História Uma pequena perda de Inocência - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Capítulo Três


Fanfic / Fanfiction Uma pequena perda de Inocência - Capítulo 4 - Capítulo Três

Bad Girls have more fun

•Madrugada de domingo•

Já fazia um tempo desde que chegamos na festa. Eu e as meninas que resolvemos não se juntar ao pessoal no jogo de pegação estávamos em um sofá olhando a galera logo a frente se beijando como selvagens. Parece que todas essas festas, por experiência própria, têm suas fases: começam incrível, passam para um meio tedioso e tem um fim totalmente monótono — essa poderia ter pegado um rumo diferente, mas não teve tanta sorte. Mantive minha cabeça deitada sobre as penas de Aurora que observa atentamente os envolvidos no jogo com uma certa vontade de meter-se lá no meio refletindo em suas expressões corporais até que resolvi fazer algo para sair dali — aquela chatice estava me matando.

Sentei-me apertando meus lábios. — Vou até cozinha pegar algo para bebe, Querem algo.... ou sei lá? — Perguntei erguendo meus ombros.

— Se puder me trazer uma garrafinha de água com gás, eu agradeço! — Aurora finalmente me olhou, mas isso durou pouco, porque logo voltou a fazer o que estava fazendo.

— Por enquanto não quero nada, mas obrigada! — April Respondeu sem tirar os olhos do seu celular.

Apertei meus lábios lábios por costume e balancei levemente minha cabeça, em seguida sair fitando meus sapatos enquanto deslocava-me em direção a cozinha.

Ao passar pelo batente sentir meu corpo chocar em algo e se jogado para trás rapidamente, mas antes de chegar ao chão consegui, por sorte, segurar-me em algum objeto. Coloquei uma mão aberta sobre o lado esquerdo do peito de modo súbito. Tentei acalmar meu coração com uma respirada profunda.

Depois de alguns segundos percebi que não estava sozinha no pequeno salão. Uma figura masculina, deduzir isso por causa dos tênis, estava parado em minha frente e isso fez uma onda de nervosismo correr por minha espinha dorsal. Subir meus olhos aos poucos, começando pelos pés — depois pernas, tórax, pescoço e finalmente o rosto… Matt que me perdoe, mas que rosto fudidamete bonito que por um acaso conheço muito bem.

Minha boca resolveu por si só falar alguma coisa. — Ai meu Deus... Me desculpa! — Exclamei desviando o olhar para o balcão no meio da cozinha por alguns segundos.

Era Blake Newman. Ele costumava fazer teatro comigo antes de mudar para Strongrock — uma das cidades vizinhas de Scarfield. Blake era um dos garotos mais bonitos e populares da Scarfield High — as meninas e alguns meninos do teatro lutavam para fazer par romântico com ele. 

 Ele parece mais alto comparado a última vez que o vi, mas continua modelando seus fios ruivos para trás com gel. 

— Não precisa se desculpar... Só tente andar mais atenta por aí!  — Me encarou com um sorrisinho brincalhão de lado. — Algumas pessoas não são tão legais como eu… Thompson! — Esbanjou seu lindo sorriso. — Lembra de mim? 

Como não lembrar da mais famosa paixonite a qual um romance entre a gente só existiu em minha imaginação porque um cara como ele nunca iria olhar para uma garota como eu quando tinha várias meninas que pareciam modelos da Victoria secret a fim dele? Impossível. 

— Hãm… — Travei por não saber o que falar. — A partir de hoje vou virar a senhorita atenta! — Bati continência e me praguejei mentalmente por ter feito aquilo, mas Blake soltou uma risada abafada me fazendo acabar com um pouco da tensão que estava sentindo. — Mais ou menos! — Menti. — Jake? — Franzi a testa com muito fingimento. 

— Blake! — Entortou os lábios, parecia tentar lembrar de algo. — Do teatro… quase fizemos Romeu e Julieta juntos... Lembra? — Ergueu suas sobrancelhas balançando o dedo indicador que estava apontado em minha direção.

— Ah, Blake Newman! — Bati uma mão na coxa e sorrir fingindo que havia lembrado só por causa de sua lembrança. — Quanto tempo!

— Como anda as coisas? — Mordeu o meio do lábio inferior. — Você está ainda mais bonita desde de a última vez que te vi! — Sorriu. 

Sentir minhas bochechas enrubescer. — Digo o mesmo de você! — Lutei para manter a naturalidade. 

Olhou para o lado. — O que está achando da festa? — Blake Perguntou limpando a garganta.

— Tediosa! — Foi minha vez de entortar os lábios. — Quando se tem namorado as festas sem ele se tornam tediosas.

"Não sei por qual motivo, mas Mattias me faz falar isso para qualquer um que chegue perto de mim, mas ok, ele deve ter seus motivos!"

Me aproximei da geladeira vagarosamente. Puxei a porta colocando um pouco de força. examinei com atenção na tentativa de achar algo do meu agrado e claro, a água da Aurora. Por fim peguei uma coca e uma garrafinha de água com gás.

