História Uma Namorada para TaeHyung - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 22
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Em seu quarto Joy não conseguia parar de pensar na conversa que teve com o diretor. Ainda não caia a ficha de que ele havia visto vídeos seus dançando. Queria acreditar que TaeHyung tinha algum envolvimento. Não era possível que o home tenha notado tudo sozinho. Sentia-se tão ansiosa com a ideia de poder ajudar os rapazes durante o show. Seria uma nova experiência. Acreditava que tudo daria certo tanto para o grupo quanto para ela.

Com o adiantamento que havia recebido, fez uma compra para reabastecer o seu armário. Era apenas o básico para manter-se durante alguns dias, pois não havia como comprar muita coisa e deixar que tudo estragasse. O local onde ela morava era pequeno demais. O quarto era pequeno demais mesmo para uma única pessoa, a cozinha ao mesmo tempo virava uma sala. Ao menos ela tinha um lugar para se abrigar em dias frios e chuvosos.

Tudo o que havia conquistado em pouco tempo ela guardava em caixas. E mesmo assim ela nunca reclamava de sua situação, desde que ninguém soubesse da sua realidade nada mais importava. Queria ter algo a mais para fazer, mas nada surgia em sua mente. Ligou o seu celular simples e ficou encarando a foto que estampava a tela. Era a foto onde sua mãe, Kiara e ela estavam reunidas. Uma única lembrança para afastar a dor da saudade que ela sentia.

*****

Pouco antes das dez da manhã, Joy já tinha deixado tudo organizado na sua casa. Conferiu várias vezes uma pequena lista que havia preparado com alguns detalhes específicos dos rapazes. Ouviu a buzina tocando e saiu rapidamente. A van preta a aguardava.

— Bom dia! — cumprimentou o motorista — Pronta para começar a nossa viagem?

Ela suspirou.

— Não muito, mas vamos em frente.

— Bom dia Joy! — cumprimentou Yoongi.

Nervosa, ela apenas acenou para todos os rapazes. Não era muito de falar logo cedo. Joy teve que ir na mesma van com o grupo, sentia-se um pouco desconfortável e não queria se sentir uma estranha no meio deles. Por sorte o motorista pediu que ela fosse ao seu lado, mas mesmo assim não resolvia muita coisa. Sentia os olhares em sua direção, deveriam estar curiosos por algo. Foi necessário que alguns minutos passassem e a brincadeira começasse entre eles. Todas aquelas brincadeiras durou durante as quatro horas de viagem.

Assim que chegaram ao local todos eles foram chamados para fazerem reconhecimento de palco. As brincadeiras nunca eram deixadas de lado. Esse espírito deles era maravilhoso. Até dançaram músicas de outros artistas.

Durante a passagem de som, Joy apenas observou como cada um dos rapazes agia naquele momento. Brincavam, mas permaneciam sérios. Era o momento em que precisavam garantir que nada daria errado durante a apresentação. Joy percebeu que mesmo algo técnico eles não deixavam de dar o seu melhor. Faziam para valer todo o esforço da equipe. Sentia orgulho do que via e pela oportunidade que estava tendo que acompanhar tudo de perto. Felizmente estava tudo do jeito que deveria ser.

Um a um foi passando perto de Joy em direção a sala de descanso, teriam algum tempo livre antes de começarem a cuidar da maquiagem e figurinos. Pareciam todos tão calmos.

— Está tudo bem? — quis saber Namjoon preocupado ao ver que Joy agitada.

— Estou... Vocês nem ficam mais nervosos, não é? Já estão acostumados com os shows.

— Ao contrário do que parece o nervosismo ainda existe. Cada lugar onde realizamos os shows sempre tem alguma surpresa, ficamos preocupados com todos os mínimos detalhes. — ele apontava para a sala onde estavam todos reunidos fazendo lanche — Fica um pouco com nós. Vamos precisar de toda ajuda possível. Precisa saber um pouco mais sobre o nosso comportamento.

— Não me sinto à vontade.

— Só relaxa.

Seguindo o conselho do líder do grupo, Joy adentrou a sala e ficou ainda mais encantada ao vê-los rindo das piadas que Jin contava. Ele mesmo não se agüentava. Namjoon esperou até que todos lhe dessem a devida atenção para começar a falar.

— Vamos ajudar a Joy a se enturmar. — começou ele — É nossa amiga a partir de hoje.

— Isso é um pouco de exagero. Vocês não podem me considerar amiga sem me conhecerem direito. — murmurou Joy.

— Se o Namjoon disse, assim será! — exclamou Jimin sorridente.

— Qual de nós é o seu bias? — quis saber Hoseok.

Imediatamente Joy cobriu o rosto confusa. Não era para ser verdade. Aquela era uma pergunta que ela nunca imaginou que ouviria vindo diretamente por um dos membros.

— Me desculpa, não sou capaz de dizer quem é o meu bias. Gosto de todos por igual. — seus olhos brilhavam intensamente — São sete membros e cada um tem uma característica com qual me identifico.

