História Uma Noite Com Você - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Dean Winchester, Padackles, Romance, Sam Winchester, Supernatural, Wincest
Visualizações 198
Palavras 2.443
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! 🤗

Trouxe uma one dos nossos baby's para dividir com vocês.

Espero que gostem ♥️

Boa leitura! 💕

Capítulo 1 - Quero Você


Fanfic / Fanfiction Uma Noite Com Você - Capítulo 1 - Quero Você

Dean estava a quase uma hora dentro do impala em frente ao motel que estavam hospedados. Ontem foi aniversário do Sam,ele completou vinte anos,e eles beberam muito para comemorar, seu pai também estava lá.

Era quase de manhã quando foi entregar o presente que comprou para o irmão. Era um filme pornô,e algumas revistas com aquelas asiáticas peitudas para deixar o irmão bem animadinho.

Mas chegou em uma má hora,o moreno estava sentado no meio da cama, completamente nu e com aquele pau enorme na mão,e gemia de olhos fechados enquanto se masturbava. Tentou sair sem ser visto,mas acabou esbarrando na mesa e derrubou um jarro, e Sam o viu ali,pensou que ele ficaria com vergonha e todo tímido,mas Sam estava muito bêbado para sentir vergonha de alguma coisa.

Ele apenas gargalhou, se cobriu com lençol e foi até ele perguntar se tinha algo pra lhe dar,e quando entregou o embrulho,Sam o abraçou e os dois se beijaram,foi inesperado,os dois estavam bêbados e Sam estava muito excitado para pensar qualquer coisa,e Dean muito apaixonado para evitar que isso acontecesse.

E se não tivessem escutado um barulho no quarto do pai,os dois  teriam ido muito além disso.

Mas o que Sam não sabe é que ele o deseja a quase três anos, aconteceu, não pôde evitar,o carinho que sempre sentiu pelo irmão,todo o cuidado e vontade de protege-lo foi ganhando outra dimensão em seu coração e quando viu já estava se masturbando cheirando a cueca do caçula e desejando que ele nunca se apaixone por ninguém,porque vai morrer de ciúmes se o ver com outra pessoa,e não pode fazer nada,ele é seu irmão e não seu namorado,mas é o homem que ama e isso é muito complicado.

Hoje John não está em casa,viajou e só volta dentro de quinze dias,e Dean está tomando coragem de ir até Sam e dizer o que quer dele essa noite,mesmo que seja só uma vez,quer ter isso,quer sentir isso,quer estar com ele...

O loiro saiu do carro e foi para o quarto,entrou sem fazer barulho. Onde estavam hospedados eram dois quartos, uma sala e um banheiro.

O loiro foi até o quarto de Sam e olhou pela fresta aberta da porta,ele estava sentado na cama com o notebook no colo pesquisando alguma coisa,ou com sorte assistindo o filme que deu a ele. O moreno estava com os cabelos ainda umidos e uma roupa leve,que indicava que tinha saído a pouco do banho.

- Sammy, cheguei! - Dean falou alto, tentando parecer natural,mas a verdade é que estava nervoso,porque estava realmente disposto a fazer aquilo que estava na sua mente.

- Seu jantar ta na mesa - Sam falou do quarto e Dean viu o sanduíche no saco de papel,com fritas.

O loiro foi na sua mochila ali no sofá e pegou a toalha e uma camisa de Sam que estava em cima do encosto da cadeira,estava um pouco amarrotada,e tinha o cheiro do irmão nela,estava perfeita.

Dean entrou no banheiro e tomou um banho demorado enquanto tomava coragem,se enxugou e vestiu apenas a camisa branca de Sam,ela ia uns dois dedos abaixo da sua bunda e tapava o que precisava,sem cobrir nada ao mesmo tempo,era assim mesmo que queria.

Dean abotoou a camisa e passou no quarto que John dormiu e pegou um dos travesseiros e abraçou pelo meio e foi até o quarto que Sam estava,sentia o coração bater na garganta e as mãos geladas.

