História Uma suicida e um psicopata - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Auto-mutilação, Drama, Psicopata, Revelaçoes, Suicidas
Visualizações 70
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eai gente, então estamos aqui com mais um capítulo dessa história, espero muito que gostem fiz com muito carinho bjs

Capítulo 46 - "Ele acha que sou louca."


Fanfic / Fanfiction Uma suicida e um psicopata - Capítulo 46 - "Ele acha que sou louca."

        ~narração -isabela

-Isabela! Olhe bem como fala comigo! -Ela levanta uma de suas sobrancelhas. 

-Eu falo do jeito que eu quiser com você! 


Ela levanta a mão e dá um tapa no meu rosto, a força foi tanta que acabo caindo sentanda no chão. 


Nessa hora alguem abre a porta, era Jack, ele pega minha tia bem fortço e práticamente arrasta ela para fora do quarto. 


-você está bem? -ele se a baixa e coloca a mão no meu ombro. 

-não.. -eu caiu em lagrimas. 


Ele me pega no colo e me coloca em cima da cama. 


-vai ficar tudo bem amor. -ele começa a passar a mão bem de leve pelo meu cabelo. 

-o que você fez com ela? -pergunto abrindo os olhos e o encarando. 

-não se preocupe, Jay está cuidando dela. 


      ~horas depois 

São exatamente 15:47, a empregada ja chegou, eu estava muito tensa, nunca pensei que minha tia seria capaz de fazer isso comigo, eu estou tremendo, a empregada ja fez uns três chás pra mim, de camomila, mais eu não consigo me acalmar, Jay levou ela pra algum lugar, só nao sei onde. 

-isa?

-jay?-eu me levanto e praticamente pulo nele. 

-ei, calma. 

-onde você estava??! 

-eu tive que levar sua tia pra outro lugar, ela ia acabar com sua vida se ainda estivesse aqui. 

-por que? 

-por que você enfrentou ela. -ele me coloca sentanda novamente na cadeira e me olha nos olhos. -isa. Você nao pode continuar convivendo no mesmo ambiente que sua tia agora. 

-mas.... 

-eu e Jack arrumamos um lugar pra você ficar. 

-não, eu nao quero ficar longe de vocês! 

-não se preocupe, Jack irá ficar com voce. 

-mas, Onde?

-olha não sei como te explicar isso, mas, descubrimos o porque de voce ver essas "coisas".

-serio ? E oque é?? 

-Bem, a verdade é que quando você era pequena nao havia nenhum monstro, as sombras que você viu sua infância toda eram apenas coisas da sua cabeça, nao era real. 

-esta tentando insinuar algo?? 

-isa, você sofre desdo seus 8 anos de esquizofrenia. 

-Não, não pode ser verdade. -eu coloco minha mão sobre minha testa e fico plasma com tudo aquilo. 

-e-eu sinto muito isa. 

-o que voces vao fazer comigo?? 

-vamos ter que leva-la para um hospital particular, encare isso como um tipo de academia para jovens "diferentes". Porque a esquizofrenia não é o seu unico problema. 

-ah não!! Ainda tem mais??? 

-É, mais os medicos nao sabem dizer muito bem o que você tem, so sabem dizer que é um tipo de doença rara, você é o primeiro caso relatado sobre essa doença... 

-ai meu deus! !


Ele passa a mão no meu rosto e olha carinhosamente para mim. 


-eu vou ter que ficar sozinha lá? 

-não, jack vai com você. 

-pra que? 

-porque eles disseram que como seu caso é grave você podia levar alguém, mas acho que vai querer ir comigo né? Mas emfim, odeio dizer isso mais mesmo que eu te ame eu não posso ter um relacionamento com você nesse seu estado psicologico. 


Fico em silêncio, olhando pra ele com desgosto e ódio, é isso mesmo que eu ouvi? Ele vai me deixar por que acha que sou louca??  


-então quer que eu fique com você la... 

-não, nao precisa, eu prefiro ir com o jack. -não deixo ele terminar a frase, simplismente me levanto e vou para meu quarto. 


