História Uma segunda chance - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Orgulho e Preconceito
Personagens Caroline Bingley, Catherine "Kitty" Bennet, Charles Bingley, Charlotte Lucas, Elizabeth Bennet, Fitzwilliam Darcy, George Wickham, Georgiana Darcy, Jane Bennet, Lydia Bennet, Mary Bennet, Sr. Bennet, Sra. Bennet
Tags Darcy, Elizabeth Bennet Orgulho, Fitzwilliam Darcy, Lizzie, Preconceito
Visualizações 29
Palavras 740
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa tarde! Boa leitura.

Capítulo 7 - O Sol era a testemunha


Fanfic / Fanfiction Uma segunda chance - Capítulo 7 - O Sol era a testemunha

Lizzie Acordou, sua consciência voltando os fatos aos poucos em sua mente. Sentiu uma pessoa ao seu lado, e os braços a envolvendo. Ao se lembrar de quem se tratava, ela sorriu. Aquela tinha sido a melhor noite que tivera, ao lado do seu amor. Ela não conseguia acreditar, ele estava ali, ao lado dela, ela ouvia a respiração dele tranquila, ele ainda dormia. Sentia o perfume que exalava do corpo dele, Lizzie levantou o olhar para admirá-lo dormindo. Simplesmente belo, tão sereno, parecia um anjo, tão calmo, ele transmitia Paz. A paz que ela buscou por mais de dez anos, em lugares errados, essa paz agora estava ali diante dela, ela queria eternizar aquele momento.

Darcy acordou, mas ficou em silêncio observando atentamente as expressões de Lizzie, ela estava tão concentrada no que pensava, que não percebeu que o anjo em questão tinha acordado. Ele sorriu, não era um sonho, ela estava ali com ele, depois de uma noite de amor. Ela não tinha fugido, ela continuava enlaçada ao corpo dele. Darcy colocou a mão no rosto de Lizzie e sorriu, trazendo-a mais para si, dando-lhe um beijo carinhoso.

- Bom dia, Lizzie!

- Bom dia, Darcy!

Lizzie fitou Darcy, e se perdeu naquela imensidão azul, os olhos dele estava mais azul, parecia o céu de tão vívido que estava, havia um brilho naquele olhar, e era o brilho que um dia ela viu se apagar. Ele sofreu e era por culpa dela, ela não o merecia. Mas ele estava ali, com aquele brilho aceso novamente, para ela. A última coisa que Lizzie queria nesse momento era se separar dele, ela estava disposta a largar tudo, por ele. Para ficar com ele, para alimentar aquele brilho que outrora ela viu se apagar, que agora estava ali, muito mais intenso que antes. Ela amava aquele Homem, mas só percebeu quando achou que não o teria mais, mas ela teve uma segunda chance, era ele ali. E dessa vez, ela não ia desperdiça a oportunidade de ser feliz, e de fazê-lo Feliz. Lizzie ainda estava fitando aqueles azuis intensos, quando sorriu;

- Darcy, eu não quero nunca mais me separar de você! Eu preciso de você aqui, fui orgulhosa a dez anos atrás, e sofri por aquela escolha, mas você está aqui agora, e é com você que eu quero ficar. – Lizzie falou, enquanto fechava os olhos, inalando aquele perfume maravilhoso, que saia do corpo do seu amado.

Darcy estava irradiante, ela realmente amava ele, e o queria ao lado dela. A recompensa por esperá-la todos aqueles anos estava ali, a cada noite mal dormida, a cada lágrima e suspiros de lamentação, estava sendo recompensados agora. Ele a amava, e agora ela também retribuía o mesmo sentimento. Ela o queria, e ele não poderia estar mais feliz.

- Lizzie, eu sempre te amei! Nesses anos todos, eu nunca te esqueci um só minuto. Eu não vou deixar você sair da minha vida nunca mais. Eu quero acordar todos os dias ao seu lado. Seja minha Lizzie, para sempre?

- Eu já sou sua, Darcy! Eu sempre fui! Eu só não sabia. Mas eu já sou sua para sempre!

Os dois tinha compromisso, eles tinham que ir trabalhar, mas naquele momento nada mais importava, o mundo era só deles, só existia eles. Darcy a trouxe mais para si, e a beijou. Um beijo apaixonado, um beijo de saudades, aquele beijo era a demonstração dos mais sinceros sentimentos que ele tinha por ela. Eles se amaram mais uma vez, e mais uma vez, ali eles eram um só. Ali tinha a mais linda demonstração de amor, saudade e felicidades. O amor se fazia presente, e dessa vez eles aproveitaram a oportunidade, e se amaram intensamente, naquela manhã o Sol era testemunha, do amor mais puro. Do amor que sobreviveu a mais de dez anos, do amor que esperou com paciência, para se revelar. E agora estava ali, entre suspiros, carícias, e intensidade. Era recíproco, e continuaria recíproco até o fim da vida deles.

As juras de amor eram feitas em silêncio, eles não precisavam de palavras, eles demonstravam, o quanto se amavam, o quanto eles se queriam. E assim mais uma vez o amor venceu! O amor venceu a rejeição, a mágoa, venceu o orgulho. O amor, que naquele momento restaurou dois corações quebrados, transformando eles em um só. E não precisavam de palavras para saber disso, bastava fazer igual ao Sol, presencia-los!


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Eu ia fazer algo maior, mas não sei como continuar... Então parei por aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...