História Uma paixão em meio ao caos .Emison - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ashley Marin, Byron Montgomery, Caleb Rivers, Cece Drake, Dr. Rollins, Ella Montgomery, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Lorenzo Calderon, Maya St. Germain, Melissa Hastings, Mike Montgomery, Noel Kahn, Paige McCullers, Pam Fields, Peter Hastings, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Veronica Hastings, Wayne Fields, Wesley Fitzgerald, Wren Kingston
Tags Emison Sashay
Visualizações 141
Palavras 2.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente hoje eu vi que o último cap teve muitos erros ortográficos , então me perdoem. A pessoa aqui é segueta e sofre déficit de atenção sem contar que nunca fui nada boa português. Então eu posso ler e reler , ainda assim sempre vai ter erros . Então perdão adiantado .

Esse mês a fic não vai ter atualizações constantes , tenho um casamento para ir aonde série madrinha , então tô em uma correria só !

Tem uns agradecimentos nas notas .

Capítulo 5 - Alis...


Fanfic / Fanfiction Uma paixão em meio ao caos .Emison - Capítulo 5 - Alis...

"Autor* :

Elliot seguiu para a  farmácia , chegando lá informou a atendente  do que precisava  e foi até o caixa para  pagar .Percebendo que o seu celular está tocando  verifica a tela  e em seguida atende

- Alô !

- Elliot , precisamos de você aqui !

- Eu não posso ,  e já falei para não me  ligar durante o dia !

- Elliot invadiram uma das boates !

- Como assim,  quem invadiu ?

- A polícia Elliot !

- Droga !!! - Encontraram as meninas?

- Não !

- Que bom , precisamos tirar elas de lá !

- Sim , e não vou fazer isso sozinho Elliot !

- Ta , eu estou indo !  -  Sean liga  para que policial de merda !

- Já liguei , mas ele não atende !

- Entendi .

Elliot encerrou a ligação e seguiu para tal boate .
Ele precisava tirar as meninas de lah o mais rápido possível , tendo em vista que a estadia delas era ilegal !
Se já não  bastece o péssimo marido que ele havia se tornado , ele também havia virando o criminoso : Elliot abriu uma sociedade com o seu amigo  de balada Sean  , eles te  uma rede de boates  , mas por de  baixo dos panos eles eram traficantes de mulheres e "chefões " do tráficos ...
Além de Sean tinha Wilden  o policial corrupto. Eles eram responsáveis por gangues que dominavam as bocas  de fumos em NY  , eles cometiam todos os crimes possíveis , de tráfico de drogas a tráfico de mulheres.
Elliot não  é só o filhinho de papai drogado , ele também é o filhinho sem limites ,  a verdade é que  hoje ele é o espelho do que vivenciou em sua infância. Uma família que vivia de aparências , a boa mãe que na verdade só estava preocupada com os status de socialite , o bom pai provedor que na verdade só se preocupava em ganhar dinheiro.
Elliot cresceu em uma família de mentira , ele se tornou uma pessoa melhor quando conviveu com os Filds a lealdade e bondade de sua prima o conquistou .
Elliot era uma pessoa melhor no colegial e estava apaixonado por Cece Drake , ele se sentia feliz  mesmo namorando escondido . Cece Drake de longe era última pessoa que a sua família aceitaria como sua esposa.
Ele só precisava terminar a faculdade até tudo se encaminhar e se casar com sua namorada.

Só que os seus planos foi por água abaixo quando o seu pai descobriu o namoro  e o mandou para NY e quando ele achou que não podia piorar o seu pai  veio com um casamento arranjado .

                                ....

Alison :

E mas  uma  vez estou aqui  tentando a amenizar os danos que o Elliot me causou .
É sempre assim, eu ganho no diálogo e ele me atropela na vias de fato .
Eu estou cansada de viver assim  e  todos os dias acordo querendo pedir o divórcio , mas só de pensar que terei que  pagar milhões  para o Elliot e assim entregar quase todo o dinheiro da minha família  , acabo desistindo . Não é que o dinheiro é tudo para mim, mas  o meu pai lutou muito para  a minha família ter tudo o  que tem hoje , e eu pretendo honra-lo.
Porque ela não o denúncia , você pode está se perguntando.
Já fiz ! Mas não deu em nada , ah não, deu sim ! Ele chegou em casa transtornado , ameaçando a minha mãe , o meu irmão e até os nossos filhos  , como alguém pode fazer mal para os próprios filhos ?! Eu não tinha medo de Elliot , pelo menos até aquele dia.

A Marlene veio me ajudar , ela é meu anjo da guarda mas é insistente , quer que eu vá até  o hospital . Eu não posso ir , terei que inventar mil desculpas, e de mentiras já basta o meu "casamento".

