História Uma princesa que é um príncipe (TodoBakuDeku) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Hanta Sero, Hizashi Yamada (Present Mic), Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Melissa Shield, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Natsuo Todoroki, Neito Monoma, Ochako Uraraka (Uravity), Rei Todoroki, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Tenya Iida, Tetsutetsu, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo
Visualizações 79
Palavras 1.722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drabble, Drabs, Droubble, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 2 - Noivos!?



- Como assim!? - 

- Foi o que eu disse Izuku, N-O-I-V-A-D-O você é surdo ou se faz? - Izumi se levanta da cadeira e vai com toda a sua elegância até o esverdeado - Você...você mudou toda a horden dessa família real prefeita, por gerações ômegas são mulheres e alfas homens fortes e robustos...mais você! Você mudou todo...

- Mais eu não pedi pra nascer!! - o menino interrompe a mais velha, o mesmo segura as lágrimas em seus olhos 

- Não me atrapalhe Izu...

- Mamãe por favor...chega o...

- Você também Inko! - o mulhe olha para  a esverdeada mais nova e a mesma apenas abaixa a cabeça 

- Mais...vovó, o meu sentimento não importa? Tipo eu não posso....me casar com alguém que não conheço... - Midoriya diz meio exitante 

- Hahaha, Izuku, eu não estou falando de sentimentos; estou falando de poder, imagine o quanto o nosso reino ficará forte se você se casar com um príncipe, e o reino desse príncipe fazer uma aliança com o nosso!? - a mulhe diz em um tom ganancioso - Aliás, na festa da noite passada conheci dois reis que aceitaram casar os filhos com você, então...após comer fique linda. -

- Vovó! Mais eu não quero eu não posso eu basicamente ainda sou uma criança; e eu não posso ficar com quem não gosto! - 

- Basta! Você é uma escória para está família...

- MAMÃE!! - 

- Calada Inko. O teu nascimento destruio  gerações de linhagens! E os seus sentimentos? Tsk! Não importam, seja útil ao menos uma vez na vida!! - a mulhe desfere um soco contra a mesa abalando toda a comida que está em encima da mesma

- Mais...como prentende fazer eles ficarem com migo?...n-nas núpcias irão descobri que sou um ômega masculino... - Midoriya vira o rosto para o lado pois sente as lágrimas sairem 

- Bom, isso é fácil, nas núpcias garantirei que tudo esteja escuro...pois o casamento de um ômega com um alfa é irrevogável...entao os noivos irão te eceitar, querendo ou não...ou podem simplesmente te  matar. - a mulhe diz sem se importa com o final - Izuku diferente de ômegas comuns...os teus sentimentos não importam, o que importa é a vantagem que você trará. - a mulhe volta para o seu assento 

- Mamãe...por que!? - Inko diz aos prantos seus olhos verdes consomem ódio da mãe que sempre humilhou o seu amado filho 

Flashback 

- Mãe, aonde o Izuku está? - a mulhe diz cruzando os braços 

- Está de castigo no quarto. - a mulhe diz de foram fria 

- Mais oque!? Por que!? -

- Aquele moleque se recusa a usar roupas decentes...ele vai ficar lá sem água ou comida até aprender a lição. - a esverdeada mais velha mostra a chave para a filha 

- Mais mãe! Ele é uma criança de treze anos! - a mulhe tenha pegar o objeto mais não consegue, a mesma sai em direção ao quarto do filho assim chegando lá e se ajoelhando em frente a porta - Izu...

- Mamãe! Mamãe me tira daqui!! Por favor!! Eu odeio o escuro!! - a voz trêmula do menino ecoa pelos tímpanos da mulhe que começa a chora

- Descupe Izu...Desculpe... - a mesma bate a testa contra a parede...porta ;-;

-  Bom, ao menos não foram chicotadas hehe. -

Inko on

Ao ouvir isso meu coração se parte em pedaços..ou melho se transforma em pó, pois  meu filho sofre nas mãos da minha mãe,  e eu deixo isso acontecer...por que sou fraca...sou inútil! Yagi nunca deveria ter correspondido o meu amor agora o fruto desse amor sofre, principalmente quando ele faz longas viagens...e esse chicote...não quero nem lembra

Inko off

Flashback 

O homem loiro se levanta da mesa e vai até a mulhe - Eu...realmente acho que eu gostaria mais da senhora se você não fizesse tais maldades com o meu Izuku. - o homem sai da sala e atrás dele o esverdeado os dois saem da sala da jantar deixando todos ali presentes com cara de idiota 

- É verdade, chega mãe. - Inko logo corre  para a saída - Asui-san? Você vem? - logo esverdeada mais nova das três corre até a tia e as duas saem da vão 

No quarto de Izuku

- Pai...por que você não...sei lá...por que você nunca vai contra os desejos da vovó? - o esverdeado se senta sobre a sua cama 

- Por que ela é a rainha, mesmo eu sendo um alfa, não posso ir contra as vontades dela. - Yagi solta um suspiro e cruza  os braços 

- Mais...a mamãe não já deveria ter assumido o posto da rainha? Ela é a filha mais velha. - o menino olha para o pai

