História Uma Princesa Sem Realeza(Eldarya e amor doce) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, ChiNoMimi, Dakota, Debrah, Dimitry, Erika, Ezarel, Iris, Jamon, Kentin, Keroshane, Leiftan, Leigh, Lysandre, Melody, Miiko, Nathaniel, Nevra, Peggy, Personagens Originais, Rosalya, Senhora Shermansky, Valkyon, Violette
Tags Castiel, Eldarya, Fadas, Intriga, Nathaniel, Nevra, Princesa, Reino, Romance
Visualizações 229
Palavras 2.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello pessoal 0/
To aqui com mais um capitulo fresquinho
Espero que estejam gostando da Fic...Gostaria de saber de vocês o que estão achando...Deixa lá nos comentários e assim que eu puder respondo(^-^)
E obrigado a todos que favoritaram e comentaram isso me incentiva muuuuuuuuuuuito.
Sem mais delongas...Boa leitura a Todox

Capítulo 11 - Eu te amo...


Fanfic / Fanfiction Uma Princesa Sem Realeza(Eldarya e amor doce) - Capítulo 11 - Eu te amo...

-Nath - chamei batendo na janela - Nath abri aqui.

 

-Tabita o que ta fazendo aqui? - perguntou surpreso abrindo a janela.

 

Entrei no quarto e pra minha surpresa, Nathaniel estava usando só uma cueca box preta.

Me peguei apreciando o corpo dele, que diga se de passagem era muito bonito, seu abdômen era bem definido, seu braços eram fortes e um peitoral imponente… Caramba o que tô pensando!!!Para ser pervertida garota!!!

Senti meu rosto arder de vergonha, sacudi a cabeça para afastar aqueles pensamentos, mas Nath não percebeu ou ignorou…

Ele estava nervoso e olhava a porta como se algum animal fosse entrar e matá-lo

 

- Nath tá tudo bem? - Perguntei preocupada

- Ta sim, mas você precisa ir embora agora

- Eu preciso falar com você sobre a foto

- Não é horas para isso - Ele disse aflito

 

Não sei por que ele estava tão nervoso, como se algo estivesse o perturbando, e sua expressão era de medo...

 

-Você tem que sair daqui, depois conversamos…- Disse tentando me empurrar para a janela.

- Por que?! O que tá acontecendo - Perguntei me esquivando dos braços dele - Só saio daqui quando você falar!!

 

Der repente ouvi alguém girar a maçaneta e só tive tempo de correr para debaixo da cama…

 

-Tinha alguém aqui? - O pai de Nathaniel perguntou analisando o quarto e eu me encolhi ainda mais debaixo da cama.

- Não senhor…

 

Ele deu mais uma última  analisada no quarto antes de olhar para Nathaniel com raiva enquanto pegava seu cinto…

 

-Pai eu posso explicar! - Nath disse colocando as mãos na frente do corpo, mas a única resposta que obteve foi uma cintada nas mãos.

- Já disse para não reagir!!

 

E novamente lhe bateu com o cinto, e foi tão forte que deixou marca nas costas de Nathaniel que gemeu de dor.

Quando ele ergueu o cinto novamente não consegui me conter, entrei na frente e acabei levando o golpe nas costas, Nathaniel arregalou os olhos surpreso pelo meu ato e seu pai ficou mais espantado ainda.

O lugar onde ele bateu estava ardendo e provavelmente vermelho, mas eu estava com tanto ódio dele por esta batendo em Nath que nem sequer me importei.

O encarei com muita raiva e pulei para atacá-lo, mas Nath me segurou pela cintura impedindo que eu o alcançasse.

