História Uma noite com o ex e o marido dele. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Hoseok!bottom, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 238
Palavras 3.457
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi...
Esse extra não foi muito pensado, apenas comecei a escrever e saiu isso, então espero que não esteja uma bosta.
Espero que gostem ❤️❤️❤️

Capítulo 4 - Relacionamentos confusos e final feliz... E confuso.


Fanfic / Fanfiction Uma noite com o ex e o marido dele. - Capítulo 4 - Relacionamentos confusos e final feliz... E confuso.

Hoseok sorria, havia acabado de comprar o primeiro sapatinho para o bebê que nem sabia se seria um menino ou menina.

Yoongi estava como Hoseok, era pura felicidade, não havia nem uma semana que havia descoberto que seria pai, mas esperou tanto por isso, que não podia se conter.

Hoseok havia anunciado a gravidez a família, naquela tarde, e foi justamente o sapatinho que serviu para anunciar a surpresa que deixou todos felizes e um pouquinho confusos, afinal, até onde todos sabiam, Yoongi era estéril.

Mas como eles haviam tentado todos os tipos de tratamento, podia ser que algum havia dado certo.

...

-tomara que seja um menino – Jungkook tocava na barriga do pai.

-uma menininha também seria legal – Hoseok acariciava os cabelos do filho.

-mas meninas são chatas – Jungkook fez bico e Hoseok riu.

Yoongi sentou ao lado do enteado e o puxou para o seu colo.

-não importa o que seja, você vai ter que ajudar a cuidar do bebê – Jungkook negou com a cabeça.

-eu só vou brincar com o bebê, você e o papai vão cuidar – Hoseok riu da cara indignada que Yoongi fez.

-é assim, seu safadinho... – Yoongi começou a fazer cosquinhas no menino.

Jungkook gargalhava e tentava fugir do padrasto, Hoseok ria e ficava feliz de como Yoongi e Jungkook se davam bem.

Hoseok não podia querer mais nada, a vida estava indo perfeitamente bem.

Todos se divertiam e riam até que a porta ser aberta violentamente.

Hoseok e Yoongi arregalaram os olhos.

-Filho, vai para o seu quarto – Hoseok pediu.

-mas o papai...

-obedece o seu pai – Yoongi pediu e deu um empurrãozinho no enteado, que foi sem entender nada.

-VOCÊS ME USARAM!

-Tae...

-CALA A BOCA, HOSEOK! – Taehyung puxou Hoseok pelo braço – VOCÊS PLANEJARAM ISSO! – Taehyung apertava com força o braço do ex.

-Não sei do que você está falando... – Hoseok se fazia de desentendido, o que irritou Taehyung.

-VOCÊ ME ACHA BURRO?! – Taehyung segurou Hoseok pelos ombros e o sacudiu violentamente – VOCÊ É UM FILHO DA PUTA, DESGRAÇADO! SABIA QUE EU TE AMAVA E ARMOU ISSO PRA MIM! – Hoseok começou a chorar.

-você está machucando ele – Yoongi tentou fazer Taehyung soltar Hoseok.

-VOCÊS DOIS SE MERECEM! – Taehyung empurrou Hoseok que cambaleou e caiu sentado no chão.

Yoongi correu para ajudar o marido.

-você está louco?! – Yoongi, depois de ajudar Hoseok, foi até Taehyung e o empurrou pelo peito.

-amor, para – Hoseok pediu, mas antes mesmo de Yoongi fazer qualquer coisa, Taehyung deu um soco no rosto de Yoongi.

Yoongi revidou o soco.

Taehyung e Yoongi trocavam socos, Hoseok chorava e tentava separar a briga, mas não adiantava, Taehyung estava fora de controle.

-PARA! POR FAVOR! – Hoseok pedia, estava nervoso e não parava de chorar – ELE É SEU! O BEBÊ É SEU, TAEHYUNG! – Hoseok falou em um momento de desespero.

-NÃO, NÃO É – Yoongi falou.

