História Uma Noite de Amor (Meu amigo vampiro) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Meu Amigo É Um Vampiro, Rudolph, Rudotony, Tony
Visualizações 62
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Saudades bebês? 😘

Capítulo 3 - Finalmente meu


Fanfic / Fanfiction Uma Noite de Amor (Meu amigo vampiro) - Capítulo 3 - Finalmente meu

      ~Capítulo anterior~


- Você ta querendo mais?

Tony mais vermelho que nunca quase não responde mas conhecendo o outro como conheçe já sabia que se não fala-se ele iria insisti cada vez mais. 

Tony: S-sim..

Rudol: Ótimo.

Então o mesmo volta para o membro de Tony o engolindo por completo fazendo o outro soltar um gemido alto, mas logo se tocando do que fez tentou tapar sua voz com a boca, em vão não estava conseguindo tapar seus gemidos então iria pegar um travesseiro para abafar o som mas acabou que foi impedido por duas mãos cuja agarrou seus braços o impedindo de pegar o travesseiro ou tapar sua boca. 

Tony: R-rudolph, me solta, Ah.. Vão me e-escutar.. Ahh

Rudol: Quelo maus qie ecutis (quero mais que escutem).

Tony: N-não.. Haa! R-rudolph.. E-eu vou.. A-ahh!!

Se desfez na boca do vampiro que engoliu tudo e depois viu o outro morrer de vergonha.

Tony: Idiota! P-porque v-você engoliu?

Rudol: Queria provar seu gosto, sem falar que.. *passando três dedos pela ponta da própria boca, recolhendo o sêmen que escorria* Eu precisava te lubrificar.

Tony: Glup..

Rudol: Apenas fique calmo. Pronto? *fala com um dos dedos na frente da entrada de Tony* 

Tony: S-sim..  M-mas seja g-gentiu comigo.. P-por favor.

Rudol: Ahh.. *derretendo* Claro que vou ser..


     ~Capítulo de hoje~



E assim Rudolph insere o primeiro dígito na entrada de Tony que da uma arqueada leve na coluna e solta um gemido longo porém baixo ao sentir sua entrada abrir um pouco.

Rudol: Ta tudo bem?

Tony: S-sim.. S-só fiquei um pouquinho assustado.

Rudol: Ta certo.. Vamos lá, vou botar outro, tudo bem?

Tony: Sim.. HA!

Rudol: T-tudo bem?

Tony: Doi um pouco.. Urg.. Mas eu to legal.. Ahh

Rudolph então começa a mover os dedos lentamente fazendo movimentos de tesoura e hora ou outra dava leves penetradas em Tony que a cada movimento soltava um gemido arrastado.

Tony: R-rudol.. ph! Ahh.. A-acho que.. Hm.. Já estou p-pronto

Rudol: Espere só mais um pouco.. Deixe eu pelo menos colocar três dedos.

Tony: Ha,ha.. Seu membro é tão grande assim pra me preparar tanto, Sr. Vampiro?

Rudol: Ora seu.. Você vai ver só!

Então Rudolph tira os dois dedos de dentro de Tony, tira sua camisa e a coloca de lado, abaixa o flash da calça logo em seguida abaixando a box azul forte revelando seu membro duro feito pedra fazendo Tony engolir em seco suas palavras ditas a pouco tempo e ao mesmo tempo fazendo Rudolph soltar um riso do tipo "eu avisei".

Tony: A-ah! I-isso nem é natural pra sua idade!! Você é um monstro??

Rudol: Err.. Sim.. Vampiro, lembra?

Rudol: Mas viu? Avisei! Devia ter deixado eu lhe preparar adequadamente.

Tony: Ha! Que seja! 

Tony abre suas pernas, leva suas mãos até suas nadegas e abre sua bunda dando a Rudolph a visão perfeita de sua entrada que ora se contraia e ora ficava normal.

Tony: Entra! Vamos ver se você vai ser capaz de me aguentar te apertando.

Rudol: Você ama me provocar não é?

Tony: Também..

Rudolph e Tony não falam mais nada, então Rudol chega mais perto de Tony e começa a penetra-lo devagar, primeiro coloca a glande e vê o outro fazer uma cara de desconfortável (já começou a se preocupar), logo bota um pouco mais de seu membro dentro de Tony que começa a respirar mais rápido que o normal, preocupando ainda mais a Rudolph.

Quando chega no meio de seu membro dentro de Tony, para e espera o outro se acostumar.

Tony: Porque parou? Não me diga que já colocou tudo!?

Rudol: Que? Não! Ainda ta na metade, parei para você se acostumar!