Parou na frente da porta que estava semi fechada e bateu.

- Dean,tá aberta! - Sam falou rindo, estranhando o irmão bater. - entra aí.

Como não entrou o moreno foi até ele,Dean escutou seus passos rápidos se aproximar e sentiu o rosto ficar quente.

- Dean,porque tá batend... - Sam abriu a porta de uma vez mas a voz morreu na sua garganta diante da cena que encontrou.

- Posso dormir com você hoje? - Dean falou baixo,com toda a coragem que conseguiu.

Sam deu um passo para trás para olhar melhor o loiro.

Ele estava com sua camisa,e só com ela!

E não conseguia parar de olhar.

Ele estava duro,podia ver sua ereção levantando a barra da camisa,e ele abraçava forte um travesseiro,e Sam se pegou mordendo os lábios.

Nunca transou com um homem,nunca desejou um antes,muito menos seu irmão! Mas algo no seu interior se acendeu com aquela visão.

Sam esticou a mão e tirou o travesseiro da mão do loiro e deixou cair no chão.

- Veio continuar o que começamos ontem? - perguntou chegando mais perto do irmão para confirmar se estava mesmo entendendo certo.

- Vim. - falou tentando sustentar o olhar intenso do moreno.

Viu um sorriso sexy aparecer no seu rosto e quase voltou atrás,mas não teve tempo,sentiu a mão grande do irmão o enlaçar pela cintura e juntar seus corpos,e a boca do caçula requisitar a sua em um beijo forte e possessivo,era um pouco desajeitado,mas logo encontraram o jeito perfeito.

Dean sentiu o irmão explorar sua boca com sua língua e era muito diferente,e excitante também. Sentir sua barba por fazer roçando na sua pele lhe dava um nervoso estranho,mas ao mesmo tempo era muito bom.

Sam soltou seus lábios e pousou a boca no seu pescoço chupando a pele ali e fazendo o loiro gemer.

Dean engoliu em seco quando viu o irmão se abaixar de uma vez na sua frente e segurar suas coxas nuas com força, deixando um beijo em cada uma delas e algumas pequenas mordidas.

Dean olhou para baixo, tenso, sentindo o coração quase sair do peito.

Sam segurou a barra da camisa e levantou devagar para olhar aquela parte do corpo do irmão,ele tinha um pau bonito,grande e grosso e estava brilhando de tão durinho,e era por ele que Dean estava assim. Nunca se imaginou fazendo isso,mas queria,queria muito!

Segurou a ereção do mais velho sentindo sua pele aveludada e sua extensão dura e quente,era diferente de segurar o seu próprio pau,era mil vezes mais excitante,e ouvir ele gemer era algo surreal.

- Dean,eu vou chupar você. - sussurrou olhando para o loiro, lambendo os lábios, sentindo a boca salivar de vontade de provar aquele pau.

- Me chupa Sammy - pediu com voz levemente trêmula,sabia que depois disso não teria como voltar atrás,e nem queria voltar.

Sentia o peito subir e descer forte, enquanto olhava para o moreno ajoelhado na sua frente. Viu Sam abrir a boca e por a língua para fora e lamber seu pênis,e seu corpo inteiro se arrepiou e o loiro procurou apoio na parede, sentindo as pernas tremerem.

Sam lambia toda a extensão e contornava a glande com a língua,e logo o caçula o colocou dentro da boca e chupava com vontade e Dean gemia alto. Ele podia até não ter ficado com um homem antes,mas sabia bem como enlouquecer um.

- Sam,Sam...Sammy! - Dean segurou os cabelos úmidos do irmão e o puxava contra sua virilha,mas aquilo não era o suficiente, precisava de mais!

O moreno o tirou da boca e começou a masturbar,dando pequenas chupadas e voltando a masturbar.

