História Uma república de imprestáveis (JIKOOK) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Comedia, Jikook, Lemon, Namjin, Romance, Vhope, Yaoi
Visualizações 318
Palavras 917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Despedida / Confusos


Passou 3 dias.

Três dias e eu ainda não faço ideia do porquê ter uma camera no nosso corredor. Quem quer que tenha colocado deve ter tido um motivo muito interessante. Eu decidi então tirar minhas dúvidas justamente na despedida do Jin. 

Estávamos na frente da república, Jin já tinha colocado as malas dentro do táxi e nossos rostos demostravam bem o quanto não aceitávamos que ele passasse algumas semanas fora. 

- Então é isso. Venham, me abracem porque não posso chegar atrasado no aeroporto. - abriu os braços e cada um de nós foi dar um abraço no mais velho. No entanto, Namjoon apenas deu as costas e entrou na república sem dizer palavra alguma. Estranho, mesmo que o Namjoon não correspondesse os sentimentos de Jin, eles ainda eram muito apegados, talvez até melhores amigos. Namjoon não precisava sair assim. Se ele quer que Jin fique, porquê não pede logo pra que ele não vá embora?

Seokjin apenas suspirou cansado e seus olhos lacrimejaram.

- Hyung, não fica triste, você sabe que o Namjoon quer seu bem mesmo se fazendo de frio agora. - Tae falou baixinho ainda abraçando o mais velho. 

- Não, ele tá certo. Ele tem direito de se afastar dessa forma. Eu achei que ele finalmente iria me entender e me ver de outra forma, mas acho que me precipitei. - suspirou triste e olhou pra todos nós com carinho - Por favor, não destruam nossa casa enquanto eu estiver fora e, pelo amor de Deus, cuidado com as coisas da minha cozinha! Se eu chegar e perceber que minhas panelas foram arruínadas, vocês vão se ver comigo! - falou fingindo estar irritado - Venham, me abracem mais uma vez, a Omma vai sentir saudade dos filhotes!

Sorrimos e abraçamos ele todos juntos. Já éramos uma familia, mesmo que Yoongi e Jungkook ainda fossem os mais calados dali, até eles se juntaram ao abraço e percebi que eles também gostavam muito do mais velho. Éramos uma familia apesar de tudo!

Jin entrou no táxi e se despediu, foi para o aeroporto e em breve iria ao Japão. Que a viagem fosse boa pelo menos!

- Gente! - falei alto e todos me encararam - Vamos entrar, eu preciso ter uma reunião com todos vocês.

Todos me olharam confusos por essa reunião de repente, mas aceitaram e seguiram pra dentro, e permaneceram nos dois sofás da nossa sala. Eles me olhavam curiosos pra que eu dissesse logo o motivo da reunião. Namjoon arqueeou a sobrancelha e eu percebi que se eu não falasse logo, eles iriam se dispersar.

- Tudo bem, eu preciso falar algo sério com vocês. Na verdade, é algo estranho. 

- Jimin, não enrola e diz logo! - Hoseok falou sorrindo enquanto abraçava Tae de lado.

- Quando eu assinei o contrato de morar aqui, eu lembro que havia uma parte que dizia que minha privacidade e a dos outros moradores seria respeitada. - Peguei a camera minúscula do meu bolso e mostrei a eles - Estão vendo isso? Encontrei isso no teto do corredor que leva aos nossos quartos. Algum de vocês colocou essa camera lá?

Todos arregalaram os olhos e eu analisei cada um. Estranho, nenhum deles parece ser o culpado.

- Me dá isso aqui. - Jungkook se levantou em minha direção e analisou a camera detalhadamente, respirou fundo como se não gostasse de saber que tinha uma camera na nossa república - Droga, eles devem ter colocado outras dessas pela república! 

Eles? Eles quem?

- Como assim, eles? - perguntei e ele me encarou sério, logo em seguida foi em direção ao Hoseok com a camera e lhe entregou. Fiquei sem entender, porquê ele entregou aquilo ao Hóbi?

- Hóbi, analíse o objeto e procure saber algum dado oculto nele. - Hoseok concordou e subiu ao seu quarto com a camera em mãos pra analisar melhor - E Suga, você vem comigo, precisamos procurar outras cameras e microfones nesse lugar! - Yoongi apenas assentiu e os dois começaram a vasculhar as paredes e objetos do lugar pra encontrarem mais coisas desse gênero.

Fiquei confuso olhando tudo aquilo. Tae e Namjoon também estavam como eu, sem entender nada, apenas confusos. 

- Tae, Nam e Jimin; eu sei que vocês tão sem entender o que tá acontecendo, mas eu tenho uma missão pra vocês: Tae, você tranca todas as portas e janelas. Todos vocês falem baixo ou apenas por mimica uns com os outros. Namjoon, você vem comigo e com o Jungkook pra procurar mais objetos escondidos. Jimin, você desce na portaria e pede pra o porteiro não deixar ninguém subir, depois você volta aqui pra ajudar a gente.

Yoongi falou e eu apenas balancei a cabeça concordando. O que estava acontecendo? Achei que um deles teria colocado aquela camera pra vigiar o restante dos garotos, mas não, eles estão tão confusos quanto eu.

Fiz o que o hyung pediu e voltei pra ajudar os outros. Em torno de 12 cameras minúsculas foram encontradas espalhadas pela casa e também alguns microfones pequenos.

Quando vimos que não havia mais nada, entregamos todos os objetos ao Hóbi, que parecia estudá-los com maestria. Estranho, eu não sabia que o Hóbi entendia tanto de tecnologia assim!

- Alguém pode explicar pra gente o que tá acontecendo aqui? - Namjoon perguntou e eu e Tae apenas concordamos com ele pedindo respostas aos outros.

- Vamos, falem logo, o que tá acontecendo aqui? - Tae perguntou também.

Eu quis perguntar muitas coisas, mas tomei a decisão de tentar manter a calma e esperar uma resposta boa o suficiente pra entender que porra tinha acontecido!


Notas Finais


Eita! Oq será q eles vão responder?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...