Tony: Você é idiota?

Rudol: Que? T-tony? Haa!

Tony entrelaça suas pernas na cintura de Rudolph o puxando pra frente, fazendo o mesmo entrar completamente dentro de si.

Tony e Rudol: AaaAaahhh!!

Tony: Ah... Ah.. Urgh..

Rudol: Você é louco?? Sabe o quando isso doeu em mim? Urhh.. Você é apertado.. Ahh

Tony: Hehe, dou louco por você. Ahh..

Rudol: Idiota.

Rudol então se abaixa e beija Tony que deixa uma lágrima escorrer por seu rosto, não teria como negar aquilo doeu pra cacete! Mas era isso ou aturar o ato de pena de Rudolph. Escolheu a dor a pena.

Assim que os dois começam a ficar sem ar se separam e Rudol parte para o pescoço de Tony, deixando  mais marcas por lá.

Tony: Ahh..

Gemia enquanto deixava algumas lágrimas finas escorrerem por suas bochechas, assim que Rudolph ver que o mesmo derramava algumas lágrimas foi até seu rosto e lambeu as lágrimas salgadas do outro.

Tony: Ha.. Hm! Não precisa ter dó de mim!

Rudol: Eu não estou tendo.

Rudolph então beija novamente a boca do menor, dessa vez utilizando a língua.

Tony então sente Rudolph começar a se mexer dentro de si e ai entende a frase que o outro acabara de falar.

Não demorou muito e Tony arregala seus olhos e solta a boca de Rudolph dando um gemido alto, de primeira Rudol não entendeu oque tinha acontecido, até dar outra estocada em Tony e ver o mesmo gemer da mesma forma, só ai se tocou.

Tinha atingido a próstata do menor em cheio, então começou a focar apenas naquele canto.

Tony: Ha! Ha: R-rudolph! A-ai! Bem ai! Ahhh!!

Rudol: Sim! Ah! Ha! Tony!!

Tony: R-rudolph.. Ah.. E-eu vou.. Eu vou.. 

Rudol: Eu também.. Vamos juntos! 

Tony: Ah, Ah!! Haaaa!!

Rudol: Ah... Ah.. Tonyyy!!

Tony: Argh!!


Os dois finalmente gozam!!


(Também né? Boba da peste, 3 capítulos e o povo não gozar é a desgraça)


Rudolph sai de dentro de Tony e se senta na cama vendo seu sêmen escorrer da entrada do mesmo para os lençóis da cama, Tony então se levanta e se senta também sentindo uns arrepios percorrer por seu corpo por sentir o líquido escorrer por sua entrada.

Tony: Você.. Foi ótimo! Uff..

Rudol: Sim, haa.. Você também

Rudol: Mas.. Err.. Então.. Pronto?

Tony: Sim. Vou me tornar seu de hoje em diante. *Fala mostrando o pescoço para Rudolph*

Tony: Mas.. Sabe que sua irmã vai querer te matar amanhã né?

Rudol: Sim.. Mas eu enfrento qualquer coisa por você. *Beijo na testa*

Rudol: Lá vou eu. *fala se aproximando do pescoço de Tony*

Tony: Sim.

Rudolph então morde o pescoço de Tony que gritou ao sentir os dentes de Rudolph entrar em sua carne/pele, Rudolph até queria parar, mas sabia que se para-se agora não poderia completar o ritual, teria que o morde até sair pelo menos uma gota de sangue.

Demorou um pouco até que finalmente saiu sangue do pescoço de Tony e o mesmo soltou um gemido de dor quando Rudol tirou seus dentes do pescoço do mesmo.

Tony: Haa.. Acabou?

Rudol: Quase.. Só falta..

Rudolph lambe o sangue de Tony que sente uma leve dor ao sentir a língua de Rudolph passar por cima do corte, e logo vê o mesmo engolir o seu sangue.

Rudol: Ah.. É doce.. *lambe os lábios* Agora acabou.

Tony: Ahm.. Finalmente..

Rudol: Agora.. *Derruba Tony na cama* Vamos pro segundo round?

Tony: OQue? Ainda quer continuar??

Rudol: Oque esperava? Você é meu agora! E eu não vou dormi tão cedo.

Tony: Ai, ain... Bom *arrodeia os braços no pescoço de Rudol* Vamos então. Mas você vai me aguentar a noite toda!

Rudol: Com muito prazer.

E volta a beijar seu amado, agora só seu, pra toda a vida.



Eu ainda contínuo!!




Notas Finais


Ai.. Depois eu posto o último capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...