- Vai me fazer gozar Sam... - Dean estava com a cabeça para trás e o corpo colado na parede. Sam baixou o cós da sua calça de moletom e a cueca, e tirou a ereção para fora para se masturbar também,estava ficando louco de tesão!

Sam se masturbava enquanto chupava o loiro e já sentia ele quase o sufocar com seu pré gozo,sabia que logo ele iria gozar,os dois iriam! Mas queria provar outra coisa com o irmão.

Sam virou o loiro de costas para ele e levantou a camisa que Dean usava para olhar para sua bunda. Sabia que o loiro deveria estar com o rosto vermelho agora,e devia ser uma delícia ver ele assim.

Dean sentiu as duas mãos do moreno espalmadas na sua bunda e ele acaricia elas assim.

- Delícia de bunda maninho - Sam segurou as bandas,afastou e enfiou o rosto ali entre elas. Dean retesou o corpo ao sentir a língua de Sam o penetrar , isso era muito íntimo,e era assustador o prazer que o tomou com esse gesto.

O loiro estava com a testa apoiada nos braços e o braço apoiado na parede, as pernas bem afastadas e tinha um homem o lambendo de forma muito íntima, literalmente o fodendo com a língua,e estava tão excitado que não conseguia sentir vergonha,só gemer e empinar mais a bunda para o caçula continuar o fodendo com sua língua!

- Me fode Sammy! Poe logo esse cacete aí dentro!

Sam sorriu com o que ouviu só irmão,adorou isso em um nível que não saberia descrever.

Mas queria ele bem abertinho para lhe receber,Dean ainda não sabia,mas era bem grande,e não queria machucar ele,e correr o risco de nunca mais ganhar essa bundinha.

Sam continuou estigando e abrindo o irmão sem pressa,e logo juntou um dedo onde estava a sua língua.

- Samy! Vem eu quero seu pau em mim!

Dean rebolou no dedo do moreno, ansiando por mais,precisava de mais,queria gozar com Sam dentro do seu corpo!

O caçula se levantou e desceu a calça e a cueca e chutou para o lado.

Deu um tapa forte na bunda branca e redonda do mais velho,vendo a marca vermelha aparecer e Dean gemer arrastado.

Sam deu outras pequenas tapinhas enquanto se mastubava,e depois de "castigar" o irmão se abaixou e deu um beijinho onde estava vermelho,voltou a se levantar e segurou o pênis e se conduziu até a entrada do irmão,apesar de ter preparado ele bastante,Dean ainda tinha muita resistência em recebe-lo ali.

Sam forçou um pouco mais e sentiu a cabeça romper a entrada apertado de Dean e entrar.

- Caralho Sam! - Dean tentou fugir ao sentir o pau enorme entrar na sua bunda e Sam o segurou e puxou seu rosto para um beijo - Jajá fica gostoso maninho.

O moreno se empurrava devagar até entrar inteiro e ficou quietinho ali dentro enquanto trocava um beijo afoito e desesperado com o Dean.

Alguns minutos depois Dean já se sentia confortável com o pau do irmão dentro do seu corpo,ele prensava sua próstata e fazia um arrepio delicioso percorrer todo seu corpo,era deliciosamente enlouquecedor.

- Sam ta muito gostoso,mete mais, vai! - pediu manhoso rebolando na virilha do moreno, ouviu seu gemido sofrido como resposta, e Sam aos poucos começar a se mover.

- Dean você é muito gostoso! Ahhh que delícia de bunda!

Sam começou a se mover mais rápido, abraçou forte o loiro pelo meio e metia forte. Os dois sabiam que gozariam rápido,era a primeira vez deles um com o outro,e dos dois com um parceiro homem,e estavam tão excitados e assustados quanto surpresos. E não sabiam ainda como fazer durar mais tempo,mas estava perfeito assim, e só queriam gozar muito agora!

