História Uma Rosa Nem Tão Delicada - imagine bts - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 166
Palavras 764
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Luta, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Capítulo 19.2


Já fazia horas que estava jogada em sua cama completamente imóvel. Ela sentia-se estranhamente vazia.

Tocava involuntariamente o pequeno anel pendurado por uma fina corrente em seu pescoço, aquilo a acalmava de certa forma.

Aquele anel... Ele fazia parte das lembranças que ela perdeu, ou pelo menos que continuavam embaçadas em sua mente. 

Um lugar em específico, vinha repetidas vezes sempre que fechava os olhos. Era como se seu subconsciente a mandasse ir lá, era como se suas memórias mais preciosas estivessem ali.

Seu coração estava inquieto, tão inquieto que ela descidiu seguir seus instintos e sair de casa.

Olhou as horas em seu aparelho constatando que já passavam da meia-noite. Riu fraco ao lembrar que hoje seria seu aniversário.

Caminhou até a janela, não é como se ela fosse pela porta principal, seria muito suspeito. 

Seu quarto ficava no segundo andar, não havia nada em que ela pudesse se segurar para descer, por sorte, não era tão alto.

Ao pular, acabou por se desequilibrar, como consequência, suas mãos, que foram usadas para se equilibrar na aterrissagem, ficaram feridas. 


O percurso que fazia era extremamente familiar, mesmo achando nunca ter estado alí. 

Depois de mais alguns minutos, pôde perceber que estava parada em frente a um pequeno parque cheio de árvores, arbustos e flores.

Caminhou um pouco, até chegar em uma parte onde os arbustos eram densos e as árvores enormes. 

Era como se estivesse mergulhada em uma completa melancolia, era como se já tivesse vindo diversas vezes ao parque.

Onde parecia ser o fim do local, havia a maior das árvores do parque. Era estranho, algo em seu coração dizia para seguir em frente mas.... Como?

Observou um pouco melhor, até que avistou um pequeno fio de luz a centímetros de onde estava. Afastou alguns galhos secos e viu que havia uma passagem de tamanho médio, era óbvio que ela cabia ali, mas precisaria se abaixar um pouco.

Em poucos segundos atravessou o buraco, dando de cara com o que mais parecia de um jardim abandonado. Os arbustos alí formavam um pequeno labirinto, impossível de se perder já que as paredes eram baixas demais, em seu centro estava uma árvore que parecia estremamente velha, suas raízes eram grandes e bonitas.

A cada passo que dava, sentia um aperto no peito, sua visão ficava cada vez mais embaçadas pelas lágrimas que ameaçavam cair... Mas... Porque?... Porque se sentia tão triste estando alí?

Alguns flashes passavam rapidamente por sua cabeça, em um deles ela estava correndo junto a um garotinho, entretanto ela não podia ver quem era, ele estava de costas. Os dois estavam felizes.

Ao estar frente a frente com a grande árvore, pode ver uma data gravada na madeira, era o dia de seu aniversário.

Sua cabeça dava voltas, algumas lágrimas caim por seu rosto. O que era aquilo tudo?


Do outro lado da árvore havia uma pequena cabana, estava quase caindo aos pedaços.

-Suga..... - sussurrou sem perceber

O vento forte bagunçava completamente seus cabelos, fazendo  alguns fios ficarem grudados em seu rosto molhado pelas lágrimas. 

Ela andava em passos lentos e descompassado em direção a pequena construção.

- Suga.... - sussurrou outra vez, o nome que não parava de se repetir em sua cabeça.

Quanto mais se aproximava, mais tinha a impressão de estar escutando o choro de alguém.

- Suga?.. - dessa vez sua voz saiu clara.

- (S/n)?.... - a voz soou tão distante que teve a impressão de estar ouvindo coisas. - (S/n)?... - pôde ouvir mais claramente assim como o barulhos de passo se aproximando. - (S/n) é voc......

Ficou completamente chocada ao ver Min Yoongi parado a sua frente. Ele havia saído da casa.

Seus olhos estavam vermelhos e ele ainda chorava. Ao ver (S/n) parada a sua frente, sua primeira expressão foi de raiva, ele se sentiu completamente enganado, entretanto, ao analisar melhor a garota, notou o pequeno anel, que pela primeira vez ela não usava escondido por dentro da roupa.

Era como se seu mundo tivesse caído. Suas pernas fraquejaram ao ponto de cair de joelhos no chão. Ele chorava tão alto, seus soluços faziam a garota se sentir completamente desconcertada.

Era como se um ímã a puxasse em direção a ele. Ela andava em sua de forma automática, até estar junto a ele.

Mim a encarava como se ela não fosse real e pudesse sumir a qualquer momento.

(S/n) estava confusa com tudo acontecendo de uma vez, a cada lembrança que recuperava era como se um pedaço seu quebrasse. 

Seu coração doía, tanto quanto o do garoto a sua frente.

Eles se olharam tão profundamente, seus sentimentos pareciam exalar por suas orbes.

- Me diga.... Diga que você é real.... - Mim disse fraco, a tomando em seus braços logo em seguida.


Notas Finais


Oulaaaaaá amoressss
Espero que estejam gostando
Kissuuuuuus
até o próximo cap. 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...