- Bom, ela iria ser a rainha se tivesse se casado com um príncipe, mais você sabe não é? eu era um servo. - o homem da um sorriso desconcertado para o filho - Mais quando você se casar...você irá ficar no lugar da sua avó, mesmo que ela não queira ela terá de te dar o trono...então Izuku, mesmo que eu não acha nada justo com você, se casa com esses alfas, e arrume uma forma de dizer o seu gênero. - o menino assente e o homem da  um sorriso para o menor - Okay, agora eu tenho que ir,eu e a sua mãe temos um compromisso em outro reino, ficaremos uns dois meses fora, então se esses alfas forem mal educados com tigo,  me fala e eu dou um jeito neles. - o esverdeado assente e em seguida o loiro sai do seu quarto o deixando sozinho no vão, em seguida o garoto corra para a janela do seu quarto que da vista para a saída da frente do palácio

- Até mamãe, até papai! - o menino faz um asseno e seus pais retribuem com outros assenos - Agora, tenho que me arrumar para os meu...noivos... - o menino diz de forma irônica 

2 horas depois 

Os passos rápidos de Midoriya ecoam pelo vão do grande corredor, o mesmo está atrasado, pois ao invés de ir se arrumar, foi dormir ~ Que ótimo! ~ o menino pensa que apressa mais a sua corrida em direção ao salão, pois de acordo com o que a sua avó disse, primeiro o salão, depois a sala de jantar  o menino corre como se não ouvesse amanhã, e a sua corrida dificulta ainda mais por conta do vestido longo, o mesmo corre mais rápido, e assim que de frente ao salão a porta abre e mesmo sem ter tempo de parar esbarra com alguém e cai 

Bakugo 

Eu estava indo para o banheiro, quando fui abri a porta alguém bate em mim, mais assim que abro os meus olhos, não é qualquer um que esbarrou em mim, É A PRINCESA!!! CARALHO!!! Eu acabei de esbarra  na minha futura esposa, bom não só minha do meio a meio também, e ela é muito mais bonita do que pensei...seu corpo é perfeito *na verdade ela apenas não tem peito  ;-;* a mesma usa um vestido tomara que caia (tomara que caia : vestido sem alças) verde quase branco, colado em seu tronco e a partir do final da cintura ele é rodado com filiações seus braços cobertos por luvas da mesma cor do vestido que vão até perto dos ombros, e uma tira de diamantes. O rosto dela...é maravilhoso e é fofa com essas sardas e olhos e cabelos verdes hehe.

Bakugo off 

- M-me-me desculpe. - o esverdeado sai rapidamente de cima do loiro que observa como se estivesse em transe 

- Katsuki...acorda céus. - o bicolor chega  e balança o loiro e o medo sai de seu transe 

- Ah! Sim. - o garoto se levanta - Aliás a culpa não foi sua. -

- Que bom que já checeu os seus noivos  minha neta. - Izumi diz - Estes aqui ao meu lado são os seus futuros sogros. - a mulhe diz a observa o esverdeado ir até os dois casais 

- Prazer meus sogros e minhas sogras. -  o menino faz reverência - Sou Midoriya Izuku. -

- Olá minha querida, sou Bakugo Masaru  e essa é a minha esposa Bakugo Mitsuki. - o homem ruivo diz passando a mão direita nos fios verdes 

- Prazer em conhecer pequena Izuku, sou Todoroki Enji, e essa é a minha esposa Todoroki Rei. - o homem e a mulhe fazem reverência 

- Katsuki peste! - a voz da loira ecoa pelos ouvidos de todos que se assustam - Venha se apresentar para a sua noiva. - 

- Shoto você também. - Rei diz de forma calma e doce, em seguida os dois alfas lúpus vão até o esverdeado fazendo uma breve reverência e em seguida voltando a o fitar 

- Sou Bakugo Katsuki, será uma grande honra se me aceitar como seu marido. - o loiro diz dando um sorriso de canto 

- Sou Todoroki Shoto, e será uma honra se me eceitar com o seu alfa. - o bicolor repete o ato do loiro mais ao contrário dele retira uma caixinha do bolso, em seguida a abre revelando três alianças de ouro branco, mais a do meio tem uma pedra azul

- Aceita se casar com a gente? - o loiro e  bicolor falam em uníssono 

- ... - Midoriya solta um suspiro - Aceito. -  o mesmo força um sorriso, deixando os dois colocarem a aliança em seu dedo anelar 

- Podemos...te beijar? - o loiro diz de forma educada 

- P-podem... - Midoriya se surpreende com um selar de lábios, os dois maiores apenas tocam a sua boca sem pedir mais nada além de tal coisa 

- Eu sei que você não quer nos beijar ainda minha linda... - o sussurro do loiro em seu ouvido foi uma facada em seu coração mais de uma forma boa 

- Hihihihi. - o esverdeado deixa uma risada nasal escapar de sua garganta 

- Que fofos! - as suas mães falam em uníssono apreciando a cena dos três 

- Que ótimo...agora hora do jantar. - Izumi diz - Vamos Izu? Temos muito a conversa com os pais dos príncipes 























- Sim...vovó...


Notas Finais


Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...