1. Spirit Fanfics >
  2. Uma possível aerodinâmica. >
  3. Uma Possível Aerodinâmica.

História Uma possível aerodinâmica. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiê, Kariell aqui! Trazendo uma Fanfiction simples, bem básica, mas garanto aos leitores que será uma história divertida. Essa em si é a primeira Fic de comédia que eu escrevi, espero que gostem e aproveitem.
E quem souber do meu eu, que por favor mantenha somente Kariell e obrigado, Boa Fic!

Capítulo 1 - Uma Possível Aerodinâmica.



Kara vira novamente olhando com um rosto não muito agradecido e muito menos agradável para Winn.

- Quantas vezes eu vou ter que dizer que eu preciso de uma capa, Winn? - Questiona Kara com um tom de raiva e insatisfação na voz.

- Eu já disse uma vez e vou repetir de novo. Eu não vou colocar capa. - Respondeu Winn com um pouco de frustração por ter respondido a mesma coisa várias vezes.

- Vai ficar mais elegante com uma capa!

- Você não precisa de capa.

- Preciso! Por favor, Winn.

- Pra quê? Ela não vai acrescentar nada no seu uniforme.

- Claro que vai, ela vai deixar ele mais bonito.

- Esse não é um bom motivo. Você não precisa de beleza. Você vai salvar National City e não...participar de um desfile de moda da CatCo!

- Mas até o SuperMan tem! Por que eu não posso?

- Kara, você diga ao seu Primo que não é preciso uma capa. Ela só vai atrapalhar. Agora vai testar o uniforme.

*Alguns minutos depois*

Kara entra pela janela voando com velocidade, se não fosse por pouco ela teria batido no sofá e caído em Winn, ela usaria isso como desculpa para acertar Winn como vingança por ele se recusar a fazer uma capa para ela, isso, se não fosse por seu costume de pousar perfeitamente.

- Winn...

- Não! Eu já sei o que é e não. - Ele responde com seriedade. - Eu me recuso a ser conhecido por criar o uniforme da Super-Heroína SuperGirl e ele ter uma capa. É...é in... infantil.

- Mas eu conversei com o o Kal-el na volta pra cá e ele disse que a capa ajuda na aerodinâmica...

Por um momento tudo fica em silêncio e Winn põe as mãos sobre o rosto gritando por ouvir o que a amiga tinha falado para ele.

- AAAAAAAAHHHHH! Agora eu tenho um motivo perfeito pra acrescentar uma...capa ao uniforme.

-Ebaaaaa! - Ela comemora.

Kara começa a dançar de um lado ao outro do apartamento como forma de comemoração por conseguir o que queria. Ela movia os braços alegremente em círculos repetidas vezes, enquanto, Winn resmungava para o nada. Ele observava o computador chateado planejando o que para ele era a maior besteira que já havia pensado, ou melhor... imaginado fazer.

O homem observava a amiga aproveitando a sua vitória. Os cabelos loiros voando alto devido os pulos que ela dava em comemoração. Ele chegou a pensar "só falta ela voar e quando a capa estiver pronta, esfregar ela na minha cara". A Denver apoia o queixo nos ombros do amigo e sussurra:

- Eu consegui!

- AH!!! Por favor, não vem! Você já conseguiu o que queria, agora não me humilha! - Ele a afasta chateado e volta a observar o computador. - Eu não mereço isso. Eu não quero fazer isso! A Kara é muito chata. - Ele resmungava coisas sem parar.

- Coitado...- Kara buscava ar para terminar a frase em meio a tantos risos e graças. - Você...é que é chato.

Ela continua rindo e seu amigo fazendo o protótipo da capa.

- A capa vai estar pronta ainda hoje, Kara. - Ele fala com o cotovelo apoiado na mesa e a mão cobrindo metade do rosto. - Ela vai ser vermelha.

Kara se joga no sofá gargalhando como nunca. Rola de um lado para o outro vermelha como um tomate, sem ar para continuar rindo ela agradece.

- Obrigada!

- Pelo menos isso eu vou receber depois dessa humilhação. - Comenta com desprezo.

- Ah! Ou! Não era pra você que eu estava falando...- Ela volta a rir - ...era para o Kal!

- Se você continuar eu vou arrumar uma Kriptonita rapidinho com a Alex. - O desprezo novamento evidente na voz.

Ela finalmente para de rir e depois de alguns minutos Winn entrega-lhe a capa. A Denver pega a mesma sem olhares de glória e se encaminha para o quarto, mas antes disso ela põe a cabeça para fora do cômodo e como uma criança que acabou de ganhar o que queria - não que ela não tenha uma mentalidade infantil e tenha acabado de ganhar o que queria - ela faz uma careta com a língua de fora na direção do amigo.

- Pela ira de Cat Grant, NÃO ENCHE! - Winn se joga na cadeira com raiva pela atitude da amiga enquanto observava ela fechar a porta do quarto. - EU VOU CONSEGUIR UMA KRIPTONITA E JURO QUE VOU COLOCÁ-LA NO SEU SAPATO!

- NÃO PRECISA DISSO WINN! -Kara fala com tom de quem está zoando. - VOCÊ SABE QUE ISSO NÃO VAI MUDAR O FATO DE EU TER UMA CAPA!

Como uma ironia do destino a irmã de Kara entra no apartamento com uma caixa de Donuts e três cafés.

- Kara! - Chama Alex. - Eu trouxe o seu café...e trouxe o seu também Win...

Antes que ela pudesse terminar de falar e entregar o café para os dois, Alex é surpreendida por Winn que segura os ombros da mesma com força e o rosto envolto em insatisfação e desespero:

- Por favor, Alex, me ajude! - Suplica quase aos choros. - A sua irmã é insuportável! Ela usa o carisma como arma pra me atacar, como você aguenta um ser como ela?

Antes que Alex pudesse responder Kara grita do quarto:

- Você é dramático demais, Winn.

- Muito obrigada, Kara! - Grita a irmã em agradecimento. - Você leu a minha mente.

Winn havia se derretido como um sorvete sendo o alvo dos raios lasers da SuperGirl. Ele se encontrava jogado no chão como um bebê choramingando.

As irmãs se cumprimentam e tomam seus cafés, ao mesmo tempo que saboreiam os seus Donuts. Winn se recompõe surpreso olhando o uniforme da amiga, ele se levanta rápido e observa a capa vermelha balançando com os risos de Kara, as irmãs o encaram surpresas.

- E não é que essa capa deixa o uniforme com uma aura diferente? - Winn se auto elogia indiretamente. - Ela...ela é incrível! - Brilhos pareciam ter brotado ao seus redor, os olhos dele tinham corações nos lugares das pupilas.

- E eu que achava você uma bipolar, Kara. nunca tinha visto um nível de bipolaridade assim - Fala Alex impressionada.

Kara fica igualmente surpresa com os olhares de Winn. De repente o amigo se junta as amigas e come junto delas como se nada houvesse acontecido. As Denvers se olham e não entendem nada, mas mesmo assim começam a rir.

- Ei me passa esse Donut de chocolate, por favor? - Winn começa a rir junto, por conta do ar alegre presente e seu ataque repentino de bipolaridade novamente.


Notas Finais


Voltando ao final da Fic para perguntar se vocês gostaram. E como eu disse nas Notas do Autor; essa foi minha primeira Fanfiction de comédia, mas não acredito estar mal feita/escrita, então se gostarem, agradeço pelo apoio e por terem lido até o final.
Também peço que vocês leiam as Notas do Autor e as Notas Finais, pois é por aqui que informo vocês, blz? Então, até uma Próxima Fanfiction!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...