1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Nerd Diferente >
  3. Uma Cena Linda.

História Uma Nerd Diferente - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura

Ps.: O carro da foto é o carro da Kara...

Capítulo 12 - Uma Cena Linda.


Fanfic / Fanfiction Uma Nerd Diferente - Capítulo 12 - Uma Cena Linda.


-Você acha que o trio parada dura ainda estão na sua casa? - Mel me perguntou ainda no caminho. O carro dela é um Maverick preto fosco, lindo.
-Sabe que eu não duvido que estejam. O Brainy não estava lá mais cedo, mas com certeza foi encontrar as meninas. - falei rindo.
-Bom, então boa sorte porque conhecendo o Brainy, ele já deve ter preparado um interrogatório pra você. - ela disse sorrindo assim que virou a esquina da minha rua.
-Você não vai entrar? - pergunto um pouco decepcionada, sem saber exatamente o porque de sentir isso.
-Não vai dar, a Samantha pediu pra eu chegar cedo. - Melissa me respondeu encostando o carro de frente para a minha casa. - Nós duas temos algumas coisas para resolver.
-Okay. Obrigado, pela carona e pelo sorvete, até mais. - falei dando um beijo na bochecha dela, que corou, e sai do carro. Fique na porta enquanto a via se afastar e assim que entrei minha mãe estava me avisou que as meninas e o Brainy estavam me esperando no quarto, como eu já esperava. Quando abri a porta, antes mesmo de entrar, Brainy começou o interrogatório.
-Então, como foi?
-Foi divertido. - falei indo até minha cama onde me sentei tirando o tênis.
-Só isso? - Nia me perguntou com um olhar que eu não soube identificar.
-É, por que?
-Nada não. - ela me respondeu.
-E aquela garota atrapalhou muito? - Brainy voltou a perguntar.
-Não muito. Mel manteve ela longe. - falei colocando o pijama. - E isso me deu muito tempo para ficar sozinha com ele.
-O encontrar foi a onde? - Lucy perguntou.
-Como assim a onde? Você não sabia, ainda? - Brainy perguntou.
-Ele queria que fosse surpresa. - expliquei. - Num luau. - respondi de dentro do banheiro escovar os dentes.
-Por que não estou surpresa? - Nia perguntou sarcástica e os outros dois riram. - Ele tocou alguma coisa?
-Um pouco. - falei depois de enxaguar a boca. - Ah! Gente, tem um lugar que que gostaria de levá-los depois da faculdade.
-Que lugar? - perguntou Lucy.
-Uma sorveteria que abriu aqui perto. - respondi sorrindo ao lembrar do local.
-O Jack te levou lá? - Brainy perguntou me olhando.
-Não, foi a Mel. Ela disse que eu parecia um pouco desanimada e sugeriu o sorvete, apesar de eu achar que ela me usou como desculpa para ir lá.
-E ela te deu carona? - perguntou Nia.
-Sim. - confirmei.
-E a nerd não quis entrar? - Brainy perguntou recebendo um olhar de repreensão tanto meu quanto da namorada.
-A Melissa disse para a prima que voltaria cedo porque elas tem coisas para resolver. - respondi dando ênfase no nome da loira. - Agora, todo mundo para fora que amanhã tenho que acordar cedo.
-Mas você não tem aula amanhã. Nem na faculdade, nem na escolinha de surfe. - Brainy retrucou.
-Mas gosto de acordar cedo e tenho que pagar as aulas - respondi indicando a porta do quarto. Os três saíram do meu quarto deixando-me sozinha com os meus pensamentos, que por algum motivo não estavam no encontro ou no Jack e sim, na Melissa e a nossa conversa do lado de fora do seu carro. Eu abri um sorriso involuntário e cai nos braços do Morfeu.


