História Uma sina entre dois destinos - Capítulo 4


Postado
Categorias As Tartarugas Ninja, Smite
Personagens Anton "Bebop" Zeck, April O'Neil, Baxter Stockman, Casey Jones, Chris "Dogpound" Bradford, Donatello, Hamato "Karai" Miwa, Hamato "Mestre Splinter" Yoshi, Ivan "Rocksteady" Steranko, Kirby O'Neil, Leonardo, Michelangelo, Mona Lisa, Oroku "Destruidor" Saki, Personagens Originais, Raphael, Renet Tilley, Shinigami, Tang Shen, Tiger Claw (Garra de Tigre), Xever "Fishface" Montes
Tags Apriltello, Arannis, Florannis, Leorai, Ramona
Visualizações 6
Palavras 1.612
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(Aviso: imagem não oficiada, é so pra mostrar como ela é)


No capítulo anterior...



Donnie: oi Leo.

Leo: oi Mano, o que houve com seu dedo?

Donnie: é que tava tentando tirar um parafuso que uma invenção minha aí acabei me cortando, e eu vi aqui te perguntar se você viu o kit de primeiros socorros?

Leo: não vi não.

Leo: donnie, você por acaso pegou umas das minhas shurikens e minhas bombas de fumaça? Por que so encontrei três shurikens e duas bombas.

Raph: deve ser a mesma pessoa que também pegou minhas shurikens, quando cheguei eu so encontrei uma, o que é que vou fazer com uma shuriken.

Donnie: vocês já procuraram no quarto de vocês?

Leo: ja e não achei.

Raph: digo o mesmo.

Mikey: GEEEEEENTE, MEU GUANCHO DE ATAQUE SUMIU.

- como assim sumiu?

Mikey: não sei, eu sempre deixo no lugar de sempre e quando fui la, ele não estava la procurei pelo quarto inteiro mas não achei.

Donnie: pelo que vejo vocês não são os únicos que perderam suas coisas.

Mikey: gente... e se fomos roubado?

Donnie: por quem mikey? ninguém além dos nossos amigos sabem do nosso esconderijo.

Nina: GEEEEENTE

Leo: nina, você está bem? O que houve?

Nina: v-venham aqui.

Leo: nina, porque você trouxe o Tennis pra cá ainda dormindo?

Nina: ESSE NÃO É O TENNIS

Donnie: do que você ta falando?

Nina: mikey pode vi aqui, aperta o braço do Tennis.

Mikey: m-mas porque?

Nina: so aperta

Mikey: cara, parece até que você está apertando um bicho de pelúcia... O TENNIS VIROU UM BONECO

Raph: Sua mula, não é o Tennis ver se toca

Mikey: como você sabe?

Raph: ele mal se mexe como ele ia te responder?

Donnie: deixa eu ver... o responsável que vez esse boneco foi bastante gênio pra construir um aparelho que produz som de respiração, mas quem conseguiria?

Leo: essa não é a questão, as nossas coisas sumidas, um boneco do Tennis, não faz o menor sentido.

Mikey: será que o Tennis foi capturado?

Raph: é impossível isso acontecer, o clã do pé, os kraang sei la mais quem, nem sabem que temos um irmão caçula.

Nina: ou talvez o Tennis não tenha sido capturado, a mesma pessoa que fez esse boneco e a que pegou suas coisas.

Donnie: que foi o Tennis que pegou nossas coisas e que fez o boneco?

Leo: mas porque o Tennis ia querer pegar nossas coisas e faria um boneco dele?

Nina: talvez la no quarto dele possa ter uma pista, vamos la ver.

*fomos ao quarto dele chegando la começamos a procurar algo que nos ajude a descobrir*

Donnie: Ahn Nina... talvez o Tennis tenha feito isso de brincadeira, você não acha que está... exagerando?

- exagerando? Vocês acham que o irmão de vocês iam querer suas coisas e criar um boneco dele mesmo so pra brincar? eu conheço muito bem o Tennis, ele ia querer suas coisas por algum motivo.


Raph: ai desisto não encontrei absolutamente nada de pista, nina não é melhor desistimos? Não encontramos nada que pode nos ajudar.

- acho que não vai ser mais preciso a gente procurar.... porque eu ja encontrei a responda.... O TENNIS FUGIU PRA NOVA YORK.


Fique agora com o capítulo de hoje

Capítulo 4 - Nova amiga


Fanfic / Fanfiction Uma sina entre dois destinos - Capítulo 4 - Nova amiga

                P.O.V do Leo

Estávamos todos reunidos na sala, enquanto eu sentado no sofá com a nina tentando acalma-la que estava preste a surtar e os outros muito nervosos pela situação.

Raph: o quê que esse menino teve na cabeça de fugir pra nova York-fala nervosinho- ele pode acabar se machucando.

Mikey: e o pior é que a cidade é muito grande e ele pode acabar se perdendo por aí e ser visto pelos humanos- fala preocupado.

Donnie: eu nao to acreditando que o Tennis teria coragem de fazer uma coisa dessas, imaginem o que pode acontecer com ele.