Os rapazes ficaram encantados com a sua resposta e logo começaram a bater palmas e fazer muito barulho. Ela daria tudo para que sua irmãzinha estivesse ali naquele momento. Seria bem divertido.

— Preciso ir até o camarim ver os figurinos de cada um. — disse ela se retirando.

JungKook esperou até que ela estivesse mais longe para fazer alguns comentários.

— Eu tenho certeza de que o Tae é o bias dela. Está na cara. Talvez ela o queira como namorado. — ele lembrava de algo — Minha mãe sempre fala que quando dois brigam no fim é sempre amor. O Tae precisa de uma namorada.

Rapidamente Tae desviou a atenção do celular e encarou os rapazes.

— Já estou cansado de todos falarem que eu preciso de uma namorada! — resmungava Tae — Qual é o problema de todos vocês?

Yoongi colocou- se ao lado do amigo passando o seu braço por cima do ombro do Tae.

— Você sabe que estamos apenas brincando. Não leve nada tão a sério. — explicava Yoongi.

— Que seja!

Tae se levantou e foi caminhar pelos corredores. Tinha que se acalmar antes de fazer a maquiagem. Ele passou a passos largos em frente ao camarim despertando a curiosidade de Joy. Hesitou em sair atrás dele, mas não poderia permitir que ele ficasse para baixo. Pediu licença e o acompanhou lentamente. Parecia que Tae corria ao invés de andar.

Ela o encontrou sentado no palco. Debaixo da pouca iluminação ele parecia pequeno. Caminhou lentamente até ele.

— Posso não ser a melhor pessoa no mundo, mas sei que tem algo de errado acontecendo. — murmurou a garota sentando ao seu lado na beira do palco — Quer desabafar?

Ele sorriu fraco.

— É só uma bobeira. Nem sei porquê dei tanta importância.

— Entendo. — um breve silêncio se fez entre eles — Posso te fazer uma pergunta?

— Quantas quiser.

— Você contou algo sobre eu utilizar o espaço para o diretor? — ela o encarava seriamente.

A risada fraca praticamente o entregou.

— Só enviei um vídeo, não foi algo com muito tempo de duração. Foi o suficiente para que ele percebesse que tinha mais um talento escondido. — respondeu Tae.

Sem poder conter a felicidade, Joy o abraçou repentinamente. O rapaz ficou sem reação, não sabia como se portar com aquele momento. Pela primeira vez ele estava se sentindo diferente em relação a aquela garota. Não queria ser invasivo e deu apenas leves tapas em suas costas.

— Obrigada Tae! De verdade. — ela se levantou — Agora você precisa ir se aprontar.

— Fica só mais cinco minutos comigo. — seu olhar era de suplica.

Como dizer não a aquele pedido? Era uma péssima hora para lembrar algumas músicas que combinariam com aquele momento. O grupo Rebelde sempre esteve presente nos melhores e piores momentos de sua vida. Isso era incrível.

E então fique em silêncio

Cinco minutos

Eu preciso desse tempo,

Vem junto a mim

 

Um arrepio tomou conta do corpo de Joy quando Tae deitou sua cabeça no seu ombro. Era nítido que ele precisava de um pouco de atenção e que talvez nem todos fossem entender o que ele sentia naquele momento. A aproximação que estava tendo entre ele e Joy era novidade.

*****

As fãs gritando loucamente pelo grupo era motivo de orgulho. Faltavam poucos minutos para que a grande entrada acontecesse. Quando eles foram para o palco a gritaria se tornou mais forte fazendo com que ela se arrepiasse. O publico sabia todas as músicas e durante as trocas de figurino não houve nenhum tipo de confusão. A equipe estava afiada para que tudo acontecesse dentro do prazo estipulado pelos produtores.

Enquanto Namjoon, Hoseok e Yoongi se apresentavam foi o único momento em que Joy conseguiu relaxar. Os outros rapazes já haviam feito a troca de figurino e dali em diante seria o grande final. Foi naquele momento em que a garota esqueceu tudo ao seu redor e soltou a sua voz. Acompanhou a rap line sem problema algum, estava no ritmo deles.

— Você é uma caixinha de surpresas! — exclamou os rapazes assustando-a.

— Por que não contou que sabe cantar? — questionava Jimin.

Ela corava sob os olhares.

— E não sei. — rebateu a jovem. — Daqui a pouco vocês entram. Se preparem.

E assim ela os deixou. Voltou para o camarim para organizar tudo o que faltava. Apaz interior que ela sentia nunca poderia ser descrita em palavras. Cada uma das daquelas pessoas foram essenciais para que mais um dia fosse maravilhoso.Não restava nenhuma dúvida de que o show havia sido um sucesso. Apenas terminou tudo o que precisava e saiu sem que ninguém percebesse. Pegou um ônibus para voltar para casa. Algo de diferente estava acontecendo com ela, mas Joy ainda estava confusa e ficar sozinha por algumas horas seria a melhor saída.    



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...