1. Spirit Fanfics >
  2. Uma nova vida >
  3. Oeste de Rukongai e uma nova família.

História Uma nova vida - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente fina, tá aqui meu novo capítulo.
Bem espero que gostem dela.
Boa leitura, e desculpe os erros.

Capítulo 2 - Oeste de Rukongai e uma nova família.


Ma:

Não sei onde estou... Apenas sei que é um lugar que parece ser do período do Edo, todas as pessoas estão usando kimono e eu sou a única que está diferente aqui, pois, estou com uma camisa rosa, uma jaqueta jeans azul, uma legue cinza e um tênis rosa claro.

-Ei menina!-fala um homem e viro para ele, ele era alto, tinha cabelos castanhos meio raspado do lado e uma franja caindo até os olhos, e usava um kimono azul escuro.

-S-sim?-pergunto meio nervosa.

-Você está aqui a quanto tempo?!-pergunta ele se aproximando de mim.

-Não sei, mas acho que acabei de vim para cá!-digo o olhando.

-Qual seu nome?-diz ele me olhando; acho que é porque não é todo dia que eles vêem uma garota com cabelos pretos e olhos azuis escuros vestida assim.

-É  Narazaki Ma!-digo ainda nervosa.

-Meu nome é Yamada Kenichi-diz ele me estendendo a mão.-prazer Ma.

-Prazer Yamada!-digo retribuindo o gesto.

-Pode me chamar de Kenichi-diz ele dando um sorriso.

-Tá bom, kenichi!-digo já menos nervosa.

-Ma-chamou me e ele parecia meio nervoso com algo-é... Já que você não tem nenhum lugar para onde ir, você meio que poderia ir para a... Casa que eu moro... Já que a dona dela diz que se alguém estiver precisando de ajuda, ou de lugar para ficar é para nós levarmos a pessoa até ela.

-O-obrigada Kenichi!-digo dando um sorriso-mas... Não acho que seja uma boa ideia... É que eu não conheço ninguém, então eu não acho que eu possa ficar lá...-digo meio cabisbaixa.

-Não se preucupar, garanto que ela vai te deixar você ficar com a gente-diz ele a chamando-venha!

-Tá-digo já o acompanhando.-espero que você não fique encrencado, por me levar para sua casa.

-Não se preucupar com isso, lá todos são bem vindos.-diz ele ainda virado para a frente.

-Assim espero, porque eu não quero ficar num lugar que eu não conheço.-digo meio séria.

Andávamos tranquilamente entre as pessoas que me olhavam de um jeito estranho, mas não me importei com isso; até porque alguns ficavam até com medo quando Kenichi os olhava. Me perguntei o porquê das pessoas terem medo dele, estávamos indo em silêncio até que Kenichi decide me pergunta uma coisa.

-Ma?-chama ele virando a cabeça na minha direção.

-Sim?-falei olhando-o.

-Você tem um Reiatsu bem alto né?!-pergunta ele e eu olho com uma cara de "Quê".

-Que diabos é Reiatsu?!-pergunto confusa.

-É... Reiatsu é a força física ou pressão que uma pessoa Reiryoku cria quando e libertado. 

-É o que é Reiryoku?!-pergunto ainda mais confusa.

-Reiryoku é a quantidade de energia que um ser tem armazenado dentro de seu corpo ou da alma.

-Ainda tô boiando!-digo  e ele rir.

-Te explico melhor quando chegarmos.-diz ele voltando sua atenção para a frente.

-Tá-digo voltando a olhar pra frente.

/////////////////////////////////////////////

Depois de passarmos por uma floresta cheia de homens maus, eu e Kenichi chegamos numa casa grande no estilo japonês do período do Edo, ela era cercada por plantas e árvores, a cor dela era branca e tinhas algumas vinhas floridas subindo nela. E vi uma mulher de estura média, cabelo loiros até os ombros, pele alva e de olhos azuis claros, que estava parada de baixo de uma árvore e veio até nós.

-Já está encontrou alguém pra trazer pra cá?!-diz ela me dando um abraço.-qual é seu nome?

-É Narazaki Ma-digo meio nervosa.

