1. Spirit Fanfics >
  2. "Uma pérola na imensidão azul" (NaruHina) >
  3. O início do sonho...

História "Uma pérola na imensidão azul" (NaruHina) - Capítulo 34


Escrita por: NahiBarcelos

Notas do Autor


Oi meus amores!
Não me matem 😬😥
Eu tomei chá de sumiço né :/
Desculpe galera!
Vou demorar um pouco mais a postar devido a tempo.
Essa vida adulta não dá uma folga kkkk
Mas não vou abandonar a história viu?! ❤️
Obrigada pela paciência e por quem acompanha.
Quando chegar o auge da história vocês vão amar ❤️
Obrigada e boa leitura 😁
Ps: Perdoem qualquer erro tô sem PC e escrever pelo celular é a treva.

Capítulo 34 - O início do sonho...


Fanfic / Fanfiction "Uma pérola na imensidão azul" (NaruHina) - Capítulo 34 - O início do sonho...


Toneri? _ Naruto indaga olhando surpreso para o albino que sorria gentilmente para Minato, mas seu sorriso sumiu ao notar o herdeiro Uzumaki adentrar no recinto.

Oi Naruto. _ Diz o Otsutsuki seco olhando nos olhos do loiro.

Ah meu filho Toneri veio te visitar, não é ótimo? Sabia que seriam bons amigos! _ Minato fala sorrindo.

Kushina que não era boba logo notou que o clima entre os garotos não era dos mais amigáveis.

A tensão era quase palpável.

Naruto olhou confuso a cena, eles não eram amigos o que Toneri faria na casa dele ainda mais aquela hora da noite?

Mas como um estalo na mente do loiro a palavra veio a sua mente. NOIVA.

Um pequeno desespero tomou conta do coração do loiro, se sua oka-chan soubesse que a garota que beijou era noiva e ainda mais a noiva de Toneri ela arrancaria suas bolas fora e ele não estava exagerando.

Toneri querido como está a vida? _ Pergunta Kushina tentando quebrar o clima pesado devido ao silêncio do filho.

Não tão bem como eu gostaria, mas está indo Kushina-san. _ Toneri responde sem dar muita brecha para o assunto se prolongar deixando claro que não queria conversa com eles.

Os pais do loiro se entreolharam, e Minato que até então estava alheio sobre o clima o percebeu.

Naruto será que podemos conversar um momento? _ Toneri diz incisivo.

Naruto assentiu.

Bom... Nós já íamos nos retirar para dormir mesmo, podem usar o escritório Naruto. _ Minato diz olhando para o filho com um olhar de quem teria que se explicar depois.

Toneri fique a vontade e volte qualquer dia para um jantar. _ Diz Kushina seguindo o marido que já ia saindo.

Claro, e arigatou pelo convite. _ Toneri diz sério se curvando em agradecimento.

Siga-me. _ Fala Naruto chamando o albino indo rumo ao escritório da mansão.

Eles seguiram em silêncio até o escritório, Naruto abriu caminho para que ele entrasse e o seguiu fechando a porta logo em seguida.

Naruto tinha na cabeça milhões de pensamentos sobre como justificaria tal ato e também teria que pensar em um modo de livrar Hinata de qualquer culpa até porquê ele tinha a beijado. Tudo bem que ela correspondeu, mas isso não vem ao caso. Ele estava decidido a resolver o que quer que fosse o problema.

O que você... _ Começou o loiro se virando para Toneri, mas antes mesmo de completar a frase foi atingido por um soco o fazendo cambalear um pouco pra trás. O loiro sentiu uma dor aguda no queixo e levou a mão na hora no local se apoiando na mesa para não cair.

Ahhhhhh! Kami-sama! Eu esperava que fosse doer mais em você do que em mim! Cacete! _ Praguejava o albino enquanto balançava o punho também já inchado e avermelhado.

Mas que Diabos!? _ Esbraveja o loiro massageando o local que já se encontrava igualmente inchado.

Ele realmente não esperava por isso.

Hora não se faça de sonso, você mereceu esse soco e sabe muito bem o motivo de tê-lo recebido. _ Diz Toneri revirando os olhos andando para o outro lado da sala enquanto sacodia agora levemente a mão a fim de amenizar a dor.

Droga! _ Naruto diz se ajeitando.

Eu realmente mereci isso. _ Pensava o loiro.