Nina: nem me fale donnie, eu tô com muito medo que algo aconteça com ele, se não eu jamais me perdoaria... como ele pode fazer isso comigo... tanto que avisamos pra ele... tanto que conversamos... e ele acaba de fazendo isso -vejo lágrimas aparecendo em seus olhos de desespero e os outros ainda discurtido.

Todos nós estávamos muito preocupados, eu não to conseguindo acreditar que o Tennis fugiu pra nova York sozinho sem ninguém acompanhado, mas o que esse menino foi fazer la em cima? Ele sabe muito bem que ele está proibido de ir pra superfície e ele pode ser visto por alguem, até que uma coisa surgiu na minha cabeça, o sonho que eu tive hoje de manhã tem haver com essa fuga do Tennis pra nova York? Se for isso, é melhor irmos logo procura-lo.

- gente eu sei que vocês estão preocupados, eu também estou, mas invés de ficarmos aqui parados tevemos ir logo atras dele... mas antes temos que informar isso pro sensei

Nina: NÃO- grita nina que sai do sofá e fica na minha frente- vocês não vão dizer nada pro Mestre de vocês.

- mas por que? Ele também precisa saber

Nina: por que era minha responsabilidade tomar conta dele, eu prometi pra mae dele e pro yoshi que eu ia cuida-lo pra sempre e se ele descobrir que o Tennis fugiu ele vai ficar tao chateado que vai achar que eu não sei cuidar dele direito e ficará desapontado comigo- fala cabisbaixa.

Mikey: nina não diga uma coisa dessas, isso não é culpa sua.

Donnie: ele tem razão nina, não se culpe por uma coisa que você não tem nada a ver com ela

-é nina, não fica assim ta? E eu sei que o mestre não ficaria desapontado com você, porque você é a melhor cuidadora que alguem ja teve- me abaixo e levanto seu queixo

Nina: obrigada gente, fico muito feliz com isso- sorrir limpando suas lágrimas- mas por enquanto nao digam nada pro sensei de vocês, se não ele irá surtar.

Raph: mas e se ele descobrir?

Nina: ele não vai descobrir, vou da um jeito, enquanto isso vao para a superfície e encontram o Tennis o mais rápido possível vivo e inteiro

- pode deixar nina, nós não voltaremos sem ele, né equipe-olho pra eles me levantando e concordam com a cabeça- vamos la equipe.

Fomos em direção a entrada pulamos em cima das catracas e corremos atéa superfície em busca do nosso irmãozinho.

          Fim do P.O.V do Leo

                [\\\\\\\\\\\\\]

              

              P.O.V do Tennis

Fui abrindo meus olhos devagar, minha via tudo embasado, mas foi melhorando aos poucos, minha cabeça doía um pouco, noto algo diferente e percebo que eu não estava na cidade, estava numa sala muito esquisita que tinha paredes metalicas com umas ligacoes roxas, não fazia a mínima ideia de como eu vi parar aqui, me levando e vi que eu estava encima de uma maca.

- onde eu tô?... que lugar é esse?- falo olhando pro lar sem entender, começo a lembrar do acontecimento- eu tava passeando na cidade... uns moços esquisitos com armas lasers tavam me atacando... cai de um prédio... e acordo esse lugar estranho.

Lembro do laser que atingiu meu braço direito, levanto a manca do casaco, quando olho, a area atingida estava enfaixada.

- hum... não me lembro de ter enfaixado- fico pensativo por uns segundo, e fico com um pressentimento que eu que tem alguém aqui, além de mim, com muitos pensamento que rolava na minha cabeça, alguém grita pelo meu nome.

???- "TENNIS"

Levo um susto pelo grito, quando fui olhar onde via, era a Melody que estava em uma mesa presa numa gaiola, desço na maca e corro até la.

- Mel, o que aconteceu?- falo preocupado.

Melody: "SO ME TIRA DAQUI POR FAVOR, VOCÊ SABE QUE EU TENHO FOBIA DE GAIOLA"

- fique calma, vou achar um jeito de tirar você daí- vejo as minhas coisas que estavam em cima da mesa, abro minha mochila ligeiramente e procuro algo que possa abrir o cadeado da gaiola.

Melody: "anda logo"

- calma- tava tentando procurar o mais rápido, eu so precisava de algo pontudo coisa assim, fui no fundo da mochila sentir uma coisa pequena, acabo achando um clipe, talvez serve, ja vi nos filmes pessoas abrindo cadeado com clipe e grampos de cabelo, entortei o clipe, enfiei no buraco e fiquei mexendo até que abra.

Melody: "anda Tennis, depressa"

- calma, to tentando fazer o que posso-falo estressado- porque que a maioria das coisas so acontecem nos filmes e não acontece na vira real?

Melody: "invés de ficar aí falando, ME TIRAR LOGO DESSA JOSA"

- e inves de ficar me enchendo, TÁ PRA CALAR A MERDA DESSA BOCA DESGRAÇA, NÃO VER QUE ESTOU TENTANDO TE TIRAR DESSA JOSA- grito irritado.

melody: "desculpa é que tem... espera aí me chamou de quê? E que palavra voce usou?"