— Então você está comprometida! — Soltou o ar pelo nariz com uma risada sem graça. — Felicidades! — Depois de ter ficado alguns segundos calado, ele articulou com o tom de voz mais baixa.

Olhei para o garoto pronta para responder, todavia assim que abrir a boca uma gritaria vindo lá de fora tomou minha atenção por completo — parecia ser uma briga.

— Está ouvindo isso? — Perguntei o olhando assustada. — Será que é a polícia?

— Difícil seria não ouvir! — Riu forçado. — Vem, vamos ver o que é! — Ele saiu andando na frente.

Mexi e remexi minha cabeça para lá e para cá a procura das meninas enquanto tentava passar pelo meio da multidão eufórica incentivando uma possível briga. Quando por fim consegui chegar lá na frente, compreendi o motivo de não tê-las encontrado no meio da baderna toda. Rebecca estava puxando o cabelo de Hully enquanto April a puxava pela cintura na tentativa de fazer-lá parar e Aurora segurava a Amberlee para evitar que a mesma partisse para cima de Maya que também estava sendo contida por sua melhor amiga, Lara.

— O que aconteceu? — Perguntei quando cheguei perto de Aurora e de Amberlee.

— Depois te explico direitinho! — Aurora, que estava apavorada, exclamou engolindo o choro.

— Me larga Aurora! — Amberlee gritou enfurecida, debatendo-se nos braços de Aurora.

As meninas do outro lado começaram a gargalhar para provocar ainda mais.

Caminhei até ruiva que conseguiu tirar Rebecca de cima de Hully e que agora a segurava com muito esforço. 

— Para com isso Rebecca! — Chamei sua atenção olhando em direção as rivais delas.

Hully caminhou até suas duas amigas. — Você vai me pagar, sua vadia mal comida! — Hully gritou em tom ameaçador enquanto ajeitava seu cabelo.

— Vem aqui dizer isso na minha cara, sua vagabunda! — Rebecca retrucou. 

— Tira ela daqui! — Pedi para April e ela assentiu sem hesitar, em seguida saiu puxando Rebecca.

Voltei para até Aurora e Amberlee.

— Vem Amberlee, vamos sair daqui! — Disse ficando na frente da garota visivelmente alterada por causa da bebida.

Ela me fitou nos olhos.

"Ok! Somos quase amigas agora, então..." Pensei.

— Se você não quer ir por bem, então você vai por mal! — Segurei em um dos seus braço e saiu a puxando com a ajuda da loira explicitamente aterrorizada.

— Isso… leva a amiguinha! — A voz da Lara subiu no ar.

— Vai para casa do caralho, garota! — Retruquei sem olhar para atrás.




— Fiquem calmas! — Falei me aproximando do carro com Ellysson que me deu trabalho para encontrar-lá dentro da casa. 

— O que aconteceu? — Ellysson perguntou rindo

A olhei para entender. Ela estava com seus olhos fixos no local em que estava Aurora e Rebecca. A loira segurava o cabelo longo da Becky enquanto a mesma botava tudo para fora.

— Vamos embora!

Destravei as portas do carro e avisei que ia dirigir já que todas estavam sem condições de fazer isso. Adentrei o carro sendo seguida pelas outras. Dirigi até a mansão dos Wright.

— Que noite hein! — Falei suspirando

— Estou exausta! — Aurora disse jogando-se sobre o tapete da sala

— Então… o que aconteceu? — Ellysson perguntou olhando o celular.

— Não quero falar sobre isso agora! — Amberlee avisou sentando-se no tapete ao lado de Aurora. Ela parecia mais sóbria.

— Vamos dormir! — Rebecca respondeu com os dedos nas frontes.

Arqueei as sobrancelhas.

— Vamos lá para cima! — Olhou em direção a escada. — Vão dormir aqui né? — Rebecca perguntou recebendo afirmações de todas,. incluindo a minha.

Subimos a escada com degraus que pareciam infinitos e seguimos para o quarto da Rebecca. 

— Estão certas de que não querem dormir nos quartos de hóspedes? — Rebecca Questionou olhando todas nós.

— Sim

Respondemos em uníssono desequilibrado.

— Vou mandar encher os colchões

Ela virou-se, caminhou até a porta, em seguida saiu do quarto segurando-se nas coisas. Depois de um tempinho ela voltou a entrar no compartimento, só que dessa vez estava acompanhada de algumas pessoas que pareciam trabalhar em sua casa. Os homens com ternos escuros e com expressões nem um pouco amigáveis — seguravam três colchões de ar.

— Prontinho! — Olhou para os brutamontes, agradeceu antes deles se retirarem. — Duas vão ter quer se sacrificar e dormir comigo! — Rebecca disse umedecendo os lábios e depois os curvando em um sorriso.

— Pode ser a Aurora e a Amberlee! — Sugerir olhando para elas e todas concordaram novamente.

— Tem edredons e colchas de cama em um armário preto dentro do meu closet! — Avisou jogando-se na cama. — Apaguem a luz quando terminarem! — Virou-se. 


Notas Finais


Obrigada por ter lido 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...