Como você já deve saber o motivo de minha visita nada agradável vamos ao que interessa. _ O Otsutsuki começa.

Olha, se veio me ameaçar para desistir da Hinata saiba que isso não vai acontecer! _ O loiro praticamente cospe as palavras ao albino encostando-se à mesa e cruzando os braços na frente do corpo mantendo a postura firme apesar de seu rosto latejar.

Bom, muito me alegra em saber que está disposto a lutar por ela. Mas se eu realmente quisesse ir adiante com tudo isso certamente você perderia. _ Diz Toneri com um sorrindo pequeno.

Hora seu... _ Começa o loiro já pronto para te devolver o soco que recebeu de muito bom grado.

Mas..._ Toneri levanta a mão mostrando que tinha mais a falar.

Está batalha já está perdida para mim desde que cheguei aqui Naruto, eu poderia me casar com ela sim, tenho o apoio do conselho e acredite isso é mais que suficiente em nossas famílias miseráveis. Mas eu nunca a sujeitaria a isso, e eu não teria o mais importante que é o amor dela. _ Toneri continua como se as palavras o ferissem a serem proferidas.

Naruto pôde ver a tristeza no rosto do rapaz.

Conselho? _Indaga o loiro franzindo o cenho aquilo lhe chamou a atenção.

Sim, Hinata deve lhe contar sobre isso alguma hora. Enfim, a verdade é que eu a amo sempre amei desde que éramos crianças. Todo o tempo que cresci e conquistei as coisas ela sempre me vinha nos pensamentos como um incentivo a continuar, ela tem esse poder de extrair o melhor da gente. _ Continuava o albino.

Naruto apenas o ouvia naquele momento.

Mas já sustentava um carranca pela forma íntima de como ele se referia a sua Hime.

Quando eu soube do casamento eu fiquei tão feliz que cheguei a pular de emoção acredite eu fiz isso, pois parecia o melhor dos sonhos ela seria minha, minha lua... Sonhos. _ Ele sorriu amargo.

Foi um sonho bom enquanto durou, quando a reencontrei confesso que fiquei mais encantado e meu amor somente aumentou ela estava ainda mais linda e gentil do que me lembrava e eu só confirmei o que já sabia. Tive certeza de que era com ela que eu queria passar a minha vida.

Mas...

Quando olhei nos olhos dela não encontrei aquele amor à reciprocidade, a resposta que eu tanto esperava... Ela até tentou eu vi isso, mas ela não me ama Naruto, não sei se algum dia chegaria a amar não da maneira que eu queria...

 Mas aquele dia no estacionamento e o passar dos próximos eu pude ver como ela te olhava e como os olhos dela ganhavam vida, um brilho quando te via. Aí eu tive certeza que nunca a teria por completo mesmo me casando com ela.

Naruto o ouvia falar com tanto amor de sua Hime que por mais que ele negasse o ciúme o corroía por dentro. Ele estava tremendo.

Toneri levantou o olhar e percebeu que o loiro se controlava para não voar no pescoço dele enquanto ele falava.

Agora acho que já sabe pelo menos um terço do que senti quando te vi a beijando, não é mesmo? _ O albino sorriu triste.

E o loiro arregalou os olhos.

Sim, sim eu vi! E Hinata também me contou de certa forma. _ Diz ele balançando a mão como se aquilo fosse um mero detalhe de toda aquela bola de neve, e o que realmente era.

Porque está me contando tudo isso? _ Pergunta o loiro impaciente.

O impaciente Uzumaki. _ Toneri fala sorrindo sem vida.

Vamos direto ao ponto. _ Continua o albino.

Graças a Kami! _ Balbucia o loiro.

Eu vou desistir dela. _ O albino diz se virando para a janela que dava para enorme jardim da mansão desabotoando o blazer como se o tecido o estivesse sufocando.

Nani!? _ O Loiro perguntou arregalando os olhos novamente naquela noite.

Você não ouviu? Além de lerdo é surdo Uzumaki. _ O Otsutsuki diz sem paciência.

Droga cara, eu ouvi! Eu só estou surpreso achei que viria aqui me ameaçar e me mandar ficar longe dela, algo do tipo. Da pra ver na sua cara que você não faz o tipo de quem desiste fácil. _ Naruto fala passando as mãos pelos cabelos e pegando uma garrafa de whisky colocando o um copo para ele o outro para o Otsutsuki.