O Elliot entra no  banheiro e a Marlene acaba se assustando , ele pede para ficar a sós comigo , e a princípio ela se nega , mas digo que está tudo bem e antes de sair ela se pronuncia :

- Qualquer coisa pode me chamar minha menina !

Ela sai sem olhar na cara do Elliot.

Ele é um  falso , fingindo se preocupar comigo a verdade é que ele tem medo de alguém me ver assim e acabar o denunciando,  e ele  sair desse "casamento"sem nenhum "tustão".

Ele tenta colocar a mão em  meu rosto mas eu não vou dar esse gostinho para ele. Ele diz que vai liga para o Wren vir me ajudar  . Wren é o médico da família , ele sempre vem  nos atender em casa , ele é uma boa pessoa.
Resolvo tomar um banho ,fecho a porta quando  percebo que Elliot está entrando no quarto.

Para minha surpresa ele diz que a sua prima vai me ajudar.
Acho estranho até aonde eu sei, ela  não é médica.
Digo que não preciso mas ele insiste com a desculpa que eu cai e preciso de ajuda . Mentiroso !

- Tanto faz !

É última coisa que digo antes de abrir a ducha.

Entro no box , e por algum motivo a Emily vem em meus pensamentos .
Risos... Ela é nova mas tem a alma velha e isso é bom  de um certo modo . Percebi o seus olhares durante o almoço , evitei o quanto pude  porque se o Elliot ao menos sonhace com esse meu interesse ele teria me matado alí mesmo , não é que  ele me ame e sim porque me tem como posse .
Mas voltando na  jovem do sorriso lindo , ela meche comigo , e  eu tenho a sanção de que  a conheço de outras vidas e por mais clichê que seja eu preciso estar perto dela !

Quando sai do banheiro me deparei com ela no quarto , ela ficou meio sem graça . E da forma mas Alison de ser,   acabo sendo um pouco indelicada   pergunto o que ela está fazendo aqui mas  ela não me  responde e por alguns segundos tive a  sensação  de que ela estava encarando o meu corpo,  risos .  A chamo pelo o nome e
ela responde um tanto sem jeito mas de forma doce . Fico um tanto relutante a sua disposição de me ajudar mas não resisto durante muito tempo.
Sem muito esforço  ela é capaz de derrubar os meus muros ,essa menina me tira dos eixos , de uma forma boa é claro. Aonde você está  com a cabeça Alison , ela  não tem mais do que 23 anos !?  Suspiros...

Ela faz tudo que se deve fazer para estancar o sangue e depois examina o meu nariz dizendo que não está quebrado  mesmo estando tão inchado e da forma mas prestativa ela me ajuda com uma bolsa de gelo  e me entrega um analgésico.
Sinto algo que nunca senti  ao tocar a sua mão , uma corrente elétrica e borboletas em meu estômago , sinto uma felicidade , felicidade que não me lembro sentir a muito tempo. E isso me assusta ,  uma lágrima acaba por escorrer em meu rosto. Ela me abraça ficando no meio das minhas pernas , fico surpresa com sua atitude mas acabo retribuindo o  abraço e a  apertando contra o meu corpo .
Estar em seus braços me traz uma certa  segurança , eu fico feliz e triste ao mesmo tempo , porque sei que isso é passageiro e errado . Me entrego a um choro de desespero ao ponto de soluçar.Ela fica na altura do meu rosto e pergunta se foi o Elliot , e eu digo que não importa mais ela insiste em me consolar .
Escondo meu rosto em seu ombro tentando aliviar o choro ,  ela se aproxima e afagar o meu cabelo e em seguida   deposita um beijo em meu pescoço fazendo a minha pele arrepiar e  volto sentir as mesmas sensações de minutos atrás , mas  com mais intensidade.
Ao afastar o meu rosto de seu ombro , os nossos olhares se encontram , sinto um grande desejo de beija-la e posso ver  o mesmo em seus olhos , e antes que ela possa  resistir selo os nosso lábios e nos entregamos a um beijo intenso. O tempo havia parado , a nossa respiração  estavam descompensada  e os toques, bom eles estavam  intensos , tudo se tornou intenso naquela atmosfera que criamos .

Ela se afasta e tenta se desculpar mais eu não permito .

- Não peça des  , eu que te beijei Emily , e não vou me desculpar por isso .

Emily :

Depois  de ouvir as suas palavras  não pensei em mais nada ...

Fiquei admirada com a sua beleza , e  triste por ver o seu rosto machucado .