 

-ME LARGA NATHANIEL VOU ACABAR COM ESSE IDIOTA!!!! - Gritei enquanto me debatia e  esticava os braços para tentar alcança o rosto do homem à minha frente

- Calma Tabita!!! - Pediu me contendo

- Nathaniel quem é essa menina? - Perguntou frio, meio irritado e me ignorando completamente

- Ela é da minha escola…- Respondeu ainda me segurando

- Não quero ela aqui - Disse como se eu não estivesse ouvindo

- ESCUTA AQUI!!! QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA BATER ASSIM NO NATHANIEL?! - Perguntei o encarando feio

- Eu sou o pai dele!! - Retrucou autoritário - E quem VOCÊ pensa que é pra vir na minha casa gritar comigo? -  Disse me medindo de cima a baixo como se eu fosse lixo.

 

Ele esperou uma resposta, mas se eu fosse falar alguma coisa, eu iria falar com os punhos…

Rapidamente agarrou meu braço com força e começou a me arrastar para fora do quarto.

 

-Tranque a porta, apague a luz e vá dormir! Não se atreva a sair desse quarto!!! - Ordenou a Nathaniel antes bater a porta do quarto com toda a força.

 

Ele continuou me arrastando enquanto apertava meu braço com muita força, quando chegamos na porta, ele abriu e me jogou pra fora.

 

-Não volte mais aqui! - Ordenou e bateu a porta



 

Esperei até ele apagar a luz para voar até o quarto de Nathaniel de novo…Ele havia apagado a luz, mas a claridade da lua iluminava o quarto, ele estava na frente da janela como se estivesse me esperando.

 

-Tabita!!! Você ta bem? - Perguntou procurando o lugar que seu pai tinha batido - Ficou louca?!Ele poderia ter te machucado!!!

- Não podia deixar ele te machucar - Respondi sorrindo

- Por que fez isso? - Perguntou tímido enquanto olhava fixamente o lugar vermelho na minha pele.

- E que eu...eu - Gaguejei e ele olhou nos meus olhos a espera da resposta - Te amo, não podia deixar ele te machucar - Disse por fim sentindo meu rosto ferver

 

Ele me encarou surpreso, mas logo um sorriso lindo surgiu nos seus lábios e ele me abraçou…

 

-Eu também te amo pequena…- Disse e senti meu coração acelerar

 

As sensações que Nath consegue arrancar de mim são incríveis e inexplicáveis…

 

-Tabi…- Ele falou se afastando para poder ver meu rosto - Você e Castiel...Não... fizeram nada? - Perguntou receoso.

- Não!!

 

Ele me soltou devagar, sentou na cama e eu o acompanhei…

 

- Mas e a aquela foto? - Perguntou confuso -  Parecia que vocês…

- Eu sei o que parecia!!! -  Interrompi o fitando um pouco irritada - Mas não é o que parece, eu nem estaria ali se não fosse sua irmã…

- Ambre??? Por que?

- Bem é uma longa história…Eu explico se você me explicar por que seu pai te bate assim…- Propus e ele aceitou

 

Expliquei tudo que tinha acontecido, desde os pais de Castiel terem chegado de repente até minha pequena vingança contra Ambre. Ele me contou sobre as coisas que seu pai estava passando e como muitas vezes acaba descontando nele, como muitas vezes quer que ele seja “perfeito”, enquanto mima a Ambre como se fosse a princesinha da casa, mas ele também disse que quando mais novo ele era muito traquino e até perverso com a Ambre, por isso hoje seus pais a tratam tão bem, não consegui acreditar que Nath poderia ser perverso...e os pais dele exigir que ele seja perfeito pra mim isso é uma absurdo!!! Se bem que...não é tão diferente das exigências que eu tinha, só muda que eu não apanhava...

 

-Desculpa Tabita...eu deveria ter escutado o que você tinha a dizer antes de te julgar…- Disse arrependido

 

A essa altura já estávamos deitados na cama, ela era de solteiro assim como a de castiel, os lençóis era brancos, pareciam seda e o colchão era muito macio. Ele brincava com os meus cabelos enquanto eu fazia cafuné na cabeça dele.