É e você está certo, eu não sou. _ Toneri fala bebendo o conteúdo do copo de uma só vez sem ao menos mudar sua expressão facial, a ardência em sua garganta na verdade lhe trazia algum conforto.

Então... _ O loiro o encorajou.

Um suspiro longo e pesado saiu da boca do Otsutsuki.

Eu só quero que ela seja feliz e se a felicidade dela é ao seu lado, que seja. _ Diz Toneri colocando o copo sobre a mesa. E seguindo rumo à porta abrindo-a, mas antes de sair se virou para o loiro uma última vez com um olhar ameaçador dizendo:

_ Estou a deixando livre para você Uzumaki, não me faça me arrepender dessa escolha apesar de sei que vou me arrepender, se a fizer sofrer não hesitarei em arranca-la de você.

Então o Otsutsuki saiu batendo a porta deixando um loiro perdido em pensamentos...

.

.

.

No dia seguinte...

O carro preto da conhecia família Hyuga já estava parado na porta do colégio havia 15 minutos.

A morena se encontrava sentada respirando devagar com os olhos fechados repetindo em sua mente um mantra que ela mesma criou:

“Foi só um beijo, não surta quando ver ele”

“Foi só um beijo, não surta quando ver ele”

“Foi só um beijo, não surta quando ver ele”

Que só um beijo o que querida aquilo lá foi fogo na pólvora, quando o ver já pula logo no colo dele_ Dizia a diabinha que insistia em aparecer em seu ombro esquerdo.

Você está maluca? Somos moças de família o orgulho Hyuga não saímos por aí sentando no colo de garotos pela escola. _ Diz a anjinha que Hinata viu jogar ao que parece ser seu sapatinho na diabinha que mostrava a língua pra ela.

Céus os anjos não deviam ter mais paciência? _ Pensava a Hyuga perdida no emaranhado de pensamentos.

O motorista que olhava a pequena de olhos fechados respirando fundo pelo retrovisor não sabia se a chamava ou não.

Ela deve ter alguma prova importante hoje. _ Pensava Ko preocupado.

Prova em, mal ele sabia que a prova que ela tinha era não desmaiar quando visse um certo loiro de olhos safira pelos corredores da escola.

Senhorita Hyuga? _ Diz Ko a chamando tirando a perolada de seus devaneios.

Ãm? _ Diz a morena confusa.

Nós chegamos. _ Diz ele que resolveu por chama-la com medo de que a mesma se atrasasse.

Ah sim, arigatou ko-san. _ Diz a morena gentil.

O motorista acena com a cabeça.

Ela tomou mais uma lufada de ar rezando para que aquilo lhe desse ao menos um pouco de coragem para enfrentar o dia.

Hinata entrou no colégio repetindo o mantra enquanto caminhava logo menos avistou as amigas perto das escadas. Ela andava de cabeça baixa e apesar disso podia sentir os olhares sempre a seguirem por onde passava ela odiava toda essa atenção. Ela apressou o passo para chegar mais rápido as amigas.

Ahh as amigas falando nessas diabas.

 A morena ainda estava se recuperando da noite das meninas na noite passada em sua casa, elas fizeram tantas perguntas sobre o que dois fizeram juntos coisas que a morena nem sabia que dava pra fazer com o namorado, ela corava só de lembrar.

Mas antes de dormir se pegou pensando como seria fazer essas coisas com o loiro. Ainda estava pensando em pesquisar sobre isso.

Ela passava as mãos geladas no rosto a fim de dissipar o vermelho das bochechas com tais pensamentos.

Kami-sama! Quando foi que me tornei uma pervertida?_ Sussurra ela para si.

Hinata seguia rumo a turma de amigas e ouvia alguns comentários e conversas ao que parecia ela era o assunto novamente, isso vinha acontecendo com mais frequência do que ela gostaria.

Ela respirava devagar e se concentrava somente em caminhar, tudo que ela não precisava era tropeçar na frente de todos e com a sorte que ela tinha, não podia duvidar.

Parece que o gato do Otsutsuki saiu da escola ficou sabendo Shion? _ Disse uma garota da turma de Shion como se estivesse surpresa levando uma das mãos na boca enquanto as outras fingiam espanto igualmente.

Não demorou muito e o bochicho começou.

