1. Spirit Fanfics >
  2. Uma nova chance >
  3. Do que você tem medo?

História Uma nova chance - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Hey people!!!
depois de um tempinho sumida voltei com um capítulo pra vocês, espero que gostem e boa leitura...

Capítulo 9 - Do que você tem medo?


~Luna on:

    
      Uma semana havia se passado desde que eu reencontrei o Simon, ele insistiu bastante para eu ir visitar a avó dele e foi o que eu fiz visitei ela, conversamos bastante, sempre gostei de conversar com ela, pra mim ela é como uma segunda mãe. No segundo dia em que eu a visitei ela perguntou se eu queria visitar o túmulo da minha mãe e como eu concordei fomos nos três, eu, ela e o Simon. Foi bom ter eles lá comigo já que eles faziam parte da minha vida desde sempre eu acho.

           Não vou negar o Simon trabalhando no Black foi a melhor coisa que me aconteceu, ter meu melhor amigo ali é bastante confortável pelo menos tenho alguém para conversar quando não quiser ficar de vela para a Kally e o Dante, certo que eles não são um casal mas de todo jeito eles parecem um. Quanto ao Matteo ainda não nos falamos desde o dia em que matamos aula, talvez eu ainda esteja brava com ele pelo forma como ele foi embora ou talvez pelo o que ele anda fazendo, confirmando o que me disseram, Matteo Balsano é um verdadeiro Don Juan, agora ele estava de papinho com a Fernanda que olha só não gosta nenhum pouquinho de mim porque eu acabei acertando uma bolada nela enquanto ajudava o Simon a guardar o material da educação física, só para deixar claro foi um acidente e eu pedi desculpas.

          Estava na hora do lanche e como de costume lá estava eu de vela. A Kally e o Dante estavam falando sobre algo que eu não estava escutando, estava concentrada no meu lanche quando a Kally estala os dedos diante dos meus olhos.

         Dante: Ela estava no mundo da lua- disse rindo.

         Luna: No mundo da lua não mas no mundo da comida talvez sim- digo e os dois riem- O que era tão importante para me tirar do mundo da comida?

           Kally: o Dante estava me contando que tem um grupo organizando meio que uma expedição- diz e eu fico confusa.

          Luna: Como assim uma meia expedição? a visita é só até metade do local?

          Dante: Não, é que não é realmente uma expedição, é meio que uma visita a um lugar assombrado, topa ir?

          Luna: pode ser, acho que não tenho nada para fazer e essa coisa de fantasma não existe.

          Kally: Será hoje a noite, qualquer coisa se a mamãe ou o papai perguntar você diz que vamos fazer um trabalho na casa de uma amiga.

           Luna: E por que simplesmente não falamos que vamos até um lugar supostamente mal assombrado?

           Kally: Você bateu a cabeça antes do lanche? Sem sombra de dúvidas não iam deixar.

           Simon: Posso sentar aqui com vocês? - disse segurando o seu lanche e nós confirmados- então do que vocês estão falando?

            Luna: Sobre fantasmas- digo e ele fica sem entender- Bom hoje a noite nós vamos até um lugar supostamente mal assombrado e esse evento está sendo organizado pelo nosso excelentissmo Dante.

           Simon: Uma ótima maneira de terminar a semana.

           Luna: Então você quer ir?

          Simon: Não obrigado, aposto que esse deve ser um daqueles encontros com amigos do colégio e eu sou só o assistente do treinador.

           Dante: Quê isso, se quiser vir é só falar eu te mando o endereço.

           Simon: Não precisa sério, pelo horário que vocês devem ir eu já planejo estar dormindo.

           Kally: Tudo bem, você quem sabe, qualquer coisa se eu ver um fantasma eu te aviso- diz e o Simon ri.

          Luna: Não se preocupa el não vai contar nada porque fantasma não existe.

          Simon: Sem sombra de dúvidas senti falta de você falar isso- disse enquanto comia um sanduíche- Kally se você ver algum mostra primeiro para Luna.

           Kally: Essa vai ser a missão da noite.

           Ramiro: Bom avisem a mamãe que hoje eu não vou dormir em casa- disse se aproximando e sentando na mesa com a gente.

           Kally: Deixa eu adivinhar, lugar mal assombrado?

           Ramiro: Como você sabia?- pergunta surpreso- deixa pra lá- disse deduzindo que o Dante contou- eu vou pra casa do Matteo, vocês vão?

           Kally: Pro lugar sim, mas pra casa do Matteo não.

           Luna: Quer dizer que o Matteo vai?- pergunto e o Ramiro confirma- que ótimo- digo sem o menor ânimo.

           Dante: Na verdade vai mãos gente, a Fernanda...

           Luna: E só melhora...

           Ramiro: O Gaston, A Nina, também tem um garoto que estuda com você, um com o cabelo liso e carinha de quem não é culpado.

