História Uma Semana - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Lullabyx
Visualizações 65
Palavras 987
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Fluffy, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


heey~ meus nenês, apareço aqui com uma oneshot maravilhosa do casal yoonmin, eles namoram fofinho e contra fatos não há argumentos, okay? ksksks
espero muito que gostem, fiz com muito amor 🌺
é isso, fiquem com essa delicinha.

Capítulo 1 - Gordo bipolar?


Park Jimin estava frustrado pela décima vez no dia, e o mesmo insistia em dizer que era falta de atenção ou culpava a faculdade, apenas pela mesma passar conteúdos gigantes, além de pedir inúmeras lições.

Seu amigo – Jung Hoseok – pregava na tecla de que isso era incomum do jovem, já que o mesmo era tão calmo e dócil, também amava a faculdade, e agora estava mandão, excessivamente carente e mudava de humor facilmente. Além de estar passando mal fazem alguns dias.

O ruivo dizia que era uma virose, ou um resfriado básico. Mas que tipo de virose ou resfriado é essa que muda seu humor drasticamente? Só Jimin sabia. 

Mas, Jung se deu por vencido e deixou sua curiosidade falar mais alto. 

– Jimin, por que não faz um teste de gravidez? – Jogou a bomba de uma vez. 

Park – antes jogado no sofá enquanto comia seu enorme pote de sorvete – se engasgou e começou a tossir freneticamente, cuspindo sorvete para todo os cantos.

– Tem merda na sua cabeça, Hoseok? – Mantinha a mão sob seu peito, onde escutava as rápidas batidas de seu coração, se acalmando aos poucos.

 Hoseok bufou e se sentou ao seu lado. – Jimin, sério, você tá passando muito mal nesses dias, sua fome aumentou muito, e também... – Pausou sua fala e levou seu olhar para qualquer outro ponto da casa. – Você tá mais carente, às vezes chato e tá chorando por tudo, ou irritado com tudo.

Jimin arregalou os olhos. – Tá me chamando de gordo bipolar? 

– O quê? Não! – Hoseok balançava as mãos em sinal de negação. – Eu só.. – suspirou. – Apenas faça, Jimin, precisamos ver o que você tem, já que não quer ir ao médico.

Park, já irritado com essa situação, largou com certa força seu pote na mesa e bateu as mãos nas suas coxas, bufando. – Tá, cacete. Vai comprar aquela porra pra mim, Hoseok. – Revirou os olhos dramaticamente. 

O mesmo sorriu um pouco por tê-lo vencido e convencido. – Por falar nisso, eu já comprei. – Coçou a nuca rindo fraco, esperando pela bronca do ruivo. 

E o jovem apenas o olhou com mais raiva nos olhos, demonstrando o quanto queria o matar agora. – Tá brincando, mano? – Jung negou. – Mano, ah.. – bufou, bufou e bufou. – Quer saber? Me dá logo, não vamos brigar e acabaremos logo com isso, sim? – Sorriu. 

"Mas o quMeu Deus, ele não tava bravo?" – Hoseok pensara.

Jung assentiu e pegou sua bolsa que estava localizada no chão, encostada no sofá em que estavam, retirando da mesma a embalagem do teste. 

O mesmo o entregou e Jimin olhou o teste com certo receio e insegurança. – O-Ok. Vou lá fazer. – Hoseok seguiu o ruivo até o banheiro. – Ô caralho, você não vai ver eu fazendo essa miséria aqui, não. Aquieta o cu aí. – "Mudou de novo" – pensou novamente. 

Jung apenas esperava por ele e pelo resultado, mas o mesmo estava demorando tanto que quase entrou no banheiro para ver o que acontecia, e então, quando estava caminhando até o banheiro, escutou um grito do Park. 

– Aí cacete, essa porra deu positivo! – Jimin gritou histérico.

Jung parou no caminho e suspirou, afinal, já esperava que desse positivo, mas não esperava por essa reação. Será que Jimin não quer o bebê? 

O mesmo bateu três vezes na porta e esperou que Jimin abrisse, e quando abriu, avistou o rosto do ruivo encharcado de lágrimas e seu nariz vermelho.

Ele ficou preocupado ainda mais. – Jimin? Fica calmo, vai dar tudo certo. – Passou a acariciar suas bochechas e secar as lágrimas que não cessavam em descer.

Park fungou e o abraçou forte – E se Yoongi não me quiser mais? E se ele me abandonar? O que vou fazer, Hoseok? – perguntava entristecido.

Jung sabia que Yoongi não seria capaz de fazer isso com quem mais amava, ele sabia até demais. 

– Hey, isso não vai acontecer – se afastou minimamente, secando novamente seu rosto e o olhando – Yoongi te ama muito e não será capaz de fazer isso. 

– E-Eu não sei, eu tô com medo. 

– Não fique, ok? Ele não fará isso. 

Ele assentiu e ambos ficaram a tarde juntos, Hoseok tentava acalmar o ruivo, insistia para que não fizesse o que ele queria: esconder a gravidez para o mesmo até que estivesse pronto para contar.

Sabia que Yoongi estranharia Jimin, mas foi pedido do mais novo e não podia negar, é a gravidez dele. 


***


Yoongi morava junto de Jimin, já que o segundo tinha espaço na casa para os dois e Yoongi morava muito longe de sua faculdade, já Jimin tinha a casa perfeita, era grande, se localizava perto das lojas e mercados, e inclusive, a faculdade de ambos. 

E com isso, o namoro só fortaleceu e o amor aumentou. Tanto que terão um filho.

Era sábado, fez uma semana que Jimin soube da gestação e está conseguindo escondê-la do amado.

Mesmo com tantas perguntas e estranhamentos da parte de Min, ele conseguiu.

Ambos estavam deitados e grudados no sofá, assistiam à TV e comiam uma pipoca gordurenta com chocolate e caramelo. 

Foi pedido de vocês já sabem quem.

Mas isso estava enjoando o Park e o mesmo teve que correr para o banheiro, ou vomitaria tudo o que comeu no chão ou no sofá. 

Yoongi ficou preocupado com Jimin e foi de encontro ao mesmo, encostando no batente da porta, vendo Jimin lavar sua boca. 

– Amor? Está tudo bem? – Yoongi se desencostou e caminhou até o ruivo. 

– Sim, Yoongi. Desculpe por isso, a pipoca não me fez bem, acho que exagerei no doce junto do salgado. – riu fraco tentando disfarçar seu enjôo momentâneo e sua tontura também.

– Amor... você está estranho ultimamente, está me escondendo algo? – Min perguntou com sua face preocupada.

– N-Não. – Por sorte, Yoongi o segurou, senão teria caído e desmaiaria. – U-Uou. – se sentia mais tonto e fraco.

– Jimin, o que está acontecendo? – O mesmo o segurou melhor e o sentou na privada, medindo sua temperatura. Mas, viu que não estava com febre e estranhou ainda mais. – Jim– o mesmo o interrompeu. 

– Yoongi, eu tô grávido de você.



Notas Finais


oh meus nenês, espero que tenham gostadooo~~~
comentem aí o que acharam, ficarei feliz em saber!!🌺
quero agradecer ao @iDesign pela capa maravilhosa <33
me perdoem caso o final tenha sido ruim;

tchau meus amores, amo vocês!

~szsz~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...