-eu não vou deixar vocês ficarem com o meu bebê – Taehyung estava ofegante, assim como Yoongi – não vou deixar vocês ficarem com o bebê e Não vou deixar vocês ficarem com o Jungkook – Hoseok correu e se ajoelhou nos pés de Taehyung.

-por favor, por favor! Não faz isso! – ele se agarrava nas pernas de Taehyung – não pode tirar o Jungkook de mim! VOCÊ NÃO PODE! – Yoongi tentava fazer o marido levantar, mas Hoseok estava fora de si.

-ele não vai tirar nossos filhos – Yoongi falava com Hoseok.

-MEUS! Meus filhos! – Taehyung apontou para si mesmo – amanhã mesmo eu vou contactar o meu advogado...

-NÃO! VOCÊ NÃO VAI TIRAR O MEU FILHO DE MIM! – Hoseok gritava.

Jungkook apareceu assustado no batente da porta.

Hoseok correu e pegou o filho no colo, o apertando com força.

-papai... – Jungkook falava baixinho, estava bem assustado com a gritaria e com o pai chorando.

-shiuu... – Hoseok beijou de forma afoita o rosto do filho – ninguém vai te tirar de mim, ninguém.

-SAI DA MINHA CASA, TAEHYUNG! – Yoongi apontou para a porta.

-vocês não vão ficar com o Jungkook e nem com esse bebê – Taehyung saiu e bateu a porta.

...

Hoseok dormia agarrado ao filho, no sofá da sala. Ele não soltou o filho nem por um minuto e chorou tanto, que acabou ficando cansado e acabou dormindo.

Yoongi andava de um lado para o outro na sala, já era tarde mais Yoongi precisava falar com o advogado, antes que Taehyung fizesse isso.

As notícias não eram boas para o casal.

-mas o Hoseok e a “mãe” das crianças, ele tem preferência, não tem? – Yoongi tentava conter o tom de voz, mas era difícil.

-Yoon... – Yoongi ouvi Hoseok o chamar baixinho.

-eu ligo amanhã – Yoongi desligou o celular, não queria que Hoseok escutasse a conversa – Oi, amor – Yoongi ajoelhou no chão e tocou os cabelos do marido, mas tinha alguma coisa errada com Hoseok – o que foi, Hoseok! – Hoseok chorava.

-eu não sei... Dói muito... – Hoseok tocou a barriga.

Yoongi olhou e viu que tinha alguma coisa molhada na calça preta que Hoseok usava, mas foi só quando Yoongi colocou o marido sentado e depois o ajudou a levantar, foi que a mancha de sangue ficou evidente no sofá.

Yoongi ficou desesperado, acordou o enteado e mandou ele descer, logo atrás ele levava Hoseok no colo.

Hoseok chorava e pedia para não deixar nada acontecer com o bebê, o desespero de Hoseok, assustava Jungkook, que havia começado a chorar e a chamar por Taehyung.

No hospital, Hoseok foi levado para a emergência, Yoongi teve que esperar do lado de fora.

-o quê aconteceu? – Jin chegou no hospital junto com Namjoon.

-leva o Jungkook para a casa dos seus pais – Yoongi passou o menino para o colo de Jin – não é bom ele ficar aqui.

-o quê aconteceu com o Hoseok? – Jin estava nervoso.

-ele vai ficar bem, mas agora é melhor você levar o Jungkook, eu tenho que ficar com o Hoseok...

-o marido do paciente Jung – o médico chamou.

-leva ele – Yoongi deu um beijo na bochecha do enteado e correu na direção do médico.

Hoseok estava bem no início da gravidez, o momento mais propenso a abortos espontâneos, o estresse era um dos maiores causadores desses abortos.

-o senhor Jung, teve um descolamento de placenta – Yoongi esfregou as mãos no rosto em um ato nervoso.

-ele perdeu o nosso filho?

-não, o bebê está bem, mas agora ele vai precisar de muito cuidado e descanso, a situação é delicada, então sugiro que evitem qualquer tipo de aborrecimento – Yoongi concordou com um manear de cabeça.

-posso ver o meu marido?

-claro.

