1. Spirit Fanfics >
  2. Uma Paixão (anos 60) - Imagine Jaehyun >
  3. Clube dos Revolucionários

História Uma Paixão (anos 60) - Imagine Jaehyun - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Eae povo lindu ヾ(•ω•`)o

Capítulo 8 - Clube dos Revolucionários


Jaehyun e Nicolle acabaram descendo a bicicleta na frente do parque da cidade. Ambos já haviam estado ali várias vezes, tanto com as famílias quanto com os amigos. O garoto a guiou para dentro do local. A essa hora não estava tão cheio, o que era perfeito para a realização do plano dele. Nicolle apenas observava as pessoas que passavam ou com sombrinhas em mãos ou crianças que corriam umas das outras. Eles chegaram até um lugar, onde havia uma ponte para que as pessoas pudessem ir pelo meio da mata. Jaehyun foi na frente, se certificando de que não havia mais ninguém lá. Quando eles chegaram ao fim da ponte, ele deu um impulso, passando além da ponte.

- O que está fazendo? - Perguntou Nicolle, confusa - Não podemos fazer isso.

- Venha comigo, tenho certeza de que você vai gostar - Garantiu Jaehyun - Tenho um lugar melhor do que uma lanchonete para as nossas reuniões.

- Mas...- Nicolle foi interrompida quando o garoto puxou seu braço - Ai, está bem! Pare de me puxar!

Ambos seguiram mas adentro da floresta. Entre alguns arbustos e árvores estava uma velha cabana, que parecia estar vazia. Havia panos servindo como cortina e a porta parecia um pouco velha, mas mesmo assim a garota achou aquilo muito legal. Era como se estivesse em um daqueles filmes de terror que sua mãe não lhe deixava assistir, mas ela nunca teve medo de estar em um, apenas curiosidade de ver qual era a sensação.

- De quem é essa casa, Jaehyun ? - Perguntou a mesma - Não podemos invadir desse jeito!

- Claro que podemos, porque ela é minha - Respondeu ele - Eu achei esse lugar no ano passado. Reformei e deixei sem uso até alguns dias atrás. Pode ser a nossa cede do clube, não?

(...)

- Tem certeza de que eles passaram por aqui? - Perguntou Rafaela tentando afastar os mosquitos - Parece que estamos andando faz horas!

- Sim, olhe as pegadas no chão - Luke apontou para o chão - Daqui a pouco eles aparecem.

- Isso aqui é um parque público, seu idiota - Bárbara cruzou os braços - Essas pegadas podem ser de qualquer um.

- Até mesmo deles dois! - Rebateu Ross - Vamos mais para frente, eles já devem estar perto.

- Foi o que você disse da sorveteria - Rafaela e Barbie* responderam ao mesmo tempo - Não dá para confiar!

O trio andou até o final da trilha, onde a ponte acabava. Depois, ficaram em dúvida se seguiam mais adiante ou se voltavam pelo caminho que vieram.

(...)

- Nossa isso aqui é demais! - Exclamou Nicolle - Porque não me trouxe aqui antes?

- Porque estava sujo demais e...

- Não me importo com esse tipo de coisa. Afinal em uma aventura você não pode ter medo de sujar as mãos - Respondeu ela distraída - Quem mais sabe sobre aqui?

- Até agora só você mesmo. Amanhã avisaremos para o restante de que não precisaremos mais de uma lanchonete para as... - Nesse momento, gritos puderam ser ouvidos. Ambos se levantaram correndo para ver o que é que tinha acontecido.

- Seu filho da... - Iria xingar Rafaela se não estivesse com a cara no chão 

- Foi sem querer! - Rebateu Luke - Como eu iria saber que as cordas não eram fortes o suficiente?!

Bárbara não disse nada, apenas se levantou no chão. Estava com as roupas sujas de terra e lama. Alguns gravetos entre os cabelos cacheados e sua cara estava arranhada por causa da queda. Em vez de ficar brava, ela sorriu:

- Podemos fazer isso de novo? - Perguntou, animada - Quero ver a Rafa cair de cara novamente!

- Ah engraçadinha - Rebateu a outra garota - Pelo menos eu não estou coma cara arranhada igual a sua.

- Eu não me importo com os arranhões, afinal se cair, você pode levantar - Bárbara deu de ombros e olhou para frete - Ei! Olhe eles ali!

A garota foi correndo ao encontro de Nicolle, que a abraçou assim que conseguiu. Os outros dois vieram caminhando, naturalmente. Pareciam surpresos com a cabana que estava a sua frente. 

- O que é isso? - Perguntou Rafaela para Jaehyun - E como veio parar aqui?

- Já estava aqui a muito tempo, na verdade. Tudo o que eu fiz foi reformar e dar um toque mais meu. Nada demais

- Cara, eu achei um máximo - Luke disse se apoiando no batente da porta - Parece que estamos em um daqueles filmes de suspense ou algo do tipo. 

- Eu achei a mesma coisa! - Exclamou Nicolle pela semelhança - Aqui será a cede do nosso clube! 

- Sabe o que falta para essa ser a cede oficial? - Perguntou Bárbara 

- Não - Responderam todos ao mesmo tempo

- Um logo dos Revolucionários. Algo original e criativo...Tive uma ideia! Amanhã no intervalo podemos todos nos reunir no pátio e desenhar um logo que agrade a todos! Pode ser?

- Claro, pode ser - Jaehyun  concordou - E como eu tenho aula de engenharia no último tempo, eu posso fazê-lo em madeira para que nós possamos pendurá-lo no alto da porta. 

- Clube em grande estilo - Brincou Rafaela - Já está ficando tarde, temos que ir embora. E amanhã tem aula.

E assim os cinco voltaram pelo mesmo caminho, com a certeza de que aquele seria o melhor grupo da história. 


Notas Finais


E ai? Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...