1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Paixão (anos 60) - Imagine Jaehyun >
  3. A ligação e a fuga do presídio

História Uma Paixão (anos 60) - Imagine Jaehyun - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


~Voltei povo
- Óbvio que tinha que ter meu namorado como integrante do grupo UwU

Capítulo 5 - A ligação e a fuga do presídio


Já eram mais de duas e meia da tarde quando o telefone da casa de Nicolle tocou. Provavelmente era sua amiga, querendo conversar sobre alguma coisa que ela deixara passar na escola. A garota estava vendo televisão e por isso, nem ligou para o barulho que o telefone fazia. Mas sua mãe não gostara nem um pouquinho:

- Você vai atender esse telefone, ou não? - Perguntou a mulher em tom de desafio - Ele já está tocando faz 2 minutos!

- Deve ser aquele pessoal que liga para anunciar novos produtos todo o dia - Nicolle disse não dando muita bola para a mãe - Daqui a pouco ele para de tocar. 

- Atende o telefone! - Gritou a mãe de Nicolle voltando para a cozinha 

- Tudo eu nessa casa - Murmurou ela se levantando do sofá e indo em direção a mesinha de café, onde ficava o aparelho - Alô? Quem é? 

- Oi Nicolle! - Disse a voz de Jaehyun - Tudo bem? 

- Ah...Oi Jaehyun! - Respondeu a garota mudando a sua voz de rude para calma em um piscar de olhos - Tudo e com você? 

- Bem também. Olha...Eu estou ligando para você para perguntar se...A sei lá. Se você não quer sair para ir até a lanchonete da esquina? Tenho um amigo que vai querer entrar no Clube dos Revolucionários e eu queria apresenta-lo a vocês. 

- Claro, claro sem problemas - Nicolle estava sorrindo do outro lado da linha - Então...Quando eu te encontro?

- Que tal todos nos encontrarmos na lanchonete ás três e quinze? Não se preocupe com o dinheiro, porque eu vou pagar tudo....Nos vemos na lanchonete. 

- Nos vemos na lanchonete - Nicolle desligou o telefone 

A garota saiu correndo para o quarto, a fim de trocar de roupa. Depois que o fez, calçou seus sapatos de passeio. Pegou a sua bolsinha e saiu novamente. Ela estava animada para encontrar os amigos. 

- Aonde você vai assim? Toda arrumada? - Perguntou a mãe de Nicolle, jogando o pano de prato sobre os ombros 

- Eu...Vou sair com a Bárbara - Mentiu Nicolle - Nós vamos até a lanchonete da esquina...Comer alguma coisa. 

- Mas você nunca se arrumou tanto para ir encontra-la - A mãe de Nicolle ergueu uma sobrancelha - Nicolle, não minta para mim!

- Mas é verdade! - Exclamou a garota - Ou metade da verdade...

- E porque justo hoje? Está acontecendo alguma coisa? 

- Nada de mais, mamãe. Só vamos sair como amigas mesmo. 

- Sinto muito Nicolle, mas acho que seu pai não quer que você fique na rua a essas horas. E eu também não quero que você fique dando esses passeios por ai, então minha resposta é não. Vá para o seu quarto.

- Mas - Nicolle tentou dizer

- Agora! - Gritou a mulher enquanto saia porta a fora até o quintal - E não saia de lá até entender que me desrespeitar é errado!

Assim que ela bate a porta dos fundos, Nicolle correu para o telefone e discou o número da casa de sua amiga, Bárbara. Só ela poderia ajudá-la nesse momento. Porque cá entre nós, ela tinha umas ideias maravilhosas para escapar de qualquer lugar. 

Alô? - Perguntou a garota do outro lado da linha - Olha se for cobrança, a minha mãe não está e eu não posso falar porque daqui a pouco eu vou sair. 

- Não, não. Doida! - Nicolle sussurrou - Olha, a minha mãe não me deixou sair, eu estou presa dentro da minha casa

- Ah, oi Nicky! O que quer que eu faça para te ajudar?

- Você pode vir até a minha casa? Entre pela porta da frente, porque a minha mãe está nos fundos, lavando a roupa.

- Chego ai em 10 minutos - Prometeu Bárbara - Talvez uns 15, por causa do trânsito...

- Mas você mora só a umas duas quadras de mim, como pode...

Mas Bárbara já havia desligado o telefone, agora era só esperar que ela viesse lhe salvar. Alguns minutos já haviam se passado e Nicolle concluíra que sua amiga fora para a lanchonete sem ela. Mas se isso fosse verdade, a garota esganaria Bárbara do dia seguinte a caminho da escola. 

- Psiu, Nicky! - Sussurrou uma voz do lado de fora da sua janela - Estou aqui, cheguei!

- O que? - Nicolle se virou e foi até a janela de seu quarto - Bárbara! Você chegou! E trouxe a sua...

- Olha, nem começa a falar da minha bicicleta, porque ela é ótima! - Rebateu a garota - Agora, é só você pular a janela!

- Ta doida? Eu vou me estatelar no chão!

- Para de ser dramática! Isso não é nem dois metros de altura. E se você cair, eu te pego. 

- Tudo bem - Nicolle pegou rapidamente a sua bolsinha e se apoiou no parapeito - Por favor, Deus, me ajude!

Então ela pulou, sim Nicolle estava morrendo de medo. A mesma tentou não gritar, já que se o fizesse, sua mãe iria descobrir a sua fuga. Só que para o azar das garotas, Nicolle caiu bem em cima de Bárbara, fazendo-a cair no chão. 

- Ai, sua desastrada! - Reclamou a garota - Eu disse que eu te pegaria, não que serviria de amortecedor de quedas!

- Sinto muito mesmo - Nicolle ajudou sua amiga a se levantar - Mas agora vamos! Que já estamos atrasadas!

Ambas subiram na bicicleta (Bárbara pedalando e Nicolle na garupa) e saíram pedalando em direção a lanchonete. O que elas não sabiam era que já haviam dado um passo muito importante para o seu novo clube. Ninguém se atreveria a pular uma janela, ainda mais estando de "castigo", mas Nicolle o fez e isso era muito importante. 

Elas deixaram a bike em um dos estacionamentos e foram correndo para dentro da lanchonete. Lá já estavam Rafaela, Jaehyun e um garoto que desconheciam. Jaehyun sorriu ao ver as garotas e fez um gesto para que se aproximassem da mesa. 

- Chegaram finalmente - Disse o mesmo enquanto as garotas se sentavam ao lado de Rafaela - Pessoal, esse aqui é o Luke Ross, novo integrante do Clube dos Revolucionários. 

 


Notas Finais


roupa da Bárbara: https://pin.it/1VrxP2t
roupa da Nicolle: https://pin.it/5t3H8cB
roupa da Rafaela: https://pin.it/2440ywF


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...