-Prazer Ma, meu nome é Kimura Harumi mas pode me chamar de Harumi.-diz ele me soltando.

-Ok Harumi.-digo menos nervosa.

-Hã, Harumi não acha bom entrarmos?!-diz Kenichi subindo as escadas para dentro da casa.

-Venha Ma, já estamos quase na hora do jantar.-diz ela me puxando para dentro da casa.

-Si-sim-respondi enquanto era arrastada por ela.

Entrando na casa reparei que o chão era de madeira polida, as paredes eram brancas com detalhes de flores rosas, e tinha vários vasos de plantas. Fomos direto para a cozinha; que estava com um cheiro de comida maravilhoso, lá vi duas pessoas sentadas jogando cartas, a do lado direito era uma menina de cabelos brancos e lisos soltos e com uma franja desalinhada, com a pele alva e com olhos turquesas, e o outro era um menino com os cabelos brancos com o mesmo corte do Kenichi, com a pele alva e com os olhos da mesma cor dos da menina. 

-Bem Ma-diz Harumi e aponta para a menina-aquela dali é a Takana Nara, e aquele dali é o irmão dela Takana Yusuke.-disse ela apontando para o menino.

-A Nara e o Yusuke chegaram faz dois meses.-disse Kenichi sério-eles pretendem entrar para a Academia de Artes Espirituais no ano que vem.

-O que é Academia de Artes Espirituais?-pergunto confusa.

-A Academia de Artes Espirituais, é a academia que treina Shinigamis com poderes espirituais para cada um dos três braços militares de Soul Society.

-É isso e nós dois vamos entrar nela para virarmos Shinigamis.-disse a menina de cabelos brancos.

-Por quê querem virar Shinigamis?-perguntei para ela que agora estava focada em mim.

-Por que vou lutar contra os Hollows e vingar minha família.-disse ela séria.

-Hollows?!-pergunto meio espantada.

-Sim, por quê?!-pergunta ela me fitando.

-Bem, quem me matou foi um Hollows.-digo cabisbaixa.

-Sinto muito-diz ela enquanto os outros apenas ficaram em silêncio.

-Obrigado-falo ainda cabisbaixa, até o clima tenso ser cortado pela Harumi que anúncou bem alto.

-Hora da janta pessoal!-diz ela colocando as comidas na mesa.-bora comer pra espantar a tristeza, e com o doce de ameixas que eu fiz, ela vai desaparecer para sempre!

Todos nós rimos do comentário dela e começamos a comer a comida dela; que estava deliciosa, e falando coisas aleatórias enquanto comiamos. Até Nara me fazer uma pergunta que eu tinha ficado pensando desde que ela disse que ia se tornar um Shinigami.

-Ma, você vai se tornar uma Shinigami também?!-perguntou ela colocando um pouco de arroz no prato.

-Bem, acho que sim!-digo e Kenichi me olha meio espantado.

-Você vai virar uma Shinigami?-pergunta ele me olhando.

-Vou!-digo séria.-ou tem algum problema nisso?!

-Não, apenas achei que não ia gostar dessa ideia!-diz ele voltando a comer.-já que você tá querendo virar uma Shinigami, eu vou ensiná-los até vocês três aprenderem e serem aceitos na academia.

-Ótimo-digo colocando um pedaço de frango na boca.

-Bem Ma, agora você é a mais nova membra da nossa família.-diz Harumi sorrindo-espero que goste de ficar aqui com nós.

-Claro que ela não vai gostar bde viver com um bando de doidos.-disse Yusuke que estava bem quieto.-mas o bom é que nós três não vamos ficar sozinhia lá.

-É-digo meio séria.

-Bem, então amanhã nós vamos começar a treinar.-diz Kenichi nós olhando.

-Por mim tudo bem.-digo e olho para os dois que ainda estavam comendo.-não sei para eles.

-Para nós também, se quiser podemos começar hoje.-diz Yusuke o encarando.

-Então tá!-diz ele sério-quero vocês atrás da casa amanhã às 08:30 ok.

-Claro!-dizemos em conjunto.

        


                 Continua...



     



Notas Finais


Gostaram? Comentem blz.
Até o próximo capítulo.
Mas se não quiserem que eu continue a Fic é só dizer.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...