História Uma nova Familia - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Sekaiichi Hatsukoi
Personagens Hiyori Kirishima, Takafumi Yokozawa
Visualizações 22
Palavras 614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - Domingo


Fanfic / Fanfiction Uma nova Familia - Capítulo 23 - Domingo


Depois de encontrar por conhecidência a keiko no supermercado Yokozawa fica em silêncio o caminho todo devolta, e isso deixa Naoto ainda mais curioso do porque mas ele ja percebeu que era algo haver com Kirishima.



- Chegamos. Naoto leve esses daqui para dentro que eu carrego esses.



- s...sim.


Naoto o obedece e entra em casa e logo ja topa de cara com Kirishima que estava bebendo café na varanda.



- Hum...Kirishima san?


- Ha Naoto voces ja chegaram, mas e o Yokozawa não esta com você.



- Ha isso e que o Yokozawa san pediu que eu traze-se isso na frente.



- Naoto...você esta bem?


- s...sim porque?


- Não e so que você parecia um pouco preocupado... algo te preocupa?


- Hum...


- se você não quizer falar eu entendo mas e bom desabafar com alguem.



- sim você esta certo...


- Então me conte o que esta te preocupando.



- E sobre o Yokozawa san...


- Yokozawa?


- sim e que hoje no supermercado topamos com uma mulher que trabalha com voces...



- Uma mulher...?


- sim se não me engano o nome dela era Keiko, eu não entendi muito bem mas ao conversarem mas ela perguntou por você e logo depois a expresão do Yokozawa san mudou .



- Entendo o que houve mas não se preocupe Naoto, porque Yokozawa compreende os meus sentimentos em relação a ele.



- Hum...?. Entendo.


- Voces dois ai o que tanto conversam!.



- Nada não mas o que você gostaria de comer hoje...Hum alias comprou o que eu te pedi...não me diga que esqueceu de comprar as c...



- KI-RI-SHI-MA SAN...


- Pftu... Desculpa.


- Não ria seu...toma.


Naoto percebe que ambos se amam e confiam um no outro, e que mesmo que algo apareça para os separar eles os superaram juntos e isso o dava um pouco de inveja ja que isso não aconteceria com ele.

TRRRIIIII


- Ja vai, ja vai...

TRRRIIIIII


- Naoto você poderia atender para mim?.


- sim. Alô...


- Alô e da casa de Kirishima san... por favor poderia falar com Naoto?. Alô...?.


- Naoto quem era...?.


- Yokozawa quem era?


- Não sei quem atendeu foi o Naoto.


- Você esta bem Naoto?.


- Hum... sim.


- Mas você esta palido...isso tem algo haver com a ligação de agora?.



- Me descupem mas eu posso me retirar mais cedo hoje?.



-s...sim mas não vai querer almoçar com a gente?



- Eu não estou com fome me desculpe.



- Não se preocupe eu vou guardar a sua comida para quando sentir fome esquentar.



- Obrigado Yokozawa san e descule por dar esse trabalho.



- Não e nenhum trabalho eu sinto como se tivesse um filho adolescente.



- E Naoto lembre-se do que eu te disse mais cedo se algo te preocupa so me dizer esta bem.


- s...sim Kirishima san.


Naoto vai para o quarto ele entendi o que Kirishima disse mas essa ligação parecia o ter abalado muito.



- Kirishima san você percebeu?.


- Sim eu também notei que a ligação foi o que o deixou assim mas se ele não quer falar temos que respeitar.



- s...sim.


- Mas mudando de assunto... Yokozawa você encontrou alguem hoje?.



- Hum... porque me pergunta isso...?.


- Mas você encontrou ou não?


- Ha entendo Naoto te contou.


- Não da para perceber pela sua cara.


- "minha cara"?.


- Sim você esta denovo com essas rugas frazidas na testa, e so ficam assim quando você se aborrese ou se preocupa então quem foi?.



- Realmente você... certo eu por cinhecidência esbarrei com a keiko san no supermercado hoje cedo.


- Entendo então e por isso.


- Mas eu não estou irritado por isso.


- Então você adimiti que esta irritado...então e porque?.



- B...Bom veja e so que ela ficou me fazendo perguntas sobre você e isso me irritou um pouco.



- Me parece que você esta começando a ser mais onesto.


- Q...Que...?.


- Então que tal irmos usar o que eu havia te pedido para comprar.


- Q...QUE?.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...