Hoseok mexia na barra do lençol, estava distraído e pensativo.

-oi, amor – Yoongi falou baixinho.

Hoseok olhou triste para ele e estendeu os braços, como uma criança que pede colo.

Yoongi se deitou ao lado de Hoseok, na cama do hospital, Hoseok se aconchegou no peito do marido.

-ele tem razão...

-hum?

-nós usamos o ele, não pensamos no que ele iria sentir – Hoseok fungou, a vontade de chorar havia voltado.

-nós queríamos muito esse bebê – Yoongi tocou na barriga do marido – e agora temos.

-não é certo, não desse jeito – Hoseok estava ficando nervoso.

-calma, fica calmo, isso não faz bem para o bebê – Yoongi acariciava a bochecha do marido.

-eu usei o amor dele, eu sabia que o Taehyung faria qualquer coisa pra estar comigo – Hoseok afundou o rosto no peito do marido – eu fui tão egoísta e cruel.

Yoongi suspirou, ele se sentia como Hoseok. Sabia que o que fizeram foi extremamente cruel, mas eles estavam desesperados, já haviam feito todo tipo de tratamento, mas nada dava certo.

Yoongi queria sentir a emoção de ver uma vida se formar desde o começo, queria levar Hoseok para fazer ultrassom, descobrir se era menino ou menina, ver o marido ficar bem gordinho e fofo com a barriguinha de gestante. Eles erraram, mas foi em um último ato desesperado.

...

-papai... – já eram quase três da manhã, quando Taehyung abriu a porta.

-o quê vocês fazem aqui, e o que o Jungkook está fazendo com vocês? – Taehyung estava confuso, pegou o filho no colo e começou a caminhar para a sala.

-Jungkook não parava de chamar por você – Namjoon sentou ao lado do irmão – o Hoseok está no hospital...

-o quê?!

-papai estava sangrando – Jungkook começou a chorar – e ele dizia que doía muito e que não queria perder o meu irmãozinho – Jungkook afundou o rosto no peito de Taehyung – eu não quero perder meu irmãozinho nem perder o papai – Taehyung levantou e começou a balançar o filho no colo.

-nada vai acontecer.

Depois de alguns minutos, Taehyung pois o filho na cama e voltou para a sala.

-ele dormiu?

-dormiu – Taehyung sentou ao lado do irmão e do cunhado – o quê aconteceu?

-o Yoongi me ligou e falou que foi um descolamento de placenta devido ao estresse – Jin falou.

Taehyung bufou e bagunçou os próprios cabelos.

-eu não queria isso, não quero que ele perca o meu filho – Namjoon e Jin olharam confusos para Taehyung.

-seu filho? Não, filho do Yoongi – Jin corrigiu.

Taehyung respirou fundo e começou a contar a história toda, poupando os detalhes mais íntimos.

Namjoon e Jin estava chocados, nem sabiam o que fazer.

-isso não parece algo que o Hoseok faria – Jin defendeu o irmão.

-mas ele fez, fez e confessou.

-ele deveria estar desesperado...

-isso não justifica – Taehyung falou sério.

-o quê você vai fazer? – Namjoon perguntou ao irmão.

-vou acionar o meu advogado, vou entrar com o pedido de guarda do Jungkook e desse bebê – Jin levantou indignado.

-você não pode fazer isso! O Hoseok não vai aguentar ficar sem os filhos!...

-amor, fica calmo – Namjoon tentou conter o marido, mas Jin de desvencilhou.

-não! Você não pode ser cruel com ele por pura vingança!

-você não entende?! Ele foi cruel comigo primeiro! Usou o meu amor por ele! – Taehyung e Jin se encaravam e discutiam.

-o Taehyung tem razão – Namjoon defendeu o irmão.

-você não pode fazer isso com o Hoseok – Jin começou a chorar, sabia que o filho sempre foi a vida de Hoseok, e agora esse bebê também seria. Hoseok não conseguiria viver sem os filhos.

-eu não posso deixar que os meus filhos, sejam criados por alguém que passa por cima dos outros, só para conseguir o que quer.

