História Uma loli quase perfeita - imagine Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por: e Beccahope

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Kim Taehyung
Visualizações 114
Palavras 2.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hehe cheguei, bom eu fiz essa fanfic pensando nos meus devaneios que são muito hetais aí então eu meio que tive uma ideia de me fantasia de loli e pensar em Kim Taehyung, tá não deu muito certo aí tive uma brilhante ideia de fazer essa fanfic espero que gostem


Boa leitura meus tarajins

Capítulo 1 - Um começo


Fanfic / Fanfiction Uma loli quase perfeita - imagine Kim Taehyung - Capítulo 1 - Um começo

Acordo em um lugar que mais parecia uma casa abandonada, olho ao redor e vejo que estava em cima de uma cama com as mãos amarradas, me levanto me sentando em cima da cama, abaixo minha cabeça tentando lembrar o que aconteceu e por que meu senpai não está aqui, será que ele está fazendo aqueles jogos comigo de novo?

Coloco minha mão na minha cabeça, minha cabeça estava doendo muito, eu deveria ter batido minha cabeça ou alguem deve ter batido em minha cabeça com muita força, suspiro fundo, ouço um barulho vindo da porta, ela estava se abrindo, imaginei ser o meu querido senpai, abro um grande sorriso ao ver um homem entrando.

mais logo desfaço o sorriso ao ver que nao era meu senpai e sim o meu antigo dono...

S/n - senhor Mark? O que estou fazendo aqui ? Cadê meu senpai ?. 

Mark - CALMA minha linda loli, seu senpai não está aqui! E nem nunca vai está, não sei nem como eu tive coragem de te vender para aquele homem!, Não acredito que eu tive coragem de entregar uma linda raridade como vc, o S/n como vc teve coragem de me deixar pra ficar com aquele babaca do Taehyung? - ele fala se aproximado de me, ele me deita na cama com uma de suas mãos e eu não nego o seu pedido, ele coloca um sorriso malicioso em sua boca me fazendo ficar com medo, ele tenta me beijar mais eu viro meu rosto negando o beijo, ele me olha com uma cara de reprovação pelo que eu acabará de fazer - Não precisa fazer isso, confie em  me, vou cuidar de você melhor que ele.

S/n - Meu senpai me disse que ,era só dele então não a motivos para me submeter aos seus prazeres - o empurro o mesmo saí de cima de mim, mais logo puxa meu braço me fazendo ficar quase em cima dele.

- se você acha mesmo que vou deixar você voltar para aquele idiota, você está muito enganada - ele me joga em cima da cama subindo em cima de mim colocando minhas mãos para cima da minha cabeça, tenta me beijar mais eu rejeito, ele começa a beijar meu pescoço, e eu apenas fico tentando não chorar aquilo estava me dando muito nojo, ouço um barulho muito forte vindo da porta, vejo alguém puxando Mark e o jogando no chão, olho para o meu salvador, e vejo que era meu senpai, rapidamente me levanto de cima da cama e vou até ele.

- S-Senpai!

- você está bem? ele te machucou? - perguntar com mãos no meu rosto. 

- Não eu estou bem! - falo vendo a preocupação no seu olha. 

- Fico feliz que esteja bem. - ele me abraçar forte, me assustando.

Mark se levanta do chão olhando para meu senpai com um olhar de ódio, vou para trás do meu senpai tentando me esconder do que poderia acontecer

- me devolva a S/n, ela é minha - Mark fala tentando se aproxima de me. 

- Caia na real Mark ela deixou de ser sua, no momento em que você a vendeu pra mim, então não venha querer pegar nas coisas dos outros sem permissão!

- idiota ela é minha - Mark vai para cima do meu senpai tentando dá um soco em sua cara mais meu senpai desvia acertando Mark na cara fazendo com que o mesmo caia no chão 

- Nunca mais tente sequestrar minha filha desse jeito seu idiota - ele pega em minha mão me levando para fora da casa, chegamos perto do seu carro ele tira a corda que estava amarrada em minhas mãos abre a porta do carro e eu entro no carro do mesmo com a cabeça abaixada, ele entra em seguida - você tem certeza que está bem mesmo? Se não estiver eu posso te levar no hospital agora mesmo.

- Senpai obrigado por me salvar daquele homem horrível - dou um sorriso fechado para o mesmo que beija minha testa como retribuição.

- vamos pra casa! 

