História Uma Nova Chance - Camren G!P - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 535
Palavras 1.049
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vcs estão tirando conclusões precipitadas 😂😂😂
Foi só um pouco de amorzinho gostoso

Deixarei vcs com esse belo capítulo e amanhã a noite tem maratona de novo.

Boa noite, fofiss 😚

Capítulo 26 - Capítulo 25


Narrador Pov

Elas voltaram à tona, mais tarde, sentindo picadas.

Fazer amor no feno tinha lá seus inconvenientes... Lauren estava abraçada a Camila.

"Ao cortar a forragem, fiquei com erupções." Lauren sussurrou ao ouvido de Camila. "Mas não é isso o que me preocupa. Já pensou, minha querida, se um ônibus me atropelar amanhã e eu for examinada por médicos e enfermeiras? Como vou explicar todas estas brotoejas?"

Camila reprimiu uma risada e escondeu o rosto nos seios desnudo de Lauren.

"Melhor evitar os ônibus, mocinha. Não há muitos deste lado do rio."

"Camz?"

"Hum?"

"Você consegue se levantar?"

"Não."

"Importa-se se eu a erguer?"

Embora o feno fosse confortável, Camila também sentia as picadas.

"Eu poderia..."

"Bem, espere um minuto." Lauren pediu e lhe acariciou os cabelos. "Verei se todos os presentes estão de olhos fechados e vamos correr."

"Vai me levar para minha cama?" Camila perguntou, lânguida.

"De jeito nenhum, meu amor. Levarei você para meu quarto, depois de passarmos por uma deliciosa água quente. Alguma objeção?"

"De maneira alguma! Na verdade, penso que adorarei." deu uma pausa. "Se não lhe ocorre mais nada para fazer antes."

Ela deslizou as mãos para baixo, acariciando-a.

"Camizzi!" ela gemeu.

"Eu sei, eu sei. Você tem comichões onde não deveria e a estou molestando. Desculpe-me, Sweet. Tomaremos banho primeiro. Depois..."

"Sim?"

"Faremos amor,"

"Sem dúvida!" Lauren abraçou a cintura fina. "E agora..." falou se levantado. 

Depois de voltarem a casa, tomaram banho e antes de dormir fizeram um amorzinho gostoso.

Na manhã seguinte Julian as acordou.

O choro do bebê soou pela casa e Camila se espreguiçou nos braços de Lauren.

Suspirou de felicidade.

Era muito bom estar aconchegada naquele corpo. Lauren a levara às alturas e era muito difícil descer. 

Por falar nela fingia dormir, com um ligeiro sorriso nos cantos da boca.

Camila cutucou-lhe as costelas e se ergueu para beijá-la. "Seu filho a está chamando, Jauregui."

"Meu filho?" Ela não abriu os olhos. "Está eleita como mãe dele!"

"Sou sua amante, Jauregui." Camila a beijou de novo. "Por certo, não vai querer que sua amada faça serviços domésticos. Ela precisa descansar para recuperar as forças."

"Depende para que quer se fortalecer." Ambas riram.

"Se não pode imaginar, não sou eu quem vai lhe dizer."

"Camz, você é uma mulher libertina."

"Eu?!" ela perguntou, inocente.

No final, as duas fizeram a tarefa.

Lauren trocou a fralda de Julian com competência e trouxe o filho para a cama, onde o garoto mamou deitado entre elas.

O bebê sorria e balbuciava, contente.

Camila também estava feliz, mas havia algumas coisas a esclarecer.

Por exemplo, as duas semanas de férias por ano com a família.

Quem sabe, àquela altura dos acontecimentos, Lauren mudaria de idéia? (n/a: 👀) 

Camila se deitou de lado, ergueu os pés rechonchudos de Julian e fez cócegas nos dedinhos róseos.

O menino gargalhava e Camila se derretia de prazer.

"Acho que estou com ciúme de meu filho."

"Quer que faça o mesmo com você?" ela sorriu. "Vamos ver se aguenta. Fazer cócegas nos dedos é minha especialidade."