Hora parece que a ceguinha não conseguiu segurar o noivo não é mesmo? Também ele deve ter enjoado uma sem sal dessas! _ Shion diz em alto e bom som para que Hinata ouvisse.

A morena parou de andar na hora fechando os olhos e serrou os punhos.

Ela queria ir até lá estapear aquelas garotas, elas não sabiam da missa um terço da droga desse noivado.

Calma Hinata é isso que elas querem te afetar. _ Ela dizia em sua mente tentando se acalmar.

Shion sorriu satisfeita tudo que ela queria era afetar a auto estima da morena, ela estava odiando a atenção que a Hyuga recebia e como todos estavam comentando como ela estava bonita e gostosa com o novo estilo. A odiava mais a cada dia, pois ela era o centro das atenções sempre e agora aquela "sem sal" como ela gosta de dizer estava lhe roubando o posto sem nem ao menos se esforçar.

Hinata apensas levantou o nariz e continuou a andar como se não fossem nada ignorando completamente a loira e suas amigas.

O sorriso de Shion se desmanchou dando lugar a um olhar cortante.

Vou destruir sua vida sua vadia! _ Diz a loira fazendo até suas amigas encolherem, elas não queriam estar na pele da Hyuga em ter Shion como inimiga era a pior coisa que podia acontecer a alguém naquele colégio.

Hinata chegou até a turma de amigas e soltou o ar que estava prendendo.

Aconteceu alguma coisa Hina? _Pergunta a Sakura.

A morena somente negou com a cabeça.

Hora se não é a mais nova beijoqueira do pedaço! _ Diz Ino sorrindo largamente.

Kami-sama! Ino-chan fale baixo! _Diz a Hyuga vermelha.

Ino deixa ela! _ Diz Sakura repreendendo a amiga.

Agora pronto! Mas não era a senhora que estava fazendo perguntas pra lá de indecentes ontem a noite? _Diz Ino com a mão na cintura.

Hinata já estava roxa nesse momento.

Gente a Hina vai desmaiar. _ Fala Temari rindo.

Hinata já estava com as mãos tapando o rosto.

Ah gente vamos largar do pé da Hina-chan, porque quando acontecer mais coisas ela conta pra gente, não é Hina? _ Temari diz olhando com uma cara sapeca para a morena.

 A-acontecer o que? Não vai acontecer nada! _ Diz ela se virando de costas.

A vai sim, e quando acontecer quero os mínimos detalhes. _ Ino diz sorrindo enquanto as outras duas concordam.

Eu.._ Hinata começa a falar, mas é interrompida pelo sinal.

Salva pelo gongo. _Pensa a Hyuga aliviada soltando o ar dando graças a kami.

As três seguiram falando sobre assuntos aleatórios e Hinata ficou um pouco pra trás perdida em pensamentos e quando menos esperava sentiu seu corpo ser puxado para dentro de uma sala qualquer que apresentava estar vazia. A princípio ela tentou gritar mas quem quer que fosse segurou sua boca.

Mas um segundo se passou e ela reconheceu aquele cheiro que só ele possuía.

Sentiu seu hálito quente em seu ouvindo fazendo suas pernas bambearem.

Minha Hime vou te soltar, só não grite está bem? _ Diz o loiro sussurrando em seu ouvido.

Se ele soubesse o mar se sensações que causava na perolada não o faria, ou certamente o faria.

Ele foi soltando levantamento a boca da Hyuga e sorriu largamente coçando a nuca.

Ohayo Hime! _ O loiro a cumprimentou com um selinho nos lábios.

A morena corou na hora, ela ainda precisaria se acontumar com aquilo.

Ohayo Naruto-kun! Vo-você me assuntou. _ Diz a morena com a mão no peito que estava disparado e que ela preferia acreditar que era pelo susto.

Gomen Hina, mas eu queria te ver antes da aula. E achei que seria melhor sermos discretos por enquanto já que você acabou de sair de um noivado. _ Diz o loiro coçando a nuca constrangido.

Agora já um pouco mais calma era reparou no rosto de seu amado e viu que estava um pouco roxo na lateral do queixo.

O que houve? _ Diz ela deslizando os dedos finos pelo maxilar do rapaz que fechou os olhos com o carinho.

Nada demais. _Fala ele apreciando o toque da perolada.

Sei... _ Fala a Hyuga pouco convencida.