Jin sabia que Taehyung estava em sua razão, mas não queria ver o irmão sofrer.

-conversa com o Yoongi primeiro – ele pediu.

-eu não tenho nada para conversar com ele.

-pelo amor que você diz sentir pelo Hoseok, tenta entender o lado deles.

...

Era difícil para Taehyung, estar sentado na frente de Yoongi, depois de tudo que havia acontecido.

-como o Hoseok está?

-péssimo. Quase perdeu nosso filho por sua culpa – Taehyung bufou.

-meu filho!

-o Hoseok e eu esperamos muito por esse bebê!

-vocês me usaram! – o clima estava ficando tenso.

-estávamos desesperados, droga! – Yoongi bateu as mãos na mesa, o que chamou a atenção das pessoas na cafeteria – você sabe o ver o seu marido que é sentir a necessidade de ser pai de novo, e saber que é um inútil?! Saber que não serve nem para dar um bebê ao seu próprio marido! – Yoongi havia começado a chorar – eu não consegui dar um filho para o Hoseok, eu via que isso deixava ele triste, ele nunca falou isso, mas eu via como ele passava horas olhando roupinhas de bebê na internet e de como ele ficava frustrado quando via que eu nunca seria capaz de dar um filho a ele!

-mas porque eu?!

-porque o Hoseok te ama! – Taehyung ficou em choque – ele te ama, porra!

-eu...

-você não pode ser tão idiota para não perceber que ele mesmo depois de anos, não parou de te amar, e que mesmo que ele também me ame, o amor dele por você nunca morreu!

-porque você deixou que ele me escolhesse para engravidar ele?

-não foi ele quem te escolheu.

-como?

-fui eu, eu escolhi você – Yoongi deu um gole no café, talvez assim descesse o nó que estava na garganta dele – se fosse para o Hoseok ter um bebê, que fosse de alguém que ele ama, e se não podia ser eu, que fosse você.

-por que você quis... Quis fazer aquilo comigo? porque o Hoseok quis ser o ativo? Se vocês queriam um bebê, não tinha porque vocês me quererem como passivo – Yoongi arregalou os olhos, como explicar essa parte a Taehyung.

-o Hoseok... O Hoseok não sabia se conseguiria engravidar – Yoongi suspirou – mesmo sabendo que o problema era comigo, depois de tantos tratamento, o Hoseok começou a achar que talvez fosse com ele – Yoongi desviou o olhar – se o Hoseok não engravidasse, ele queria tentar... Ele queria que você engravidasse dele – Taehyung ficou desacreditado.

-mas eu não posso engravidar! E porque você fez aquilo comigo se sabia que era estéril?!

-nós não sabíamos se você podia! Estávamos tentando de tudo! – Yoongi ficou sem graça – e eu fiz aquilo com você... Eu me sinto atraído por você, então eu aproveitei a única chance que tive.

Taehyung negou com a cabeça.

-eu não vou desistir da guarda dos meus filhos – Yoongi abriu a boca para falar, mas Taehyung não deixou – eu vou esperar até o bebê nascer, não vou arriscar a vida dele, mas depois disso, eu vou tentar a guarda.

-só pensa no Hoseok, por favor – Taehyung levantou da mesa e colocou o dinheiro do café.

-eu quero participar de toda a gravidez – Taehyung foi até a saída.

...

Hoseok ficou feliz quando Yoongi disse que Taehyung havia desistido de tentar pegar os filhos.

Yoongi preferiu poupar o marido, então escondeu a parte que Taehyung pretendia tentar a guarda, depois que o bebê nascesse.

-temos que avisar a ele sobre a primeira ultrassom! – Hoseok estava animado.

-claro – Yoongi sorriu, mas não estava muito feliz.

Algumas semanas se passaram e o primeiro ultrassom do pré natal, estava acontecendo.

-cadê ele? – Jungkook procurava o bebê, mas só via um monte de borrões e escuridão.

-aqui – o médico apontou.

-não tô vendo nada – Hoseok riu.