- dane-se o que eu disse, so preciso eu me concentrar e...- Me interrompo com um barulho de porta se abrindo, olho pra tras, uma porta se abrindo sozinho, fico sem reação ja puxo minhas shurikens que estavam na mesa e fico em posição de luta.

Quando a porta se abre toda, entra alguem, uma menina que era alta do que eu, tinha pele escura, cabelo todo cacheado castanho escuro, olhos castanhos, que vestia uma blusa lilás com uma blusa branca de mancas cumpridas vestida por baixo, um short jeans, uma calça leque que via até os joelhos e tênis brancos, concentrada mexendo num aparelho, andou uns centímetros e parou levantou a cabeça e viu a minha presença.

???- AH ja acordou, que maravilha- fala com um sorriso alegre no rosto.

- quem é você? que lugar é esse? E porque minha amiga está na gaiola?- ameaço apontando minhas shurikens pra ela.

???- calma eu não vou te machucar, eu irei explicar tudo que você queira saber, mas antes abaixe suas armas.

Melody: "não escuta ela Tennis, essa estranha me prendeu e queria me fazer de rato de laboratório"

???- eu posso entender tudo que diz ratinha e eu seria incapaz de fazer uma coisa dessas- fala expressando seria.

- espera, você entende tudo que ela fala?

???- claro

- e.... e eu achando que eu era único que entendia e- fico impressionado,mas depois volto a ficar serio e como o perdido da estranha, abaixei minhas armas- chega de papo furado e diga logo quem é você que lugar é esse?

???- permita que me apresente, meu nome é Deyse e você está na minha casa, eu que te trouxe pra cá.

-prazer em conhece-la Deyse, sou Tennis e essa é minha amiga melody- apresento de uma forma pacifica- e porque você nos trouxe pra cá?

Deyse: então, eu estava na cidade quando ouvir barulhos de tiro, vi você sendo atacado por aqueles caras e seguir vocês ate um predio onde voces foram encurralado, vi você caído no lixo e resolve te trazer aqui pra cuidar da sua ferida e esperar você acordar, so que sua amiga rata não deixava e ficou me atacando então eu a prendir para uma causa justa.

- agora entendi, e àqueles caras que estavam me atacando?

Deyse: bom, eles acharam que você morreu e foram embora talvez.

- mas se você estava lá, por que não apareceu la?

Deyse: é uma longa história.

- entendo... e você sabe quem eram aqueles moços com armas lasers que estavam me atacando?

Deyse: sim eu sei... eles são kraangs.

- kraangs? O que são esses kraangs?- pergunto estranhando

Deyse: São aliens de outra dimensão que estão aqui na Terra.

- mas como é que eles se parecem humanos?

Deyse: eles ficam dentro de um robô que são controlados pelos poderes psíquicos que os kraangs tem... São chamados de kraangdroide que alguns tem aparência de humanos pra poder se misturar com a humanidade, so achei uma péssima ideia de deles ter criado todos idênticos.

- caramba- fico boquiaberto e surpreso- por isso que desconfiei pelo modo que estavam me encarando e pelo rosto que rascou que tinha partes de metal invés de ser parte humana.

Deyse: exato, você até que é inteligente Tennis.

- obrigado, a propósito como voce sabia que eram aliens?

Deyse: também é uma longa história, e a propósito, como uma criatura fofa e inocente como voce faz andando por aí pela cidade sozinho, pode ser muito perigoso pra alguém da sua alaia

- bom é que...

Melody: "ahn gente, se vocês repararem eu ainda to pressa"

Deyse: ah desculpa- ela puxa uma chave no seu bolso e abre o cadeado.

Melody: "ah finalmente, eu ja estava ficando angustiada"- ela sai e vem pros meus ombros.

Deyse: ah e uma coisa que me deixou curiosa, sabe aquele campo de força?

- aquele que apareceu do nada la no prédio?

Deyse: sim, é um poder seu?

- Ahn não, eu não tenho poderes e nunca tive- respondo totalmente sem entender.

Deyse: mas parece que você tem- ela pega o aparelho e fica mexendo- enquanto você estava inconsciente, peguei uma amostra do seu DNA pra analisar, e vi que esse campo veio de você.

Não estava acreditando no que tava ouvindo, mas se isso for mesmo verdade, não sei se eu considero uma coisa boa. Fico passado com os olhos arregalados sem reação e vem um monte de pensamentos na minha cabeça

- então... eu tenho... super... poderes- falo espantado e ao mesmo tempo feliz da vida.


Continua....


Notas Finais


Desculpa pela demora é que como eu disse (ou eu não disse, porque não me lembro), eu posso demorar na fanfic por falta de tempo e inspiração.

Mas eu espero que gostem e que entendam a minha situação, criar fanfic não é nada fácil pra mim e pros outros que tem.

Sayonara😙😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...