*Pov. Kara*


**Chamada de Vídeo On**
-Espera, me explica direito. A Eve está a onde? - Alex me perguntou, quando enfim tomei coragem para contar sobre a irmã do meu colega de trabalho. Estávamos em chamada de vídeo a quase duas horas e tudo estava indo bem até agora.
-Na cidade. - falei já arrependida da informação. Era minha irmã na ligação, mas eu sabia que não seria fácil para ela me ver nessa situação.
-Danvers, você por acaso é masoquista? Porque esse é o único motivo que consigo imaginar para você se meter numa confusão como essa. - ela disse parecendo querer me estrangular, o que me fez agradecer internamente não estamos na mesma sala, e me abraçar ao mesmo tempo. - Tem noção o quanto isso complica o meu trabalho?
-Eu achei que estava falando com a minha irmã. - falei magoada e ela suspirou. - E além disso, como que eu poderia imaginar que ela mora aqui. Eu não sou adivinha. - falei ajeitando o óculos, digo não óculos já que eu não estava usando ela, mas o lugar onde ele deveria estar, era uma mania que eu  tinha que perder.
-Desculpa, Sis. Eu tive um dia cheio e queria estar ai para te proteger dessa maluca. - ela disse coçando a testa. - Me diz pelo menos que ela não a reconheceu. - ela pediu massageando uma das têmporas num sinal claro do início de uma enxaqueca.
-Não, ela não me reconheceu - falei negando fortemente com a cabeça.
-Pelo menos isso. - disse Alex suspirando enquanto encostava as costas na cabeceira da cama. - Kara, por favor tente ficar o mais longe possível dessa garota, pelo bem do processo que ela tem contra você.
-Eu vou tentar, mas isso vai ser difícil eu trabalho com o irmão dela. - respondi suspirando.
-Kara... - geme ela em agonia. - Quer saber? Eu vou adiantar essa viagem, chego aí em três dias e por favor até eu chegar tente não ser descoberta.
-Em que momento isso passou a ser mais uma das nossa reuniões? - falei irritada. - Quer saber, venha quando quiser Alexandra, eu vou estar aqui e vou estar fazendo a minha parte, como venho fazendo desde que vocês decidiram que vir para cá, com outra identidade, era o melhor para mim. Boa noite para você também. - falei e desliguei sem esperar por uma resposta.
**Chamada de Vídeo Off**
Desliguei o tablet e soltei um suspiro exasperado enquanto passava minhas mãos em meu cabelo as parando na base do meu pescoço.
-A conversa não foi boa, né? - Sam perguntou entrando no quarto. Eu até reclamaria com ela por ter entrado antes de bater, mas não estava com humor para isso.
-Foi pior. - respondi mantendo a cabeça abaixada. - Acabei de fazer a minha agente trabalhar como uma condenada para poder chegar aqui em três dias.
-Achei que tivesse falando com a sua irmã.
-Eu também, mas Alex parece que esqueceu que também é minha irmã, desde que tudo isso começou. - falei decepcionada. - Sinto falta da minha irmã.
-Eu sei, Girassol. - ela disse sentando na minha cama e eu fui pra cama e deitei no colo dela que começou a me fazer um cafuné. - Então ela vai trabalhar feito condenada?
-Sim, ela chega em três dias.
-Veja pelo lado bom com ela aqui as coisas vão ficar mais fáceis e você ainda pode tentar fazê-la relaxar um pouco.
-Se eu não causar um infarto nela antes. - falei sentindo meus olhos arderem e minha prima se ajeitou na cama pra me abraçar.
-Vamos, chega de pensar em problemas. Você precisa dormir, amanhã é um novo dia e você vai dar aulas para crianças, isso te anima todo sábado, mas você vai precisar de toda a energia disponível.
-Você tem razão. - falei concordando. - Fica aqui comigo hoje? - pedi e ela assentiu e se deitou comigo depois de apagar a luz e fechar a porta do quarto. Passei um tempo pensando em tudo o que estava acontecendo e tentando encontrar o momento em que tudo começou a dar errado, até que a imagem da Lena sorrindo apareceu na minha mente e eu consegui dormir.


