História Uma Suicida - Capítulo 58


Escrita por:

Postado
Categorias A Dança da Morte
Personagens Personagens Originais
Tags Suicídios
Visualizações 34
Palavras 245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Atenção essa história veio da minha cabeça nada disso aconteceu de verdade... Talvez alguém pode se familiarizar com a história caso você conheça alguma pessoa que sofra isso chame a POLÍCIA

Obgda por ler

Capítulo 58 - Lágrimas de socorro (História)


Uma jovem menina sofria estrupo pelo seu próprio pai a menina se chamava Luisa e ela tinha apenas 12 anos sua inocência acabou graças ao seu pai que a estrupava. Sua mãe morreu com câncer,seu irmão estava no exercíto.Seus professores achavam que estava acontecendo alguma coisa pois ela se queixava de dores todos os dia ela ia pra escola com manchas no corpo até que um dia seu pai a pegou enquanto ela estava dormindo e começou com aquilo dnv seus gritos davam pra ouvir em todo o cômodo da casa suas lágrimas queimavam seu rosto.Ela criou coragem e pegou um lápis e enfiou na cabeça de seu pai Luisa pegou seu celular e seus fones e uma mochila e colocou algumas roupas dentro colocou uma garrafa de água e comida dentro da mochila pegou uma caixa de cigarro e um isqueiro colocou no bolso do casaco e pegou a carteira de seu pai aonde tinha dinheiro suficiente pra ela.Ela abriu a porta e saiu no jardim tinha uma corda aonde ela costumava brincar junto com seu irmão então ela pegou a corda e saiu passou alguns meses e ela sempre tinha o pesadelo que seu pai a o estrupava então ela sem aguentar mais isso pegou a corda e correu até uma ponte amarrou a corda no pescoço e pulou saiu em todos os jornais na cidade até chegar em seu irmão passou 6 anos e seu irmão morreu em uma guerra na Síria.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...