O loiro mordeu o braço com força sentindo o orgasmo chegar,procurou o pênis com a outra mão para se tocar enquanto Sam o fodia e gozar gostoso,mas desistiu assim que sentiu o caçula começar a socar forte e insistente o seu ponto doce e tentou se agarrar em algum ponto na parede sentindo uma onda forte de prazer se espalhar forte por seu corpo e roubar até o ar de seus pulmões.

-SAMMYYYYY!!!-gritou em êxtase e Sam fez o mesmo chamando seu nome e se desfazendo dentro do seu corpo em jatos fortes,junto com o loiro que sujava a parede com a mesma intensidade.

-Voce é incrível Dean!

O loiro respirava, forte tentando se recuperar e acreditar no que acabaram de fazer, quando Sam o virou de frente para ele e encarou seus olhos,com um grande sorriso no rosto, e agora que a loucura do momento passou,Dean sentia o rosto em brasa,deu para o irmão!

Como seria da agora para frente? Será que isso mudaria algo? Será que ficaria um clima estranho? Será que Sam se afastaria dele? Não queria isso...

- Sammy isso não muda nada entre a gente. - falou baixo.

O moreno não respondeu nada,apenas o beijou,um beijo longo e carinhoso.

- Foi maravilhoso Dean. - Sam pegou o travesseiro no chão, sua roupa e olhou para o loiro antes de ir para a cama - você pode dormir comigo hoje se você quiser.

Dean ficou olhando o irmão ir para a cama e levar o travesseiro,e depois foi tomar outro banho, quando voltou Sam já estava apagado na cama,se deitou do seu lado. Sem fazer barulho para não acordar ele,e sentiu um braço pesado pousar sobre seu corpo e puxar para se encaixar no seu,mas amanheceu sozinho na cama e no quarto de hotel.

Sam devia ter se arrependido depois que passou a emoção do momento.

Mas não o culpava,tudo foi muito repentino - Dean se levantou e vestiu um jeans e uma camisa xadrez por cima de uma blusa preta.

Nada mudaria seu momento,a alegria que estava sentindo, estava feliz,ao menos uma vez na vida teve seu irmão só para ele e foi maravilhoso!

Dean sentou na mesa e pegou o notebook para ver se tinha algum trabalho para eles ali por perto,e depois teria que comprar um café também,um homem não consegue ter um bom dia sem uma boa dose de cafeína.

Estava entretido na pesquisa que nem viu a hora passar.

Ouviu um barulho na porta e viu Sam entrar sorrindo e cantarolando algo,e trazia algumas sacolas na mão. O moreno tirou um café e uma caixa e rosquinhas e colocou na sua frente. Empurrou o notebook para o lado e abraçou o loiro por trás.

- Bom dia! - Dean se virou para ver seu rosto e foi surpreendido por um beijo quente com gosto de café e menta.

- Bom dia - falou, estranhando o irmão, e sentindo o rosto levemente quente com a demostração explícita de carinho. - O que está fazendo?

- Te dando carinho,Dean,para de ser chato. Sam puxou o notebook e se sentou do seu lado em outra cadeia - o que achou para a gente? - olhou a pesquisa do irmão.

- Um caso de lobisomem aqui perto. - Dean tomou um gole do café, olhando para o irmão. Ele era realmente a pessoa mais linda que já viu.

- Aí Dean?

- Sim?

- Eu também amo você - o moreno sorriu voltando a olhar para o notebook.

- Eu não falei isso.

-Seus olhos falaram,eu sou o amor da sua vida!

- Convencido. - Dean riu e mordeu uma das rosquinhas. - você é.- falou se levantando e indo para o quarto e sentiu,ouviu os passos pesados do moreno se aproximar e sentiu ele o abraçar e encostar suas costas contra o seu peito e apoiar o queixo no seu ombro.

- Eu te amo seu rabugento.-sussurrou abraçando mais forte o loiro.


Notas Finais


Beijos 😘♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...