História Uma nova chance de amar. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Sehun
Tags Chanbaek, Menção Kaisoo, Sehun
Visualizações 31
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sem notas... Eu to com preguiça....

Capítulo 1 - Um


 

Chanyeol, um jovem de 20 anos, orelhas grandes e um cara superinteligente por ter conseguido entrar em uma das melhores faculdades de Seoul. Estava sentado na frente de seu computador jogando seu jogo favorito on-line.

Seus olhos ardiam por conta do brilho intenso da tela do computador, os óculos caído um pouco do rosto e suas olheiras evidentes depois de estudar para sua prova que ocorreria daqui a uma semana e ficar horas em frente aquela “caixa de internet”. Isso tudo enquanto seu celular insistia em apitar ao seu lado, anunciando mensagens do seu grupo criado no WhatsApp com seus melhores amigos: Sehun e Kai.

Revirando os olhos, pegou seu celular em mãos e destravou sem nenhum esforço e irritação de às vezes errar a senha. Abriu o grupo e viu do que se tratava aquela “euforia” de seus amigos: a algumas horas atrás Chanyeol havia criado uma conta em um aplicativo de relacionamento, o meeff e seus queridos amiguinhos ficavam perguntando-lhe quando ele iria olhar e ver se tinha alguém que o interessava no aplicativo. E se tinha algo em que Kai e Sehun eram bons, era perturbar o mais velho até conseguir com ele fizesse o que o dois dissessem.

-“O que vocês tanto querem de mim? ” - Chanyeol havia decidido aparecer.

-“Apenas vá longo procurar alguém que te interesse! Não pode viver nesse teu jogo para sempre Chanyeol!!!” - Sehun digitou e pareceu irritado com seu Hyung.

-“Escute o dongsaeng, Hyung!!” - Kai se pronunciou.

O maior apenas respirou fundo e disse um simples e básico “Tá” para os amigos e abriu o aplicativo de relacionamentos.

Naquela madrugada, entre muitos cliques de rejeições para várias garotas e garotos que se amostravam naqueles perfis, apenas o perfil de um garoto chamou sua atenção. Este tinha uma beleza que Chanyeol nunca havia imaginado que poderia existir em alguém. Seus olhos brilhavam e por aquele ser daquelas fotos, se sentiu atraído como nunca antes.

Chanyeol ficou minutos admirando aquelas cinco fotos, como se elas fossem se apagar dali a qualquer instante. O orelhudo ainda pensava encimo alguém podia ter tanto beleza, ele pensava que deveria ser um crime uma pessoa ser bonita e na última percepção, fofo.

Pensou em contar que havia encontrado alguém interessante e que havia pegado sua atenção de forma “rápida”, vamos se dizer assim, mas desistiu a o lembrar da fama do mais novo dos três, Sehun. O garoto sempre teve a fama de ser pegador e um tanto fura olho, contudo Chanyeol sabia que seu amigo não faria isso consigo, mas era melhor não arriscar e então decidiu contar apenas para Kyungsoo, seu outro melhor amigo e namorado de JongIn, este último mais conheci como Kai e seu outro amigo.

Entrou no aplicativo para mandar uma mensagem apressado para Kyungsoo e os prints das fotos do garoto pelo qual Chanyeol teve um abismo. Seus olhos ainda brilhavam e sua alegria de querer viver mais intensamente voltava, porém o mesmo ainda continuaria a ser envergonhado de muitas coisas e às vezes medo de outras.

Então não demorou muito para que o Kyung respondesse apressado também, mas sem a euforia que Chanyeol exalava mesmo longe do amigo. O Do apenas respondeu que estava feliz pelo orelhudo finalmente ouvir os “apelos” dos amigos e dar uma chance a um amor em sua vida e pediu desculpas para o mais velho dizendo que precisava dormir que daqui a algumas horas teria aula para si.

Chanyeol se despediu então do amigo e voltou para o que estava fazendo: jogando LOL, mas logo depois cansou e decidiu ir tomar um banho gelado, mesmo estando de madrugada. Se levantou rapidamente e na mesma velocidade foi se despindo para se botar embaixo do chuveiro.