Taehyung e Yoongi estavam distraídos demais focados no monitor.

-isso é o coraçãozinho? – Yoongi perguntou.

-esse som, é o coraçãozinho do bebê de vocês.

Yoongi e Taehyung começaram a chorar, Hoseok riu, ele esperava isso de Taehyung, afinal na gravidez de Jungkook, foi a mesma coisa, mas ele não contava que Yoongi iria chorar.

-ho – o médico ficou curioso – quem é o pai? – Taehyung e Yoongi se olharam, não sabiam o que responder.

-os dois – Hoseok falou sorrindo.

...

Algumas semanas depois, Taehyung e Yoongi saíram juntos para comprar a primeira roupinha do bebê.

-eu gosto dessa – Taehyung pegou um macacãozinho todo floridinho.

-não, eu quero esse – Yoongi pegou um macacãozinho preto.

-vai nascer no verão, preto vai deixar o bebê com calor – Yoongi fez bico.

-podemos comprar para quando chegar o inverno.

-ele vai crescer e nem vai poder usar até lá – Yoongi pois o macacão no lugar.

-então vamos levar esse mesmo – Yoongi parecia chateado, ele havia gostado tanto daquele.

-não, acho que não gostei desse – Taehyung colocou no lugar – escolhe outro – Yoongi sorriu e foi até a arara para escolher outro.

Taehyung sorriu com a animação de Yoongi.

Ele havia adorava o macacãozinho, mas poderia abrir mão, era melhor deixar Yoongi aproveitar a única chance de viver todas as emoções de ser pai.

-foi o Yoongi quem escolheu – Hoseok falou sorrindo.

-como você sabe?

-o Tae é mais delicado, escolheria alguma coisa cheia de frufrus – Taehyung riu – isso aqui é a cara do Yoongi.

-mas você gostou? – Yoongi perguntou apreensivo.

-amei.

-tô com fome – Jungkook falou, se jogando ao lado do pai na cama.

-eu vou fazer alguma coisa – Hoseok iria levantar da cama, mas Taehyung impediu.

-o médico falou que você tem que ficar de repouso.

-mas...

-o médico falou que você está se esforçando muito – Yoongi falou com o marido.

-eu faço alguma coisa – Taehyung se oferece.

-não, deixa que eu faço – Yoongi contrapôs.

-fica com o Hoseok...

-não, pode deixar que eu faço.

-mas...

-faz os dois, eu tô com fome! – Jungkook fez bico irritado.

Taehyung e Yoongi foram para a cozinha.

-panquecas?

-pode ser.

Taehyung e Yoongi começaram a pegar as coisas para fazer o prato preferido de Jungkook.

-coloca o trigo – Yoongi pediu.

Taehyung pegou o saco de trigo e virou no pote, só que o trigo vou e foi direto no rosto de Yoongi.

-desculpa – Taehyung pediu, mas sorria.

-tudo bem – Yoongi deu de ombros, mas pegou um punhado de trigo e jogou na cara de Taehyung – está desculpado.

-o meu foi sem querer – Taehyung pegou o trigo e jogou em Yoongi.

Uma guerra de trigo começou.

Taehyung e Yoongi riam e jogavam trigo um no outro.

-que coisa feia! – Taehyung e Yoongi estavam lotados de trigo quando Jungkook chegou na cozinha – vocês deveriam estar cozinhando pra mim – Jungkook batia o pézinho no chão.

-desculpa – Taehyung e Yoongi pediram juntos, pareciam duas crianças que haviam aprontado.

-quero os dois lavando o rosto e voltando pra cozinha pra fazer comidinha pra mim, rum! – Jungkook virou as costas e saiu da cozinha.

Taehyung e Yoongi foram para o banheiro, obedecendo o menino de cinco anos.

Eles lavavam os rostos na pia.

-tem trigo no seu cabelo – Yoongi falou.

-onde?

-aqui – Yoongi começou a limpar o trigo que estava na franja de Taehyung.

-já... Já saiu? – Taehyung estava ficando vermelho, Yoongi estava encarando ele demais.