 

- Tudo bem...Aquela foto realmente estava estranha - Respondi rindo e um pensamento veio a minha mente - Nath…

- Sim?

 

Eu queria perguntar a ele o que nós éramos...Não tinha certeza se éramos namorados ou não...Talvez seja uma pergunta idiota, afinal ta meio obvio que somos namorados, mas eu tenho que ouvir ele dizer que somos!!!

 

- Nós somos namorados? - Perguntei ficando vermelha e ele riu

- Bom...se não fôssemos você seria a primeira “amiga” que deita na minha cama comigo - Respondeu ainda rindo o que só me fez corar mais.

- É que você...voce não me pediu em namoro...ai eu fiquei confusa…

 

Ele parou de rir e ficou ruborizado também, me encarou um pouco tímido, passou a mão algumas vezes no cabelos…Ele sempre faz isso quando algo o incomoda.

 

- É que...eu queria fazer algo bem romântico...sabe num restaurante, jantar a luz de velas…essas coisas - sorriu sonhador - Mas...vamos lá...

 

Como sou estabanada!!!Ele ia me fazer uma surpresa e eu estraguei tudo com a minha pressa...Droga!!!!

Depois de me xingar mentalmente de todos os nomes possíveis, percebi que Nath tinha levantado e se colocando na minha frente como se fosse me pedir em casamento...

 

- Princesa Tabita Clayrem, Você aceita ser minha namorada? - Perguntou com um lindo sorriso segurando minha mão.

 

Eu corei violentamente, pois não esperava aquilo, meu coração acelerou como nunca, então é assim receber um pedido de namoro de alguém que você ama e poder aceita?

 

Ele me encarava a espera de uma resposta, seus olhos pareciam brilhar com a luz do luar que entrava pela janela, senti uma alegria tão grande dentro de mim que nao me contive e pulei em cima dele quase gritando um “siiiiiiiiiiiim”, ele caiu deitado e eu caí em cima dele, ele começou a rir da minha empolgação.

Dei vários selinhos em Nath de alegria, mas ele me segurou para que o selinho se tornasse um beijo apaixonado.Uma das mãos ele apoiava na minha nuca e a outra segurava minha cintura, eu mantia os braços sobre o seu peito para me apoiar...O beijo foi ficando mais intenso e cheio de sentimento, era como se ele quisesse selar aquele momento…É incrível como sempre que nos beijamos eu fico sorrindo quando ele para.

 

- Se você fez isso quando te pedi em namoro…Não quero nem imaginar o que vai fazer quando te pedir em casamento - Brincou

 

Para não ficar completamente deitada em cima dele eu me sentei, colocando uma perna de cada lado do seu quadril

 

- Não se preocupe, prometo me controlar…- Disse rindo e ele corou violentamente

- Tab..Tabita… É melhor você levantar daí - Disse gaguejando e muito muito corado.

- Por que? - Perguntei confusa entortando a cabeça - Eu sou pesada? - Conclui rindo colocando ainda mais peso.

 

Pra minha surpresa Nath gemeu, mas não foi um gemido de dor e sim de prazer, logo em seguida senti um grande volume encostando em mim…

Caramba como eu sou idiota!!! Eu tava excitando o garoto e nem me toquei, tem horas que sou muito burra…Mas...até que não é má ideia...

 

-Des..desculpa...Eu não - Tento se desculpa envergonhado e eu o interrompi

- Não precisa se desculpar - Disse sorrindo maldosa - Nath…

- Sim…

 

Me apoiei no peito dele, colocando ainda mais pressão contra o volume que estava em sua cueca, o que fez ele gemer de novo e me aproximei bem do seu rosto...

 

- Você é virgem? - Perguntei direta

 

Por um instante achei que o rosto dele fosse explodir, ele corou de todos os tons possíveis de vermelho e desviou o olhar antes de responder…

 

-S..sim - Disse sem olhar pra mim.