Eu só queria te dar um bom dia antes das aulas, nos vemos na biblioteca para as aulas particulares hum? _ Diz o loiro com um sorriso sapeca no rosto angelical dele. Para Hinata aquilo era a própria pintura do pecado em pessoa Kami- Sama.

Naruto- kun nos vamos estudar! _ Diz ela com a mão na cintura.

O loiro murchou o sorriso.

Mas isso não impede de você me dar uns beijinhos no intervalo não é mesmo? _ Diz ele com um sorriso de derreter qualquer uma.

Obrigações antes do lazer. _ Diz a Hyuga irredutível.

Kami-sama você fica tão linda brava! _ Diz ele puxando- a pela cintura e colando seus corpos.

Ela prendeu o ar.

Na-naruto-kun. _ A morena ficou rubra com o contato repentino, mas logo se derreteu nos braços do loiro.

Antes mesmo que ela falasse mais alguma coisa ele tomou seus lábios em um beijo quente no qual ele anseava desde que havia acordado, pois ela havia sonhado com ela novamente. Suas línguas exploravam cada canto de suas bocas a morena levou a mão na nuca do loiro e ele fez o mesmo agarrando os cabelos da garota. A outra mão do loiro foi parar na cintura dela enquanto ele diminuía ainda mais o espaço entre seus corpos. A perolada sentia um calor em seu ventre que se alastrava por todo seu pequeno corpo. Naruto se encontrava em brasas, aquela garota o enlouqueceria ele tinha certeza ela era a mais viciante das drogas. 

Eles diminiuiram o ritmo até que se separaram por falta de ar, e ficaram se encarando ofegantes.

As pernas da Hyuga estavam tão moles que ela se apoiou no loiro para não cair, e ele lhe sorria com aquele sorriso de molhar calcinhas.

Acredite esse era o efeito.

Você fica maravilhosa corada. _ Diz ele arrumando a franja dela no lugar.

A mente do Uzumaki viajava em cenas em sua cabeça em que ela aparecia bastante corada também.

Kami-sama se controla homem! _ Pensou o loiro.

A morena escondeu o rosto no peito do loiro que sorriu com a reação dela.

Estou viciado nos seus beijos Hime, o que eu faço? _Diz ele olhando para ela esperando uma resposta.

Me beija. _ Fala a morena que dessa vez tomou a iniciativa do beijo deixando o Uzumaki no primeiro segundo em choque e com o coração a mil.

Ele segurou os dois lados do rosto dela enfiando as mãos em seus cabelos aprofundando o beijo, ele podia ficar ali o dia todo certamente. Quando terminaram o beijo ele foi dando vários selinhos na boca em formato de coração que ele amava assim como tudo nela.

Ela era perfeita pra ele.

Te amo Hime. _ Diz o loiro beijando o topo da cabeça dela.

O coração da perolada chegou a errar um batida, não sabia quando iria se acostumar com aquilo, talvez nunca. Sim, essa era a resposta mais adequada.

Também te amo Naruto-kun. _ Diz ela sorrindo olhando naquela imensidão azul.

Podemos ficar aqui o dia todo e não ir às aulas? _ Pergunta ele enquanto fazia cafuné no cabelo dela.

KAMI-SAMA A AULA! _ Diz ela dando um pulo e ajeitando os cabelos e a roupa.

Jurava que você não ia lembrar, não quer ficar aqui comigo? _ Diz ele com um olhar de pidão que ela quase não resistiu.

Naruto Uzumaki obrigações primeiro? _Diz ela começando a frase.

Lazer depois.. _ Fala ele derrotado.

Isso mesmo vamos pra aula. _ Diz ela que já ia saindo da sala, mas foi puxada de volta.

Não sem antes um beijinho de despedida. _ Diz ele selando seus lábios.

Até mais tarde Hime!

Até mais tarde Naruto-kun!

Ela saiu da sala sorrindo de orelha a orelha e  quase flutuando...

Era o início de um sonho e ela se sentia nas nuvens...

.

.

.

Do outro lado um moreno que estava enchendo a garrafinha de água só pra matar tempo de aula viu um sair e depois o outro.

Droga Uzumaki! Você foi rápido! Mas vamos ver quando tempo vai tê-la. No que depender de mim não será por muito. _ Pensava o Inuzuka com um sorriso no rosto.

.

.

.

Contínua...



Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤️
E até o próximo!
Gente agora tem bastante Naruhina 😌 nós próximos capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...