Me sento na cama e me perco nos antigos pensamentos, vocês lembram das lâminas? lá do começo dessa vida patética. É, eu sei que lembram, pois é senhoras e senhores, eu sou a louca agora, a suicida, a garota que um dia foi rosas mas hoje só restam os espinhos, eu nunca deveria ter me apaixonado, ou ter deixado jack por tanto tempo, eu sempre soube, que no fundo ele era o certo, mas a burra aqui prefirio ir pelo caminho errado, como SEMPRE. 


[...]


Jack entra no quarto e se encosta no meu armario. 


-que foi? -pergunto olhando com sarcasmo para ele. 

-então, nao vai arrumar suas coisas? 

-ah é, quase ia me esquecendo, vamos quando? 

-daqui a algumas horas. 

-Okey, ja vou me arrumar. 

-ta bom. 


Eu pego uma mecha do meu cabelo e coloco para tras da orelha. 


-você vai ficar ai?

-É, a não ser que tenha escolhido Jay pra ir com você, mesmo depois daquele fora que ele deu em você ali na cozinha. 

-ei? Você estava me espionando? 

-É, eu queria saber com quem você iria para a academia, ai acabei ouvindo demais. 

-pois é, percebi. Mas não escolhi ele, escolhi você. 

-por que eu? 

-porque aquele idiota me acha doida talvez? 

-isa, nao minta pra mim, eu te conheço a mais tempo que aquele cafajeste, eu sei quando você está mentindo. 

-eu não estou mentindo. 

-está sim, está escondendo alguma coisa de mim. 

-E o que acha que é? 

-tenho varios palpites. 

-tipo?

-huuum. Acho que você mesmo depois de tanto tempo ainda sente algo por mim. 

-o que? Da onde tirou essa idéia? 

-paredes tem ouvidos sabia? 

-hahaha. 

-Ta, da pra ver nos seus olhos, tem algo por trás deles e em breve vou descobrir o que é. 

-boa sorte então amor.

- oi? Você me chamou de amor?? Kkk

-aah desculpa, me esqueci. Kkkk


    ~alguns minutos depois. 

Finalmente arrumo minhas coisas, eu e jack rimos bastante, quase me esqueci do que Jay me disse, peguei tudo o que iria precisar, fiz três malas, uma só de roupas, a outra só de produtos pessoas e alguns eletronicos e a última umas coisas minhas e da Maia. 


-vai levar a maia? 

-claro, nao vou deixar ela aqui com minha tia e com o Jay. 

-okey então. 

-falta quanto tempo para irmos? 

-por que esta tão preocupada? 

-por que quero sair logo desse inferno. 

-ta, se quiser podemos ir agora. Mas eu dirijo. 

-ta bom. 


[…]


Ele me ajuda com as malas, levando elas até la na porta de saida, Jay nos vê e então se levanta e vem até nós. 


Ele cumprimenta jack. 


-jack, ja vou indo pro carro, eu nao quero me despedir dele. -digo falando bem baixinho no ouvido dele. 

-okey. 


Pego as malas e coloco no porta mala, abro a porta e entro dentro do carro.


          ~narração-Jack

-por que ela não veio se despedir de mim? 

-não sei. -digo mentido 

-duvido que você jack consiga a confiança dela outra vez. 

-hahah, eu ja consigui. 

-an?? 

-ela ainda sente algo por mim. 

-se ela sentisse algo por voce, ela não teria ficado abalada quando terminei com ela. 

-é e ela ficou, mais nao se preocupe quando ela conhecer minha cama de novo ela nem vai lembrar teu nome. 


    ~narração-isabela


Eu saiu do carro e vou até jack e Jay. 


-por que esta demorando tanto? 

-desculpa, tava tendo um Papinho com Jay. 

-hum, vamos? 

-claro


Eu me viro e Jack me segue com maia no colo. 


-deixa que eu levo ela. 

- ta bom. 


Pego maia no colo e me viro novamente andando até o carro. 


Jack não perde a oportunidade e dá um tapa na minha bunda. 


-ai. Kkkk -começamos a rir e Jay nos olha com mó cara de desgosto. 




Notas Finais


Estou aberta a criticas eagurmentos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...