- Ei isso não é vergonha - Segurei o queixo dele o fazendo olhar pra mim - Pelo contrário acho isso muito fofo - Conclui sorrindo

- Mesmo?! - Perguntou arqueando uma sobrancelha

- Sim...quer dizer que você estava esperando a pessoa certa...e que eu vou ser a primeira…- Disse ficando ruborizada.

 

Nath, que até então permanência deitado, se sentou e eu fiquei no colo dele… Ele me encarou por uns instantes absorvendo a indireta que eu mandei.

 

-Tabita… Você tá pensando em…

- Bem...se você quiser - Disse um pouco tímida e ele sorriu

- É claro que eu quero…

 

No ato ele levantou me carregando no colo e me colocou delicadamente na cama, subiu lentamente em cima de mim… Ele me olhava apaixonado, meu coração acelerou de uma forma que achei que ele ia explodir, minha respiração estava controlada...

Nath olhou no fundo dos meus olhos e aquele olhar parecia ver a minha alma fazendo todo meu corpo estremecer, naquele momento me senti totalmente entregue a ele .

 

-Tabi...você tem certeza? - Perguntou receoso.

- Tenho.

 

Eu estava com medo, afinal também sou virgem...sim sou virgem!Pasmem!!! Mas...o desejo que eu estava sentindo superava o medo…

Nath começou a me beija de forma calma e foi aumentando a intensidade enquanto suas mãos tratavam de tirar minha roupa, eu segurava no seu pescoço e senti meu corpo queimar de uma forma que nunca senti antes…

Eu estava com medo, pra mim era tudo muito novo, e se ele nao gostar de mim?Ou me achar feia... Nath pareceu ler minha mente naquele momento, ele parou de me beijar e fitou meus olhos de uma forma tão penetrante que quase me perdi naquele olhar

 

- Tabita...Eu te amo!

 

Nao precisou que ele disse mais nada, aquilo me bastou para que todos os medos e dúvidas fosse embora...Logo ele voltou a me beijar ainda mais apaixonado...

 

A noite pode não ter começado muito bem...mas tenho certa que vai termina perfeita!!!


 

Autora on

Enquanto isso em  Eldarya...

Os membros da guarda de Eel finalmente chegaram ao reino Kayon, pelo menos a maioria... Leiftan, Jamon, Chromer, Aleja, e Ykhar ficaram em eldarya para dar suporte aos aldeões que ainda não estivessem ido para nenhum província...E o restante da Guarda estava no castelo do príncipe Melk...Para ser mais exata na sala do trono .

- Depois da humilhação que passei, vocês ainda tem a audácia de vir aqui pedir minha ajuda?! - O Príncipe estava assentado no seu trono enquanto gritava com a guarda - Nunca! Vocês não merecem!!!
- Alteza entendo sua raiva - Miiko se pronunciou ao ouvir a decisão do Príncipe - Mas precisamos de ajuda, nosso reino foi tomado e precisamos da princesa para salvá-lo
- Não! O tratado não foi selado - Declarou insensível - Sendo assim, não tenho obrigação de ajudar vocês
- Com todo respeito alteza...- Ezarel iniciou e pelo seu tom, era mais uma de suas patadas épicas e essa na categoria para estar à altura do príncipe - Após ele conquistar todo reino de Eldarya, qual acha que será o próximo da lista? - Perguntou retórico - E você acha que vai vencê-lo sem a ajuda da Tabita? - Concluiu com um sorriso satisfeito ao ver a expressão de choque no rosto do príncipe.
- Muito bem...usem o que precisarem - Disse ainda em choque - Está tudo a disposição de vocês.
- Obrigado alteza - Agradeceu Miiko contente.
- Mas tem uma condição…- Disse com um sorriso tenebroso.

De volta ao mundo humano...
 

