História Uma paixão muda tudo... - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail, One Piece
Personagens Nico Robin, Roronoa Zoro
Tags Advogados, Bombeiros, Cantores, Crossover, Policiais, Veterinários, Zorobin
Visualizações 33
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


DESCULPEM A DEMORA.
Boa leitura!

Capítulo 8 - Nunca mais quero passar por aquilo.



Cheguei do trabalho cansado, fui tomar um banho e depois tocar um pouco de piano. Aquilo tirava todo meu stress... Mas, em meio aos toques às teclas a lembrança de que toda a tranquilidade e harmonia ja foi tomada pelo terror que vivi veio a tona, aquilo me fez suar gelado, só queria me livrar daquelas lembranças... 
Lembrança "
Estava no colégio, e meus colegas me convidaram para sair com eles depois das aulas, eu topei, na inocência de que nao havia nada de mal sair uma vez e não avisar. Minha irmã Kuina insistiu para meu melhor amigo Téo deixar ela ir, no fim, ela sempre conseguia o que queria, era irritante, mas estava contente em ter ela por perto. "Sempre vou á proteger"! 
De noite voltei para casa com Kuina, sabíamos que "ele" ficaria bravo conosco; Fingimos que nada aconteceria e entramos na casa "cheguei, cheguei", mas infelizmente o demônio estava acordado. " Onde estavam lixos? Cadê o dinheiro? " Eu simplesmente havia esquecido de seu dinheiro, e gastei para comprar algo para Kuina comer... "Eu... G- gastei!" Disse com uma voz firme, mas sabia muito bem oque aconteceria, ou comigo ou com Kuina. " Ahm? Você gastou moleque? Ou ela gastou? O demônio em pessoa estava com uma cara de louco "Não-o, eu gastei! Ela estava com fome!" Ele me olha com raiva e começa a rir " Sabe? Esta noite todos nos vamos morrer por essa sua falha sabia?" Ele voa para cima de Kuina, vejo ela gritar, não conseguia me mover, eu só tremia. Todas as coisa que eu queria fazer e gritar não conseguia "So-olta..." Quando eu consegui falar, não foi alto o suficiente "O-ni-i Chan, Eu-u te A-amo-o! " ela sendo sufocada conseguiu falar alguma coisa, enquanto eu estava parado com lagrimas escorrendo sobre meu rosto e tremendo. " E-ei! Solta ela!!!" Consegui gritar, mas ele não soltava ela! Corri em direção a cozinha e peguei a faca que ele me torturava quando fazia algo errado, e enfiei em suas costas. Foi uma sensação horrivel! Algo que nunca mais quero sentir. Ao fazer isso ele solta Kuina e vem para cima de mim, mesmo com uma faca em sua costa, eu começa a me socar, me socar para valer. Ele me xingava e sangue jorrava com as palavras nojentas que falava, minha intenção não era matar ou machucar ele, era somente faze-lo soltar do pescoço de Kuina. Na verdade eu senti vontade de mata-lo sim! Ele estrupava minha irmã, me torturava e me fazia dormir na chuva. Ele não merece viver! "Para de socar ele seu desgraçado! " Ele para de me agredir ao escutar a campainha tocar " Hahahaha! Vamos morrer todos jutos seu idiotas." Ele começa a gargalhar, escuto as janelas se quebrando e Kuina se abaixando e vindo até mim " Irmão eu te amo não me deixe sozinha!- Eu tambem te amo venh-... Não consegui terminar a frase, pois vejo um tiro atravessar por sua cabeça, as lagrimas escorriam de meu rosto, estavam vazias e sem sentido.

Entra um homem social com cara bem triste e seria  "Tsc...Quer viver ou quer morrer moleque? Essa é sua ultima chance."  Antes que eu pudesse dar uma resposta ele atira na cabeça de Kaidou, o homem que me torturava  e abusava de Kuina. Lagrimas escorreram sobre meu rosto, mas não por ele, mas sim por ter perdido minha irmã, eu vi ela morrer " Hm... Sempre vou te proteger? Que patético." Entrei em estado de choque.O homem ligou para a emergencia "Logo tudo isso irá acabar!" As palavras daquele homem me irritou profundamente " Acabar? Tentando consolar o irmão da menina que vocês mataram? Não fode!" Ele da as costas " Não foi essa a intenção. Aqui só queriamos acabar com o sofrimento de vocês e matar este homem... Bom, adeus, não comente sobre nós se não o proximo sera você!" Gargalhei e chorei "Você só piorou a situação!" Após eu dizer aquilo ele vai embora.

No dia seguinte fui ao velorio de Kuina. Não falei com ninguem só chorei, chorei e chorei, por um mês inteiro. Na delegacia decretaram meu ser como órfão  sem familia e fui colocado para adoção.

Fui adotado 6 vezes, pois eu não me comunicava direito e chorava (para eles) sem  motivos. Minha ultima familia haviam perdido seus filhos em um acampamento, choramos todos juntos e contamos como foi tudo. Foram os unicos com quem consegui trocar palavras e sentimentos. Nunca vou falar disso com meus companheiros ou até mesmo com a Robin, não quero ser odiado.

Em pensar que eu ajudei a matar um cara e que vi minha irmã ser morta sem conseguir fazer nada, já me faz querer chorar e me odiar. Nunca mais quero passar por aquilo!

Fim da lembrança"

Meus pensamentos são interrompidos - Trim-Trim... Robin me ligava antes de se deitar para conversar as vezes, eu amava a voz dela.

Naquele momento, era dela que eu precisava.


Notas Finais


Gente bem basico ta bom? Desculpem meus erros, fiz as pressas a fic então me desculpem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...