Yoongi desceu a mão para a bochecha de Taehyung e acariciou.

Os dois se olhavam intensamente.

Lentamente os dois aproximaram os rostos e sentiram os lábios se tocando.

Os lábios estavam juntos e o beijo era lento e carinhoso.

Taehyung e Yoongi separaram os lábios e olharam sem graça um para o outro.

-é melhor pedirmos uma pizza.

...

Mas algumas semanas se passaram.

Taehyung e Yoongi estavam tímidos um com o outro. Não sabiam como agir depois do beijo.

-amanhã tem uma peça na escola do Jungkook – Hoseok falou.

-é, ele me chamou – Taehyung secava os pratos.

-eu queria ir – Hoseok deu mais um prato para Taehyung.

Yoongi havia levado o enteado para o ensaio da peça, então pediu para Taehyung ficar com Hoseok.

-você não deveria nem estar de pé aqui – Taehyung repreendeu o ex.

-você e o Yoongi são dois exagerados.

Hoseok viro bruscamente para olhar o ex, mas a cabeça dele rodou e ele quase foi ao chão, mas Taehyung segurou o ex marido.

-eu falei que você não deveria estar de pé – Taehyung pegou Hoseok no colo.

-foi por eu ter virado rápido, não tem nada a ver com a gravidez – Hoseok tinha os braços envolta do pescoço de Taehyung.

-mesmo assim.

Taehyung foi até o quanto e colocou Hoseok na cama.

Hoseok ainda tinha os braços envolvidos no pescoço de Taehyung.

-Tae... Eu ainda te amo – Hoseok confessou.

-eu nunca vou deixar de te amar – Taehyung beijou Hoseok.

Os dois estavam na cama e se beijavam intensamente, foi quando Yoongi entrou na quarto.

-amor! – Hoseok se separou do beijo.

-fica calmo, Hoseok – Yoongi falou com o marido, que estava aparentemente nervoso – está tudo bem, só não fica nervoso, faz mal para o bebê – Yoongi sentou ao lado de Hoseok.

-eu não estava te traindo...

-eu sei – Yoongi selou os lábios do marido – sei que você ama o Tae e sei que você também me ama.

-amo muito – Hoseok beijou o marido.

-eu não ligo de dividir o seu amor com o Taehyung. Eu também gosto dele – Taehyung abriu a boca.

-eu...

-Taehyung, não adianta eu fingir que não gosto de você, você já faz parte da minha vida – Yoongi tocou a bochecha de Taehyung.

Taehyung acariciou os cabelos de Yoongi e o beijou.

...

A relação dos três, não podia ser chamada de namoro, era algo confuso que só eles entendiam e adoravam.

Hoseok choramingava.

-eu também quero – ele falava manhoso.

-você não pode – Yoongi falou.

-então porque vocês me torturam?

-porque é gostoso – Taehyung falou maldoso -humm... Yoongi – Taehyung gemeu.

-tão apertado.

Hoseok fez biquinho, ele também queria participar da brincadeira, mas o médico o proibiu de fazer sexo.

-se eu ficar de quatro? Não vai ter esforço físico – Hoseok tentava de tudo.

-nem pensar... Porra, Tae, gostoso... O médico falou nada de sexo.

-tomara que os dois morram grudados!

...

Os meses se passaram e Hoseok estava pronto para ter o seu bebê.

Foi um momento tenso, principalmente porque Yoongi desmaiou na sala de cirurgia, mas Taehyung filmou tudo para mostrar a ele depois.

Hoseok havia sido levado para o quarto e já estava pronto para receber as primeiras visitas. Namjoon e Jin, que estavam esperando o primeiro bebê do casal.

-ele é lindo, não é? – Hoseok perguntou.

O casal olhou bem para o bebê e analisou cada partezinha.

Olhinhos pequenos, nariz amaçadinho e fofinho, boquinha bem pequenininha e a pele branquinha.

-esse bebê é a cara do Yoongi.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤️❤️❤️

Reencontrando a felicidade.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/reencontrando-a-felicidade-17216593


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...