            Dante: O Michel.

            Luna: Nossa se é assim que você descreve as pessoas, carinha de quem não é culpado- digo rindo.

            Dante: Âmbar também vai, a Emília e o Benicio.

            Simon: Sorrateiros como uma tropa do exército na sorveteria.

            Ramiro: Você tem razão, 12 pessoas são muito.

            Luna: Quem vota para tirar o Matteo e a Fernanda levanta a mão- digo e só eu levanto a mão.

            Dante: Não precisa tirar ninguém, é só fechar a vagas e o assunto morre por aqui.

            Ramiro: Ok, vejo vocês as 23:00h - disse e voltou para a mesa onde ele estava.

            Kally: Só eu que acho que a Luna tem que desculpar o Matteo?

            Simon: Matteo é aquele garoto da sorveteria certo?- pergunta e eu confirmo- por que você está com raiva dele? - ele fica esperando uma resposta mas o sino toca indicando que deveríamos voltar para as aulas.

           Luna: Bom gente foi muito bom falar sobre coisas que não existem, no caso fantasmas- digo me levantando e vou para a sala de aula, acabo esquecendo que a Kally também vinha para a mesma sala que eu, continuo andando e dou de cara com o casal maravilha Matteozinho e Fernadinha- Opa, desculpa eu só preciso passar- digo passando no espaço que existia entre eles.

          Matteo: Podemos falar Luna? - pergunta segurando o meu braço.

          Luna: Não posso tô atrasada pra aula- digo e deixo os dois sozinhos.

  

                   ******

           Autora on:

  
       Era por volta de 22:50h  quando já se encontravam todos os adolescentes na frente de uma velha mansão.

           Ramiro: Prontos para verem coisas que jamais irão esquecer? - disse com uma voz sinistra enquanto iluminava o rosto com uma lanterna.

           Emília: Para com isso Ramiro- disse tomando a lanterna da sua mão.

           Ramiro: Tá bom senhorita bravinha, tá todo mundo pronto?- pergunta e todos ali presentes confirmam- Então se preparem para ver a casa mais assombrada de toda a argentina- disse com uma voz sinistra novamente.

          Emília: Eu já disse para você para- disse abrindo o portão que dá para a entrada da casa.

          Âmbar: Acho que aqui não deve ter nenhum fantasma faxineiro- disse enquanto passava os dedos pela porta que estava coberta de poeira.

          Ramiro: Galera ninguém aqui tem rinite- ele empurrou a porta para que os demais pudesse entrar na casa- isso está coberto de poeira, acho que a casa é feita de poeira.

           Benicio: Ouvi dizer que a parte mais assombrada da casa é o segundo andar, parece que foi lá que ouviram as correntes balançando- disse tentando assustar as meninas.

           Dante: Então é para lá que a gente vai- ele foi até a escada que dava para o segundo andar- vocês vem comigo ou não?- perguntou ao ver que ninguém o seguiu.

          Luna: E vamos de ir para o segundo andar- disse indo atrás de Dante, então todos foram atrás dos dois.

          Michel: Isso não está nada assustador disse subindo as escadas.

          Luna: Não se preocupa Michel a noite toda vai ser assim.

          Âmbar: Não liga pra Luninha é óbvio que não vai ser assim, quer dizer eu não pedir minha sexta a noite pra nada acontecer.

          Kally: Então acho melhor acharmos um fantasma logo para ela- disse somente para que Luna escutasse.

          Eles estavam andando pelo corredor dos quartos, alguns entraram nos quartos e outros continuaram a explorar a casa.

          Gaston: se ela não quer te escutar, tenta sei lá algo que faça pelo menos pensar em escutar você- disse para Matteo.

           Matteo: eu não tenho a mínima ideia do que fazer, mas a gente vai ficar bem- disse confiante

          Ramiro: É assim que se fala, mas pensa logo ou ela pode fazer igual a Âmbar e arrumar outro rapidinho.

           Emília: Por que gente velha guarda coisas tão estranhas?- questiona enquanto revirava uma gaveta em outro quarto.

          Luna: Só acho que não devemos mexer em nada.

          Âmbar: Se não vamos mexer em nada por que viemos?
          
          Luna: Ok, eu não vou ficar aqui pra ver vocês mexer nas coisas de gente que possivelmente já morreu.

          Emília: Tchau Tchau- ela continuou mexendo nas coisas e a Luna se retirou do cômodo encontrando o Matteo no corredor.

             Matteo: Tá com medo? - pergunta tentando puxar assunto com ela mesmo sabendo que provavelmente ela vai lhe ignorar.

             Luna: Eu não, mas talvez a Fernandinha esteja precisando de um abraço seu- diz ao ver a Fernanda saindo de um quarto ali próximo- Vai lá talvez ela tenha visto um fantasma e esteja assustada.