O mesmo fechou os olhos e deixou água percorrer por seu corpo musculoso e esbelto enquanto mantinha seus pensamentos longe dali, pensava mais especificamente no garoto das fotos, que nem sabia ao certo o nome do dito cujo.

Seus pensamentos foram ainda mais longes. Ao terminar o banho caminhou para fora do banheiro depois de se enxugar na toalha. Pensou no garoto deitado em sua cama, totalmente pelado, pensando o quão macias podiam ser além de fartas assim como a bunda. Os lábios doces e gélidos que o levariam à loucura e o viciariam, o quão fodidamente bonito ele era? Achava que era muito, por fazer-lhe ficar tão louco de desejo desse jeito.

Ainda envergonhado por ter feito isso pouquíssimas vezes, podia até contar nos dedos, e lembrando daquela série de cinco fotos que eram permitidas pelo aplicativo, sentiu o incomodo no meio de suas pernas intensificando-se, sua mente dizia que não deveria fazer aquilo, mal conhecia o garoto, mas sua mente o deixou levar, lembrando do rosto angelical do garoto naquele aplicativo, passando pelas fotos e imaginando mil e uma coisas, sentindo-se tão errado, mas não conseguia controlar-se. suas mãos foram até o seu pênis semi ereto, tocando-o, e sentindo o quanto seu corpo pedia por aquilo.

Começou os movimentos de vai e vem com a mão, segurando alguns gemidos baixos em sua garganta, e arfando conforme começava a acelerar o prazer que proporcionava a si mesmo, diminuindo a velocidade por alguns segundos para voltar a regular a respiração, mas logo voltando sua atenção ao membro que pedia desesperadamente por atenção.

Ele arqueava as costas de forma leve conforme sentia um arrepio percorrer sua espinha todas as vezes que a mão direita chegava a base do membro, que era onde sentia mais prazer. Aos poucos, foi sentindo seu ápice chegando, gemendo de forma baixa e contida enquanto olhava para o rosto do belo garoto na tela do celular.

Por fim, desfez-se em sua própria mão, sentindo o líquido em uma temperatura mais quente do que a de sua destra escorrer por entre seus dedos, e sem se importar tanto com as colchas de cama sendo sujas, deitou-se de costas na cama, ainda arfando e sentindo a mão tremer levemente.

~•~

Ainda naquela madrugada, um pouco mais tarde, Chanyeol resolve sair para tomar um ar fresco e comprar algo para comer numa lojinha de conveniência que ficava no campus de sua faculdade, encontrando o garoto do meeff ali dentro.

Ao notar quem era, engoliu em seco. Era o garoto do aplicativo, ele era mais bonito pessoalmente, se sentiu envergonhado, muito envergonhado. Andou o mais discreto possível para perto do rapaz, parando em frente a geladeira onde tinha refrigerante, abriu a mesma e pegou uma lata de Coca-Cola olhando através do reflexo do vidro da geladeira vendo que o outro também lhe encarava.

Mas o garoto não lhe encarava como se conhecesse ele de algum lugar, mas sim porque Chanyeol não tirava seus olhos do reflexo e da cara de confusão que o menor fazia naquele momento. Então o mesmo se aproximou do orelhudo que lhe encarava e perguntou:

— Está tudo bem? O senhor precisa de algo mais? - Foi aí que Chanyeol arregalou os olhos ao sair dos seus devaneios e prestou atenção no menor a sua frente.

— N-não! Está tudo bem, obrigado - Está tudo bem? Obrigado? Foi a única coisa que conseguiu dizer?

Chanyeol se maldizia em sua cabeça enquanto o garoto começava a rir, mas era uma risada contida e fofa ao ver do maior que acabou por sair de seus devaneios e olhar para aquele ser bonito em sua frente e começará a rir de nervoso.

— Tudo bem! Se precisar de algo, meu nome é Baekhyun - Chanyeol concordou com a cabeça ainda nervoso.

— Obrigado Baekhyun.... E eu me Chanyeol!

— Okay, Chanyeol. Se precisar de algo, só chamar!


Notas Finais


Eu prometo escrever mais.... Só que eu sempre começo com poucas palavras. E espero mesmo que tenham gostado desse curo capitulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...