Ele liga o carro e eu coloco o sinto de segurança em me, no caminho de volta pra casa não trocamos nenhuma palavra, como eu estava muito cansada acabo adormecendo no carro.

5 meses antes

- S/n! Venha ja aqui! - a diretora do orfanato me chama.

- o que deseja comigo senhora Kim? - eu falo para ela que me olha com um sorriso de orelha a orelha

-  Quero te apresentar esse senhor aqui! Ele se chama Mark Tuan, por favor se apresenta! - ela fala, apontando o homem muito lindo. 

- Olá meu nome é S/n,  eu tenho 16 anos, já moro aqui a 1 ano, fui transferida para cá ano passado, o outro orfanato onde eu morava me transferiu para cá, por eu já estar na adolescência, meu hobbi é a leitura, por enquanto é só isso - me curvo após me apresentar para o homem em minha frente

- Então essa é a S/n, mais se você não estiver interessado nela temos outras garotas aqui, que tem a mesma idade que a dela, então vamos ver as outras?

- Não tudo bem quero essa aqui - ele fala logo abro o sorriso, diretora olha para ele surpresa.  

- tem certeza senhor? - ela perguntar olhando para ele. 

- Sim!!! eu quero essa pequena loli aqui. 

- Ok então, vamos na minha sala assinar os papéis da adoção!

- Sim vamos . 

- você S/n vai arrumar suas coisas - diz a diretora com um sorriso para me. 

Eu rapidamente vou até o meu dormitório, e começo a arrumar minhas roupas em uma bolsa que eu havia ganhado de umas garotas que haviam morado aqui antes, mas foram adotadas, após arrumar minhas coisas vou até a sala da diretora mais estava fechada, me sento na cadeira ao lado da porta esperando quando estava pensando em pegar meu livro para ler a porta abre saindo a diretora e o meu "novo pai"

- a você está aí S/n, que bom que você já está com as suas coisas já arrumadas - ela fala olhando minha coisas. 

- Então vamos S/n? 

-  S/n esse senhor agora vai cuidar de você ok! 

- Então ele vai ser meu " pai" não é? - falo para diretora.  

- Sim !!. 

- Vamos S/n não tenho o dia todo!

- sim senhor . 

Acompanho ele até o seu carro, ele abre a porta pra me, e eu entro no carro colocando o cinto de segurança logo depois dele entrar no carro.

Durante todo o trajeto até " minha nova casa" ficamos calados, até eu avistar no meio do caminho uma casa onde saia várias garotas bonitas

- Essa é a sua casa? - pergunto olhando em volta. 

- Não é a sua! - ele fala sem olha pra me. 

- A minha, mais o senhor não vai ficar na mesma casa que eu?

- Te trouxe aqui pra você trabalhar pra mim, não quero você como "minha filha" não tenho cabeça pra bater com gente idiota como você ! 

Ele estaciona o carro enfrente a casa onde abriu o lado da porta onde eu estava, ele me pega pelo braço, ele anda até um balcão onde me entrega a uma mulher estranha

- Mas uma senhor? 

- cala a boca e vai fazer o seu trabalho

- quero que ela fique pronta até às 19:00, vou apresentar ela ao Kim Taehyung, ele certamente irá gostar dela

- sim senhor, já vou arrumar ela

Ela me levou a um quarto onde havia muitas roupas, vários perfumes e maquiagens, ela mandou que eu fosse tomar banho e eu obedeci, ela me arrumou quase igual a uma bonequinha.

18:00 clientes chegando 

-vamos descer já está quase na hora!

- C-Claro... Só uma pergunta, o que eu devo fazer exatamente aqui?

- Ele não te contou?

- contou o que?

- vocês tá aqui pra satisfazer os prazeres dos homem que vem aqui... Ou seja você vai ser uma prostituta!, Mais se vc tiver sorte e agradar ao Kim Taehyung você não terá que transa com outros cara!

Como assim transar?, Do que ela tá falando?, Agradar ao Kim Taehyung?, Quem é esse, aí acabei de bugar aqui mais vou fingir que entendi.

19:00 Taehyung sentado em uma mesa reservada so para os Vips

- Pera eu vou ter que fugir daqui eu não quero ver nenhum Taehyung! Ai tem uma mesa bem ali vou me esconder lá por enquanto - vou até debaixo da mesa mais vejo que a alguém  sentado- vixi e agora? -Sussuro baixinho mais ele me escuta e me puxa de baixo da mesa

- Desculpa mais, não chamei ninguém ainda então por favor saia daqui

- Mas como? Ata deixa, eu não vim aqui fazer o sei lá que você está pensando que eu vim aqui fazer, eu vim aqui pra  me esconder

- se esconder do que?