*Pov. Lena*


Acordei na manhã seguinte e a primeira coisa que fiz, quando terminei minha higiene matinal, foi pegar a moto e ir até a praia pagar a mensalidade das minhas aulas. Ao chegar lá fiquei alguns minutos parada ao lado do carro olhando para o mar e sentindo a brisa fria, dele, bater em meu rosto. Eu deveria vir mais vezes para a praia nesse horário. Foi o que eu pensei e quando já estava na areia da praia vi um grupo de crianças correr pelo lugar rindo enquanto eram perseguidas pela Melissa?
-Eu vou pegar vocês! - Melissa exclamou e parecia se divertir tanto com isso quantos as próprias crianças, mas rapidamente a situação se inverteu com elas atrás da mais velha.
-Ás vezes é difícil saber quem são as crianças, não é mesmo? - Sam me perguntou, do balcão da escolinha, assim que encostei no batente da escolinha para ficar olhando a cena.
-Eu não sabia que ela também dava aulas para as crianças. - falei sem tirar os olhos deles e abri um sorriso.
-Ela só faz isso no tempo livre, quando não temos outros professores ou quando ela não está bem.- Sam falou murmurando mais baixo a última parte.
-O que? - perguntei, finalmente olhando para ela, quando a Mel levou eles para trás da escolinha.
-"O que" o que? - ela me perguntou e eu entendi que ela não repetiria. - Do que precisa, srta Luthor? - ela perguntou e eu fiz uma careta.
-Ah, eu vim pagar mensalidade.
-Sabe que não precisava vir hoje, né? - ela me questionou procurando o meu arquivo no computador.
-Eu não gosto de atrasar os pagamentos.
-Tô vendo. - Samantha me disse imprimindo o recibo e me dando para assinar depois de confirmar meu pagamento e guardar o dinheiro. Assinei o recibo e ela assinou o meu recibo depois de carimbar o mesmo e me devolveu. Depois que terminamos o procedimento decidi ver se a minha amiga continuava brincando com as crianças. Ao sair da recepção da escolinha acabei vendo a Melissa no chão com alguns dos pequenos em cima dela rindo com ela.
-Okay, okay eu me rendo. - disse Mel entre risadas.
-Ganhamos! - gritaram eles animados.
-Agora saiam de cima de mim, vocês são pesados. - ela disse um pouco antes deles fazerem o que ela lhes pediu. - Obrigada.
-Parece que está se divertindo. - falei chamando a atenção dela. - Posso me juntar a vocês?
-Lena? - ela me olhou surpresa e rapidamente se levantou e limpou um pouco da areia em seu short antes de ajeitar o óculos em seu rosto. - Não esperava você aqui esse horário, ou hoje.
-Eu vim pagar a mensalidade - expliquei
-Ah, sim. - Melissa disse se recompondo do susto que minha presença lhe causará.
-Professora, quem é essa? - uma das crianças perguntou me olhando com os seus olhos brilhando de curiosidade.
-Pessoal, essa é Lena a minha... - ela começou, mas foi interrompida por um de seus pequenos alunos.
-Namorada?
-O quê? Não, não. - Melissa nega ganhando um forte tom de vermelho em seu rosto e o meu não estava muito diferente. - Ela é só uma amiga.
-Hummm!!! - o grupo começou num pequeno coro.
-Tá bom, chega de brincadeiras por hoje. Já pra debaixo dos chuveiros. - ela disse séria, antes de voltar a sua atenção para mim, e os alunos foram correndo pra dentro. - Desculpa por isso, são crianças, elas... Não pensam muito antes de falar.
-Tudo bem, eu entendo. E então, o seu turno já acabou?
-Acho que sim. Se a Sam não tiver outra coisa para eu fazer... - ela respondeu ainda envergonhada. - Por quê?
-Bom, eu meio que estou com o dia livre e acho que o pessoal tem planos. - comecei um pouco tímida.
-Está tentando me usar como segunda opção? - ela me perguntou num tom um pouco mais grave que o normal, o que dificultou saber o que passava em sua cabeça.
-Não, não é isso. É que... - comecei a me explicar rapidamente, mas fui interrompida pela risada dela.
-Era brincadeira, Lena. - Melissa me disse ainda rindo um pouco e com a mão no meu ombro. - Eu também to com o dia livre hoje. Já tem alguma ideia?
-Ainda não, mas acho que seria uma boa andar um pouco pela cidade.
-Por mim tá ótimo, mas com uma condição.
-Qual?
-Que passamos primeiro na sorveteria. Agora de manhã pode estar fresquinho, mas daqui a pouco vai esquentar.
-Agora quem está usando quem? - perguntei também sorrindo.
-Culpada. - Mel disse levantando as mãos em rendição. - Eu vou avisar a Sam e tomar um banho, e já venho. - eu assenti e a Melissa se afastou quase correndo para falar com a prima enquanto eu ia até a calçada, para espera-la sentada, olhando para o mar com suas ondas quebrando nas pedras fazendo que o cheiro do sal fosse levado pela brisa. Era uma cena linda, digna de um quadro, se eu tivesse um pouco de talento nisso tentaria capturar a imagem para que mais pessoas pudessem sentir aquela mesma paz. Estava quase pegando o meu celular e bater uma foto quando vi um flash.
-Desculpa, é que estava tão linda... a cena, que não conseguir não tirar uma foto. - Melissa disse segurando uma câmera em suas mãos e sorrindo envergonhada. - Eu posso apagar se quiser.
-Não, eu estava quase fazendo o mesmo, mas eu quero ver a foto e tirar uma também. Se você me emprestar a câmera.
-Claro, por que não?! - ela disse me entregando a câmera.
-Obrigada. - falei, dando um pouco de espaço antes de tirar uma foto dela. - Pronto, agora nós duas tiramos uma foto de uma cena linda.


Notas Finais


Como estamos??

Link da minha outra fic:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/your-beautiful-eyes--supercorp-19333049

Por hoje é só, pessoal!
Obrigado por ler, até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...