1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Mulher Intensa -Professora e Aluna (Hot Lésbico) >
  3. "Mais de uma pra matar"

História Uma Mulher Intensa -Professora e Aluna (Hot Lésbico) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee, voltei!

Capítulo 20 - "Mais de uma pra matar"


Pov Raquel


-Não íamos almoçar juntas? -Indaguei, para a garota mais baixa e também mais birrenta que eu conheço. 


Estava perseguindo ela no estacionamento da escola, enquanto a única coisa que a pirralha fazia era ignorar-me.


Tentou entrar na Mercedes, mas eu a impedi; segurando em seu braço. Agora está escorada no carro preto, de frente para mim.


-Escuta aqui garota! -Comecei, tentando contato visual com ela; porém a mesma desviava o olhar para qualquer ponto que não fosse os meus olhos. -Eu sei que está chateada, mas fugir não é a melhor opção. Disse que queria me levar há um lugar...Vamos até lá! Vamos conversar! Por favor, me dê uma chance de me explicar?


A mesma permaneceu em silêncio. Seu semblante indicava mágoa.


-Isabela...Por favor! -Insisti, vendo ela bufar, seguida de uma respiração profunda e pesada.


-Olha, eu não tô no clima, tá legal? -Constestou, em um tom de voz baixo. Como se estivesse cansada.


Deu uma pausa longa e, dessa vez, olhando em meus olhos, disse:


-Eu só preciso de um tempo. -Soltou-se do meu braço de uma forma brusca. Uma lágrima caiu do olho dela, e como se os sentimentos falassem pela mesma, completou em alto e bom som: -Quando parar de me comparar com uma Ninfeta a gente conversa.


"Uma ninfeta?"


Em seguida, entrou no carro preto. Não tentei impedi-la. 


Por incrível que pareça, estou fazendo o que a Yasmin me disse. Não vou ficar em cima dela...Tentar ser menos controladora. Por mais que isso me deixe extremamente desconfortável. Então, deixá-la ir, é a melhor opção agora...Mesmo que o meu outro eu, sinta vontade de pegá-la pelo braço, e sequestrá-la.


Revirei os olhos e fui para o meu carro, pensando em outra coisa que a Yasmin me disse e com razão: nós não somos namoradas.


...


De qualquer forma, eu preciso almoçar, com ou sem a Isabela...Então convidei alguém para comer comigo. Alguém que eu me surpreendi comigo mesma por ter convidado. 


O restaurante que eu estou agora é o Carbonara.  Do lado direito da mesa que me encontro sentada, há uma janela que se estende para todas as outras mesas de canto. O lugar é todo em vermelho e amarelo, meu pai me trazia aqui quando eu tinha 12 anos. 


Depois que a prioridade maior dele, virou os negócios, nunca mais saímos juntos a não ser para ir em reuniões "chatas"(como diz a Isabela), relacionadas a empresa. É uma questão de honra levar a família para jantares importantes, mostra que você é uma pessoa confiável, e confiança é fundamental para os negócios. 


-Desde já, saiba que não é por que te dei uma lição de moral que somos amigas. -Falou sentando-se e colocando suas coisas em cima da mesa.



"Está aí a minha convidada!"



-Oi para você também, Yasmin! -Disse de uma forma sarcástica.


-Ela te ignorou não é mesmo?


-Como sabe?


-Somos melhores amigas a anos. Toda vez é assim quando brigamos, então com vc não deve ser diferente. Ela se isola.


Deu uma pausa.


-E ela se isola não só de você, mas do mundo todo. Principalmente se ela se sente culpada, ou se você fizer ela se sentir assim. Você fez?


-Erhh, bom...


-Droga! -Exclamou. -O que aconteceu?


-Nada! Na verdade...Ela Disse que eu comparo ela á uma N-Ni..Nin...? -Tentei lembrar-me da palavra.


-Ninfeta. -Completou, olhando-me com uma expressão indiguinada. -Isso é terrível.


-Sabe quanto tempo ela fica isolada? 


Yasmin respirou fundo e me fitou, preocupada.


-A última vez durou 3 dias. Mas depende, nunca vou me esquecer dá 1 semana que ela ficou trancada no quarto. Tiveram que fazer um buraco na porta para entregar comida. Depende da quantidade de tempo que os pais dela ficam fora de casa.


Meu Deus, e eu ainda quero namorar com essa garota. Complicado esse negócio de me apaixonar.


-Se eu pedir desculpas...Ela sai se lá? 


-VOCÊ AINDA NÃO SE DESCULPOU? 


Algumas pessoas que estavam perto, olharam feio para nós.


-Baixa o tom, pirralha! -Mandei.


-Como você quer que eu te ajude se você nem se desculpou??