- do meu novo Pa...

mark me interrompe 

Mark - Então ai esta você!, A senhor kim você esta ai! Então ja deve ter conhecido a S/n, eu estava querendo mostrar ela a você espero que goste desse presente que eu vou dar pra vc momentâneamente 

- momentâneamente? - o que será que ele quis dizer com isso?

Tae - até que ela é bonitinha...quero comprar ela!

Mark - comprar? Acho que não, eu so vim trazer ela como uma a mostra e não para vendê-la a você ! 

Tae - olha vou fazer uma oferta que vc não poder recusar!

Mark - vamos falar mais sobre isso no meu escritório

Eles saíram e eu fiquei sentada  naquela mesa, até se passarem algumas horas e Mark sair da sala dele com um sorriso no rosto

Mark - vai pegar as suas coisas garota você vai embora com o Taehyung!

Não espero ele falar mas nada apenas saio correndo e vou até o quarto onde estava minhas coisas, como eu não havia tido tempo para tirar minhas coisas da bolsa apenas peguei ela do jeito que estava, voltei de volta para o lugar onde Taehyung e Mark estavam me esperando.

Tae - agora vamos!

Mark -Seja uma boa garota ou do contrário... 

Tae - Para de assustar a garota! Vamos S/n!

O acompanhei até o seu carro do lado de fora ele abriu a porta do carro e eu entrei ele entra logo em seguida.

- Coloca o cinto de segurança!

Eu obedeci e coloquei, ele só me observava com uma cara que eu realmente não sabia decifrar, abaixo minha cabeça e fico olhando para minhas mãos.

- S/n! - ele diz se aproximando de me

- Sim?!- ele se aproximou mas ainda do meu rosto e sussurou no meu ouvido pondo uma de suas mãos na minha perna e levantando um pouco o meu vestido.

- Não precisa se preocupar não irei fazer nada com você !

- Senhor? Para onde vamos?

- Não me chame de senhor... Você pode me chamar de Pai, vou cuidar de você como se fosse minha filha.

- Te chamar de pai? Ok então Pai! - digo sorrindo para o mesmo

- Melhor assim - ele se virar para frente ligando o carro.

Ele dirigio até uma casa grande acho que era uma mansão mais eu não sei direito se é eu nunca tinha visto uma na minha vida, chegando lá ele abre a garagem é estaciona o carro ele sai do carro e abre a porta pra mim...aí so eu que acho o meu novo pai fofo? Ata vamos deixar isso pra lá, entramos na casa pela porta da frente, observo que a casa do lado de dentro era como posso dizer perfeita havia na casa algumas empregadas elas me observavam com uma cara de reprovação será que eu não estava vestida adequadamente?

Ele para enfrente a elas falando:

- Essa aqui é a minha filha S/n! Quando eu não estiver quero que fassam tudo que ela mandar, se alguém ousar questionala ou tratá-la mal terá que se ver comigo entendidos?

Todos: Sim senhor!

- Ótimo agora se retirem!

Todos saíram deixando eu e meu "pai" a sós, ele começa a subir as escadas e eu o acompanho,ele anda até um quarto, ele abre a porta e entra deixando a porta aberta para que eu entrasse.

- Esse aqui vai ser seu quarto, tome um banho e vá dormir amanhã vejo como vou arranjar tempo para te matrícular em uma escola.

- eu vou estudar?

- sim vc vai,por que a pergunta?

- por nada senhor - dou um sorriso de lado o mesmo vem em minha direção e bagunça o meu cabelo logo em seguida saí me deixando sozinha.

Jogo minha bolsa em cima da cama me sento em cima da cama e abro minha bolsa tirando um sutiã e uma calcinha de cor vermelha junto com uma camisa camiseta preta e um short meio florido, vou até o banheiro e começo a tirar minhas roupas entro de baixo do chuveiro e logo ele, demoro alguns minutos saio do banho me enxungo visto minhas roupas e me direciono até minha cama, deito nela e acabo adormecendo pois eu estava muito cansada.

 


Notas Finais


Aqui está meu primeiro capítulo de uma loli quase perfeita...
Espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...