           O Matteo nada respondeu pois sabia que ela não responderia nada além disso, pois nos últimos dias  exatamente isso acontecia. Luna continuou andando pela casa até ver um quarto com a parede pintada de rosa e algumas bonecas sujas o que mostrava o quão abandonado o lugar se encontrava.

           Luna: Tá legal isso sim é sinistro- disse ao ver uma boneca com a cabeça ao contrário- Que criança brincava assim? - ela escutou alguém chamando seu nome o que a deixou assustada pois não havia ninguém lá- Tá eu sei que alguém tá me chamando então é nessa hora que eu saio de cena.

          Michel: Eii, não precisa ter medo sou eu- disse aparecendo na janela do quarto.

           Luna: Primeiro de tudo eu não tava com medo.

           Michel: Tá bom, se você diz.

           Luna: Segundo, o que você tá fazendo aí? - disse indo até a janela.

           Michel: Acho que telhados são bons lugares para se ficar.

           Luna: Você tem gostos bastantes peculiares- disse fazendo Michel rir- Vai um pouco pra lá- disse enquanto sentava na janela e passava com cuidado para o outro lado- Caramba! você não tem medo de cair?

          Michel: Não, você tem?- perguntou e ela nega sentando-se do seu lado- Então o que rola com o Matteo?

          Luna: Com o Matteo não rola nada- responde rápido- nunca rolou e nunca vai rolar.

          Michel: Você tem certeza? eu vejo como ele olha pra você e talvez ele goste de você- disse olhando para o céu.

         Luna: Tá, e desde quando você sabe o que as pessoas sentem?- pergunta rindo e não obteve resposta- A verdade é que o Matteo não é um cara confiável para relacionamentos, é como se sei lá ele mudasse de uma hora para outra, até umas semanas atrás a gente conversava, mais do que agora, e hoje ele fica grudadinho na Fernanda é como me disseram Matteo Balsano é um verdadeiro Don Juan.

            Michel: Ok, quem é sua fonte? Você fala como se alguém tivesse dito isso dele.

            Luna: Michel é o que todos dizem- Diz e ele a encara esperando uma resposta mais concreta- A Âmbar e a Emília me disseram isso, mas não.importa ele tá me provando isso.

             Michel: Você vai dar ouvidos a ex do Matteo e a amiga dela?

             Luna: Tá só que tem algo que ele não quer me contar e eu sinto isso faz tempo.

             Michel: Todos nós temos segredos Luna e talvez ele esteja esperando o momento certo pra te contar... olha eu vejo que você anda arrumando muitas desculpas, do que você tem medo?- ela engole em seco sem saber o que responder pois afinal nem ela sabia do que tinha medo.

          Luna: E você tá parecendo a minha consciência, tipo aquele grilo do pinoquio- diz e os dois riem.

         Michel: Pensa no que eu te disse eu sei o quão ruim é perder a pessoa que você ama por coisas que poderiam ter sido resolvidas assim- disse ele estala o dedo, Luna suspira e então responde.

           Luna: Prometo que vou pensar com calma- disse e então ouve-se um grito vindo de dentro da casa- É a Kally, vamos- disse preocupada se levantando do telhado e entrando na casa pela janela que havia saído assim como Michel.

         Michel: o que será que aconteceu?- pergunta e vão até onde ele achavam que ouviram o grito.

          Luna: Kally o.que aconteceu? - pergunta preocupada.

          Dante: A sua prima viu um rato- disse rindo.

          Kally: Desculpa Luna eu achei que fosse um fantasma- disse rindo da situação com o Dante.

          Ramiro: Então esse escândalo todo foi por um rato?- disse entrando no cômodo com o resto do pessoal.

         Kally: Desculpa gente.

         Fernanda: Não se preocupe se fosse eu também teria gritado.

          Matteo encarava a Luna pois notou que ela havia chegado lá junto com Michel e isso fez ele ficar com ciúmes, algo que deixava ele bravo, só que ele não podia falar nada pois eles nem estava se falando direito se fizesse um cena de ciúmes possivelmente pioraria tudo.

             Matteo: Bom gente acho que vou indo, estou cansado, hoje foi um dia cansativo.

             Fernanda: Vou com você aposto que aqui decerto ter mãos ratos- disse ficando do lado do Matteo.

             Ramiro: pode deixar "pela escada que está na janela" já sei- disse pois o pai de Matteo não sabia que eles iriam sair.

            Matteo se despede e Fernanda também, quando eles saem Luna olha pra Michel como quem diz "é disso que eu estou falando".

Notas Finais


aí gente nossa Luninha com ciúmes da Fernanda assim como o Matteo com ciúmes do Michel.

Michel melhor pessoa pra conversar, amo demais ele

Comentem o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...