-Não acho que estou errada...Além do mais, eu nunca fiz isso. Nunca me desculpei.


Mais uma vez, a expressão preocupada no rosto dela estava presente.


-Isso vai ser mais difícil do que eu pensava.


Deu uma pausa.


-A única pessoa que pode tirar a Isabela daquele quarto é a Débora Williams.


"Eu devia ter sequestrado a Isabela mesmo!"


-Táá...-Bufei. -Onde ela está? Vou falar com ela.


-Você tá maluca? -Indagou, indiguinada. -Vai falar o que? Que a filha dela se trancou no quarto porque você atacou uma professora por ciumes e por achar que a TUA MÃE mandou ela para acabar com o relacionamento de vocês? Ahh não esqueça que a Verônica é uma golpista e tem te mandado seduzir a Isabela. E que tal essa? Que tudo isso começou por causa de um relacionamento lésbico mal resolvido, de décadas, entre as duas mães casadas. Não esqueça também que a Débora e o Sr.Williams estão viajando, e reze para que ele não saiba de nada. Se não você vai ser enterrada viva. 


Completou:


Achei incrível a tua idéia! Parabéns Raquel!


"Eu ainda vou matar essa garota debochada!"


...


Passaram-se dois dias. Exatamente como a Yasmin disse, nem sinal da garota. Comecei a ficar preocupada. 


Os amigos dela tentaram contato e nada. Isabela ignorou todas as minhas mensagens e ligações. Não quis nem falar com a irmã dela.


Ouvi um barulho na porta, estou dando aula na minha sala. Ao abrir, me deparei com Mariana; ela já foi entrando e sem que eu pudesse impedi-la, avisei aos alunos que continuassem fazendo os seus exercícios.


-Você tem ver...-Começou a tagarelar. -Estou me sentindo a própria Frozen. Me sento na frente da porta do quarto e nada, a Elsa não quer abri-la. -Sentei-me na mesa e ela puxou a cadeira de uma classe vazia. -Depois disso acontece o que? Ela se assume pros meus pais e canta Let it go? 


Soltei uma risada com a piada esquisita dela.


-Não era para você estar na aula?


Quando Mariana abriu a boca para me responder, alguém bateu o caderno na minha mesa, chamando a atenção de nós duas.


-Terminei professora. Por que não corrige?


Yasmin.


Ela não havia acabado, somente usou disso para dar um selinho na minha futura cunhada.


-Professora, você sabia que elas estão namorando? -Guilherme apareceu.


-Não sabia...


Com certeza Yasmin vai usar disso para jogar a minha "falta de maturidade" na minha cara.


-Também, já tava na hora! -Agora era a Eduarda que falava.


-Só o que me faltava, vão fazer reunião da creche na minha mesa?  -Questionei, brava.


-Credo, que mau humor! -Comentou a ruiva. 


-Já tó saindo! -Disse Guilherme, de mãos erguidas, voltando para a classe dele.


-Eu também já vou indo...-Disse Mariana, dando um último selinho na Yasmin e se dirigindo até a porta.


Olhei para baixo, para corrigir os cadernos com contas já feitas que haviam deixando na minha mesa. Até que a voz da Mariana invadiu meus ouvidos, a garota que havia acabado de abrir a porta: 


-Mãe?? -Perguntou, confusa.


Entraram na sala as duas mulheres, muito bem vestidas e com poses amedrontadoras das quais eu já estou acostumada(diferente dos meus alunos). 


-Saiam todos! -Ordenou minha mãe, Verônica.


-Como assim, saiam? -Levantei-me da mesa e fui até ela. -Essa é a minha aula.


-Raquel, não se meta nisso. Onde está Isabela?


Os alunos começaram a sair. Yasmin, Guilherme, Eduarda, Mariana e Victória permaneceram. 


-Ela não está aqui. -Yasmin respondeu.


-Como não está aqui? -Questionou Débora, indiguinada.


Merda! Eu comecei ficar nervosa.


-Mãe você não tava viajando? -Indagou Mariana.


-Aconteceu uma mudança de planos.


Deu uma pausa, observando os amigos da Isabela por alguns instantes...


-Ela fez denovo? 


Acentiram com a cabeça.


-Digam para a Isabela que se ela não sair daquele quarto, de bom grado, em 15 minutos. A próxima vez que ela sair será sem a alma no corpo dela. -Avisou Debóra.


Essa mulher não brinca em serviço...


Se esse for mesmo o caso, imagino que não é só a Bela que vai sair morta de um lugar, hoje.






Notas Finais


E aí o que acharam? Vejo vocês no próximo cap.❣
Aliás, tenho uma Fic nova, se quiserem dar uma olhada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...