"Não tenho medo." e minutos depois Lauren ria até não poder mais, deixando Camila arrepiada.

Nisso, o telefone tocou pela primeira vez desde a chegada de Camila.

As linhas estiveram interrompidas devido ao temporal. O isolamento terminara. Lauren fez uma careta, resmungou, se virou nos travesseiros e atendeu.

Camila brincava com Julian e prestava atenção à conversa. Ela entendeu que os Clarence estavam do outro lado do rio, aflitos para voltar.

Uma balsa seria colocada no rio dentro de uma hora.

Iriam voltar a vida real.

Camila deixou Julian nos braços da mãe e foi tomar banho. Quando voltou, Lauren ainda estava ao telefone e ela foi procurar um jeans e uma camisa.

Já vestida, retornou mais uma vez e Lauren continuava a conversa com o outro lado do rio.

"Julian, vamos preparar o café da manhã de sua mãe e deixá-la resolver seus assuntos importantes."

Camila pegou o garoto no colo e ia sair, mas Lauren a deteve e lhe fez sinal para ficar. Ela deitou o menino e sentou-se na cama, à espera.

"Olhe, não tenho certeza se preciso de uma babá." Lauren disse, ao telefone. "Um momento, vou verificar." Ela cobriu o bocal com a mão.

"Camz, você está de férias no seu trabalho?"

"Sim..." ela respondeu, tremula e com um frio súbito.

"Quando tem de voltar?"

"Dentro de quatro semanas."

"Aviso prévio é de um mês, certo?"

Camila passou a língua nos lábios secos. "Acho que sim. Se eu for me demitir."

"Então, tudo bem." Lauren sorriu e voltou ao telefone. "De qualquer forma, obrigada. Meu filho não vai precisar de babá." Desligou e se voltou para Camila.

"Ótimo, querida. Nem acredito que tudo tenha terminado tão bem. Adiei a viagem até sexta-feira. Assim, terá tempo de ir a Sydney buscar suas coisas. Ficaremos alguns dias juntas antes de eu partir."

Camila olhou incrédula pra ela e perguntou: "Você vai para Nova York?"

"Preciso, Camila. Já deveria estar lá."

"E por quanto tempo vai ficar nos Estados Unidos?"

"Estou organizando um programa de reprodução para as minhas propriedades australianas, importando material genético de reprodutores. Tenho reuniões com investidores em Nova York, e tenciono passar três semanas visitando fazendas especializadas no setor."

"E quando voltará?"

"Pretendo estar aqui depois de terminar."

"Mas você deve ter outros negócios urgentes."

Lauren percebeu um tom estranho nas palavras de Camila.

"Eu lhe disse, querida. Não poderei ficar muito tempo aqui." Lauren se aprumou, sob os protestos de Julian.

"Nem com seu filho e nem com sua... comigo?"

"Camz, sabe que desejo me casar com você. Providenciaremos tudo assim que eu voltar." Explicou. 

"Você continua a insistir nos mesmos termos: duas semanas por ano. Se eu quiser, posso ter um outro filho. Contrato por dez anos e depois uma liberdade paga." falou secamente e ze levantando.

"Droga!" Lauren se levantou também. Vestira um short e uma t-shirt para ir ao quarto de Camila pegar Julian, mais cedo.

Dessa vez Camila não reparou na magnificência daquela corpo.

"Camila, é evidente que as coisas mudaram."

"A única coisa que mudou foi eu, que fui uma tola em me apaixonar por você e agora não vai me pagar depois de dez anos?"

"Não quis dizer isso!"

"Então no que está pensando, Jauregui?" Camila alteou a voz. "O que está me propondo? Acho que já é tempo de se explicar."

"Camila..." Lauren chegou mais perto, mas ela se afastou, rápido.

Nem sentiu o dedo machucado.

"Não se aproxime, Lauren! Apenas me diga o que deseja de mim."


Notas Finais


Eaiii? Hihihihihi


Byee fofiss ✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...