Ela pega em minha mão me tirando do transe , e  me faz levantar  em sua frente , ela faz o mesmo movimento que o meu e cola os nossos corpos segurando a minha sintura.
Posso sentir  desejo em seus toques , ela leva a mão direita até a minha barriga  por baixo da minha blusa , sinto a  sua pele arrepiar   da mesma forma que a minha. Levo a mão esquerda as sua nuca enquanto a outra aperta sua sintura , diminuindo mais  o espaço entre nós se é que possível .Mordo o seu lábio inferior , e em resposta  Alison crava as suas unhas  em minha pele  , solto um gemido abafado contra sua boca , ela me puxa para cama , ficando por cima beija e morde  o meu pescoço  fazendo o meu corpo queimar de desejo . Solto  a sua  tolha deixando o seus seios a mostra ,  levo a minha  mão direita  até o seu seio  o apertando , ela solta leves gemidos  próximo ao meu ouvido , e em um movimento rápido e delicado mudo as nossas posições  .
Beijo os seu pescoço , ela tira a minha blusa olhando em meus olhos , volto a beijar a sua boca , acariciando e apertando o seu corpo ao mesmo tempo .Ela chupa a minha língua e agora foi a minha vez de gemer na sua boca . Volto a beijar o seu pescoço , vou trilhando beijos até o seu ombro , e  em  seu tórax , ela da alguns gemidos baixos como se  evitasse se entregar por completa , paro alguns segundos para admirar o seu corpo nu embaixo de meu, vou até o seu seio direito e do um beijo delicado  paço a minha língua em volta do seu bico rosado e   em seguida sugo com um pouco de força  , sinto o seu corpo tremer seguido por um gemido estridente  me levando a loucura ,   levei a mão até o seu íntimo sentindo a quanto ela esta excitada e isso leva embora todos os meus sentidos .   Começo a trilhar beijos em sua barriga ao mesmo tempo que massageou o seu clitóris ...

Alison:

Eu não consigo  falar sequer uma palavra . Eu só consigo sentir , sinto o meu corpo queimar e arder de desejos , a Emily  toca o meu corpo de uma forma diferente  eu sinto luxúria e paixão a cada toque, é como se ela conhece cada pedaço do meu corpo e entendesse de cada ponto .
Sinto a sua boca em meu seios e isso me leva pra outra dimensão fazendo o meu corpo estremecer  . Ela leva a mão em meu íntimo lambuzando o seu dedo com a minha excitação ,  ela me beija com fervor  e isso só aumenta o meu tesão se é que é possível. Ela começa a trilhar beijos  em minha barriga ao mesmo tempo que massagear o meu clitóris  eu poderia gozar agora  se a razão não me trouxesse para a minha realidade .
Não posso me apaixonar por essa menina , mesmo ela sendo  maior idade eu não posso trazer-la para o furacão que é a minha vida.

- Em.. em  pa pare..

- Emily!

- Oi Ali  .. ela fala um tanto ofegante.

- Não posso , não podemos desculpe!

- Não acha q já fomos longe demais para , parar agora ?!

Responde  menos ofegante.

- É eu sei . - Mas você é uma menina Em !

levanto e me enrolo com a toalha.

- Acho que a minha idade não é o mais importante aqui! - Tendo em vista que você  é uma mulher casada , e casada com o meu primo a propósito. - Oh céus , como vou olhar para ele ?!

Ela se pergunta  um tanto decepcionada.

- Em o meu " casamento" não tem tanta importância assim. - Acredita em mim !

Digo fazendo  " "  com os dedos.

- Mas continua não sendo certo , isso foi um erro Ali...

- Sim Emily  foi um erro e é melhor você ir embora ...

Mesmo sabendo que é um erro, fico triste ao ouvir isso da boca da Emily.
É como se fosse um choque de realidade, não posso e não devo me apaixonar pela Emily ,o   problema não é  se ela é uma mulher,  mesmo que eu não tenha experiência nenhuma com mulheres, eu sinto que a nossa ligação é mas do que beijos e amassos , de fato não é carnal . Quando olhei para Emily vi algo além de seu sorriso doce e corpo escultural,  vi a sua  alma.

- Alison me desculpe de verdade , foi mais forte do que eu.

- Tudo bem Emily eu  que comecei tudo isso . - Não se desculpe   - É melhor você ir embora!

Respondo enquanto abro a porta .
Ela vem em minha direção de cabeça baixa, e antes de atravessar a porta  os nossos olhares se cruzaram .

- Alis...









Notas Finais


Já passamos de 300 visualizações e isso me deixa muito feliz. De coração eu não imaginei que fosse passar de 100 visualizações .


Obrigada pelos favoritos e comentários de apoio , de verdade obrigada my persons !
LoLo obrigada sempre .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...