Tabita on…

 

Pela manhã os raios de sol que emanava da janela me despertaram

A noite ontem foi perfeita, ainda acho que foi um sonho…

Nath ainda estava dormindo e eu...bem... levantei para por pelo menos as roupas íntimas e me deitei de novo, fiquei apreciando ele dormir.. É incrível como ele fica ainda mais bonito dormindo, tirei o cabelo dele do rosto pra poder ver melhor e acabei acordando ele...

 

- Bom dia Tabi - Ele disse abrindo os olhos lentamente

- Bom dia Nath.

 

Ele me abraçou e me puxou para si fazendo com que ficássemos abraçados de conchinha.

 

- Dormiu bem?

- Melhor impossível…- Disse sorrindo.

 

Ele ficou me olhando de forma muito fofa…

 

- Ah! eu quase esqueci…- Nath levantou e pegou uma caixinha na gaveta…- É pra você…

 

Abri a caixinha e lá dentro tinha um anel muito lindo, tinha uma pedrinha verde nele, parecia ser antigo…

 

- Nath é lindo…Amei!

- Era da minha avó…- Ele disse nostálgico - Ela e meu avô foram muito felizes então...Achei que poderia nos trazer sorte - Concluiu sorrindo

 

Ele pegou o anel da minha mão e colocou no meu dedo beijando suave mente as costas da minha mão…

 

- Agora é melhor nos vestirmos ir para a escola

- Certo.

 

~Quebra de tempo~

 

Chegamos na escola de mãos dadas, e, claro que não passamos despercebidos, eu senti vários olhares em cima de mim, mas em especial o da Melody, que parecia querer me estrangular e o da Ambre, que era tão assustador quanto o de Melody…

 

- Tabitaaaaaa!!! - Rosalya gritou vindo correndo na minha direção - Você... respondeu…  a lista do professor de matemática - Disse ofegante sem notar a presença de Nathaniel

- Fiz sim…

- Me empresta.

- Claro

 

Remexi a mochila procurando a lista e entreguei a ela, só então ela notou Nathaniel ali parado feito um poste.

 

- Oh, olá Nath nem vi você aí

- Disse sorrindo simpática - Tudo bem?

- Tudo sim Rosa - Disse sorrindo antes de me dar um beijo na testa - Tabita tenho que ir agora, nos vemos no intervalo. - Concluiu saindo.

 

Rosalya me olhou com aquela cara irônica que só ela sabe fazer…

 

- Do Sr.Problema pro Sr. Certinho… - Disse rindo sarcástica - Amiga você é rápida!!! - Ela me cutucou com o cotovelo.

- Rosa eu disse que não tava com Castiel!!! - Disse um pouco irritada

- Desculpa, não ta mais aqui quem falou - Disse jogando as mãos pra cima em sinal de rendição.

- Rum! Agora vamos pra sala que você ainda vai copiar a resposta…

 

~Quebra de tempo~

 

Rosa copiou todas as minhas respostas parecendo um raio de tão rápido, assim que ela terminou o professor entrou na sala, e claro, a primeira coisa que perguntou foi sobre a lista...Como a maioria não tinha respondido ele resolveu por as respostas na quadro, enquanto todos copiavam eu conferia se as minhas respostas estavam certas...Apenas uma deu um resultado diferente…Mas meu cálculo estava certo, então a do professor estava errado!

 

- Professor a letra D está errada - Disse levantando a mão.

 

Todos me encararam com uma expressão meio estranha, parecia que eu tinha feito uma besteira muito grande...Olhei pra rosa e ela silabou um “RETIRE O QUE DISSE”.Senti como se tivesse decretado minha sentença de morte naquela matéria…

 


Notas Finais


Ola pessoal iai gostaram?
Para os mais curiosos eu vou deixar alguns links aqui em baixo;
Anel: https://br.pinterest.com/pin/359936195203566822/
Roupa da Tabita: https://br.pinterest.com/pin/403283341623134143/

E um pequeno aviso: Talvez eu demore um pouco a postar o próximo capitulo, pois tenho prova semana que vem e preciso estudar.

Bjooooooooos Doceees pra vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...