! — disse olhando para o líder.


  — Então vamos começar. A propósito, me chame de Tenente Surge. — disse Surge andando para o campo. — Magnemite, eu escolho você!


  — Saia. — disse Blue, jogando a pokébola do Pokémon desconhecido. Os flashs da pokébola saíram quase ao mesmo tempo.


  — Hm, nunca vi esse Pokémon. Deve ser de outra região. — comentou Surge, confuso.


  — Use Wood Hammer! — disse Blue, sem esperar ele prestar atenção. A cauda do Pokémon magicamente virou um martelo de madeira. Após a transformação, ele pulou na direção do Magnemite. 


  — Magnemite, desvie! — disse Surge, mas não dava mais tempo, e ele foi acertado em cheio. Ele tentou resistir mais acabou sendo derrotado.


  — Magnemite está fora de combate! — disse o juiz.


  — Leaf, que ataque era aquele? — perguntou Riley curioso.


  — Enquanto você estava deitado chorando no cruzeiro, Blue resolveu descobrir os ataques do Mimikyu, e descobriu vários ataques de vários tipos. — disse Leaf entretida na batalha.


  Voltando à batalha, Surge pega outra pokébola:


  — Pikachu, eu escolho você! — exclamou jogando a pokébola para o alto.


  — Volte. — disse Blue com uma ideia. — Wartortle, eu escolho você! — e a pokébola do Pokémon se tornou um flash de luz, e ele saiu de lá.


  — Use Thunderbolt! — disse Surge. O Pokémon rato elétrico começou a produzir eletricidade em suas bochechas, e então a soltou em direção ao Wartortle.


  — Wartortle, use Protect. — disse Blue, calmamente. E foi criado um campo de força em volta do Wartortle que, quando o Thunderbolt do Pikachu chegou, simplesmente se desintegrou. — Use Water Gun! — e o Pikachu não pôde desviar e acabou sendo facilmente derrotado.


  — P-Pikachu está fora de combate. — disse o juiz, surpreso pela facilidade de Blue de derrotar os Pokémons de Surge, mesmo sem vantagem.


  — Raichu, eu escolho você! — exclamou Surge, aguardando a derrota. — Use Double Team!


  — Wartortle, use Water Gun! — disse Blue, mas o Raichu desviou facilmente.


  — Agora, use Thunder! — exclamou Surge. O Raichu criou uma nuvem de chuva gigante e de lá saíram muitos raios em cima do Wartortle.


  — Wartortle está fora de combate! — disse o juiz.


  — ... Saia. — disse Blue, jogando a pokébola do Pokémon desconhecido. — Tire a fantasia. — Blue começou a rir. O Pokémon tirou a fantasia,e pareceu que o Raichu teve uma parada cardíaca.


  — Raichu está fora


"de seu corpo"


  de combate! A v-vitória vai para Blue! — exclamou o juiz tremendo da cabeça aos pés.


  Surge se dirigiu à Blue, segurando a insígnia:


  — Aqui está sua insígnia. — disse Surge em estado de choque. A insígnia era parecida com um girassol.


  Blue foi andando sorrindo para a arquibancada.


  — Leaf, sua vez. — disse Blue, alegre. Blue sentou-se ao lado de Riley.


  Leaf foi animada para a batalha, pois agora seria mais fácil, já que ele só havia dois Pokémon. 


  — Por que você fez aquilo?! Falei para você não falar para ele tirar a capa! — exclamou Riley com raiva.


  — D-Desculpe-me. — disse Blue, envergonhado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...