História Uma palavra por dia - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Rap Monster
Tags Bts, Depressão, Drama, Ensaio, Escrita, Kim Namjoon, Lgbt, Namjoon, Palavras, Pensamentos, Reflexão, Solidão, Taymarty, Uma Palavra Por Dia
Visualizações 17
Palavras 206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Poesias, Romance e Novela, Slash
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Por favor, leiam isso antes:
Então, eu decidi que essa fanfic terá sim um leve enredo, mas ela não necessariamente terá uma ordem cronológica. Então não espere por um começo, meio e fim certinhos. Eu ainda não escolhi o ship, mas o foco da história mesmo é o modo diferenciado do Namjoon ver as coisas e como essa diferença afeta sua vida. O ship aqui é o que menos importa.
Aos poucos vocês vão entender mais sobre ele e a vida dele, mas não esperem por uma história cheia de mistérios, segredo e reviravoltas. Estamos aqui para relaxar e tentar ver as coisas por um ponto de vista diferente, assim como vocês verão com as novas palavras que acrescentarei em seu e em meu vocabulário.
Então boa leitura.

Capítulo 2 - Intrínseco


Fanfic / Fanfiction Uma palavra por dia - Capítulo 2 - Intrínseco


Toda vez que arrasto-me pelas ruas da cidade e passo por aqueles rápidos minutos de espera na estação do metrô, com o olhar fixo no chão e encostado no terceiro pilar após a escada rolante, aqueles mesmo tênis amarelos passam em meu ponto de visão. Talvez seja ridículo admitir que eu nunca tive a coragem de olhar para cima e enxergar o dono das canelas finas, com um o tênis inesperadamente da cor de uma banana e meias sempre tão inusitadamente estampadas. O tecido chamativo sempre faz contraste com o chão preto e combina minimalisticamente com a faixa amarela perto da beira da plataforma.

Porém eu sempre sorrio intrigado ao tentar entender os desenhos que colorem aquelas canelas. Algumas tem vários “sols” sorridente nelas, mas minha favorita com certeza é a da vaquinha fofa.

Esses pés tão intrínsecos em meu dia-a-dia, proporcionou uma breve razão de sorrir, não importo se eles pertencem a um homem ou mulher e também nem tenho interesse em saber, o importante é que essa banana urbana em forma de tênis continue com sua engraçada maneira de estampar meus pensamentos.


Notas Finais


Quem vocês acham que é a banana urbana?
É um homem? Uma mulher? Um gênero não binário?
Aproveitem e tentem usar Intrínseco, nos comentários. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...